Cuiabá, 16 de Setembro de 2014
  • Camila Cecílio

    Com os jornalistas do
    Grupo RDNews

    Camila Cecílio

  • Camila Cervantes

    Com os jornalistas do
    Grupo RDNews

    Camila Cervantes

  • Francis Amorim

    Com os jornalistas do
    Grupo RDNews

    Francis Amorim

  • Gabriela Araújo

    Com os jornalistas do
    Grupo RDNews

    Gabriela Araújo

  • Gabriele Schimanoski

    Com os jornalistas do
    Grupo RDNews

    Gabriele Schimanoski

  • Jacques Gosch

    Com os jornalistas do
    Grupo RDNews

    Jacques Gosch

  • Larissa Malheiros

    Com os jornalistas do
    Grupo RDNews

    Larissa Malheiros

  • Patrícia Sanches

    Com os jornalistas do
    Grupo RDNews

    Patrícia Sanches

  • Talita Ormond

    Com os jornalistas do
    Grupo RDNews

    Talita Ormond

  • Tarso Nunes

    Com os jornalistas do
    Grupo RDNews

    Tarso Nunes

  • Valérya Próspero

    Com os jornalistas do
    Grupo RDNews

    Valérya Próspero

MINISTÉRIO PÚBLICO | 27/12/2013, 11h:21 - Atualizado: 27/12/2013, 17h:14

MPE reajusta alimentação para R$ 1,2 mil; aumento atinge 9%

   Em ato administrativo publicado neste mês de dezembro no Diário Oficial, o procurador-geral de Justiça, Paulo Prado, aumentou o auxílio-alimentação dos promotores, procuradores e servidores do órgão em 9%. O beneficio no valor de R$ 1,1 mil subiu para R$ 1,2 mil mensais, o que corresponde a R$ 40 por dia. O novo valor passa a valer a partir de 1º de janeiro.

  O custo do benefício, somente com promotores e procuradores é de R$ 260,4 mil mensais. Anualmente, o valor chega a R$ 3,1 milhões.

  Prado garante que os maiores beneficiados com o reajuste são os servidores. Ele explica que o valor é o mesmo para procuradores, promotores e servidores. Ainda segundo ele, para o aumento do benefício, foi levado em consideração o índice da inflamação no decorrer deste ano que chegou a quase 6%. Também teriam influenciado o aumento da cesta básica e a majoração do quilo do alimento nos restaurantes.

  Segundo Prado, o reajuste não precisou passar pela apreciação do Poder Legislativo porque já havia um limite autorizado pela Assembleia e o acréscimo respeitou o teto. O curioso é que o valor recebido pelos membros do MP é 2,5 vezes maior do que o recebido pelos magistrados estaduais que hoje é de R$ 475. No Tribunal de Justiça, o auxílio alimentação para os juízes e desembargadores foi instituído este ano. Antes ele contemplava apenas servidores.

  Sobre a diferença significativa entre o auxílio-alimentação dos membros do MP e dos membros do Judiciário, Prado salienta que “o TJ oferece um valor menor porque tem muito mais servidor e por isso o impacto na folha é bem maior. Nós que somos um órgão menor, mais enxuto, dá para valorizar mais o servidor”.

  Além do auxílio-alimentação, os membros do MPE recebem outros cinco benefícios sendo eles transporte, moradia e ajudas de custo quando mudar de cidade e para aquisição de livros e materiais didáticos. Somados, os seis benefícios incorporados podem acrescentar quase R$ 10 mil aos salários que variam entre R$ 18 mil a R$ 25 mil de acordo com o cargo, tempo de serviço e entrâncias em que atuam.

Promotores e procuradores têm salários de até R$ 25 mil

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Gilmar Brunetto | Sexta-Feira, 27 de Dezembro de 2013, 21h02
    0
    0

    Para os usuários do MT Saúde a contribuição do Estado é inconstitucional segundo o Tribunal de Contas, porém para alguns só falta agora o auxilio amante.

  • Elson Pereira | Sexta-Feira, 27 de Dezembro de 2013, 15h48
    0
    0

    Entendo que os doutos promotores devem ter um cardapio balanceado, visto cumprirem uma rotina exaustiva, que não permitem deslocarem até suas residências e efetuarem as ditas refeições nelas, como todo brasileiro trabalhador que sobrevive com mísero salario minimo, o que representa para uma familia composta de três membros, de almoço e janta individual no valor de R$12,00 para tds, lembrando que inexiste a palavra café da manhã, mas como colaboramos menos para o crescimento deste Brasil inusitado, que Autoridades ganham cada vez mais e trabalham cada vez menos, como dizia um velho apresentador da TV Brasileira "ISSO É UMA VERGONHA", que faz o Estado são o povo, então mobilizemos e mostremos que somos um povo pacífico, ordeiro, consciente, mas cansado das roubalheiras dessas figuras.

  • Hans Maier | Sexta-Feira, 27 de Dezembro de 2013, 14h37
    0
    0

    Não é à tôa que o Sr Paulo Prado está muito, mas muito, acima do peso. Vejam a foto, que fofura.Estou cada dia mais envergonhado com as chamadas "autoridades" deste país.

  • cELSO bIZARRO | Sexta-Feira, 27 de Dezembro de 2013, 12h50
    0
    0

    O Pessoal lá em cima só tão que aumenta salários /benefícios para eles, sabedores de que existe inflação, agora e nós cá embaixo não merecemos tambémpt

  • Celino Teodoro de Melo | Sexta-Feira, 27 de Dezembro de 2013, 11h48
    0
    0

    Eles trabalham domingo e feriado? R$ 40,00 X 30/dias = R$ 1.200,00...Isso é sacanagem com a maioria do cidadão de MT e do Brasil em geral...Enquanto a maioria ganha um salário mínimo por mês, essa cambada vai embolsar, quase 2 salários mínimos só para comer...São, realmente um bando de comilões, sem o que fazer, só pensam em se esbaldar...Às custas, é claro do pobre e esfolado cidadão de MT...Vão trabalhar, cambada de sem o que fazer e deixem de surrupiar os cofres públicos...

  • Ezequiel Salomão da Silva Salomão da Sil | Sexta-Feira, 27 de Dezembro de 2013, 11h41
    0
    0

    Caro colega Romilson porque voCê não faz uma pesquisa sobre esse absurdo, se a população aprova ou não essa palhaçada do "MISTÉRIO PUBLICO".

  • Ezequiel Salomão da Silva | Sexta-Feira, 27 de Dezembro de 2013, 11h35
    0
    0

    Nãoooooooooooooooooooooooooooooooo acriditooooooooooooooooooooooooooooooooooo!

| 16/09/2014, 14h:49 - Atualizado: 23min atrás

Assembleia deverá receber ao menos 15 novos deputados - saiba quem são cotados


A Assembleia deve receber ao menos 15 novas caras, que passarão no teste das urnas de 5 de outubro para atuar na próxima legislatura. Mesmo com 336 candidatos para as 24 cadeiras, é possível arriscar quem serão eleitos e/ou reeleitos ou que apresentam chances reais de êxito nas urnas, considerando estrutura logística e financeira de campanha, coligação, potencial eleitoral, histórico e serviços prestados. Dos 24 parlamentares, 9 não buscam novo mandato, o que contribui para expectativa elevada do percentual de renovação, podendo chegar a 65%.

A coligação considerada mais “pesada” é a que reúne o blocão de 5 partidos: PT, PR, Pros, PMDB, Pros e PC do B. Nos bastidores, acredita-se na conquista de ao menos 10 vagas. E entre os mais cotados estão 8 deputados. Os “novatos” desse grupo com possibilidades de garantir vaga são o advogado Francisco Faiad, o ex-secretário de Governo de Sinop, Silvano Amaral, os ex-prefeitos Zózimo Chaparral (Barra do Garças), Altir Peruzzo (Juína) e Valdir Barranco (Nova Bandeirantes), além do vereador cuiabano Alan Kardec.

O PSD, que lançou chapa pura, espera conquistar entre 4 e 6 vagas. Os maiores destaques são os já deputados Walter Rabello e Zé Domingos, o suplente Luizinho Magalhães, e também os novatos Janaína Riva e Meraldo Sá.

assembleia composicao

Em meio a uma "inflação" de candidaturas, surge relação dos mais cotados para deputado estadual

A tríplice-aliança PSDB-PDT-DEM reúne condições de assegurar até 5 vagas. E os que mais se destacam são os já parlamentares Guilherme Maluf, Zeca Viana e Dilmar Dal Bosco. Também estão no páreo Wilson Santos, Carlos Avalone e o cacerense Leonardo Albuquerque. 

A chapa PSB-PP pode conquistar entre uma e três vagas. Na lista dos mais cotados estão o empresário Eduardo Botelho, o ex-reitor da Unemat Adriano Silva e os ex-prefeitos Max Russi (Jaciara) e Oscar Bezerra (Juara).  A chamada Frentinha, com 5 partidos e liderada pelo Solidariedade, deve fazer um deputado, cuja vaga estaria sendo disputada entre Zé do Pátio e Adalto de Freitas, o Daltinho. Saiba mais no quadro acima.

Postar um novo comentário

| 16/09/2014, 13h:57 - Atualizado: 01h atrás

Secopa ganha 15 dias para contratar nova empresa responsável por perícia em obras


A Secopa terá mais 15 dias para contratar a empresa especializada em perícia a fim de elaborar laudos de segurança dos viadutos e trincheiras em construção em Cuiabá e Várzea Grande. A prorrogação do prazo foi submetida e anuída pelo Pleno do TCE e liberada, nesta terça (16), pelo relator das contas anuais da Secopa, conselheiro Antônio Joaquim.

Segundo o secretário da Secopa, Maurício Guimarães, a extensão do prazo é em razão de duas empresas demonstrarem interesse no serviço, contudo, solicitaram visitas in loco, que devem ocorrem nesta semana, em todas as obras antes da elaboração do orçamento. Maurício ressalta ainda a importância de atendê-las, visto que é pequeno o rol de empresas especializadas em perícia.

A contratação por parte do Governo foi determinada pelo conselheiro em decorrência das notícias de possível desabamento do viaduto da Sefaz, que está interditado desde agosto devido às rachaduras na estrutura. A estimativa de reestruturação do elevado é de 4 meses. Além disso, conforme Antônio Joaquim, a perícia irá apontar soluções para eventuais problemas detectados nas obras.

Em paralelo ao trabalho do TCE, o Ministério Público também faz acompanhamento nas obras. Neste sentido, os órgãos fiscalizadores estudam a hipótese de processar os responsáveis pelos caos gerados à população. (Com Assessoria)

Após interdição de viaduto, TCE quer perícia em todas as obras da Copa

Postar um novo comentário

| 16/09/2014, 12h:27 - Atualizado: 02h atrás

TRE autoriza candidatura de Meraldo à AL


Rodinei Crescêncio

meraldo_capa.jpg

Ex-secretário Meraldo Sá ganha aval para disputar as eleições deste ano

O TRE acolheu os embargos declaratórios impetrados por Meraldo Sá (PSD) que, agora, está apto a disputar a eleição deste ano como candidato a deputado estadual. A decisão do juiz federal, Pedro Francisco, ocorre após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) ter concedido liminar ao social-democrata, suspendendo os efeitos da condenação por porte ilegal de arma, que havia barrado o seu registro de candidatura.

O aval para Meraldo, ex-secretário de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, foi indeferido pelo TRE por ter tido decretada a suspensão dos seus direitos políticos em razão de condenação criminal, que ainda tem recurso a ser julgado. Na primeira decisão, ele foi penalizado com prestação pecuniária no valor de 10 salários mínimos e prestação de serviços à comunidade.

De acordo com o relator, Pedro Francisco, houve omissão no acórdão recorrido, na medida em que não se pronunciou sobre o confronto entre as certidões negativas expedidas pela Justiça Comum e as anotações constantes dos registros da Justiça Eleitoral.

“Nessa mesma linha de compreensão, diante na suspensão dos efeitos da decisão condenatória, posteriormente comprovada nos autos, o acórdão que denegou o pedido de registro de candidatura encontra-se em contradição com a prova dos autos, circunstâncias que impõem o acolhimento dos declaratórios”, diz trecho da decisão do juiz.

Postar um novo comentário

| 16/09/2014, 10h:45 - Atualizado: 04h atrás

MP solicita a suspensão de contrato de R$ 22 mi da Prefeitura de Sinop com Oscip


Rdnews

Juarez Costa hj2

Prefeitura de Sinop, sob Juarez Costa, já ultrapassou o limite de contratações

O Ministério Público, por meio da 4ª Promotoria de Justiça Cível de Sinop, ingressou com ação contra o prefeito Juarez Costa (PMDB). O objetivo é requerer a suspensão do contrato firmado entre a prefeitura e a Agência de Desenvolvimento Econômico e Social do Centro-Oeste (Oscip Adesco). O MP sustenta que a contratação, ao custo de R$ 22 milhões, tem por finalidade a terceirização de pessoal para a prestação de serviço público.

De acordo com a promotora, Audrey Illity, a prefeitura vem burlando a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), no que se refere ao limite estabelecido para gastos com pessoal. Além disso, segundo ela, a cidade não realiza concurso há quase sete anos. “Não bastasse esta situação caótica e até surreal, o município celebrou a referida parceria com o objetivo de terceirizar servidores para desenvolverem atividades-meio e atividades-fim da administração pública”, diz a ação.

Segundo a promotora, serão terceirizados 250 cargos, que, na gestão pública de Sinop, têm direito a Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos. Até o momento, a Oscip Adesco já realizou processos seletivos para preenchimento de vagas de auxiliar administrativo, de consultório dentário, biomédico, farmacêutico bioquímico, enfermeiro, técnico em enfermagem, técnico de laboratório e odontólogo.

No decorrer da instrução do inquérito civil, o Ministério Público requisitou informações da Unidade de Controle Interno de Sinop e comprovou que, desde 2013, a prefeitura vem extrapolando o limite máximo de despesas com pessoal, que é de 54%. No terceiro quadrimestre de 2013, atingiu 55,46% e, no primeiro quadrimestre deste ano, 56, 895%.

Conforme a promotora de Justiça, a omissão do Executivo em realizar concursos já levou o Ministério Público a ingressar com duas ações civis públicas contra o município. “Além de ardilosa e absolutamente imoral, reafirma um cenário de absoluto descaso quanto à prestação de serviços públicos em Sinop, de consequência descaso em relação à população, descaso quanto os princípios da administração pública”, acrescenta.

Além da suspensão dos efeitos da parceria firmada entre o município e a Oscip, o MPE requereu ao Poder Judiciário que determine a imediata regularização dos limites estabelecidos na Lei de Responsabilidade Fiscal. No julgamento de mérito, o MPE pleiteia a declaração da ilegalidade da parceria e a devolução aos cofres públicos de todos os valores despendidos com a parceira.

 Além do prefeito Juarez, foram acionados o secretário municipal de Saúde, Francisco Specian Junior; o presidente do Conselho Deliberativo da Oscip, Donizete da Silva; e a Adesco.

O telefone do prefeito Juarez Costa estava desligado  e não retornou a ligação para comentar a denúncia. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • josé carlos | Terça-Feira, 16 de Setembro de 2014, 14h49
    0
    0

    O MP tem que proibir a prefeitura de entregar o sistema de Àgua para iniciativa privada, sofremos muito no passado com a falta da água e agora que estamos com fartura vai vender, ai vamos pagar caro. e o pior é que nenhuma cidade com concessão da água esta contente com esta mudança.

| 16/09/2014, 07h:17 - Atualizado: 08h atrás

Fidelidade é entre político e eleitor

olga_artigo_domingo

Olga Lustosa

Sem protesto público, sem provocações, oposição e desafios, a democracia morre. Diria que, quase sem exceções, os políticos brasileiros estão provando do próprio veneno ao não levarem a sério a reforma partidária. O sistema político é irremediavelmente antiquado e esta é uma das razões do distanciamento entre os políticos e o cidadão e entre o cidadão e o voto.  As campanhas eleitorais hoje estão demasiadamente despolitizadas e a principal lição a aprender não é ideológica, mas prática. O estado pode ser popular, pode ser grande, mas tem que funcionar. Temos que pagar impostos, mas os serviços públicos e privados, sobretudo educação, saúde e transportes devem ser decentes; os programas de benefícios devem existir, porém, devem ser colocados em bases sólidas para evitar o comprometimento das políticas públicas em favor de gerações futuras. É preciso combater a desigualdade com um modelo de estado eficiente e ágil. É crucial que o governo esteja disposto a acabar com a corrupção.

Muitas pessoas e toda a classe política está consciente dos problemas gigantes que fragilizam o sistema político vigente, que vão da impunidade à maneira nada convencional pela qual os empresários ricos controlam a política, promovendo o financiamento de campanhas. Porém, a reforma política está emperrada e é empurrada desde que inicialmente fora trazida à tona, décadas atrás. Enquanto isso vê-se uma desordem constituída e legalizada, com a atuação de 32 partidos compondo o quadro político brasileiro. É do entendimento do  ministro do STF e presidente do TSE,  Dias Toffoli, que as decisões judiciais andam em desacordo com a realidade do mundo político, que o horário político na TV virou business e que a discrepância entre as coligações regionais e a nacional é cada vez maior. Ao falar sobre a fidelidade partidária, disse que a proliferação dos partidos ocorreu porque a Justiça determinou que se mudar de partido, o político eleito perde o mandato, mas se criar partido, não. Então, eles criam partidos.   

Temo que haja um abismo cada vez maior entre os grandes partidos e o eleitor, porém está cada vez mais tênue a linha que separa alguns setores que se dizem oposição mas tem relação íntima de negócios com o governo. Para mudar as práticas políticas talvez seja necessário renovar e renovação não tem ligação direta com idade, mas com perspectivas e estabelecimentos de novas formas de fazer política. Convenções mais democráticas e transparentes seria um bom começo e de fato, é onde as candidaturas começam. Depois, é só abandonar as velhas práticas ortodoxas de poder excessivo, de familiocracia, direita e esquerda e favorecimento aos aliados. A aliança deve ser com o povo, fundada em boas ideias para dar fôlego novo ao espectro político. 

Olga Borges Lustosa é cerimonialista pública e escreve exclusivamente neste Blog toda terça-feira - olga@terra.com.br

Postar um novo comentário

| 15/09/2014, 19h:00 - Atualizado: 06h atrás

Ao vivo, presidente do Sintep-MT, Henrique Lopes, responde perguntas dos internautas


Arquivo/RDNews

henrique - sintep

Henrique Lopes do Nascimento, que é o presidente do Sintep-MT, ao vivo no RDTV desta 3ª - participe

O RDTV desta terça (16) conta com a participação ao vivo do presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso, Henrique Lopes do Nascimento, para repercutir os números do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que apontaram o Estado abaixo da meta projetada para 2013 em alguns casos, e os investimentos feitos pelo Governo do Estado no setor.

Para colaborar com esse bate-papo, que começa às 8h30, basta acessar o endereço www.tv.rdnews.com.br ou clicar no botão RDTV no topo do portal RDNews. Simultaneamente, o programa é transmitido para a Baixada Cuiabana por meio da TV Mato Grosso (canal 27).

Além disso, o programa traz os detalhes do treinamento realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) com os técnicos responsáveis pela transmissão via satélite dos dados das urnas eletrônicas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia das eleições-2014.

Postar um novo comentário

| 15/09/2014, 18h:29 - Atualizado: 15/09/2014, 18h:35

TSE já defere candidatura de Zé do Pátio


Reprodução

ze_patio_justica_500.jpg

 Zé Carlos do Pátio, ex-prefeito de Rondonópolis, disputa vaga na Assembleia 

A candidatura a deputado estadual do ex-prefeito de Rondonópolis Zé do Pátio (Solidariedade) acaba de ser deferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A decisão positiva, publicada nesta quarta (15), foi concedida monocraticamente pelo ministro Gilmar Mendes.

Segundo o magistrado, o candidato preenche todas as condições para ser eleito e exercer o cargo ao qual pleiteia, além de não incidir em nenhuma causa de inelegibilidade. “O registro de sua candidatura não merece nenhum adjetivo, a não ser ‘deferido’”, disse, em trecho da decisão.

 No despacho, o ministro cita ainda trecho do voto lembrando que esse cenário pode mudar e, que caso seja eleito, Zé do Pátio poderá ser cassado. "Por outro lado, isso não significa que o seu registro de candidatura ficará imune a mudanças. Caso a liminar que ele obteve venha a ser revogada, qualquer legitimado poderá, no veículo processual adequado pedir a desconstituição do registro ou, se for eleito, a cassação do diploma".

Essa decisão do TSE é referente ao requerimento de impugnação do Ministério Público Eleitoral (MPE), que se baseou na condenação, feita em 2012, por arrecadação e gasto ilícito de recursos de campanha nas eleições de 2008.

Postar um novo comentário

| 15/09/2014, 17h:36 - Atualizado: 15/09/2014, 17h:38

Taques e a nova linha do "contra-ataque"


Fernando Ordakowski

charge_taques_ludio_ataques.jpg

Candidato ao Governo  Pedro Taques reage a ataques de adversários, como Lúdio e agora Janete Riva

Os dois principais candidatos ao governo estadual entram na reta final da campanha disparando ataques mútuos. O debate realizado pela Rádio Mix Cuiabá FM, nesta segunda (15), foi uma prova dos embates acirrados entre Pedro Taques (PDT), líder nas pesquisas, e de Lúdio Cabral (PT), segundo colocado. E pela primeira vez Taques reagiu a todos os ataques. Se manifestou de forma tão dura, que nem parecia aquele candidato light no primeiro debate entre os concorrentes ao Governo, realizado pela TV Record Canal 10. Atrasada e correndo por fora, Janete Riva (PSD), também quer entrar nesta dança, mas dificilmente sairá do terceiro lugar, assim como foi com o marido José Riva enquanto disputava o pleito.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • joao da silva | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 20h03
    5
    2

    voce que pensa que nao vai sair do terceiro lugar espera para ver

FRAUDE | 15/09/2014, 16h:56 - Atualizado: 03h atrás

Operação Alexandria prende 22 pessoas por fraudes na Cultura - confira a listagem


Davi Valle/Rdnews

coletiva_pcj_cultura_2.jpg

Durante coletiva para esclarecimentos sobre Operação Alexandria os secretários das pastas Beto Machado (Cuiabá), delegado Gianmarco Paccola, Fabiano Prates (Estado) e delegado Roger Jarbas

 Polícia Civil confirmou o cumprimento de 22 dos 25 mandados de prisões temporária, decretados para a Operação "Alexandria", deflagrada nesta segunda (15), pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração (Defaz). Os agentes cumpriram ordens nas cidades de Cuiabá, Rondonópolis, Primavera do Leste, Nova Monte Verde, São José dos Quatro Marcos, Mirassol D Oeste e Paranatinga.

A operação também cumpriu sete buscas e apreensão e duas pessoas foram conduzidas coercitivamente para interrogatório. Todos os envolvidos identificados na investigação vão responder por crimes de bando ou quadrilha, peculato desvio, ameaça, crimes contra a fé pública e lavagem de dinheiro.

     O inquérito policial foi instaurado em abril deste ano, com denúncia da então secretaria estadual de Cultura Janete Riva (PSD), para apuram fraudes e desvios de recursos públicos obtidos por meio do Programa de Apoio à Cultura (Proac), da Secretaria de Cultura do Estado, apresentados nos anos 2012, 2013 e 2014.Um dos principais articuladores do esquema é conselheiro, Alceu Marcial Cazarin, e sua mulher Elaine Cristina da Silva Naves, que segundo as investigações geriram projetos no valor de R$ 1 milhão, entre os três anos.

    "As fraudes deram início através da participação de um dos conselheiros, que estava captando pessoas e montando projetos culturais, utilizando de proponentes, de produtores culturais frios, pessoas que não eram produtoras culturais. A partir daí se montava toda uma documentação para aprovar projetos de música, de audiovisual, de dança, de vários gêneros", explicou o delegado Gianmarco Paccola Capoani, durante coletiva na tarde de hoje, na sede da Diretoria Geral da Polícia Civil. Participaram também da entrevista o delegado Rogers Elizandro Jarbas e os secretários de Cultura Fabiano Prates, do Estado, e Alberto Machado, de Cuiabá

      Segundo o delegado, foram analisados 541 projetos culturais, sendo 337 da Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso, com movimentação total de R$ 15 milhões de recursos do Proac, dos quais a Polícia Civil identificou irregularidades em 49 projetos. Já na Secretaria de Cultura do município foram analisados 204 projetos com aproximadamente R$ 3,5 milhões em recursos públicos envolvidos. Destes 204, oito apresentaram irregularidades

    "A partir da liberação desses recursos se transferia ou sacava esse dinheiro, em espécie no banco, e esse dinheiro era repassado em pouca quantidade ao proponente, 'laranja', e retornando ao conselheiro principal da quadrilha já identificado no inquérito", completou o delegado.

    O delegado também informou que após a deflagração da operação, a Polícia Civil chegou a participação de um segundo conselheiro, que teria também lucrado com as fraudes em projetos culturais. "Tem um outro nome de um segundo conselheiro, que temos convicção de envolvimento nas fraudes", disse o delegado.
O delegado informou que há fortes indícios da existência de uma quadrilha que tem com "modus operandi" a captação de pessoas “laranjas” e subsequente “montagem” de projetos culturais “frios”, seguindo-se de seus respectivos pagamentos pelos cofres públicos a estas “laranjas”, que por sua vez repassam quase a totalidade dos valores aos líderes do bando, os quais contam ainda com o apoio de familiares para lavar o dinheiro.

    "Algumas pessoas têm envolvimento um pouco maior e algumas na abertura da conta e na movimentação financeira. Não são artistas, alguns tem ligações com a cultura, mas não são considerados produtores culturais. São pessoas de classe média, algumas mais simples, alguns mal saber ler, outras mais esclarecidas. Não tem um padrão", finalizou o delegado.

   Nome

A operação leva o nome da cidade egípcia Alexandria, uma das cidades mais importante do mundo, fundada por Alexandre, o Grande. A cidade é considerada o celeiro da cultura e onde está a maior biblioteca do mundo, a Biblioteca de Alexandria. (Com Assessoria)

Eis, abaixo, a lista dos presos: 

  • 1 - Alceu Marcial Cazarin
  •  2 - Elaine Cristina da Silva Naves  
  • 3 - Elben Arruda de Camargo
  • 4 - Edvan Conceição
  • 5 - Elizete Maria dos Santos
  • 6 - Mario Luis dos Santos Ferreira
  • 7 - Emanuelle Renner Silveira
  • 8 - Leonardo Renner Silveira
  • 9 - Charles Francisco Costa
  • 10 - William Dias Cardoso Silva
  • 11 - Douglas Sebastião de Almeida
  • 12 - Maykel Henrique Cazarim
  • 13 - Marcos Aurelio do Prado
  • 14 - Hellen Cristina Evangelista da Conceição
  • 15 - Sebastião Rodrigues de Arruda
  • 16 - Leidiane Eloiza Firmino
  • 17 - Laura de Figueiredo Scharrff
  • 18 - Luiz Carlos Pinto Alves
  • 19 - Eliel Alves de Sousa
  • 20 - Marilene Pereira Dias
  •  21-  Ana Paula da Silva Alves
  • 22-  Iolanda da Silva

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Inês Oliveira Martins(vovóantenada) | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 21h47
    2
    0

    Enquanto isso, não coseguimos terminar a trilogia de CASOS LEMBRADOS CASOS CONTADOS III, não aprovado pelo conselho nesse periodo.Interessante que aprovaram o primiero , o segundo e ot erceiro engasgou em alguma garganta por lá. como não sou de ficar insistindo engavetei o projeto, quem sabe agora com essa limpeza poderemos terminar a ideia que tanto interessa a Terceira Idade, ESSA MESMA QUE TEM UMA LEI QUE LHE DÁ PRIORIDADE.

  • Dornele$ | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 20h55
    5
    2

    Também deveriam fazer uma voltinha na SEEL. A coisa lá é bem mais cabeluda. O grande lance é otitentinha. Por que será?! Rrssrsrr!

  • anderson | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 18h40
    3
    4

    parabens a secretaria de estado de cultura.mais tem muito mais gente para dar esclarecimento.literalmente a casa caiu,tem q fazer um limpa nesse conselho de cultura uma vergonha.isso por que taques nem entro ainda no governo..

| 15/09/2014, 11h:20 - Atualizado: 15/09/2014, 16h:57

TRE homologa desistência de Riva; Janete registra candidatura e deve ser avaliada 3ª


Davi Valle/Rdnew

janete_governo_3.jpg

José Riva teve desistência do pleito homologada e Janete protocola candidatura

A coligação Viva Mato Grosso protocolou hoje (15) o registro de candidatura de Janete Riva (PSD) para concorrer ao Governo. Do TRE, o pedido segue ao Ministério Público Eleitoral para que emita parecer e, em seguida, volta à Justiça Eleitoral para apreciação monocrática de um juiz-membro. As informações são do advogado da chapa, José Rosa, que adianta que se houver impugnação, o grupo irá recorrer. Segundo o TRE, como o tribunal tem pressa na definição dos nomes de  candidatos devido ao abasticimento de informação das urnas eletrônicas, a tendência é que até amanhã o juiz responsável pelo processo já deva emitir um parecer.

O documento foi registrado após o Pleno do TRE homologar, hoje cedo, o pedido de desistência da candidatura de José Riva (PSD), que optou por deixar a disputa depois de ser impugnado pelo TSE. Ao invés de recorrer mais uma vez, o cacique do PSD decidiu lançar sua esposa ao Palácio Paiaguás para grupo se manter na briga.

De acordo com a defesa, o registro de Janete havia sido inserido no sistema Candex, do TSE, no sábado (13), para que fosse validado assim que a renúncia de Riva fosse apreciada. A legislação eleitoral determina que a substituição de candidaturas seja feita até 20 dias antes das eleições, ou seja, 15 de setembro, às 19h.

Enquanto o registro aguarda deferimento, Janete não pode participar de debates e nem confeccionar material de campanha, mas tem permissão para participar de eventos, atos políticos e pedir votos. Inclusive, o ato de lançamento de sua candidatura será realizado logo mais à noite, às 19h, no comitê central da campanha, localizado na Avenida Beira Rio, em Cuiabá.

Postar um novo comentário

PESQUISA MARK | 15/09/2014, 10h:57 - Atualizado: 04h atrás

Taques segue na liderança ao Governo e está com 35%; Lúdio chega a 28%, diz Mark

Pesquisa foi feita entre 10 e 14, ainda com Riva como candidato


A sexta pesquisa Mark, feita entre 10 e 14 de setembro, revela que Pedro Taques continua na liderança na corrida ao governo estadual. Ganhou mais 2 pontos percentuais na última semana e, na modalidade estimulada, detém 35,7%. O petista Lúdio Cabral continua em segundo, agora com 28,4%, ante 22%. A amostragem foi realizada quando José Riva ainda se apresentava como candidato e obteve 11,4%. Como teve o recurso negado pelo TSE, Riva saiu do páreo e lançou a esposa Janete ao Palácio Paiaguás. A próxima rodada incluirá o nome da nova candidata do PSD.

Foram ouvidos 1.165 eleitores de 75 municípios. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TRE, sob protocolo MT-00081/2014.

pesquisa_governador_10-14-set-2014

Nova amostragem da Mark com as intenções de voto estimulada e espontânea ao governo estadual

Do início de julho, após as convenções, até hoje, o melhor percentual de Taques pela Mark veio agora, com 35,7%, assim como de Lúdio, na casa dos 28%. Nesta amostragem, o candidato do Psol José Roberto aparece com 1% e o jornalista José Marcondes, o Muvuca (PHS), com somente 0,7%.

Na espontânea, Taques lidera com 20,9%. Lúdio tem 17%. Nesse caso, o universo de indecisos chega a 52,6%. Quanto à rejeição, Riva estava em primeiro, com 26,9%, seguido de Muvuca (9%). Em simulação de segundo turno, Taques ganharia hoje de Lúdio por uma placar de 39,4% a 33,5%.

pesquisa_governador_10-14-set-2014_municipios

Pesquisadores do instituto Mark ouviram 1.165 eleitores de 75 municípios entre 10 e 14 deste mês

Postar um novo comentário

Comentários (21)

  • Cuiabano | Terça-Feira, 16 de Setembro de 2014, 10h54
    3
    10

    Taques leva em 1° turno tranquilo ....vai ser uma lavada ......eu tô no 12 .......

  • analine | Terça-Feira, 16 de Setembro de 2014, 10h44
    7
    3

    Esse Taques é pesado! Tá quase sendo eleito por WO e não ultrapassa a casa dos trinta

  • Mauro | Terça-Feira, 16 de Setembro de 2014, 07h42
    0
    0

    Mauro, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Marcos | Terça-Feira, 16 de Setembro de 2014, 07h25
    4
    12

    Engraçado que o povo do Lúdio só comenta pesquisa da Mark. Ele só cresce neste pesquisas

  • dornele$ | Terça-Feira, 16 de Setembro de 2014, 07h25
    1
    3

    Rebeca Cantarini, Janete acredita na virada e aposta na militância para a vitória em 1º turno. Também acredito em Saci, na Mula-sem-cabeça. Que JE é inocente. Que Riva é ficha limpa. Que não tem nem um processo no lombo. Acredito em tudo mesmo!

  • jose alves da silva | Terça-Feira, 16 de Setembro de 2014, 07h13
    0
    0

    jose alves da silva, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Rebeca Cantarini | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 22h23
    2
    0

    Felipe, incluso alguns com parentes no ex-PCB...Estou assistindo o filme Lolita, você gosta ? Muitos gostam da estória.

  • anderson | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 21h56
    15
    4

    vamos cantar assim= " OLHA O LUDIO CHEGANDO... "OLHA O TAQUES SAINDO..." "OLHA O TAQUES CAINDO... "OLHA O LUDIO SUBINDO"...

  • Rebeca Cantarini | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 20h11
    23
    10

    E a pesquisa, mostra que no segundo turno, considerando a margem de erro, Lúdio vence. Além dos indecisos. Essa eleição está no papo.

  • Felipe Matos | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 19h36
    22
    8

    Agora que Lúdio esta crescendo nas pesquisas, com certeza o senhor Taques e o senhor Antero deverão começar a promover as famosas baixarias de campanha, típicas das eleições em MT. Vamos ver como o TRE vai se comportar.

PESQUISA MARK | 15/09/2014, 10h:56 - Atualizado: 15/09/2014, 16h:36

Wellington se firma na liderança com 31%


O deputado federal de seis mandatos Wellington Fagundes (PR) detém hoje 31,8% das intenções de voto para o Senado, 13,4 pontos percentuais de distância do segundo colocado, o vice-prefeito de Rondonópolis, Rogério Salles (PSDB), que aparece com 18,4%. É o que revela a nova pesquisa Mark, realizada entre 10 e 14 deste mês. Está em disputa uma das três cadeiras ao Senado com vencimento do mandato de Jayme Campos.

 pesquisa_senado_10-14-set-2014

Dados da pesquisa Mark, feita entre 10 e 14 deste mês, na estimulada e espontânea para o Senado

Wellington e Salles mantiveram praticamente os mesmos percentuais da amostragem da semana passada. O terceiro colocado, pecuarista Rui Prado (PSD), está com 6,1%. Gilberto Lopes (Psol) conta com 1,2%. Na espontânea, Wellington figura com 14,8%. Salles registra 6,8%. Quanto à rejeição, quem lidera é Rui, com 12,1%.

A margem de erro é de 3% para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%. Foram entrevistadas 1.165 pessoas de 75 municípios. A pesquisa está registrada no TRE, sob protocolo  MT-00081/2014.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • luisse prado marques | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 20h19
    6
    2

    eu já sabia q vai dar wellington fagundes mais o meu voto ele nao tem o meu candidato é rogério salles grata pela atençao

  • luisse prado marques | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 20h19
    3
    1

    eu já sabia q vai dar wellington fagundes mais o meu voto ele nao tem o meu candidato é rogério salles grata pela atençao

  • IVAN NUNES | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 16h30
    9
    4

    EU JÁ SABIA...E AINDA VAI AUMENTAR MAIS....

  • Victor | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 14h35
    11
    2

    Essa pesquisa os candidatos praticamente mantiveram os mesmos percentuais da pesquisa de semana passada e tem gente que vem falar que esta errada? tem gente que não sabe do que se trata e vem querer comentar coisas que não sabem

  • Thomas | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 14h32
    15
    1

    Pesquisa Dados , Pesquisa Mark estão de parabéns pela pesquisa , tenho certeza que está certa! Wellington só sabe cresce aqui na minha cidade e no Mato Grosso inteiro!

  • JOSE RUBENS | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 13h46
    3
    16

    Sei não...essa pesquisa tá com cheiro de pizza.

  • Dona Chica | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 13h20
    12
    3

    isso só mostra que o Wellington está preparado para o Senado o povo está contigo meu Senador!

  • Matias Defederico | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 13h16
    14
    1

    Vamos que vamos meu candidato para Senado é você Wellington Fagundes!

  • Estevão | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 12h44
    12
    2

    Vamos lá meu senador! Dalê Wellington Fagundes

  • Margarida | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 12h42
    11
    2

    isso ae meu Senador , rumo a vitória !!!

| 15/09/2014, 10h:26 - Atualizado: 15/09/2014, 11h:39

Polícia Civil identifica rombo de R$ 1,5 mi em fraude na Cultura Estadual e de Cuiabá


Assessoria

defaz policia civil secretaria cultura.jpg

Delegacia Fazendária faz buscas nas residências de investigados em Operação

A Polícia Judiciária Civil cumpre por meio da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Fazendária (Defaz) 34 ordens judiciais na manhã de hoje (15), sendo 25 mandados de prisão temporária, 7 mandados de busca e apreensão e 2 conduções coercitivas. A ação faz parte da Operação Alexandria, que investiga fraudes em projetos culturais nas secretarias de Cultura do Estado e de Cuiabá. 

De acordo com a polícia, os mandados são cumpridos nas residências dos alvos investigados na operação e não há buscas em órgãos públicos. O delegado Gianmarco Paccola Capoani, responsável pela apuração, afirma que ambas secretarias forneceram todos os projetos dos anos de 2012, 2013 e 2014. 

A averiguação começou em abril deste ano com a denúncia feita pela secretaria de Cultura do Estado, à época sob Janete Riva (PSD), e já identificou 49 irregularidades em 541 projetos analisados referentes ao período. As fraudes teriam sido cometidas através do Programa de Apoio à Cultura (PROAC), da pasta estadual. 

As pessoas investigadas vão responder por crimes de bando ou quadrilha, peculato desvio, ameaça, crime contra fé pública e lavagem de dinheiro. Às 14h30, o delegado concederá coletiva de imprensa na sede da Diretoria Geral da Polícia Civil para repassar mais informações sobre o caso. 

Às 11h34 - Desvio chega a R$ 1,5 milhão

Até o momento, a Polícia Civil identificou o desvio de mais de R$ 1,5 milhão. Entre os envolvidos está um conselheiro da Secretaria de Estado de Cultura e sua esposa, cujas nomes não foram revelados. Segundo o delegado, 337 projetos culturais são da SEC e 204 de Cuiabá. Ao todo, foram movimentados R$ 15 milhões de recursos do Proac. (Com assessoria)

Defaz investiga suposto esquema de desvio na Cultura; secretário reage 

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Márcia | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 11h23
    9
    5

    Finalmente uma pesquisa que mostra a verdadeira escolha dos eletores, e que em Mato Grosso a verdade aparece , e que Lúdio é o melhor para governar e o mais sincero.

  • CHICO DA SILVA | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 10h51
    2
    1

    CHICO DA SILVA, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Eleições | 15/09/2014, 09h:47 - Atualizado: 15/09/2014, 11h:30

A 20 dias do pleito, Pardal já registra 478 denúncias sobre irregularidades eleitorais


Faltando 20 dias para o primeiro turno das eleições 2014, marcado para 5 de outubro, o Programa Pardal já recebeu 478 denúncias referentes a irregularidades eleitorais, a maior parte voltada à propaganda eleitoral. O número de ocorrências não parou de crescer. Em 26 de agosto eram 258 denúncias, um crescimento de 85%.

A previsão é que as denúncias aumentem conforme a proximidade do pleito. Banners, faixas, cartazes, outdoors e placas correspondem a 67% das delações, 12% sobre “outras”, 7% sobre o uso da máquina administrativa.

A maioria das ocorrências continuam sendo feitas por eleitores de Cuiabá, Sinop e Várzea Grande. A Capital é a campeã com 205 denúncias. Em seguida, aparecem os municípios de Sinop e Várzea Grande com 33.  Um pouco atrás, estão às cidades de Cáceres com 20,  Tangará da Serra 11 e Pontes e Lacerda com 10. Outras 63 denúncias não tiveram o município identificado.

TRE

pardal-tre-15-09.jpg

Sistema Pardal do TRE já registrou centenas de denúncias de possíveis irregularidades de candidatos

Segundo informações do TRE, disponíveis no site, 50 queixas se transformaram em processos na Justiça Eleitoral, dos quais 24 chegaram ao fim, sendo arquivadas ou julgadas. Outras 25 estão em tramitação nas Zonas e uma tramita no Tribunal.

Para o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Juvenal Pereira da Silva, a população aceitou muito bem o dispositivo. “Isso demonstra a maturidade do eleitor; temos tudo para ter uma eleição sem que nada ocorra fora dos parâmetros legais”, disse.

Para o eleitor que quiser fazer qualquer tipo de denúncia sobre crimes eleitorais, basta acessar ao site do TRE e clicar no Programa Pardal. O denunciante pode enviar fotos, documentos, e-mails ou qualquer tipo de prova.  

O desembargador lembrou ainda, que além do Pardal há um convênio firmado entre o Gabinete de Gestão de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública para combater qualquer eventual irregularidade. “Essa parceria tem sido importante para evitar algumas ilegalidades como a distribuição de sacolões, tickets ou até mesmo de combustível”.

Postar um novo comentário

| 15/09/2014, 00h:00 - Atualizado: 15/09/2014, 06h:58

Candidatos jovens

sandra_artigo_segunda

Sandra Alves

Passando pela trincheira do bairro Santa Rosa, em Cuiabá, disse para meu filho: por que você não atua na política? O raciocínio buscava um jovem perspicaz, cheio de empatia, inteligente e disposto a construir. A resposta foi direta: eu iria brigar com muitas pessoas; um dia destes passei e vi um trabalhador deitado em cima da máquina no horário de trabalho; não me conformo!

Não é apenas uma impressão de que precisamos de jovens na política. Ao olhar as estatísticas do TSE vemos que 2% dos candidatos são jovens - pessoas com até 24 anos. Especificamente em Mato Grosso, nesta faixa etária, são 5 candidatos a deputado estadual e 2 a deputado federal.

Em outros dados, os candidatos na faixa de 40 a 44 anos contam 18,54%; de 45 a 49 anos, 19,27%; de 50 a 54 anos mais 15,12%. Sabemos que alguns cargos exigem idade mínima, mas mesmo assim os dados mostram que é pequeno o número de jovens atuando na vida política.

Como integrante da sociedade, vejo a necessidade de espíritos jovens, arrojados, empreendedores na política. Claro que é possível manter-se jovem apesar da idade, mas o fato de nascer já nesta sociedade plural e globalizada permite ao jovem ser livre de nossas experiências, não coadunando com situações que nós já vemos como evolução.

E não é uma situação específica de Mato Grosso ou do Brasil, o Papa Francisco conclamou os jovens do mundo, afirmou que os cristãos não podem "fazer de Pilatos, lavar as mãos": "Devemos implicar-nos na política, porque a política é uma das formas mais elevadas da caridade, visto que procura o bem comum".

Por outro lado, no papel de mãe, revi imediatamente meu posicionamento de engajar o filho na vida política. Não se trata de posição estável ou confortável, exige uma vida inteira de luta por um ideal, cobra a higidez de princípios, a sobrevivência num meio em que há corrupção e jogos de poder. Neste quadro, é difícil ter coragem de incentivar.

Quanto ao trabalhador deitado sobre a máquina, meu primeiro julgamento não é de se tratar de pessoa preguiçosa. O povo brasileiro é trabalhador. Acredito que faltou combustível, que o engenheiro responsável estava atrasado para passar diretrizes, que o chefe de algum departamento deixou de sair no sol escaldante da cidade para conduzir o trabalho, permanecendo no conforto do ar condicionado.

Conheço vários jovens que com sua camiseta e tênis percorreriam as cidades, os meios rurais, avaliando a necessidade social e fazendo propostas inteligentes e construtivas. Jovens que não se seduzem pela corrupção, preparados por suas famílias com o conhecimento técnico e o trânsito do convívio social. Jovens que podem fazer diferença.

Nesta eleição considero a possibilidade de votar em um jovem. Aos 35 anos percebo que a experiência é importante, mas a juventude possui papel fundamental. A sociedade precisa ser múltipla em todos os seus aspectos, especialmente na representatividade política. Enquanto mãe, oriento quanto à responsabilidade do voto e digo que precisamos de jovens inteligentes e dispostos na política!

Sandra Cristina Alves é defensora pública do Estado nomeada, tabeliã, registradora de imóveis, ex-analista do TJ/MT e escreve exclusivamente neste Blog toda segunda (sandrac.alves@terra.com.br)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Sandra Cristina Alves | Terça-Feira, 16 de Setembro de 2014, 10h26
    0
    0

    Obrigada Júnior e Antonio Roberto por dispensarem tempo para realizar comentários sobre meu pensamento. Favorável ou contra o que penso, suas críticas auxiliam em minha reflexão e também dos leitores. Abraços, Sandra Cristina Alves

  • Júnior | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 20h46
    1
    1

    Primeiramente, parabéns pelo texto. Fico feliz em saber que existem pessoas, que ainda acreditam na juventude, e buscam (esperam) dela uma nova realidade, com mais proatividade e comportamentos de responsabilidade perante a sociedade. Infelizmente, bem sabemos a dificuldade do egresso na campanha política, por envolver uma estrutura financeira à qual poucos, ou raros, jovens dispõem, sem contar nos incansáveis "jogos do poder", onde inúmeros candidatos fazem de tudo (com total ausência de escrúpulos) para atingir o êxito eleitoral (com insofismável ênfase maquiavélica). Ainda assim, compreendo vossa manifestação (e indignação), e sou totalmente favorável a participação da juventude, bem como espero a desalienação dessa geração, que na maioria dos casos tem preguiça de PENSAR. Por fim, parabenizo novamente pelo excelente ensaio e, aguardo juntamente com a Doutora (em respeito aos estudos alcançados) uma nova fase da política nacional.

| 14/09/2014, 16h:20 - Atualizado: 15/09/2014, 09h:17

Candidato ao Senado, Rogério Salles, é o convidado ao vivo do RDTV nesta segunda


Davi Valle/RDNews

Rogerio-Salles-12-08-2014-Davi-Valle-(9).jpg

Candidato ao Senado, Rogério Salles (PSDB), vai estar no estúdio do RDTV nesta 2ª - veja e participe

O candidato ao Senado Rogério Salles (PSDB) é o convidado ao vivo do RDTV desta segunda (15) encerrando a rodada de entrevistas com os postulantes à senatória. Na oportunidade, o tucano vai falar sobre os resultados das últimas pesquisas assim como repercutir as farpas trocadas com o principal adversário Wellington Fagundes (PR) especialmente no horário eleitoral gratuito.

Para colaborar com esse bate-papo, que começa às 8h30, basta acessar o endereço www.tv.rdnews.com.br ou clicar no botão RDTV no topo do portal RDNews. Simultaneamente, o programa é transmitido para a Baixada Cuiabana por meio da TV Mato Grosso (canal 27).

Além disso, confira uma reportagem especial sobre a participação dos candidatos a vice-governador e à primeira e segunda suplência do Senado nas eleições-2014.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Beto Vilela | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 09h21
    4
    0

    Sr. Rogério, qual será a sua linha de atuação para que nossa população tenha um tratamento de saúde e educação digno aos impostos praticados nos dias de hoje?

  • Marlon Eustáquio Figueiredo Neto | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 08h13
    4
    1

    Marlon Eustáquio Figueiredo Neto, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • William Souza Santos | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 07h50
    4
    2

    Bom dia! Sou produtor rural e servidor publico do Indea. Estive no debate promovido pela Famato! Quando perguntarao para o senhor o que o senhor achava sobre a defesa sanitaria animal do estado MT? O senhor disse que o que faltava no INDEA era gente capacitada e componente, e que se voces vencessem as eleicoes voces trariam gente competente para orgao. Gostaria de lhe informar que o INDEA tem os melhores quadro de defesa do pais! O senhor sabia que que quem montou o serviço de defesa de Rondonia ( IDARON-RO) foi servidor do nosso estado? O senhor sabia que boa parte do servico de defesa dos estado do nordeste contou com consultor do INDEA? O senhor sabia que chefe do servico de defesa sanitaria do pais hj e ex servidor do INDEA de Nova Xavantina? Como produtor gostaria que o senhor procurasse primeiro se informasse primeiro antes de criticar so por criticar, afinal os ultimos focos de aftosa que tivemos em MT foram no seu governo do PSDB!

  • antonio sobreira correa | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 07h31
    6
    0

    Senhor Rogerio sales, o senhor esta insistindo mto nesta questao de divisao do estado! O senhor nao a acha q esta fora do Tom? Este assunto foi um desejo do passado; da pooulacao da regioes menos assistidas e parte da classe politica. Felizmente este assunto de 20 anos atras por si só trouxe beneficios ao nosso estado, fazendo q gestores da epoca focassem uma melhor integracao de MT. Hj isso nao e uma realidade. Eu vejo que o senhor quer voto a qualquer custo e preço? Ja que o senhor ficou quase um ano como governador, eu lhe pergunto! O que o senhor realizou nesse periodo para integrar melhor nosso estado? Alem de vender as acões a preço de banana!

TCE | 14/09/2014, 16h:11 - Atualizado: 14/09/2014, 16h:18

Conselheiro diz que preconceito de que todo político não presta é de problemático


Davi Valle/Rdnews

antonio_joaquim_interna.jpg

Conselheiro Antonio Joaquim diz que bagagem na AL e Câmara Federal contribuiu com cargo no TCE

Os Tribunais de Contas dos Estados constantemente são questionados sobre as indicações de políticos para assumirem o posto de conselheiro, em detrimento de realizações de concursos públicos. Para o conselheiro que ocupa o cargo a mais tempo no TCE de Mato Grosso, desde 7 de abril de 2000, Antônio Joaquim, existem problemas nas indicações, contudo, a instituição cobra dos governantes e da Assembleia, Poderes que são responsáveis pelas indicações, seriedade na sabatina para a escolha dos postulantes.

Segundo ele, é necessário tomar cuidado ao fazer crítica a uma instituição, porque são elas que resolvem os problemas da República brasileira. “Quem erram são as pessoas e não os órgãos. O TCE é bom, às vezes algum membro que não é bom”. O cargo de conselheiro no TCE é um dos mais cobiçados entre os políticos. Isso porque a cadeira além de ser vitalícia, os salários ultrapassam os R$ 26,4 mil mensais, sem contar com o auxilio moradia no valor R$ 7,9 mil.

Em relação à realização de concursos públicos, o conselheiro questiona que se uma pessoa passa no certame e não tem experiência em cargos públicos, estaria preparado para assumir a vaga? Neste sentido, afirma que a sua biografia com passagens pela Assembleia, secretaria estadual e Câmara Federal, o deu experiência suficiente para ser conselheiro. “Este preconceito de que todo político é imprestável é de gente com problema”, dispara.

O conselheiro, no entanto, garante que a discussão acerca do assunto é válida, mas é preciso ter honestidade ao diferenciar a pessoa da instituição. Para sustentar a lisura dos Tribunais de Contas, Joaquim que foi presidente da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon), explica que foi aprovado no encontro das Cortas de todo Brasil, a ficha limpa para quem irá assumir as vagas.

Além disso, o decano ressalta que é fundamental indicar alguém com experiência e vocação, ao invés de escolher um amigo para resolver um problema pessoal. “Existe uma grande quantidade de político que não tem formação e nem age de maneira adequada, mas não existe outra solução a não ser a democracia e a política. É nela que você trabalha e resolve os conflitos, senão voltaremos à ditadura”.

Antonio Joaquim lembra ainda que há quatro anos os Tribunais reivindicam a criação do Conselho Nacional para o melhor andamento das Cortes. De todo modo, o conselheiro ressalta que nos últimos 10 anos o órgão finalizador teve uma evolução significativa, uma vez que os tribunais realizam auditorias concomitantes, cumprem prazos de julgamentos, incentivo do controle social. “Aprovamos 11 resoluções no sentido de aprimorar o trabalho de fiscalização. É preciso ver estes avanços”, conclui.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Francisco Belamiro da Costa | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 10h20
    2
    2

    Francisco Belamiro da Costa, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Elifas Ribeiro | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 10h11
    5
    0

    O dia que o tce parar com esse negócio de aprovar contas com 12 20 30 irregularidades e várias e várias e várias ressalvas ai a imagem do tce melhoraria 1.000,00 % MT é a única unidade da federação que praticamente possui 2 AL/MT

  • aninha do cpa | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 09h54
    5
    1

    Eu só queria ver o Nobre Conselheiro falando isso se ele recebesse ao final do mês 1 salário mínimo, dependesse de escola pública para seus filhos e netos, do super atendimento do SUS e da segurança pública disponível aos cidadãos comuns. #pimentanoolhodosoutrosérefresco

  • Antonio Roberto | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 09h06
    6
    1

    Sandra, quando você diz VOTAR EM UM JOVEM POLITICO, fico imaginando nos prodígios dos: EX-VER. RALF LEITE e EMANUEL PINHEIRO, dois JOVENS de muitos “talentos” para a politica. No contra ponto, penso nas experiências politicas dos VELHOS POLÍTICOS: CARLOS BEZERRA e JAIME CAMPOS, quantos “talentos” para a politica estes velhos possuem. O POVO DE MATO GROSSO SABE BEM QUEM SÃO OS JOVENS E OS VELHOS POLÍTICOS DESTE ESTADO! Os quatros políticos citados são apenas exemplificativos, pois, poderia falar de outros jovens e velhos aqui. A minha vista, sua matéria é tendenciosa e indutiva. Talvez eu esteja errado, não sei! Em um País, em que o VOTO É OBRIGATÓRIO, temos apenas um “faz de conta” de DEMOCRACIA.

  • juca | Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014, 09h02
    3
    1

    juca, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • marta | Domingo, 14 de Setembro de 2014, 21h12
    7
    2

    alem do problema de conselheiro ser politico, tem o supersalario, que a maioria no caso de mt, o executivo não passa de 3mil reais , e conselheiro ganha mais de 20mil....e nem tendo uns 20 anos de carreira.....esse é o problema, que deixa o servidor efetivo com disgosto....

  • Antonio Roberto | Domingo, 14 de Setembro de 2014, 21h07
    8
    3

    LEMBREI: Novelli, Albano e ANTONIO JOAQUIM foram indicados pelo ex-governador tucano Dante de Oliveira e ALENCAR SOARES foi indicado pelo governador Blairo Maggi.

  • Antonio Roberto | Domingo, 14 de Setembro de 2014, 21h02
    10
    1

    Conselheiro Antônio Joaquim Moraes Rodrigues Neto Deputado Estadual de Mato Grosso em 1986 e 1994 Deputado Federal em 1995 e 2000 Secretário de Estado de Infra-estrutura em 1996 Secretário de Estado de Educação em 1999 Atuação no TCE/MT Empossado em 07 de abril de 2000 - Indicação do Poder Executivo QUEM SERÁ QUE FOI O POLITICO QUE INDICOU O CONSELHEIRO ANTONIO JOAQUIM ? APENAS PARA LEMBRAR O NOBRE CONSELHEIRO, TODOS OS SEU PARES FORAM INDICADOS OU PELO PODER EXECUTIVO OU LEGISLATIVO! SERÁ QUE TENHO PROBLEMA? É ISSO QUE TEM QUE ACABAR CONSELHEIRO! NÃO SE TRATA DE PRECONCEITO...A MAXIMA É FATO!

  • Zé Poxoréo | Domingo, 14 de Setembro de 2014, 18h07
    11
    0

    Ele é ótimo, um bom piadista.

  • reinaldo | Domingo, 14 de Setembro de 2014, 17h48
    10
    1

    isso é conversa fiada todo mundo sabe que o tce e um orgão para acomodar politico no fim de carreira, a maioria deles nem sabe o que é contabilidade, essa é a verdade

defensoria | 14/09/2014, 08h:43 - Atualizado: 14/09/2014, 16h:19

Djalma é o único até agora com chapa no páreo para eleição na Defensoria Pública


Assessoria

djalma_ok_cp.jpg

Defensor-geral Djalma Sabo Mendes é único até agora com a chapa montada para eleição no órgão

Ao que tudo indica o atual defensor-geral Djalma Sabo Mendes deve ser reeleito para o segundo mandato à frente da Defensoria Pública de Mato Grosso. Acontece que até o momento é o único com chapa no páreo, uma vez que as inscrições ocorrem entre quinta (18) e sexta (19) da próxima semana. Neste sentido, Djalma vem fazendo movimentações a fim de dar continuidade no trabalho que já desenvolve na instituição. A eleição para escolha do novo defensor público geral e conselheiros da Defensoria será em 7 de novembro, das 13h às 17h30.

A resolução que regulamenta o pleito para o biênio 2015/2017 foi aprovada, na semana passada, pelo Conselho Superior da Defensoria. A partir da apuração dos votos, que será realizada imediatamente após o término da votação, será elaborada a liste tríplice com os nomes dos eleitos para defensor-geral, número de votos e critérios de desempate, se houver. Isso porque até 30 de novembro o governador Silval Barbosa (PMDB) deverá decidir quem ocupará o cargo pelos próximos dois anos.

Todos os membros da Defensoria Pública estão aptos a participar da eleição, podendo votar em até três candidatos para o cargo de defensor-geral e até seis para o cargo de conselheiro superior. O voto é direto, secreto, plurinominal e obrigatório para todos os defensores públicos do Estado.

Hoje são 154 defensores em Mato Grosso, além dos 206 funcionários comissionados. Com orçamento anual de R$ 75 milhões, a Defensoria tem autonomia funcional, administrativa e orçamentária própria. Em termos de comarcas, são 79 ao todo. Destas, Djalma reabriu 37 que ainda restavam e nomeou mais 45 novos defensores, preenchendo todas as comarcas no Estado.

Eleição

A votação será realizada somente na sede administrativa da Defensoria, localizada em Cuiabá, no Centro Político Administrativo. Compõe a Comissão Eleitoral, responsável pela condução do pleito e elaboração da lista tríplice, os defensores Aline Carvalho Coelho (presidente), Gonçalbert Torres de Paula (secretário) e Tânia Regina de Matos (membro).

O cargo de defensor público-geral é ocupado hoje por Djalma Sabo Mendes Júnior e o conselho superior é formado pelos defensores Danielle Pereira Vilas Bôas Biancardini, Erinan Goulart Ferreira, José Edir de Arruda Martins Júnior, Márcio Frederico de Oliveira Dorilêo, Márcio Bruno Teixeira Xavier de Lima e Tânia Regina de Mato.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Deodato | Domingo, 14 de Setembro de 2014, 21h34
    2
    3

    A "panelinha está fria"

INíCIO
ANTERIOR
1 de 714