Cidades

Quinta-Feira, 12 de Outubro de 2017, 08h:36 | Atualizado: 12/10/2017, 11h:00

Tragédias são obras humanas e Maria é um sinal de amor de Deus, define Frei

Líder religioso vê que país vive mal generalizado na política e defende que igreja oriente sem ser partidária

Gilberto Leite

frei Gilberto Bedin

Frei Gilberto Bedin administra paróquia Nossa Sra Aparecida e tem 19 anos de sacerdócio

Neste 12 de Outubro, comemora-se o 300° aniversário do dia em que a imagem de Nossa Senhora Imaculada Conceição Aparecida, padroeira do Brasil, foi encontrada nas águas do Rio Parnaíba, no interior de São Paulo. A data é importante para o calendário católico e considerada um dia para reflexão.

Como parte das celebrações, em Cuiabá encerrou ontem a novena realizada em honra à Nossa Senhora Aparecida, sob o tema Senhora Aparecida: Das Águas ao Nosso Coração. Também foi realizada uma missa campal às 5h da manhã de hoje na paróquia que leva o nome da padroeira.

Foi inaugurado ainda um monumento que simboliza o encontro da imagem. As festividades serão encerradas após a realização de uma dança teatralizada, que conta toda a história do encontro de Nossa Senhora.

Diante disso, o entrevistou o frei Gilberto Bedin, pároco e administrador da paróquia Nossa Senhora Aparecida, no Coxipó, e que completou neste ano 19 anos de sacerdócio. A paróquia tem 25 comunidades espalhadas pelo Coxipó. Todo fim semana, passam por essas comunidades cerca de cinco mil fieis.

Bedin falou sobre a importância de Nossa Senhora, como também ressaltou a imagem como ferramenta para recuperação da fé após tragédias, tais quais as vividas em Las Vegas, nos Estados Unidos, quando um atirador de 64 anos deixou cerca de 50 mortos e mais de 400 feridos durante o festival Route 91 Harvest.

Outra tragédia que assombrou o país foi a ocorrida em Janaúba, em Minas Gerais, quando um vigia ateou fogo na creche Gente Inocente e matou nove crianças e uma professora. Nesse sentido, o pároco destaca a importância do resgate da fé. “Essa tragédia que aconteceu no interior, aqui no Brasil, mostra a fraqueza humana, a ausência de Deus e falta de amor ao próximo”.

Para o frei, a imagem de Nossa Senhora é sinal de amor, ternura, cuidado e zelo. Ele falou ainda sobre a corrupção exacerbada no Brasil, desde a presente no meio político até à existente no dia a dia, como furar fila de banco. Por outro lado, o frei elogia o lado solidário do povo brasileiro e fala sobre o processo eleitoral que se aproxima no país . Frei Gilberto Bedin defende que a igreja oriente, mas sem partidarizar a discussão. 

Gilberto Leite

Igreja Nossa Senhora Aparecida

Nossa Senhora Conceição de Aparecida representa o povo escravo, o povo negro brasileiro

Há 300 anos, pescadores encontraram o que viria a ser a padroeira do Brasil. Como isso aconteceu e por que Nossa Senhora Aparecida ganhou este nome? 

Em São Paulo, lá no rio Parnaíba, interior de São Paulo, existia um homem poderoso que receberia umas visitas importantes. Ele conversou com os escravos e pediu para que fizessem uma comida típica brasileira. Assim, pediu que eles fossem pescar, mas o período não era de pesca. Os pescadores escravos sabiam que não iam conseguir pescar. Mas foram cumprir a tarefa, muito assustados porque, se não trouxessem peixes,  iam ser punidos. Lançaram várias vezes a rede e nada de pegar peixe. Mas eles tinham muita fé em Deus. Foi então que invocaram a mãe, não sob o título de Aparecida ainda, a mãe de Deus, que intercedesse pela necessidade deles. Aí lançararam a rede novamente. Depois de várias tentativas, encontraram um pedaço de imagem sem cabeça, feita de barro. Recolheram a imagem e novamente lançaram a rede e encontraram a cabeça. Aí juntaram a cabeça à outra parte encontrada e a levaram. Em outra tentativa, após encontrarem o corpo e a cabeça, lançaram a rede e os peixes vieram em fartura. Então, Maria tem essa característica negra porque foi encontrada na lama. Aparecida, porque apareceu e tornou-se Nossa Senhora Imaculada Conceição de Aparecida.

Maria tem essa característica negra porque foi encontrada na lama. Aparecida, porque apareceu e tornou-se Nossa Senhora Imaculada Conceição de Aparecida

Esse é o nome correto de Nossa Senhora e a Virgem Maria Mãe de Deus, mãe da igreja. Com isso, ela representa o povo escravo, o povo negro brasileiro. A maioria da população brasileira é negra, então, ela tem essa representação. E Maria em todas suas aparições, seja aqui, em Portugal, em Gadalupe, aparece nas necessidades de seus filhos. Ela sempre tem essa necessidade de interceder. Quem faz o milagre realmente é Deus, por intermédio de Maria. Maria intercede aos filhos para que ela possa fazer a sua parte. Para nós, Maria tem uma função muito importante. Para o catolicismo, Maria é venerada. Muita gente confunde com adoração. Mas nós adoramos só a Deus.

 Neste ano, o encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida completa 300 anos. Em um momento como este, onde o mundo vive momentos turbulentos, a exemplo do massacre que ocorreu em Las Vegas e a recente tragédia em Janaúba, em Minas, que tipo de ensinamentos e reflexão Nossa Senhora Aparecida traz para humanidade?

Para nós, que somos católicos, Maria é um sinal de amor de Deus feminino na humanidade, a ternura, o cuidado, o zelo. A gente percebe que a sociedade, no mundo político, econômico, social, ideológico, religioso, está com muitas perturbações. A gente entende que deva haver entendimento. Muitas vezes, em casos de tragédia, as pessoas se perguntam: Por que Deus permite que isso aconteça? Não, Deus nos criou à sua imagem e semelhança e Ele quer que nós façamos o bem. Então, todas essas tragédias são obras humanas. Deus não quer o mal, Deus quer paz. Maria, para nós, é uma proximidade maior de Deus. Deus, na verdade, está no alto. Marias, santos, a fé, nos aproximam, quando a realidade humana nos parece não mais iluminar, levar ao entendimento. Então, a gente percebe ainda, pela paróquia, que celebra 30 anos de fundação, a grande devoção dos que realizam novenas, que vão aos domingos à missa. Eles zelam por esse carinho e aconchego. Às vezes, o mundo não nos dá mais essa possibilidade. E Maria nos faz sentir acolhidos diante de tanta tragédia. Essa tragédia que aconteceu no interior, aqui no Brasil, mostra a fraqueza humana, a ausência de Deus e falta de amor ao próximo.

O momento parece ser obscuro, violento e de corrupção. Falta fé? Acredita que as pessoas têm se afastado dos ensinamentos de Nossa Senhora e de Jesus?

Gilberto Leite

Igreja Nossa Senhora Aparecida

Paróquia Nossa Sra Aparecida tem 25 comunidades e recebe 5 mil fieis nos fins de semana

O que a gente entende também é que falta amor ao outro, ao semelhante. Todos nós deveríamos ter um salário correto, bancando as necessidades mínimas e também a gente percebe que o ser humano perdeu o senso do amor ao outro e anda querendo assumir o papel de Deus na perfeição, achando que nunca vai morrer. A gente percebe no mundo, mais no Brasil, um grupo muito pequeno que contempla grandes rendas, grandes capitais em valores. Um grupo muito grande recebe muito pouco. Então, a gente encontra uma pessoa que ganha pouco, R$ 1 mil por mês, enquanto outra ganha R$  30 mil no mesmo período. A diferença é muito grande. A gente sente que o ser humano está um pouquinho mais egoísta. Estou olhando para mim e o outro, é o outro. Por outro lado, a gente percebe que o Brasil tem uma sensibilidade muito grande com a caridade. Ainda é um povo que se compromete, que ajuda nas campanhas. A gente vê pela paróquia. Tem um grupo que trabalha com os mais necessitados, temos um grupo de literatura e nós temos pastoral da criança. Ainda há pessoas que acreditam que possa existir um mundo melhor. São pequenas iniciativas. Parece que está tudo acabado, porém, nós temos essas iniciativas que ajudam o ser humano a criar um compromisso maior com o universo, com o meio ambiente e com a pessoa. A sociedade nos mostra: quanto mais eu tenho, melhor para mim. Na realidade, não deveria ser isso, deveria ser o contrário. A fé ajuda você a viver uma vida comunitária. Comunidade quer dizer vida comum e espiritual. Mas o povo brasileiro ainda é um povo solidário. Diante das dificuldades, a gente percebe como as pessoas ajudam. A gente tem uma ação voltada para crianças. Vamos arrecadar balinhas para dar a elas. As famílias vem com saquinho de bala, com seu briquedinho, para poder doar para uma criança que passa uma vida inteira sem um brinquedo. A gente percebe que é possível ainda uma transformação. Mas ainda há muita a avançar.

Cuiabá é uma das cidades mais católicas do Brasil. Tem festa de São Benedito, Santo Antônio, várias outras. Como manter a comunidade unida e fortalecer a igreja Católica?

Hoje nós temos muitas instituições religiosas, mas o conselho é comprometimento. Temos que viver nosso batismo exatamente como nossa fé. Tem outras denominações, porém se é católico praticante, não abandona a fé. Nós acreditamos em Deus em primeiro lugar. Nós temos de tentar buscar a vida na comunidade, né? E praticar o evangelho no nosso dia a dia.

O Brasil parece viver num mar de corrupção, que vai dos políticos aos cidadãos comuns. Como mudar este cenário?

Na questão política do Brasil, parece que está impregnado nas pessoas o jeitinho brasileiro: "Se eu não faço, o outro faz”. Acho que tem de haver uma guinada grande de mudança. Já está acontecendo, as pessoas estão brigando, estão indo às ruas. Não aceitar também a propina porque a gente acha que a propina só os políticos grandes aceitam. Mas as pequenas coisas que a gente faz no dia a dia também são consideradas propina: furar fila de banco, furar sinaleiro e assim por diante. Tem que haver uma reeducação. As crianças vão ter uma vantagem sobre a gente. Vão viver em um mundo de transformação sabendo que é errado o que os corruptos fazem.

Como avalia essa transição do governo Dilma para o Governo Temer? O Congresso errou?

A gente percebe no contexto geral que a transição foi complicada. Os dois têm lados negativos. Saiu um, entrou outro com as mesmas mazelas. Eles estavam juntos. A gente percebe que junto a perfeição não acontece, só que vai ter que haver uma mudança muito grande na atitude, mesmo, das pessoas quererem transformar e trabalhar para o Brasil.

Em Mato Grosso, a coisa não está muito diferente. Prefeitos, secretários, ex-governadores e o chefe do Executivo estadual envolvidos em escândalos. Qual sua avaliação sobre este momento?

A gente vê igreja que acaba assumindo cargo político e está no mesmo rolo. Vereador tem de legislar, fiscalizar a prefeitura, não só fazer favoritismos

Parece que nós temos um mal generalizado no governo federal, estadual e municipal. Porém, nós temos de olhar com claridade, olhar com discernimento, olhar e perceber quem é que nós colocamos lá na frente. Tem pessoas que tem uma ficha que parece presidiária. Olhar e pensar: essa pessoa que tem todos esses indícios é uma pessoa que não pode ser escolhida para representar a gente.

Acredita que as igrejas devem interferir e orientar os eleitores no próximo ano?

Nós não podemos ser partidários. Por outro lado, podemos orientar sim, por exemplo, o que é uma política. Nós conhecemos a realidade social em que vivemos. Agora, partido é outra história.

Concorda com a existência, cada vez mais forte, da bancada religiosa, puxada principalmente por evangélicos neopentecostais?

A gente tem que representar a nossa nação, o Estado e município, não a igreja. Por exemplo, um vereador, o eleitor não sabe o que esse parlamentar faz. Então, nós temos de ter consciência do que a pessoa vai lá fazer, representar o que? Então, a gente vê igreja que acaba assumindo cargo político e está no mesmo rolo. Vereador tem de legislar, fiscalizar a prefeitura, não só fazer favoritismos.

Nesta quinta, 12, o feriado de Nossa Senhora Aparecida é importante para o Brasil, que mensagem de fé ou recuperação dela o senhor pode passar?

Uma coisa importante é termos a consciência de dizer assim: o que não é legal para mim, está na Palavra de Deus, o que eu não gosto que me façam, não vou fazer com os outros.  Precisamos perceber que o outro também precisa ter uma vida digna, é muito importante olhar como eu quero viver a palavra como cristão, a palavra no dia a dia, no meu trabalho, na minha família. Tentar fazer ao máximo para ser uma pessoa honesta. Acho que isso a gente não aprende em faculdade. É berço. Acho que uma mensagem importante seria manter e reforçar a questão da família.

Gilberto Leite

frei Gilberto Bedin

Frei Gilberto Bedin, administrador da paróquia Nossa Sra Aparecida, no Coxipó, diz que não devemos fazer a outros o que não queremos que façam conosco

Galeria de Fotos

Credito: Gilberto Leite
12 de Outubro é uma data importante para o calendário católico, considerada um dia para reflexão
Credito: Gilberto Leite
Nossa Senhora Imaculada Conceição Aparecida, padroeira do Brasil, foi encontrada nas águas do Rio Parnaíba, no interior de São Paulo
Credito: Gilberto Leite
Neste 12 de Outubro, comemora-se o 300° aniversário do dia em que a imagem de Nossa Senhora Imaculada Conceição Aparecida foi encontrada
Credito: Gilberto Leite
Imagem de Nossa Senhora na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no Coxipó
Credito: Gilberto Leite
Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no Coxipó
Credito: Gilberto Leite
Celebrações a Nossa Senhora Aparecida tiveram novena e missa campal
Credito: Gilberto Leite
Paróquia Nossa Senhora Aparecida tem 25 comunidades no Coxipó e, todo fim semana, passam por essas comunidades cerca de 5 mil fieis

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Marcio | Quinta-Feira, 12 de Outubro de 2017, 11h28
    0
    2

    Idolatria sem fim. Os católicos, que não são cristãos, cultuam deuses como a "virgem da Babilônia", que também é chamada de Senhora, aqui no Brasil. Essa deusa se apresenta sempre como do sexo feminino e é adorada pelos católicos que a elegeram como padroeira. Eu não aceito a proteção dela. Tudo o que a Aparecida tem é para os católicos. O meu retentor,o meu padroeiro, o meu Deus chama-se Jesus Cristo. Espero que muitos católicos venham a se converter dos maus caminhos, que venham deixar aquilo que é abominação para Deus, o culto as imagens de esculturas.

Matéria(s) relacionada(s):

Derrota aos Viana e novo grupo político

leo bortolini curtinha   Léo Bortolini (foto), prefeito peemedebista interino, "enterrou" de vez o grupo dos Viana, ao vencer a vereadora Carmen Betti (PSC) neste domingo com 69% dos votos válidos, na eleição suplementar em Primavera do Leste. O peemedebista segue no comando do Executivo até 2020. Léo...

Adin para garantir 15% aos fazendários

rogerio gallo curtinha   Com a folha de pessoal "estourada", superando o limite prudencial da lei fiscal, o governo do Estado deveria agradecer ao TCE que, sob medida cautelar, suspendeu o reajuste de 15% concedido pelo Executivo aos agentes fazendários ao longo dos próximos dois anos, além de verba indenizatória...

Plano de se afastar para ser candidato

jayme campos curtinhas   Jayme Campos, hoje principal referência do DEM no Estado, revelou neste domingo que está decidido a se desincompatibilizar do cargo de secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande para "costurar" candidatura majoritária, seja ao Senado, seja para governador. A saída do...

Governo Taques avança na Segurança

gustavo garcia curtinha   A área de Segurança Pública, hoje sob Gustavo Garcia Francisco (foto), foi apontada pelo governador Taques como prioritária desde o início da gestão. Nos dois primeiros anos (2015 e 2016), aumentou o contingente policial, armamentos, serviços de inteligência e...

Empenho e solidariedade às famílias

pedro taques curtinha   O governador Taques acompanhou pessoalmente a operação policial na madrugada deste sábado, que resultou no "estouro" do cativeiro, na prisão dos assaltantes e na liberdade da empresária Milene Falcão Eubank, mantida refém por 13 horas. O secretário de Segurança,...

Estado perde seu único time na Série B

helmute fmf   Após quatro anos consecutivos na Série B, algo inédito na história de um time mato-grossense que não tinha representante desde 1994, o Luverdense foi rebaixado à Terceira Divisão. Precisava vencer para ter chance de seguir na Segundona, mas empatou nesta sexta, em 0 a 0, com o Guarani....

Taques ignora pressão e elogia Soares

luiz soares curtinha   Coube ao ex-prefeito cuiabano e apresentador do programa Resumo do Dia, Roberto França, tornar público o posicionamento do governador Taques quanto ao movimento de várias lideranças, especialmente de deputados, pela queda de Luis Soares da pasta da Saúde. No quadro "Bomba do Dia", apresentado...

Sintap defende servidores do Intermat

candido teles curtinha   O Sintap não defendeu Cândido Teles (DEM), presidente "inoperante" do Intermat que passou a usar a estrutura do órgão com pretensões eleitorais - é pré-candidato a deputado estadual, mas garante que, quanto aos servidores, estes são dedicados ao trabalho. Em nota, nega...

Pré-candidatura já ganha repercussão

mauro mendes artigo   A notícia revelada pelo Blog do Romilson de que Mauro Mendes, que deve se filiar ao DEM ou ao PR, está determinado a disputar o governo estadual e, sem alarde, começa a se distanciar de Taques, ganhou muita repercussão nos meios político e empresarial e no Palácio Paiaguás. Deu...

MAIS LIDAS