CONTEÚDO

Quarta-Feira, 13 de Setembro de 2017, 13h:30 | Atualizado: 13/09/2017, 19h:37

Assembleia

Após delação de Silval, Botelho diz que deputados atenderam seu apelo e retornaram ao trabalho

Marcos Lopes

botelho.jpg

 Presidente Eduardo Botelho comemora comparecimento de 19 deputados estaduais

O presidente da Assembleia,  Eduardo Botelho (PSB), afirma que os deputados estaduais atenderam o chamado para trabalhar normalmente. O pedido foi feito pelo socialista após vários colegas terem sido citados nas delações do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e de seu ex-chefe de gabinete, Silvio Correa, ambas homologadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

“Estavam todos os presentes, com alguns faltando, mas acredito que o número será maior nas próximas sessões.  Eu presidente que solicitei a presença deles e eles estão aqui para trabalhar”, disse Botelho após sessão vespertina de ontem (13), que contou com a presença de 19 parlamentares.

Com 19 presentes foi possível limpar a pauta prevista na Ordem do Dia com a votação de projetos de resolução, requerimentos, indicações e de projetos de lei em primeira e segunda votação.
Durante a sessão, dez projetos de resolução (PR) foram aprovados para a concessão de títulos para pessoas que com trabalhos relevantes no Estado.

Em segunda votação, foram apreciados oito projetos de lei (PL), dos quais dois foram aprovados, cinco arquivados e um foi retirado de pauta por Botelho para que pudesse ser avaliado pela consultoria jurídica da Mesa Diretora.

Já em primeira votação, os oito projetos de lei em pauta na ordem do dia foram aprovados e seguem o trâmite na Assembleia, passando pela apreciação da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e por nova votação em plenário, seja para o arquivamento ou para aprovação do projeto.

Presentes

Além de Botelho, a sessão contou com a presença dos deputados estaduais Guilherme Maluf (PSDB), Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), Valdir Barranco (PT), Wagner Ramos (PSD), Janaina Riva (PMDB), Mauro Savi (PSB), Leonardo Albuquerque (PSD), Zé Domingos (PSD), Baiano Filho (PSDB), Dilmar Dal Bosco (DEM), Pedro Satélite (PSD), Zeca Viana (PDT), Silvano Amaral (PMDB), Saturnino Masson (PSDB), Allan Kardec (PT), Sebastião Rezende (PSC), Jajah Neves (PSDB) e Adriano Silva (PSB).

Delação

Na delação premiada, deputados e ex-deputados foram acusados de receberem “mensalinho” na Gestão Silval. Alguns aparecem em vídeos colocando dinheiro em paletó, bolsa, mochila e até caixa de papelão.

Na última aparição de Botelho, na qual negou “mensalinho” continue existindo nesta legislatura, o presidente avaliou que o escândalo arranha a imagem da Assembleia.  No entanto, pondera que o descrédito da população com os políticos é geral.

Da atual legislatura, os deputados citados por Silval foram Sebastião Rezende (PSC), Mauro Savi (PSB), Wagner Ramos (PSD), Romoaldo Júnior (PMDB), Guilherme Maluf (PSDB), Dilmar Dal Bosco (DEM), além de Zé Domingos, Baiano Filho (PSDB) e Gilmar Fabris (PSD).

Mensalinho

O acerto é que cada deputado estadual receberia R$ 600 mil divididos em 12 parcelas de R$ 50 mil. O dinheiro vinha de propina paga pelas empreiteiras responsáveis pela execução do MT Integrado, programa de pavimentação considerado como carro-chefe do governo Silval.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • alexandre | Quinta-Feira, 14 de Setembro de 2017, 08h50
    6
    1

    tenho medo da PF... porque o governador não manda descontar o ponto dos deputados grevistas ?

  • Ednaldo Fragas | Quarta-Feira, 13 de Setembro de 2017, 18h37
    9
    1

    "Eu presidente que solicitei a presença deles e eles estão aqui para trabalhar”. Se não chamasse não viria trabalhar? E quando aos dias que faltaram, foi cortado o ponto?

  • Said Joseph | Quarta-Feira, 13 de Setembro de 2017, 16h24
    9
    1

    O eleitor de Mato Grosso espera ansiosamente, pacientemente, educadamente, explicações convincente por parte dos nobres deputados acerca do recebimento das propinas, amplamente divulgadas em todo o País.

  • MOSSUETO | Quarta-Feira, 13 de Setembro de 2017, 16h02
    9
    1

    Essa tropa, se tivesse vergonha na cara, respeito pelo eleitor que acreditou em suas promessas de palanque, só voltaria a AL para protocolar a sua renuncia e pedir perdão ao eleitor pelos danos causados aos mesmos, mas com certeza iremos cobrar, se alguém dessa legislatura escapar, com certeza irá prestar contas com o eleitorado Mato-grossenses.

Matéria(s) relacionada(s):

Delator nega sociedade com Mauro

mauro mendes curtinha   Alguns vereadores aproveitaram a presença do ex-governador e delator Silval, na CPI do Paletó, para perguntar sobre eventual sociedade empresarial deste com o ex-prefeito da Capital Mauro Mendes (foto), que ensaia candidatura a governador. Silval esquivou-se. Disse que, no caso de um garimpo, o seu irmão...

Senador opta por ficar no Podemos

jose medeiros curtinhas   Após participar de reuniões com os presidenciáveis Levy Fidelix, do PRTB, e Jair Bolsonaro, que vai trocar o PSC pelo PSL, nas quais recebeu convite para filiação, o senador José Medeiros (foto) decidiu que fica mesmo no Podemos. E vai encampar o projeto de reeleição....

Ex-prefeito decide ficar no DEM

Roland Trentini   O ex-prefeito de Alto Garças, Roland Trentini (foto),  admite que ter sido sondado pelo empresário Silvino Dal Bó, um dos entusiastas do presidenciável Jair Bolsonaro, para reforçar sua campanha em Mato Grosso, angariando apoio dos ruralistas. Apesar de ter recebido o convite para aderir ao...

Silval cita 18 da AL com mensalinho

antonio azambuja curtinha   Silval Barbosa, em oitiva à CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, abriu o jogo sobre esquemas de corrupção. E, reforçando a delação, não poupou ninguém. Confirmou ter repassado mensalinho aos deputados na época em que foi...

Eleição da Mesa da AL custou R$ 16 mi

mauro savi curtinhas   À CPI do Paletó nesta sexta (23), o ex-governador Silval Barbosa disse que em todas as eleições da Mesa Diretora houve negociação financeira por votos. Citou como exemplo uma eleição cuja a chapa era formada por Mauro Savi (foto) e Romoaldo Júnior. O delator...

PSDB e vários vereadores a estadual

rodrigo da zaeli curtinha rondonopolis   O PSDB do governador Taques possui uma lista extensa de pré-candidatos a deputado porque inclui vereadores, que não precisam renunciar ao mandato para tentar outro degrau no Legislativo. Os quatro estaduais (Wilson, Saturnino, Baiano e Maluf) vão em busca da reeleição. O...

Silval repete na CPI termos da delação

silval barbosa curtinha   Instruído pelo jurídico para não desmentir a si próprio, o ex-governador e delator Silval Barbosa vai repetir na CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, aquilo que afirmou aos procuradores da República e à Justiça, de que o dinheiro entregue pelo...

Juarez não vai a vice e quer ser federal

juarez costa curtinha   Apesar de se colocar como pré-candidato a vice-governador, em chapa a ser encabeçada por Antonio Joaquim, Juarez Costa (MDB) está focado mesmo é na campanha a federal. Ele se animou com essa possibilidade porque o Nortão pode não ter um dos concorrentes. Trata-se de Nilson...

Governador e tudo ou nada à reeleição

pedro taques curtinha   Pedro Taques disse a interlocutores que pode até ter pensado no chamado plano B, que seria candidatura ao Senado, mas sua prioridade em 100% é a busca da reeleição. Avalia que seu governo tem feitos importantes que, quando potencializados na campanha eleitoral, o colocarão em vantagem nas...