Cuiabá, 18 de Abril de 2014

COPA-2014

A | A

Domingo, 29 de Abril de 2012, 18h:00 | Atualizado: 29/04/2012, 19h:45

SECOPA

Presidente do CREA afirma que Secopa funciona precariamente

Presidente do CREA diz que equipe da Secopa funciona precariamente

     O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) de Mato Grosso, Juares Silveira Samaniego, afirmou que a equipe de técnicos da Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa) funciona de forma precária. Em visita ao RDNews, ele explicou que existem apenas cinco ou seis profissionais para fazer a fiscalização das obras quando, considerando o número de empreendimentos, seria necessário uma equipe muito maior. "Teríamos que ter pelo menos dois para a fiscalização de cada obra, ao todo precisaríamos de uns 20 profissionais só para fazer a fiscalização", avaliou.

     Ele conta que por carência de profissionais para fazer esse acompanhamento é que a Secopa não consegue produzir um relatório técnico do andamento das obras. Por isso, a pasta não dá conta de fornecer as informações necessárias à Comissão da Construção Civil e às outras entidades que solicitam informações a respeito e também acompanham a execução dos projetos.

     Membro da Comissão da Construção Civil da Secopa, o presidente reclama que já fez diversos questionamentos técnicos ao ex-secretário Éder Moraes que não foram esclarecidos. Juares conta que todos os projetos licitados deveriam ter passado por avaliação dessa comissão, mas isso não acontece. "Em alguns pontos ainda aguardamos o projeto e o cronograma das obras como os das trincheiras da Avenida Miguel Sutil, que já até receberam a ordem de serviço", pontuou.

     Ele também já solicitou e não recebeu o cronograma da Arena Pantanal, a relação das obras que estão para serem licitadas e a data de quando serão entregues, além das informações de quais obras projetadas já tem recursos alocados. Juares considera que os empreendimentos estão muito lentos, com exceção da Arena.

     Apesar das críticas quanto à transparência dos trabalhos, Juares prevê que ainda há tempo para que todas as obras sejam executadas até o Mundial. Isso se houver recursos e vontade política. Ele crê que a saída de Éder não será prejudicial para a Copa. "O corpo técnico vai ficar. O secretário é só uma peça", pontuou.

     Quem também não poupou críticas à condução das obras da Copa esta semana foi o ex-presidente da extinta Agecopa, Adilton Sachetti. Em entrevista exclusiva ao RDNews, ele creditou grande parte dos problemas às interferências políticas na gestão dos trabalhos.

Saída de Eder atrapalha Copa, mas não inviabiliza mundial, diz Adilton

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • antonio | Quinta-Feira, 06 de Junho de 2013, 20h50
    0
    0

    o crea nao tem credibilidade se temos uma cidade com tanta iregularidade ele e o grande responsavel nunca fiscalisou nada e sim so arecadou nao vem agora atrapalhar o que vcs nunca feis????

  • Apolinario Usknov | Segunda-Feira, 03 de Setembro de 2012, 09h33
    0
    0

    Apolinario Usknov, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Marcelo Baptista | Segunda-Feira, 30 de Abril de 2012, 16h13
    0
    0

    O CREA FUNCIONA PRECARIAMENTE E ESSE PRESIDENTE NÃO FAZ NEM A BARBA, IMAGINE SE FISCALIZA ALGUMA COISA OU FAZ ALGO PELOS ENGENHEIROS. PERGUNTE AOS PROFISSIONAIS O QUE REPRESENTA O CREA PARA ELES. PRA MALHAR TODO MUNDO É BOM, MAS PRA APONTAR SOLUÇÕES NINGUÉM SE HABILITA.

  • EVA MARTINS | Segunda-Feira, 30 de Abril de 2012, 11h51
    0
    0

    O mais triste nesse processo todo é ver o pessimismo e o negativismo do povo daqui. Sábado o Jornal Nacional divulgou uma matéria positiva sobre a Arena Pantanal e não vi um comentário em redes sociais ou nenhum site...isso sim é uma vergonha ver o torcer contra...Cuiabá vai ser campeã nisso, falta de otimismo e apoio...será que só criticar resolve alguma coisa???

  • django | Segunda-Feira, 30 de Abril de 2012, 09h54
    0
    0

    Vendo uma reportagem de hoje de um jornal da capital sobre Campo Grande, percebo que o nosso problema aqui e de administração e falta de compromisso com o bem comum e a maior preocupação é fazer riquezas pessoais. A escolha de Cuiabá para a copa do mundo hoje está muito claro na minha memória, essa copa só veio prá cá em virtude de que, aqui o volume de obras seria infinitamente maior do que em Campo Grande e isso significa que mais recurso seria necessário e assim maior seria o ganho os ganhos pessoais.É TRISTE VER NOSSOS POLÍTICOS SE EXIMIR DE COMENTAR SOBRE O CASO CACHOEIRA, ALGUMA RAZÃO TEM.

  • joaoderondonopolis | Segunda-Feira, 30 de Abril de 2012, 07h37
    0
    0

    Neste órgão e nas pessoas que o dirige eu confio. vamos passar a maior vergonha em 2014 se a sub sede não mudar. A maior preocupação é quanto a liberação do dinheiro para o VLT.