Cuiabá, 01 de Fevereiro de 2015

Curtinhas

  • Identificação do voto em branco

    Domingo, 01/02/2015 14h:36

    sebastiao rezende   Os deputados deixaram a Assembleia neste domingo, após duas sessões, uma de posse e outra da eleição da Mesa, tentando descobrir de quem foi o voto em branco. A chapa Maluf-Nininho foi eleita com 23 dos 24 votos. Uns sustentam que teria sido do republicano Sebastião Rezende (foto), um dos que ficaram cabreiros por causa de veto na composição da chapa vitoriosa. Nos bastidores, Rezende, que entra para o quarto mandato, queria um dos sete cargos e perdeu espaço para dois colegas do PR, Nininho e Wagner Ramos, que estão na nova Mesa como primeiro e segundo secretários, respectivamente. Outras hipóteses para o voto em branco apontam para Pinheiro e Savi, embora ambos tenham declarados, na tribuna, que iriam votar na única chapa.

  • Aliança com oposição e derrota

    Domingo, 01/02/2015 14h:11

    zeca viana deputado curtinhas   Zeca Viana, que trombou com governador Taques em meio às articulações pela Mesa da AL, mesmo se tratando de um aliado pedetista, ficou todo envaidecido por causa dos elogios recebidos de colegas que saíram derrotados e que são do bloco de oposição. Recebeu opoio, solidaridade e comprometimento de Janaína Riva, Pinheiro, Savi, Romoaldo, Fabris e de Pátio. Todos disseram que Zeca foi coerente e agiu com firmeza. No fundo, querem jogar mais lenha na fogueira da briga entre o presidente regional do PDT e o governador. E Zeca, sem traquejo político, procurou saída honrosa da derrota, quando, em verdade, se juntou com opositores e ainda queria dar golpe político. Perdeu espaço e prestígio junto ao Paiaguás, mesmo os novos aliados do pedetista sustentando a tese de que ele será responsável pela tal governabilidade.

  • Em revista à tropa de deputados

    Domingo, 01/02/2015 13h:51

    perry taborelli   Pery Taborelli (PV) é coronel PM da reserva, mas age ainda como se tivesse na corporação e na ativa. Após experiência como vereador por Várzea Grande e agora de deputado estadual, ele adotou uma postura que chamou atenção na cerimônia de posse neste domingo, no teatro Zulmira Canavarros. Ao ser chamado para apresentar documentos à Mesa Diretora, Taborelli se levantou e prestou continência a quem fosse encontrando pela frente. No retorno à cadeira, empinou o peito e, em posição de sentido, seguiu olhando nos olhos dos colegas deputados como se tivesse passando em revista à tropa. Já na AL, na sessão que elegeu membros da Mesa, Taborelli subiu à tribuna pela 1ª vez e, ao citar VG, lembrou que o município está sendo administrado por uma gestão corrupta. Foi mais uma cutucada no prefeito Walace.

  • Taques adia escolha do líder

    Domingo, 01/02/2015 11h:55

    dilmar dal bosco   Mesmo com os 24 deputados já empossados e com a eleição do aliado Maluf ao comando da AL, Pedro Taques não chegou a um acordo sobre quem convidar para ser o líder do Executivo no Legislativo. Quer mais uns quatro dias para avaliar comportamento e postura e a repercussão junto aos próprios parlamentares da eleição da Mesa. Alguns deputados que garantiram vaga no palanque de Taques, como Zeca Viana, do próprio PDT do governador, e Oscar Bezerra (PSB), assim como Emanuel Pinheiro (PR), reeleito pela oposição, são considerados cartas fora do baralho. Zeca se mostrou rebelde. Queria ser presidente da AL com apoio do grupo anti-Taques. Foi vetado. E, mesmo assim, está na bronca com o Palácio Paiaguás. Entre as opções à liderança estão o democrata Dilmar Dal Bosco (foto), Wilson (PSDB) e Botelho (PSB). 

  • Diploma emoldurado na posse

    Domingo, 01/02/2015 10h:38

    Emanuel Pinheiro mandou emoldurar o quadro com o diploma que recebeu do TRE-MT em dezembro, atestando sua vitória nas urnas com 34.344 votos. Neste domingo, antes de sair de casa, lembrou que, na solenidade de posse no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, teria de apresentar o diploma e declaração de bens. O parlamentar republicano não exitou em levar para o evento o diploma numa moldura com vidro. Para não carregá-lo debaixo do braço, diferente dos demais colegas que ajeitaram os documentos numa pasta de cor azul da mesma maneira que receberam no dia da diplomação, Pinheiro entregou o pesado quadro para uma pessoa do cerimonial. E só o pegou de volta na hora de apresentá-lo a Mauro Savi, primeiro-secretário da Mesa. Sorrindo, Savi olhou para o quadro, conferiu o conteúdo do diploma e, de imediato, mandou devolvê-lo a Pinheiro, que agora vai fixá-lo na parede do seu gabinete.

  • Fabris entra na AL como titular

    Domingo, 01/02/2015 10h:17

    gilmar fabris   Angustiado, Gilmar Fabris acompanhou o 1º secretário da velha Mesa Diretora, Mauro Savi, chamar um por um os deputados eleitos e reeleitos para entrega de diploma e da declaração de bens, condições exigidas para terem direito à posse, neste domingo. Savi convocou 23, que estavam sentados no dispositivo de autoridades. Antes do presidente Romoaldo prosseguir com juramento individual e colocação do boton nos empossados, Fabris entrou em ação. Primeiro-suplente, ele foi à tribuna saber do porquê não ter sido chamado como titular, já que havia vacância de vaga com a morte de Rabello. Alertou que, se a AL não o incluísse como titular junto com os demais, a Casa teria de arcar, por quatro anos, com salário de deputado aos familiares de Rabello. E apresentou resultado de uma consulta ao TSE, segundo o qual teria, sim, direito de ser empossado de imediato. Fabris se precipitou. O rito seguiu normalmente, com o comunicado do PSD da morte de Rabello e indicação de Fabris para o posto. O social-democrata fez juramento, apresentou documentação e saiu empossado para o 6º mandato, com direito a voto à Mesa Diretora.

  • Filiados do PPS no gabinete

    Sábado, 31/01/2015 19h:52

    jose medeiros curtinhas   José Medeiros nomeou 12 assessores oficialmente. Pode chegar a 55. Entre os que já estão na folha do Senado e os que farão parte dela estão militantes em Rondonópolis do PPS, mesma legenda de Medeiros, como Zé Roberto, Audimar, Nícolas, Diogo, Benedito, Wilmondes, Wellington Portela, Marilene Brito, que já está lotada como ajudante parlamentar júnior; e Carlos Naves, que foi secretário-adjunto de Saúde de Rondonópolis e chefe de Gabinete do prefeito Percival. Alguns vão atuar no gabinete de Medeiros em Brasília, outros no escritório político montado em Cuiabá pelo novo senador. Medeiros terá quatro anos de mandato. Entrou no lugar do hoje governador Taques. Tem a sua disposição uma grande estrutura. Recebe R$ 33,7 mil de salário e com direito a auxílio-moradia, ajudas de custo, passagens aéreas e verbas de até R$ 80 mil para os gabinetes, pode utilizar carro oficial e telefone celular de maneira ilimitada.

  • Lupi, apoio a Zeca e receio

    Sexta-Feira, 30/01/2015 23h:32

    carlos lupi pdt curtinhas   O ex-ministro do Trabalho e "eterno" presidente do PDT, Carlos Lupi, se solidarizou, por telefone, com Zeca Viana, que se mantém candidato a presidente da Assembleia, mesmo sabendo que será derrotado. Como é do PDT, Zeca estava convicto de que receberia apoio do governador Taques, da mesma sigla. Ledo enganado. Taques, que sempre teve ligação próximo com o PSDB, se articulou, via Casa Civil, sob o primo Paulo Taques, para transformar o tucano Maluf em presidente da AL. E está conseguindo. Maluf conta com 17 dos 24 votos. Ao mesmo tempo que, nos bastidores, defende que Taques deveria apoiar Zeca por uma questão de coerência e fidelidade partidária, Lupi evita fazer qualquer manifestação pública nesse sentido para não trombar de novo com Taques. Ambos já entraram em conflito quando Taques era senador. Nesta sexta, a reportagem do Rdnews manteve contato com o líder pedetista. Ao ser perguntado sobre a candidatura de Zeca e a eleição da Mesa, Lupi, mais que depressa, desligou o telefone.

  • R$ 3 mi e translado de pacientes

    Sexta-Feira, 30/01/2015 23h:02

    A empresa paulista Medicar Emergências Médicas e a mato-grossense Help Vida Pronto Socorro Móvel de Cuiabá vão faturar mais de R$ 1,5 milhão cada da Prefeitura de Cuiabá. Ganharam a licitação, na modalidade pregão eletrônico, para translado de pacientes adulto, infantil e neonatal, tanto via suporte básico (remoção simples) quanto avançado (com UTI) no transporte inter-hospital dentro do perímetro urbano da Capital e de Várzea Grande. Com viaturas e equipamentos, ambas devem manter equipe de saúde qualificada para tais serviços no atendimento ao hospital e pronto-socorro municipal de Cuiabá e todas as unidades. A Medicar levou o Lote 01, com previsão de faturar R$ 1,7 milhão. A Help ganhou o Lote 02, com proposta de R$ 1,5 milhão.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 850