Delação de Silval

Quarta-Feira, 13 de Setembro de 2017, 11h:24 | Atualizado: 13/09/2017, 11h:25

Juíza nega pedido de produtora rural para continuar em área entregue por Silval

A juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal da Capital, negou o pedido de uma produtora rural que pretende permanecer em uma área rural de propriedade do empresário Antônio Barbosa, irmão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

Reprodução

fazenda-silval.jpg

Produtora tem pedido negado para continuar com fazenda que arrendou de Silval

No pedido, a produtora Beatriz Meinerz afirma ter arrendado parte de uma área que compreende as fazendas Serra Dourada II e Lagoa Dourada I, em Peixoto de Azevedo. As duas fazendas - avaliadas em mais de R$ 43,6 milhões - foram colocadas no acordo de colaboração premiada (delação) de Silval.

O peemedebista se comprometeu a abrir mão de R$ 70 milhões para restituir os cofres públicos do prejuízo que teria causado durante o período que comandou o Estado.

De acordo com o pedido, o contrato de arrendamento da área tem validade até agosto de 2018. “Requer, liminarmente, que conste em todos os editais de praça e leilão a existência do arrendamento em vigor até agosto de 2018, e, ao final, que seja reconhecido o direito na qualidade de arrendatária, autorizando que permaneça no imóvel, na parte arrendada, até agosto de 2018”, diz trecho do pedido.

Contradição

Na decisão, Selma diz que a medida adotada pela produtora (embargos de declaração) só poderia ser aceita, caso a área rural fosse “sequestrada” pela Justiça, por alguma decisão judicial.

“O que, no caso dos autos, não ocorreu, eis que foi a própria parte que ofereceu o imóvel para indenizar o erário público, inclusive, com autorização, por escritura pública, dos proprietários da área ofertada (Antônio Barbosa Filho e Tânia Mara Germino da Silva Barbosa)”, declara.

A magistrada aponta, no entanto, que há certa contradição nos contratos de arrendamento, uma vez que levando em consideração a quantidade de safras previstas no contrato, o vencimento ocorreria apenas no ano que vem. Os contratos anexados pela defesa de Silval demonstram, a princípio, o contrário: o vencimento teria ocorrido em junho deste ano. Selma afirma que tal contradição deve ser questionada na esfera cível.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Maria | Quarta-Feira, 13 de Setembro de 2017, 15h21
    1
    1

    Fica evidente que não só criou como revogou leis para blindar os esquemas de corrupção como do DESMATAMENTO que também vinha sendo a muito tempo uma atividade forte no estado de MT., isso é devido a revogação pelos deputados e governador Silval Barbosa da lei 235 desde 20/12/2012 da fiscalização e identificação de madeiras,atribuição do INDEA,a causa da revogação da LEI foi porque essa atividade de fiscalização incomodava e incomoda a maioria dos deputados o governo e aqueles que insistem em praticar esse crime ambiental que é a madeira, a floresta é para a presente e as futuras gerações. A JUSTIÇA TARDA MAIS NÃO FALHA

Matéria(s) relacionada(s):

Controladores de ROO e o baixo salário

Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio foi obrigado, por decisão judicial, a empossar controladores internos do Município. Mas, depois, simplesmente "lavou as mãos". Os controladores têm, entre outras atribuições, a missão de proteger o patrimônio, fiscalizar e combater a corrupção. A atuação é equiparada ao do trabalho desenvolvido pela CGU. O problema é que esses profissionais...

Prefeitos empurram pré-candidatura

neurilan fraga curtinha   Neurilan Fraga (PSD) tem recebido incentivo de prefeitos, os quais representa como presidente da AMM, para ser candidato. Em princípio, seu nome era citado como opção à Câmara Federal. Mas agora pode entrar no páreo para deputado estadual. Abriu-se essa brecha por causa da...

Lutava pra sair e agora luta pra entrar

antonio joaquim curtinha   Antonio Joaquim enfrenta um drama pessoal e um embate jurídico um tanto curioso. Lutava para sair e agora luta para entrar no TCE-MT. Até semana passada, antes da operação Malebolge, Joaquim dizia que já havia dado sua contribuição no tribunal e que, após 17 anos de...

Perri, apoio e decisão com o "fígado"

rogers detran curtinhas   A decisão de Orlando Perri de afastar Rogers (foto) do comando da Segurança e ainda impor a este tornozeleira eletrônica causou muitos debates internos, especialmente depois da reação dura do governador Taques. De um lado, os colegas de Pleno prestaram solidariedade a Perri e...

Secretário destrava 10 obras da Copa

wilson_santos No cargo se secretário de Cidades há quase 9 meses, Wilson Santos (PSDB), em visita à sede do Rdnews, comemora o fato de ter conseguido destravar 10 obras da Copa de 2014. Admite que ainda restam pelo menos mais 4 para retomar, o que deve ocorrer no próximo ano, além do VLT. O reinício das obras do...

Desembargador denunciado no CNJ

orlando perri   Orlando Perri (foto) vai ser representado no CNJ. Quem o denunciará será Pedro Taques. O  governador se mostra revoltado com a decisão do desembargador de, mesmo com parecer contrário do MPE, mandou afastar Rogers do cargo de secretário de Segurança e ainda determinou que este use...

Taques define Perri como juiz acusador

pedro taques curtinha   Pedro Taques (foto) reagiu de forma dura e enérgica à decisão cautelar do desembargador Perri, que determinou afastamento de Rogers do comando da Segurança e ainda o impôs tornozeleira eletrônica, por entender que este usou o cargo para tentar obter documentos sigilosos ou...

Diretoria recebe apoio de servidores

luiz_henrique_curtinha O Sindicato dos Trabalhadores do TCE e a Associação dos Aposentados e Pensionistas do Tribunal emitiram nota de apoio à nova gestão do órgão fiscalizador, alterada por força de decisão judicial. O apoio acontece 6 dias após o STF afastar 5 membros do Pleno, acusados em...

Incompetência e os voos cancelados

z� do patio curtinha   O prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, é tão incompetente que não consegue manter regularizados pagamentos para funcionamento do aeroporto municipal Maestro Marinho Franco. Para se ter ideia, há 9 meses a prefeitura não paga dois bombeiros militares...