Delação de Silval

Quarta-Feira, 13 de Setembro de 2017, 11h:24 | Atualizado: 13/09/2017, 11h:25

Juíza nega pedido de produtora rural para continuar em área entregue por Silval

A juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal da Capital, negou o pedido de uma produtora rural que pretende permanecer em uma área rural de propriedade do empresário Antônio Barbosa, irmão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

Reprodução

fazenda-silval.jpg

Produtora tem pedido negado para continuar com fazenda que arrendou de Silval

No pedido, a produtora Beatriz Meinerz afirma ter arrendado parte de uma área que compreende as fazendas Serra Dourada II e Lagoa Dourada I, em Peixoto de Azevedo. As duas fazendas - avaliadas em mais de R$ 43,6 milhões - foram colocadas no acordo de colaboração premiada (delação) de Silval.

O peemedebista se comprometeu a abrir mão de R$ 70 milhões para restituir os cofres públicos do prejuízo que teria causado durante o período que comandou o Estado.

De acordo com o pedido, o contrato de arrendamento da área tem validade até agosto de 2018. “Requer, liminarmente, que conste em todos os editais de praça e leilão a existência do arrendamento em vigor até agosto de 2018, e, ao final, que seja reconhecido o direito na qualidade de arrendatária, autorizando que permaneça no imóvel, na parte arrendada, até agosto de 2018”, diz trecho do pedido.

Contradição

Na decisão, Selma diz que a medida adotada pela produtora (embargos de declaração) só poderia ser aceita, caso a área rural fosse “sequestrada” pela Justiça, por alguma decisão judicial.

“O que, no caso dos autos, não ocorreu, eis que foi a própria parte que ofereceu o imóvel para indenizar o erário público, inclusive, com autorização, por escritura pública, dos proprietários da área ofertada (Antônio Barbosa Filho e Tânia Mara Germino da Silva Barbosa)”, declara.

A magistrada aponta, no entanto, que há certa contradição nos contratos de arrendamento, uma vez que levando em consideração a quantidade de safras previstas no contrato, o vencimento ocorreria apenas no ano que vem. Os contratos anexados pela defesa de Silval demonstram, a princípio, o contrário: o vencimento teria ocorrido em junho deste ano. Selma afirma que tal contradição deve ser questionada na esfera cível.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Maria | Quarta-Feira, 13 de Setembro de 2017, 15h21
    1
    1

    Fica evidente que não só criou como revogou leis para blindar os esquemas de corrupção como do DESMATAMENTO que também vinha sendo a muito tempo uma atividade forte no estado de MT., isso é devido a revogação pelos deputados e governador Silval Barbosa da lei 235 desde 20/12/2012 da fiscalização e identificação de madeiras,atribuição do INDEA,a causa da revogação da LEI foi porque essa atividade de fiscalização incomodava e incomoda a maioria dos deputados o governo e aqueles que insistem em praticar esse crime ambiental que é a madeira, a floresta é para a presente e as futuras gerações. A JUSTIÇA TARDA MAIS NÃO FALHA

Matéria(s) relacionada(s):

Delator nega sociedade com Mauro

mauro mendes curtinha   Alguns vereadores aproveitaram a presença do ex-governador e delator Silval, na CPI do Paletó, para perguntar sobre eventual sociedade empresarial deste com o ex-prefeito da Capital Mauro Mendes (foto), que ensaia candidatura a governador. Silval esquivou-se. Disse que, no caso de um garimpo, o seu irmão...

Senador opta por ficar no Podemos

jose medeiros curtinhas   Após participar de reuniões com os presidenciáveis Levy Fidelix, do PRTB, e Jair Bolsonaro, que vai trocar o PSC pelo PSL, nas quais recebeu convite para filiação, o senador José Medeiros (foto) decidiu que fica mesmo no Podemos. E vai encampar o projeto de reeleição....

Ex-prefeito decide ficar no DEM

Roland Trentini   O ex-prefeito de Alto Garças, Roland Trentini (foto),  admite que ter sido sondado pelo empresário Silvino Dal Bó, um dos entusiastas do presidenciável Jair Bolsonaro, para reforçar sua campanha em Mato Grosso, angariando apoio dos ruralistas. Apesar de ter recebido o convite para aderir ao...

Silval cita 18 da AL com mensalinho

antonio azambuja curtinha   Silval Barbosa, em oitiva à CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, abriu o jogo sobre esquemas de corrupção. E, reforçando a delação, não poupou ninguém. Confirmou ter repassado mensalinho aos deputados na época em que foi...

Eleição da Mesa da AL custou R$ 16 mi

mauro savi curtinhas   À CPI do Paletó nesta sexta (23), o ex-governador Silval Barbosa disse que em todas as eleições da Mesa Diretora houve negociação financeira por votos. Citou como exemplo uma eleição cuja a chapa era formada por Mauro Savi (foto) e Romoaldo Júnior. O delator...

PSDB e vários vereadores a estadual

rodrigo da zaeli curtinha rondonopolis   O PSDB do governador Taques possui uma lista extensa de pré-candidatos a deputado porque inclui vereadores, que não precisam renunciar ao mandato para tentar outro degrau no Legislativo. Os quatro estaduais (Wilson, Saturnino, Baiano e Maluf) vão em busca da reeleição. O...

Silval repete na CPI termos da delação

silval barbosa curtinha   Instruído pelo jurídico para não desmentir a si próprio, o ex-governador e delator Silval Barbosa vai repetir na CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, aquilo que afirmou aos procuradores da República e à Justiça, de que o dinheiro entregue pelo...

Juarez não vai a vice e quer ser federal

juarez costa curtinha   Apesar de se colocar como pré-candidato a vice-governador, em chapa a ser encabeçada por Antonio Joaquim, Juarez Costa (MDB) está focado mesmo é na campanha a federal. Ele se animou com essa possibilidade porque o Nortão pode não ter um dos concorrentes. Trata-se de Nilson...

Governador e tudo ou nada à reeleição

pedro taques curtinha   Pedro Taques disse a interlocutores que pode até ter pensado no chamado plano B, que seria candidatura ao Senado, mas sua prioridade em 100% é a busca da reeleição. Avalia que seu governo tem feitos importantes que, quando potencializados na campanha eleitoral, o colocarão em vantagem nas...