ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Quarta-Feira, 11 de Outubro de 2017, 15h:47 | Atualizado: 11/10/2017, 15h:57

Refis

Adesão ao programa para renegociar débitos é prorrogada até 10 de novembro

Gilberto Leite

gustavo oliveira_gilberto leite (6).jpg

Gustavo de Oliveira (Sefaz) diz que é importante observar novo prazo de vigência do Refis

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Fazenda (Sefaz), prorrogou para 10 de novembro de 2017 o prazo para negociação dos débitos tributários pelo Programa de Recuperação de Créditos do Estado de Mato Grosso (Refis). A decisão foi publicada no Diário Oficial que circulou nesta quarta-feira (11).

A medida visa dar mais uma oportunidade para os contribuintes regularizarem seus débitos com o fisco. “A prorrogação do Refis se fez necessária para que os contribuintes que ainda possuem pendências com estado tenham o prazo necessário para se regularizar tendo os benefícios que a Programa estabelece”, explica o secretário de Fazenda, Gustavo de Oliveira.

De acordo com o gestor, é importante que o contribuinte fique atento ao novo prazo de vigência do Refis e não perca a oportunidade de negociar seu débito, uma vez que a imposição de não realizar por 10 anos esse tipo de refinanciamento é uma das condicionantes do pacote de ajuda da União aos estados. Diante disso, o Executivo não trabalha com a possibilidade mais uma prorrogação.

O Refis é uma das ações lançadas em 2016 pelo Executivo para incrementar a arrecadação e, ao mesmo tempo, oferecer aos contribuintes a regularização de débitos com descontos nos juros e multas, tanto para pagamentos à vista, como para parcelamentos.

O programa foi instituído pela Lei nº 10.433/2016 e regulamentado pelo Decreto nº 704/2016 e prevê a regularização de débitos dos contribuintes relativos ao ICMS, IPVA e ITCD com ou sem Funeds. Os benefícios oferecidos no Refis também são aplicados aos fundos registrados no sistema da Sefaz, sendo eles constituídos ou não, inscritos ou não em dívida ativa e ajuizados ou não.

Benefícios

Em relação à forma de pagamento, o Refis disponibiliza 15 alternativas que concedem descontos, que vão de 15% a 100% sobre juros e multas. Os benefícios são concedidos conforme o ano em que foi gerado o débito, e a forma de pagamento escolhida pelo contribuinte.

Dessa forma, os débitos gerados até o final de 2012 podem ser quitados à vista ou em até 24 meses com desconto de 100% sobre os juros e multa. Já nas demais opções de parcelamentos, a remissão é de 95% e 90% podendo o contribuinte parcelar em até 48 meses.

Para os débitos gerados no período de 1º de janeiro de 2013 até 31 de dezembro de 2015, as opções de pagamento são à vista, com desconto de 75% sobre os juros e multa, ou em cinco opções de parcelamento: 12, 24, 36, 48 ou 60 meses. Nos casos de parcelamento, os descontos concedidos vão de 15% a 65% sobre os juros e multa.

Para contratos com valor inferior a R$ 37,8 mil (300 UPFs), o contribuinte fica dispensado de apresentar o Termo de Confissão e Parcelamento de Débito. A situação também se aplica aos casos em que o contrato tiver valor inferior a R$ 631,5 mil (5.000 UPF) e o pagamento seja realizado em cota única.

A adesão ao Programa pode ser efetuada eletronicamente por meio de acesso à área restrita do sistema Conta Corrente Fiscal e sistema IPVA, disponibilizados no site da Sefaz ou pessoalmente em uma Agência Fazendária. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Delator nega sociedade com Mauro

mauro mendes curtinha   Alguns vereadores aproveitaram a presença do ex-governador e delator Silval, na CPI do Paletó, para perguntar sobre eventual sociedade empresarial deste com o ex-prefeito da Capital Mauro Mendes (foto), que ensaia candidatura a governador. Silval esquivou-se. Disse que, no caso de um garimpo, o seu irmão...

Senador opta por ficar no Podemos

jose medeiros curtinhas   Após participar de reuniões com os presidenciáveis Levy Fidelix, do PRTB, e Jair Bolsonaro, que vai trocar o PSC pelo PSL, nas quais recebeu convite para filiação, o senador José Medeiros (foto) decidiu que fica mesmo no Podemos. E vai encampar o projeto de reeleição....

Ex-prefeito decide ficar no DEM

Roland Trentini   O ex-prefeito de Alto Garças, Roland Trentini (foto),  admite que ter sido sondado pelo empresário Silvino Dal Bó, um dos entusiastas do presidenciável Jair Bolsonaro, para reforçar sua campanha em Mato Grosso, angariando apoio dos ruralistas. Apesar de ter recebido o convite para aderir ao...

Silval cita 18 da AL com mensalinho

antonio azambuja curtinha   Silval Barbosa, em oitiva à CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, abriu o jogo sobre esquemas de corrupção. E, reforçando a delação, não poupou ninguém. Confirmou ter repassado mensalinho aos deputados na época em que foi...

Eleição da Mesa da AL custou R$ 16 mi

mauro savi curtinhas   À CPI do Paletó nesta sexta (23), o ex-governador Silval Barbosa disse que em todas as eleições da Mesa Diretora houve negociação financeira por votos. Citou como exemplo uma eleição cuja a chapa era formada por Mauro Savi (foto) e Romoaldo Júnior. O delator...

PSDB e vários vereadores a estadual

rodrigo da zaeli curtinha rondonopolis   O PSDB do governador Taques possui uma lista extensa de pré-candidatos a deputado porque inclui vereadores, que não precisam renunciar ao mandato para tentar outro degrau no Legislativo. Os quatro estaduais (Wilson, Saturnino, Baiano e Maluf) vão em busca da reeleição. O...

Silval repete na CPI termos da delação

silval barbosa curtinha   Instruído pelo jurídico para não desmentir a si próprio, o ex-governador e delator Silval Barbosa vai repetir na CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, aquilo que afirmou aos procuradores da República e à Justiça, de que o dinheiro entregue pelo...

Juarez não vai a vice e quer ser federal

juarez costa curtinha   Apesar de se colocar como pré-candidato a vice-governador, em chapa a ser encabeçada por Antonio Joaquim, Juarez Costa (MDB) está focado mesmo é na campanha a federal. Ele se animou com essa possibilidade porque o Nortão pode não ter um dos concorrentes. Trata-se de Nilson...

Governador e tudo ou nada à reeleição

pedro taques curtinha   Pedro Taques disse a interlocutores que pode até ter pensado no chamado plano B, que seria candidatura ao Senado, mas sua prioridade em 100% é a busca da reeleição. Avalia que seu governo tem feitos importantes que, quando potencializados na campanha eleitoral, o colocarão em vantagem nas...