ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Terça-Feira, 12 de Setembro de 2017, 13h:15 | Atualizado: 12/09/2017, 16h:17

Estudo sobre produção de etanol de milho agregará valor ao cereal mato-grossense

Gilberto Leite/Rdnews

coletiva Etanol_gilberto leite (1).jpg

 Ao centro, o presidente da Famato Normando Corral participa do evento 

Visando agregar valor ao milho produzido em Mato Grosso, foi lançado nesta terça (12) um estudo de viabilidade sobre a produção de etanol que utiliza o cereal como matéria prima. O trabalho reuniu informações sobre a cadeia produtiva agropecuária de todas as regiões do Estado e levou em consideração os benefícios sociais e ambientais.

O estudo foi realizado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária - que integra a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) – em conjunto com a Associação dos Produtores de Milho e Soja de Mato Grosso (Aprosoja) e o Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindalcool).

O pontapé inicial dos trabalhos foi a constatação de que apenas 15% das pouco mais de 30 milhões de toneladas de milho produzidas em Mato Grosso nessa safra ficarão dentro do próprio Estado. Além disso, por ser exportado in natura para outros locais, o produtor acaba sentindo no bolso o baixo valor agregado do cereal. A ideia é contrapor essas duas realidades e seus impactos.

O trabalho foi apresentado pelo gestor de Projetos do Imea Paulo Ozaki, que explicou que não somente o setor agro será beneficiado pelo projeto, mas que a comunidade de maneira geral também, já que uma nova usina de etanol que utiliza o milho gerará vagas de trabalho para o município onde ela está instalada.

Ele citou que no ano passado esse ramo específico de fabricação de etanol gerou 5,6 mil empregos diretos em Mato Grosso. A expectativa futura é que em uma hipotética nova usina que utiliza exclusivamente o milho – como a inaugurada em Lucas do Rio Verde - como matéria prima poderiam ser geradas pelo menos 87 vagas diretas.

O presidente da Associação de Reflorestadores (Arefloresta), Glauber Silveira, argumenta que maior produção do combustível seria importante inclusive para a preservação do meio ambiente, já que ao contrário da gasolina, que é um combustível fóssil, o etanol não emite CO2, um dos gases causados do efeito estufa.

“Mato Grosso manda embora 25 milhões de toneladas de milho. Se isso ficasse aqui poderíamos produzir 10 bilhões de litros de etanol, sendo que o Brasil deve importar 8 bilhões de litros de gasolina nesse ano. O etanol é uma oportunidade ambientalmente correta e que agrega valor ao milho”, defende.

O presidente da Famato, Normando Corral, pontuou que a logística, um dos grandes problemas do setor produtivo em Mato Grosso, deve continuar sendo um entrave para o escoamento das commodities. Por causa disso, ele reiterou sobre a obrigação do poder público de lidar com essa questão que não pode virar um entrave para o novo modelo de produção desejado.

“Quando o empresário empreende são gerados empregos e arrecadados impostos. E o setor público tem a obrigação de administrar esse dinheiro, devolvendo para a sociedade em forma de infraestrutura, saúde, segurança, enfim, bem estar social”, pontua.

Corral também lembrou que a produção do etanol de milho gera um subproduto chamado de DDG, uma proteína que serve para integrar a alimentação dos animais. Por causa disso, o presidente afirmou que o trabalho tem extrema importância para o agronegócio mato-grossense e pode incrementar inclusiva a produção de alimentos.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Controladores de ROO e o baixo salário

Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio foi obrigado, por decisão judicial, a empossar controladores internos do Município. Mas, depois, simplesmente "lavou as mãos". Os controladores têm, entre outras atribuições, a missão de proteger o patrimônio, fiscalizar e combater a corrupção. A atuação é equiparada ao do trabalho desenvolvido pela CGU. O problema é que esses profissionais...

Prefeitos empurram pré-candidatura

neurilan fraga curtinha   Neurilan Fraga (PSD) tem recebido incentivo de prefeitos, os quais representa como presidente da AMM, para ser candidato. Em princípio, seu nome era citado como opção à Câmara Federal. Mas agora pode entrar no páreo para deputado estadual. Abriu-se essa brecha por causa da...

Lutava pra sair e agora luta pra entrar

antonio joaquim curtinha   Antonio Joaquim enfrenta um drama pessoal e um embate jurídico um tanto curioso. Lutava para sair e agora luta para entrar no TCE-MT. Até semana passada, antes da operação Malebolge, Joaquim dizia que já havia dado sua contribuição no tribunal e que, após 17 anos de...

Perri, apoio e decisão com o "fígado"

rogers detran curtinhas   A decisão de Orlando Perri de afastar Rogers (foto) do comando da Segurança e ainda impor a este tornozeleira eletrônica causou muitos debates internos, especialmente depois da reação dura do governador Taques. De um lado, os colegas de Pleno prestaram solidariedade a Perri e...

Secretário destrava 10 obras da Copa

wilson_santos No cargo se secretário de Cidades há quase 9 meses, Wilson Santos (PSDB), em visita à sede do Rdnews, comemora o fato de ter conseguido destravar 10 obras da Copa de 2014. Admite que ainda restam pelo menos mais 4 para retomar, o que deve ocorrer no próximo ano, além do VLT. O reinício das obras do...

Desembargador denunciado no CNJ

orlando perri   Orlando Perri (foto) vai ser representado no CNJ. Quem o denunciará será Pedro Taques. O  governador se mostra revoltado com a decisão do desembargador de, mesmo com parecer contrário do MPE, mandou afastar Rogers do cargo de secretário de Segurança e ainda determinou que este use...

Taques define Perri como juiz acusador

pedro taques curtinha   Pedro Taques (foto) reagiu de forma dura e enérgica à decisão cautelar do desembargador Perri, que determinou afastamento de Rogers do comando da Segurança e ainda o impôs tornozeleira eletrônica, por entender que este usou o cargo para tentar obter documentos sigilosos ou...

Diretoria recebe apoio de servidores

luiz_henrique_curtinha O Sindicato dos Trabalhadores do TCE e a Associação dos Aposentados e Pensionistas do Tribunal emitiram nota de apoio à nova gestão do órgão fiscalizador, alterada por força de decisão judicial. O apoio acontece 6 dias após o STF afastar 5 membros do Pleno, acusados em...

Incompetência e os voos cancelados

z� do patio curtinha   O prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, é tão incompetente que não consegue manter regularizados pagamentos para funcionamento do aeroporto municipal Maestro Marinho Franco. Para se ter ideia, há 9 meses a prefeitura não paga dois bombeiros militares...