ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Quinta-Feira, 23 de Março de 2017, 16h:43 | Atualizado: 23/03/2017, 17h:12

JBS suspende produção de carne em 10 das 11 plantas frigoríficas de MT

Newtrade

frigorifico-jbs

Segundo JBS, ação objetiva  ajustar produção a embargos de países que compram a carne no Brasil

A JBS anunciou nesta quinta (23) que suspendeu por três dias a produção de carne bovina em 33 unidades de processamento no país, sendo que 10 delas são em Mato Grosso. A medida afeta 44% das unidades em Mato Grosso, já que o estado tem 25 unidades de processamento que atuam com o Serviço de Inspeção Federal (SIF), de acordo com a Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

A ação da JBS atingiu mais de 90% das unidades da empresa, já que são 36 no total. Das três que permanecem abertas, uma está em Mato Grosso. O empreendimento não detalhou quais das unidades foram paralisadas e quais estão na ativa. 

Segundo a JBS, o objetivo da ação é ajustar o volume da produção em relação aos embargos tomados por alguns países que importam a carne brasileira.

Em Mato Grosso a empresa opera com confinamento em Lucas do Rio Verde. Nas cidades de Água Boa, Alta Floresta, Araputanga, Barra do Garças, Colíder, Confresa, Diamantino, Juara, Juína, Pedra Preta e Pontes e Lacerda a JBS atua em parceria com pecuaristas. 

Mato Grosso detém o maior rebanho bovino do Brasil. Conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são aproximadamente 30 milhões de cabeças. Segundo dados de 2016, foram enviadas para o abate no Estado 4,5 milhões de cabeças de gado. 

O Estado tem hoje capacidade total instalada para abater 787,6 mil cabeças por mês. Mas, se considerarmos apenas as unidades em atividade, esse número cai para 523,4 mil.

Chile, União Européia e China impuseram restrições à carne brasileira após a deflagração da Operação "Carne Fraca", da Polícia Federal (PF). Os três foram responsáveis por 33% das compras das carnes mato-grossenses no ano passado. 

 

Veja, abaixo, a íntegra da nota da JBS:

A JBS confirma que suspendeu, por três dias, a produção de carne bovina em 33 unidades das 36 que a empresa mantém no país. Para próxima semana, a Companhia irá operar em todas as suas unidades com uma redução de 35% da sua capacidade produtiva. Essas medidas visam ajustar a produção até que se tenha uma definição referente aos embargos impostos pelos países importadores da carne brasileira. A JBS ressalta que está empenhada  na manutenção do emprego dos seus 125 mil colaboradores em todo o Brasil.

 

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Mariazinha | Sexta-Feira, 24 de Março de 2017, 07h33
    1
    0

    A titulo de combater a corrupção ,estão mandando Pais pro brejo. Se a Friboi,a JBS pararem adeus 2 milhões de empregos. Dai entram as MULTI ,e agora SEM carteiras assinadas. Uma festa. Midiótas ,voces não tem mais DEMOCRACIA ,CARTEIRA ASSINADA , RGA e nem APOSENTADORIA!!! E a corrupção continua. SATISFEITOS ???!!!

  • arnaldo correia da silva | Quinta-Feira, 23 de Março de 2017, 17h25
    0
    0

    POR CONTA DE MEIA DUZIA DE CORRUPTOS OLHA AI . COLOCA EM RISCO A MAIORIA DOS EMPREGOS DE QUEM REALMENTE PRECISA ; QUANTAS FAMILIA NÃO VIVE COM ESSE EMPREGO. UM PAIS SEM COMANDO SO UM MONTE DE POLITICOS SEM COMPROMISSO SO PENSA NELES E A POPULAÇÃO QUE SE FODASSSSSSSS

Matéria(s) relacionada(s):

Citando outros líderes para ter delação

cezar zilio   A demora na homologação da colaboração premiada de Silval junto ao Supremo se deve, entre outras coisas, ao entendimento da Corte de que líder de organização criminosa não pode delatar. E percebe-se que o ex-governador se esforça para não ser enquadrado como tal. Nos...

O silêncio de Silval sobre conselheiros

De volta nesta quarta à sala da juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal da Capital, Silval Barbosa foi perguntado sobre comentários do seu ex-secretário Pedro Nadaf de que dinheiro do Estado teria, em forma de propina, abastecido bolso de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. Em resposta, o ex-governador que comandou o Estado de março de 2010 a dezembro de 2014 se limitou a dizer que prefere não comentar sobre esse assunto. Selma...

Efeito-Silval e tensão no meio político

walace guimaraes vg   Réu em vários processos, cinco deles na 7ª Vara Criminal de Cuiabá (nas quatro fases da Sodoma e mais a Seven), o governador Silval Barbosa tem provocado muita tensão no meio político, inclusive entre figurões, a cada notícia de que prestará depoimento. De sua boca...

Ex-governador não compromete Faiad

francisco faiad   Silval revelou que o braço mais forte do seu esquema de corrupção na secretaria de Administração estava sob a tutela de Cézar Zílio que, mesmo deixando o cargo, continuou a fazer a coleta da propina paga por empresários para manter contratos com o Estado. Por outro lado,...

Silval temia governo paralelo de Riva

jose riva curtinha   Chamou atenção na oitiva de Silval, nesta segunda na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, quando confessou que tinha se tornado "refém" da Assembleia, então comandada por José Riva (foto). O ex-governador revelou ter sido procurado por Riva, que queria trocar a Consignum, responsável...

Oitiva de Silval bastante "concorrida"

silval barbosa curtinha   O 1º depoimento de Silval pós-liberdade - ficou preso por praticamente dois anos -, está mais concorrido do que final de Copa do Mundo. Nesta segunda, o ex-governador deve confessar crimes investigados na operação Sodoma 2. Entre os réus desse processo estão o ex-presidente da...

Filho de prefeito e salário de R$ 2 mil

emanuel filho curtinha   O federal de terceiro mandato Valtenir Pereira confirma que, de fato, nomeou para o seu gabinete Emanuel Pinheiro da Silva Primo (foto), filho do prefeito cuiabano Emanuel. O jovem assessor ganha R$ 2,4 mil mensais. E nem precisa pisar os pés no gabinete do deputado em Brasília. Presta serviços em...

Ex-cunhado empregado no gabinete

marcelo bussiki curtinha   Dois ex-vereadores estão lotados hoje na Câmara de Cuiabá. Com salário superior a R$ 10 mil, Eronides Dias da Luz, o Nona, integra o quadro jurídico. Responde como secretário de Apoio Legislativo. Edmilson Prates, ex-vereador pelo PMDB entre 2001 e 2004, é chefe de gabinete...

Divulgar direitos de quem tem câncer

gilmar fabris   Se tornou lei em MT, desde a última quinta (13), sob a chancela do governador Taques, um projeto do deputado Gilmar Fabris (foto) que obriga os órgãos públicos a divulgar em sites oficiais na internet, de forma clara e de fácil acesso, todos os direitos das pessoas com neoplasia maligna...