Eleições-2014

Terça-Feira, 28 de Setembro de 2010, 14h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:27

Eleições 2010

Cabos eleitorais reclamam; candidata diz sofrer extorsão

   Cabos eleitorais que supostamente teriam sido contratados para trabalhar na campanha da candidata a deputada estadual Alice Garcia (PRP) reclamam que até o momento não receberam pelo serviço prestado. De acordo com os militantes, o pagamento deveria ser feito mensalmente, mas depois de negociações, teriam sido informados de que a candidata não honraria a dívida.

   Alice ressalta que todas as pessoas que estão trabalhando para ela estão com os pagamentos em dia e que as acusações teriam partido de pessoas contratadas por alguém ligado a uma coligação adversária. “Estou sendo vítima de extorsão, assim como Mauro Mendes (candidato ao Palácio Paiguás pelo PSB)”, afirmou, lembrando que inclusive já procurou a Justiça para registrar boletim de ocorrência (BO) sobre o fato. Ela afirma que nem sequer conhece as pessoas que a acusam e que seus cabos foram contratados pela sua coordenadora de campanha. “Aqueles que estão trabalhando comigo, conheço todos, pois nos reunimos pontualmente”, destaca.

   No entando, outro BO foi registrado no último domingo (26) contra Alice. Entre as lideranças que dizem não ter recebido pelo trabalho prestado, está José Milton Gomes de Oliveira, de Cuiabá. O militante conta que abandonou o projeto da candidata depois de mais de dois meses sem receber. “Chega de trabalhar de graça”, desabafou.

   Conforme ele, o marido da candidata os teria informado de que eles não seriam pagos, pois suas contratações não teriam sido autorizadas. “Como não autorizaram e mandaram o material de campanha para gente?”, questiona. Assim como ele, Cleonice Leite também reclama do suposto “calote”. “Nos engajamos e íamos às feiras que eles pediam distribuir santinhos e nem água recebemos”, critica. Ela relata que, jutamente com mais quatro lideranças, encontrou o marido da candidata num posto de gasolina onde o mesmo teria informado que o dinheiro recebido por Alice não teria sido suficiente para pagar o pessoal.

   A candidata, por sua vez, diz já saber quem é o responsável pela confusão e que os cabos chegaram a ir até a portaria do prédio onde mora para abordá-la. “Meu marido foi sim encontrar com essas pessoas, mas ele também não os conhecem”, explicou. “Estou tranquila pois não devo nada a ninguém”, concluiu.

   Uma das lideranças, que preferiu não se identificar, conta que procurou a coligação “Mato Grosso Para Todos”, que referenda a campanha de Alice, e foi informado de que a candidata teria recebido R$ 100 mil para sua campanha. O cabo eleitoral diz que as despesas com os cerca de 150 cabos contratados em Cuiabá, Cáceres e Poconé gira em torno de R$ 30 mil.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Antonio | Terça-Feira, 28 de Setembro de 2010, 19h39
    0
    0

    HIMMMMM TÁ VIRANDO MODA, EM POCONÉ O MALUF DEIXOU MAIS DE 50 PESSOAS CHUPANDO OS DEDOS

Suplente se articula para cassar Diego

demilson nogueira vereador curtinha   O suplente de vereador Demilson Nogueira (foto), dirigente do PP de Cuiabá, está se articulando nos bastidores para derrubar o titular da cadeira Diego Guimarães, do mesmo partido. Ele juntou documentos, fotografias, discursos e registro de solenidade para tentar cassar o mandato de Diego....

Governo veta Maldonado à Unemat

adriano silva caceres curtinha   O suplente de deputado Adriano Silva (DEM), ex-reitor da Unemat, com sede em Cáceres, está revoltado com governador Taques. Enquanto atuava como deputado, substituindo o dono da cadeira Botelho, Adriano apresentou neste ano um projeto, aprovado em duas sessões, "rebatizando" a Unemat como...

15 vão concorrer pela Grande Cáceres

moraes curtinha   Pelo menos 15 da região Oeste, que agrega mais de 20 municípios, estão se articulando para concorrer a deputado, sendo 7 deles de Cáceres. Dois vão a federal: Ezequiel Fonseca (PP), de Reserva do Cabaçal e que busca a reeleição, e o estadual Leonardo Albuquerque (SD), baseado...

Ataques de Pivetta dividem opiniões

otaviano pivetta curtinha lucas   Os ataques do ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (foto), do PDT, ao governador Pedro Taques (PSDB) dividem opiniões. Uns acham que ele agiu com desrespeito quando definiu Taques como vagabundo, mentiroso, ladrão de sigla partidária e narcisista. E, diante disso, disseram que...

Irmão de senador disputa a estadual

wener santos nova marilandia curtinhas   O ex-prefeito de Nova Marilândia Werner dos Santos (foto), derrotado à reeleição em 2016, vai concorrer a deputado estadual, mesmo sem apoio irrestrito do irmão, o empresário e senador Cidinho Santos. Filiado ao PP, depois de sair do PR de Cidinho, Werner tem fomentado...

Salgadeira é "pepino" em 2 gestões

Não foi desta vez que a população pode começar a desfrutar das belezas do Complexo Turístico da Salgadeira. Pela segunda vez, o governo adiou a inauguração das obras de reestruturação. O local está fechado há quase 8 anos. O problema se arrastou por toda a gestão Silval e, ao que parece, vai ser resolvido no último ano do governo Taques, que se encerra em dezembro, caso ele não seja reeleito. Era...

Deputados com chances de reeleição

eduardo botelho curtinhas   Quase todos deputados estaduais consideram que entre 10 e 12 dos 21 que vão tentar a reeleição devem obter êxito nas urnas. E apontam, em privado, os com as maiores chances, inclusive com expectativa de mais de 30 mil votos: Botelho (foto), Nininho, Janaína Riva, Zeca Viana e...

Rede de aliados para se tornar federal

neri_geller_curtinha.jpg   Com a estatura de quem foi ministro da Agricultura do Governo Dilma e depois retornou como secretário de Política Agrícola da gestão Temer, Neri Geller (foto) montou uma rede estruturante de aliados capaz de já projetá-lo como futuro deputado federal. Aproveitou os últimos...

Assumindo culpa por "fantasma" na AL

abilio moumer curtinha   Numa postagem em sua página pessoal no Facebook, Abilio Moumer (foto), pai do vereador por Cuiabá Abílio Júnior e marido de Damaris Rasteli, tem a coragem de usar o nome de Deus e da igreja para, depois, pedir perdão. Se revela culpado pelo deputado Sebastião Rezende, evangelista da...

MAIS LIDAS