Cuiabá, 23 de Agosto de 2014

Eleições-2014

A | A

Sexta-Feira, 27 de Abril de 2012, 11h:10 | Atualizado: 27/04/2012, 13h:12

ELEIÇÕES 2012

Deputado critica gestão e revela tônica da campanha de Lúdio

    Uma semana depois das lideranças nacionais do PSDB Aécio Neves e Sérgio Guerra estarem em Cuiabá e dispararam críticas ao Governo Federal, o deputado estadual Alexandre César (PT) subiu na tribuna da Assembleia, nesta quinta (26), para dar resposta aos questionamentos tucanos e criticar a gestão do prefeito da Capital Chico Galindo e do seu antecessor, Wilson Santos (PSDB). "O PSDB e o PTB reduziu Cuiabá a um campo de provas de políticas desconexas e de armas de guerra. Obras que ficaram por mais de 3 anos inconclusas e bairros que ficaram abandonados. Agora tudo está sendo concluído e recuperado", disparou Alexandre César, evidenciando o uso eleitoral das ações da prefeitura como o Poeira Zero, Cidade Limpa e obras da CAB, concessionária que passou a gerir o saneamento.

     Aécio e Sérgio detonaram o Governo petista no encontro estadual do PSDB realizado na última quinta (19). Na ocasião, o pré-candidato a prefeito da Capital Guilherme Maluf (PSDB) acusou a presidente Dilma Rousseff (PT) de ter abandonado Cuiabá, numa retaliação à preferência dos eleitores mato-grossenses pelo seu opositor José Serra (PSDB).

    Do palanque do Legislativo, Alexandre César rebateu à altura o discurso de Maluf e também desmereceu a gestão tucana e petebista na Capital, revelando qual será a tônica da campanha do PT ao Palácio Alencastro, com Lúdio Cabral na cabeça de chapa. Segundo levantamento feito por Alexandre César no período entre 2005 a 2010, só em convênios, o Governo Lula repassou quase o dobro de recursos do que a administração Fernando Henrique.

    Ele pontuou que o Governo petista só não repassou o dobro, porque R$ 230 milhões destinados pelo PAC I para obras de saneamento tiveram os contratos cancelados em virtude da Operação Pacenas, que apurou irregularidades no processo licitatório e, depois, pelo fato do prefeito Galindo ter preferido "privatizar" a Sanecap.

    O deputado pontuou que Cuiabá também poderá perder mais R$ 90 milhões do PAC II destinados para urbanização e assentamentos precários e outros R$ 80 milhões destinados para a água e o esgoto. Segundo Alexandre César, se somados, os R$ 310 milhões iriam universalizar a distribuição da água e coletar e tratar 80% do esgoto até 2014.

    Em contrapartida, a CAB Ambiental que assumiu a concessão dos serviços promete resolver o problema só em 2022. "Além disso, com a medida a prefeitura recebeu da administradora da Sanecap só R$ 35 milhões e depois vai receber o resto quem sabe", salientou. Ele ressaltou ainda que até a secretaria de Esporte e Lazer ficou sem água nesta semana e teve que mandar um caminhão pipa até o ginásio Aecim Tocantins.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Marcio. | Quinta-Feira, 10 de Maio de 2012, 10h18
    0
    0

    Na verdade o povo cuiabano é muito simples e humilde. Acredita nessa raposas velhas, como Wilson Santos resumindo os malas do PSDB. Que vem governando nossa cidades por dois mandatos. O PSDB só trabalha na véspera da campanha. Precisamos de um Prefeito que trabalhe o mandato todo... O deputado Alexandre César tem razão... Não podemos nos contentar com 6 meses de trabalho afinal o mandato são 4 anos....

  • JOAQUIM | Sexta-Feira, 27 de Abril de 2012, 17h18
    0
    0

    O PT SEMPRE ENFIA OS PÉS PELAS MÃOS NÃO MERECE NOSSA CONFIANÇA.

  • WALISON | Sexta-Feira, 27 de Abril de 2012, 14h32
    0
    0

    MELHOR QUE SERIA A SUA NE RAPAIZ AINDA QUE OS CUIABANOS TE DEU UM CARTÃO VERMELHO E ESSE VEREADORZIN DEMAGOGO VAI RECEBER O MESMO QUE VOCÊ MANÉ.

  • Luiz Antonio Franke Settineri | Sexta-Feira, 27 de Abril de 2012, 12h50
    0
    0

    Isto mesmo, deputado, esta administração é a pior que o povo cuiabano teve que suportar. Não esqueça que Lúdio Cabral já falou que vai questionar a concessão da Sanecap se eleito prefeito de Cuiabá! Saroba www.guerrilheirosvirtuasis.blogspot.com