Cuiabá, 17 de Setembro de 2014

Eleições-2014

A | A

Quarta-Feira, 31 de Março de 2010, 15h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

RUMO ÀS URNAS

Maggi fará "estradeiro pessoal" e diz que povo rejeita "tapinha nas costas"

Maggi fará estradeiro e diz que povo rejeita "tapinha nas costas"

Blairo Maggi  - Foto: Josinei Moreira   Após sete anos e três meses de gestão, Blairo Maggi (PR) anunciou nesta terça (31) que sua primeira atitude na condição de ex-governador será descansar com a família. No início de maio, ele pretende percorrer o Estado numa espécie de "estradeiro pessoal" para ouvir a população e descobrir quais são as principais reivindicações a serem inseridas no projeto de pré-candidatura a Senador. “Conheço as demandas como governador, mas a pauta de um senador é diferente e, por isso, nessas viagens quero fazer exatamente os levantamentos dessas pautas”, enfatizou o republicano. Ele deve “bater duro”, por exemplo, na cobrança por mais recursos para o Estado e planeja elaborar propostas voltadas à área de Meio Ambiente.

   Ciente de que a disputa a uma das duas vagas em jogo neste ano ao Senado será acirrada, Maggi afirmou que não vai ajudar na coordenação da campanha à reeleição de Silval Barbosa (PMDB). Ele quer se dedicar apenas ao próprio projeto político. “Tenho que cuidar da minha campanha, mas vou estar no palanque de Silval e o apoiarei em todos os momentos”, declarou.

   O republicano aproveitou o ensejo para desfazer um mal estar causado por uma fala dele sobre os outros pré-candidatos ao Senado. Na oportunidade, Maggi teria dito a jornalistas que não têm adversários. “Algumas coisas que dizemos são pinceladas de forma que não ficam muito adequadas. É claro que respeito todos os candidatos. Não quis desdenhar ninguém”, disse.

   Numa análise sobre o perfil dos eleitores de Mato Grosso, o republicano ponderou que a população deixou de definir em quem vai votar com base no chamado “tapinha nas costas”. Ele afirmou que a sociedade busca resultados e que isso vai pesar muito na corrida eleitoral ao Palácio Paiaguás. “Eu nunca fui de dar tapinha nas costas. No começo a população estranhou, mas depois se acostumaram. A sociedade tem demonstrado que agora espera mesmo resultados”, alfinetou o republicano, numa crítica velada ao prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), que renúncia nesta quarta para concorrer ao governo. O tucano é tido como gestor de estilo mais popular. 

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • gleicy | Segunda-Feira, 12 de Abril de 2010, 18h14
    0
    0

    O povo nao gosta de pessoas humildi que de tapinha nas costa sim antes e depois da eleiçao....o que o povo nao nao gosta é da queles que na epoca de campanha passa e da thauzinho e depois que ganha da um pé na b..como vcs fazem...vai descansar com a familia aproveita e esquece d politica..faz só seu papel de cidadao vai la e vota..Blairo Maggi nunca mais..

  • Elias | Sexta-Feira, 09 de Abril de 2010, 07h52
    0
    0

    Elias, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Paulo Rogério Barcelos Santiago Lima | Quinta-Feira, 01 de Abril de 2010, 10h50
    0
    0

    Isso é desculpa pela sua frieza sem fim......"O POVOOO REJEITA É ESSA SUA FRIEZA MAGGI" ......ACORDA!!!

  • dudinho | Quarta-Feira, 31 de Março de 2010, 22h35
    0
    0

    kkkkk só rindo de joão e de claudio kkkkko louco e o pinóquio...vai sim ganhar pra presidente de bairro e olhe lá...

  • Cláudio Costa | Quarta-Feira, 31 de Março de 2010, 20h09
    0
    0

    lá vem esse demagogo de novo com essa história, muda o discurso Blairo, voçê quer se fazer de santo se voçê fosse santo voçê não estava na política.

  • joao | Quarta-Feira, 31 de Março de 2010, 18h13
    0
    0

    Discordo ex governador onde diz que o povo não aprova tapinhas nas costas. Está enganado o ex governador, veja bem em Rondonópolis funcionou muito bem, em Cuiabá não foi diferente, e digo mais, tanto o prefeito de Rondonópolis que continua com tapinhas nas costas será reeleito traquilamente, bem como o Wilson Santos que será conduzido ao palácio Paiaguás. Antes tapinhas nas costas que pé na b....... como tenho visto por aí.