Eleições-2014

Quarta-Feira, 31 de Março de 2010, 15h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

RUMO ÀS URNAS

Maggi fará "estradeiro pessoal" e diz que povo rejeita "tapinha nas costas"

Maggi fará estradeiro e diz que povo rejeita "tapinha nas costas"

Blairo Maggi  - Foto: Josinei Moreira   Após sete anos e três meses de gestão, Blairo Maggi (PR) anunciou nesta terça (31) que sua primeira atitude na condição de ex-governador será descansar com a família. No início de maio, ele pretende percorrer o Estado numa espécie de "estradeiro pessoal" para ouvir a população e descobrir quais são as principais reivindicações a serem inseridas no projeto de pré-candidatura a Senador. “Conheço as demandas como governador, mas a pauta de um senador é diferente e, por isso, nessas viagens quero fazer exatamente os levantamentos dessas pautas”, enfatizou o republicano. Ele deve “bater duro”, por exemplo, na cobrança por mais recursos para o Estado e planeja elaborar propostas voltadas à área de Meio Ambiente.

   Ciente de que a disputa a uma das duas vagas em jogo neste ano ao Senado será acirrada, Maggi afirmou que não vai ajudar na coordenação da campanha à reeleição de Silval Barbosa (PMDB). Ele quer se dedicar apenas ao próprio projeto político. “Tenho que cuidar da minha campanha, mas vou estar no palanque de Silval e o apoiarei em todos os momentos”, declarou.

   O republicano aproveitou o ensejo para desfazer um mal estar causado por uma fala dele sobre os outros pré-candidatos ao Senado. Na oportunidade, Maggi teria dito a jornalistas que não têm adversários. “Algumas coisas que dizemos são pinceladas de forma que não ficam muito adequadas. É claro que respeito todos os candidatos. Não quis desdenhar ninguém”, disse.

   Numa análise sobre o perfil dos eleitores de Mato Grosso, o republicano ponderou que a população deixou de definir em quem vai votar com base no chamado “tapinha nas costas”. Ele afirmou que a sociedade busca resultados e que isso vai pesar muito na corrida eleitoral ao Palácio Paiaguás. “Eu nunca fui de dar tapinha nas costas. No começo a população estranhou, mas depois se acostumaram. A sociedade tem demonstrado que agora espera mesmo resultados”, alfinetou o republicano, numa crítica velada ao prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), que renúncia nesta quarta para concorrer ao governo. O tucano é tido como gestor de estilo mais popular. 

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • gleicy | Segunda-Feira, 12 de Abril de 2010, 18h14
    0
    0

    O povo nao gosta de pessoas humildi que de tapinha nas costa sim antes e depois da eleiçao....o que o povo nao nao gosta é da queles que na epoca de campanha passa e da thauzinho e depois que ganha da um pé na b..como vcs fazem...vai descansar com a familia aproveita e esquece d politica..faz só seu papel de cidadao vai la e vota..Blairo Maggi nunca mais..

  • Elias | Sexta-Feira, 09 de Abril de 2010, 07h52
    0
    0

    Elias, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Paulo Rogério Barcelos Santiago Lima | Quinta-Feira, 01 de Abril de 2010, 10h50
    0
    0

    Isso é desculpa pela sua frieza sem fim......"O POVOOO REJEITA É ESSA SUA FRIEZA MAGGI" ......ACORDA!!!

  • dudinho | Quarta-Feira, 31 de Março de 2010, 22h35
    0
    0

    kkkkk só rindo de joão e de claudio kkkkko louco e o pinóquio...vai sim ganhar pra presidente de bairro e olhe lá...

  • Cláudio Costa | Quarta-Feira, 31 de Março de 2010, 20h09
    0
    0

    lá vem esse demagogo de novo com essa história, muda o discurso Blairo, voçê quer se fazer de santo se voçê fosse santo voçê não estava na política.

  • joao | Quarta-Feira, 31 de Março de 2010, 18h13
    0
    0

    Discordo ex governador onde diz que o povo não aprova tapinhas nas costas. Está enganado o ex governador, veja bem em Rondonópolis funcionou muito bem, em Cuiabá não foi diferente, e digo mais, tanto o prefeito de Rondonópolis que continua com tapinhas nas costas será reeleito traquilamente, bem como o Wilson Santos que será conduzido ao palácio Paiaguás. Antes tapinhas nas costas que pé na b....... como tenho visto por aí.

Malouf e acerto com quadrilha de Silval

Em mais um depoimento à juíza Selma, da 7ª Vara Criminal da Capital, Alan Malouf, quando questionado acerca de um esquema no Governo Silval que resultou no desvio de R$ 16 milhões do erário, reconheceu ter recebido R$ 950 mil num contrato de gaveta e que não pagou impostos sobre o montante. Contou que em 2010 foi procurado por Eder Moraes, então secretário da Casa Civil, para poder realizar a solenidade de posse do governador para mil...

Ex-governador nega "surra" de Piran

valdir piran curtinha   O emblemático encontro entre Valdir Piran (foto) e Silval para acerto de contas foi questionado pela promotora de Justiça Ana Bardusco, durante depoimento do ex-governador na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, nesta quinta. Diferente do que afirmou o ex-secretário Nadaf, Silval amenizou a...

Propinoduto "bancou" posse de Silval

alan malouf curtinha   O Buffet Leila Malouf, que tem como um dos sócios o delator Alan Malouf (foto), recebeu uma "bolada" para fazer a cerimônia de posse de Silval como governador. De fato, o evento realizado em 1º de janeiro de 2011 foi marcado por muito requinte. Na época, não se falava em valores. Eis que agora,...

Tirando dúvidas no CCC sobre propina

pedro nadaf depoimento curtinha   No 3º dia de confissão de Silval à Justiça, nesta quinta, ele contou que conversava com os demais membros da organização criminosa nos momentos de brechas, especialmente na hora da limpeza das celas, dentro do Centro de Custódia de Cuiabá, onde esteve preso por...

Forçando a barra para homenagear pai

vinicyus clovito curtinha   Diferente do pai Clovito Hugueney, parlamentar sensato que teve o 3º mandato de vereador interrompido por sua morte há 2 anos, Vinicyus Hugueney (foto), vereador de 1º mandato licenciado e hoje à frente da pasta de Trabalho e Desenvolvimento da Capital, não demonstra as mesmas habilidades...

Mais 11 em situação de emergência

Mais 11 municípios têm situação de emergência reconhecida pelo governo estadual, após prefeitos terem pedido socorro por causa de problemas ocasionados, principalmente com as chuvas. No mês passado, o Estado havia homologado situação de emergência em 15 cidades. Desta vez, o governador Taques referendou decretos municipais já assinados pelos gestores de Canabrava do Norte, Chapada dos Guimarães, Colniza,...

Citando outros líderes para ter delação

cezar zilio   A demora na homologação da colaboração premiada de Silval junto ao Supremo se deve, entre outras coisas, ao entendimento da Corte de que líder de organização criminosa não pode delatar. E percebe-se que o ex-governador se esforça para não ser enquadrado como tal. Nos...

O silêncio de Silval sobre conselheiros

De volta nesta quarta à sala da juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal da Capital, Silval Barbosa foi perguntado sobre comentários do seu ex-secretário Pedro Nadaf de que dinheiro do Estado teria, em forma de propina, abastecido bolso de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. Em resposta, o ex-governador que comandou o Estado de março de 2010 a dezembro de 2014 se limitou a dizer que prefere não comentar sobre esse assunto. Selma...

Efeito-Silval e tensão no meio político

walace guimaraes vg   Réu em vários processos, cinco deles na 7ª Vara Criminal de Cuiabá (nas quatro fases da Sodoma e mais a Seven), o governador Silval Barbosa tem provocado muita tensão no meio político, inclusive entre figurões, a cada notícia de que prestará depoimento. De sua boca...