Eleições-2014

Segunda-Feira, 29 de Março de 2010, 15h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

PALÁCIO ALENCASTRO

Na tentativa de evitar críticas, Galindo se reúne com vereadores

Galindo faz reunião com vereadores e busca manter base

Chico Galindo   Ciente de que enfrentará resistências na Câmara de Cuiabá devido ao clima eleitoral que já se instalou no parlamento, o vice-prefeito Chico Galindo (PTB), que assume o Palácio Alencastro em 4 dias, promete manter diálogo intenso com todos os vereadores, incluindo os da oposição. Ele aguarda apenas ser empossado para se reunir com os 19 parlamentares em busca de apoio. O petebista quer “aparar as arestas” e assegurar a manutenção da base governista. Hoje o prefeito Wilson Santos (PSDB) tem 13 dos 19 vereadores.

  No início da atual legislatura, 14 parlamentares eram situacionistas, mas como Everton Pop (PP) resolveu “pular” para a base de oposição, Galindo já assume a prefeitura com menos força que o tucano detinha. Hoje são tidos como oposicionistas: Francisco Vuolo e Chico 2000, os dois do PR, Lúdio Cabral (PT), Domingos Sávio e Arnaldo Penha, ambos do PMDB, além de Pop. “Eu vou conversar com todos os poderes: TCE, Ministério Público e com a Câmara. Respeito a oposição e tenho certeza que vamos ajudar Cuiabá”, disse Galindo, num discurso polido.

  O petebista tem bons motivos para “acertar os ponteiros” com o Legislativo, afinal, projetos polêmicos como a atualização da planta genérica de Cuiabá e a mensagem que autoriza a Sanecap a fazer a coleta de lixo devem ser apreciados neste ano. “Passando a gestão do lixo para a Sanecap vamos economizar 30% dos gastos. Estamos modernizando as políticas ambientais”, defende o petebista.

   Ele nega a venda de ações da Companhia de Saneamento e afirma não entender o porquê da polêmica entre os parlamentares sobre a lei aprovada na gestão do então prefeito Roberto França, que permite a venda de 49,9% das ações da Sanecap. “Não falamos nada sobre venda de ações. Não há nenhuma lei em discussão neste sentido. Não entendi a polêmica, que para mim tem conotação política”, alfineta o petebista. Já as discussões em torno da atualização da planta genérica deve ficar para o final do ano, após as eleições majoritárias. “É uma ferida que Cuiabá não suporta mais. Teremos que discutir isso no final do ano e vou tentar corrigir isso”.

  Por enquanto, o futuro prefeito afirma que não haverá mudanças no posto de líder do prefeito, hoje exercido pelo tucano Paulo Borges. “Se ele não for sair da Câmara para atuar na campanha de Wilson, vai continuar exercendo esse papel”, ponderou Galindo, numa referência às afirmações do pré-candidato ao governo, prefeito Wilson Santos (PSDB), que admitiu articulação para que Rossivelt Coelho e Borges, ambos do PSDB, deixassem o parlamento a fim de se dedicar à corrida eleitoral. Nesse caso, assumiriam as cadeiras os suplentes Tiago Nunes, sobrinho da deputada Chica Nunes, e Leonardo Oliveira, filho de uma das irmãs do ex-governador Dante de Oliveira (falecido em 2006), respectivamente.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Daiane do trs barras | Segunda-Feira, 29 de Março de 2010, 17h16
    0
    0

    acho bom conversar, pra fortalecer a base, mas ñ vai comprometer as secretarias com gente imcompetente como fez ws

Fora do MDB e pré-disputa ao governo

muvuca curtinha   José Marcondes, o Muvuca, decidiu se desfiliar do MDB, pelo qual pretendia concorrer a deputado estadual. Se sentiu desconfortável e sufocado por nomes expressivos e com boa estrutura de campanha, especialmente deputados que vão à reeleição, o que lhe tiraria chance de êxito nas urnas...

Efeito-Bolsonaro e disputa à Câmara

nelson barbudo curtinha   Ele está na lista de agricultores que plantam menos de mil ha e ganhou notoriedade nacional batendo em políticos corruptos. E se empolgou com a boa inserção junto à classe produtora, numa linha de apoio ao pequeno, muito defendida no passado pelo ex-deputado e ex-senador Jonas Pinheiro...

Telões no Fla-Flu exibiram propaganda

leonardo oliveira curtinha   Os dois telões da Arena Pantanal, que tinham sido usados somente nas partidas de futebol da Copa do Mundo de 2014, voltaram a funcionar neste sábado, na transmissão do Fla-Flu, que terminou com a goleada do time tricolor por 4 a 0. E o governo estadual, que administra o estádio, aproveitou os...

Delator nega sociedade com Mauro

mauro mendes curtinha   Alguns vereadores aproveitaram a presença do ex-governador e delator Silval, na CPI do Paletó, para perguntar sobre eventual sociedade empresarial deste com o ex-prefeito da Capital Mauro Mendes (foto), que ensaia candidatura a governador. Silval esquivou-se. Disse que, no caso de um garimpo, o seu irmão...

Senador opta por ficar no Podemos

jose medeiros curtinhas   Após participar de reuniões com os presidenciáveis Levy Fidelix, do PRTB, e Jair Bolsonaro, que vai trocar o PSC pelo PSL, nas quais recebeu convite para filiação, o senador José Medeiros (foto) decidiu que fica mesmo no Podemos. E vai encampar o projeto de reeleição....

Ex-prefeito decide ficar no DEM

Roland Trentini   O ex-prefeito de Alto Garças, Roland Trentini (foto),  admite que ter sido sondado pelo empresário Silvino Dal Bó, um dos entusiastas do presidenciável Jair Bolsonaro, para reforçar sua campanha em Mato Grosso, angariando apoio dos ruralistas. Apesar de ter recebido o convite para aderir ao...

Silval cita 18 da AL com mensalinho

antonio azambuja curtinha   Silval Barbosa, em oitiva à CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, abriu o jogo sobre esquemas de corrupção. E, reforçando a delação, não poupou ninguém. Confirmou ter repassado mensalinho aos deputados na época em que foi...

Eleição da Mesa da AL custou R$ 16 mi

mauro savi curtinhas   À CPI do Paletó nesta sexta (23), o ex-governador Silval Barbosa disse que em todas as eleições da Mesa Diretora houve negociação financeira por votos. Citou como exemplo uma eleição cuja a chapa era formada por Mauro Savi (foto) e Romoaldo Júnior. O delator...

PSDB e vários vereadores a estadual

rodrigo da zaeli curtinha rondonopolis   O PSDB do governador Taques possui uma lista extensa de pré-candidatos a deputado porque inclui vereadores, que não precisam renunciar ao mandato para tentar outro degrau no Legislativo. Os quatro estaduais (Wilson, Saturnino, Baiano e Maluf) vão em busca da reeleição. O...

MAIS LIDAS