Eleições-2014

Segunda-Feira, 29 de Março de 2010, 15h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

PALÁCIO ALENCASTRO

Na tentativa de evitar críticas, Galindo se reúne com vereadores

Galindo faz reunião com vereadores e busca manter base

Chico Galindo   Ciente de que enfrentará resistências na Câmara de Cuiabá devido ao clima eleitoral que já se instalou no parlamento, o vice-prefeito Chico Galindo (PTB), que assume o Palácio Alencastro em 4 dias, promete manter diálogo intenso com todos os vereadores, incluindo os da oposição. Ele aguarda apenas ser empossado para se reunir com os 19 parlamentares em busca de apoio. O petebista quer “aparar as arestas” e assegurar a manutenção da base governista. Hoje o prefeito Wilson Santos (PSDB) tem 13 dos 19 vereadores.

  No início da atual legislatura, 14 parlamentares eram situacionistas, mas como Everton Pop (PP) resolveu “pular” para a base de oposição, Galindo já assume a prefeitura com menos força que o tucano detinha. Hoje são tidos como oposicionistas: Francisco Vuolo e Chico 2000, os dois do PR, Lúdio Cabral (PT), Domingos Sávio e Arnaldo Penha, ambos do PMDB, além de Pop. “Eu vou conversar com todos os poderes: TCE, Ministério Público e com a Câmara. Respeito a oposição e tenho certeza que vamos ajudar Cuiabá”, disse Galindo, num discurso polido.

  O petebista tem bons motivos para “acertar os ponteiros” com o Legislativo, afinal, projetos polêmicos como a atualização da planta genérica de Cuiabá e a mensagem que autoriza a Sanecap a fazer a coleta de lixo devem ser apreciados neste ano. “Passando a gestão do lixo para a Sanecap vamos economizar 30% dos gastos. Estamos modernizando as políticas ambientais”, defende o petebista.

   Ele nega a venda de ações da Companhia de Saneamento e afirma não entender o porquê da polêmica entre os parlamentares sobre a lei aprovada na gestão do então prefeito Roberto França, que permite a venda de 49,9% das ações da Sanecap. “Não falamos nada sobre venda de ações. Não há nenhuma lei em discussão neste sentido. Não entendi a polêmica, que para mim tem conotação política”, alfineta o petebista. Já as discussões em torno da atualização da planta genérica deve ficar para o final do ano, após as eleições majoritárias. “É uma ferida que Cuiabá não suporta mais. Teremos que discutir isso no final do ano e vou tentar corrigir isso”.

  Por enquanto, o futuro prefeito afirma que não haverá mudanças no posto de líder do prefeito, hoje exercido pelo tucano Paulo Borges. “Se ele não for sair da Câmara para atuar na campanha de Wilson, vai continuar exercendo esse papel”, ponderou Galindo, numa referência às afirmações do pré-candidato ao governo, prefeito Wilson Santos (PSDB), que admitiu articulação para que Rossivelt Coelho e Borges, ambos do PSDB, deixassem o parlamento a fim de se dedicar à corrida eleitoral. Nesse caso, assumiriam as cadeiras os suplentes Tiago Nunes, sobrinho da deputada Chica Nunes, e Leonardo Oliveira, filho de uma das irmãs do ex-governador Dante de Oliveira (falecido em 2006), respectivamente.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Daiane do trs barras | Segunda-Feira, 29 de Março de 2010, 17h16
    0
    0

    acho bom conversar, pra fortalecer a base, mas ñ vai comprometer as secretarias com gente imcompetente como fez ws

Binotti critica "jogo de cena" de Jiloir

binotti curtinha lucas   Assim como fez com os demais que comandaram a prefeitura, o presidente da Câmara de Lucas do Rio Verde, vereador Jiloir Pelicioli (PDT), passou a criticar de forma dura o prefeito Luiz Binotti (foto), do PSD. Em sessão nesta semana, disparou de novo a metralhadora giratória, afirmando que Binotti...

Aliados de Suelme entregam cargos

corgesio albuquerque curtinha   Mais uma confusão no Palácio Paiaguás em meio a conspirações e brigas por cargos e espaço político. O governador decidiu tirar do 1º escalão a recém-nomeada Vanessa Queirós da pasta de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários para...

Alguns ex-aliados fora do manifesto

fabio garcia curtinha   Nem todos da lista de fortes aliados da gestão Taques e que, gradativamente, foram se distanciando do Palácio Paiaguás assinaram o manifesto contra o projeto de reeleição do governador do PSDB. Eis dois exemplos: os deputados federais Fábio Garcia (foto), do DEM, e Adilton Sachetti...

Ex-aliados em dura reação a Taques

carlos favaro curtinhas   Nunca na história deste país se juntaram tantas lideranças que eram aliadas e que agora estão contra o projeto de reeleição do governador Taques. Nada menos que 31 assinaram manifesto, expondo as razões de terem pulado do barco, entre eles 4 ex-prefeitos, como Mauro Mendes...

Blairo "lava as mãos" sobre o PP-MT

ezequiel fonseca curtinha   O senador licenciado e ministro Blairo Maggi (Agricultura) "lavou as mãos" em relação ao PP-MT, hoje tocado no Estado pelo deputado federal Ezequiel Fonseca (foto). Em algumas reuniões internas, o ex-governador defendeu que o partido abrisse as portas para novos filiados, independente destes...

Suplente se articula para cassar Diego

demilson nogueira vereador curtinha   O suplente de vereador Demilson Nogueira (foto), dirigente do PP de Cuiabá, está se articulando nos bastidores para derrubar o titular da cadeira Diego Guimarães, do mesmo partido. Ele juntou documentos, fotografias, discursos e registro de solenidade para tentar cassar o mandato de Diego....

Governo veta Maldonado à Unemat

adriano silva caceres curtinha   O suplente de deputado Adriano Silva (DEM), ex-reitor da Unemat, com sede em Cáceres, está revoltado com governador Taques. Enquanto atuava como deputado, substituindo o dono da cadeira Botelho, Adriano apresentou neste ano um projeto, aprovado em duas sessões, "rebatizando" a Unemat como...

15 vão concorrer pela Grande Cáceres

moraes curtinha   Pelo menos 15 da região Oeste, que agrega mais de 20 municípios, estão se articulando para concorrer a deputado, sendo 7 deles de Cáceres. Dois vão a federal: Ezequiel Fonseca (PP), de Reserva do Cabaçal e que busca a reeleição, e o estadual Leonardo Albuquerque (SD), baseado...

Ataques de Pivetta dividem opiniões

otaviano pivetta curtinha lucas   Os ataques do ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (foto), do PDT, ao governador Pedro Taques (PSDB) dividem opiniões. Uns acham que ele agiu com desrespeito quando definiu Taques como vagabundo, mentiroso, ladrão de sigla partidária e narcisista. E, diante disso, disseram que...