ENTREVISTA ESPECIAL

Quinta-Feira, 20 de Abril de 2017, 08h:09 | Atualizado: 20/04/2017, 10h:51

Escola resgata princípios e valores e não prega submissão, diz empresária

Gilberto Leite

Escola das Princesas

Vivianne Caldas garante que escola ensina meninas a ser independentes, a cuidar de si e se dar valor

A advogada Vivianne Cristine Caldas sempre foi uma mulher discreta e independente. Casada, “mãe de uma princesa”, é pós-graduada em Direito Tributário e dona de seu próprio escritório de advocacia, a Castilho e Caldas Advogados Associados. Também é diretora da Caixa de Assistência dos Advogados da OAB-MT. Se viu, no entanto, guindada ao centro de uma polêmica nas mídias sociais recentemente, depois de uma matéria dar visibilidade instantânea (e negativa) ao seu empreendimento, iniciado há seis meses em Uberlândia e inaugurado há menos de 30 dias em Cuiabá - uma franquia da Escola de Princesas. Criticada com veemência como “desserviço” e “retrocesso” por algumas feministas, relutou, mas, enfim, concedeu uma entrevista ao . Defende sua percepção de mundo e, claro, fala da polêmica criada em torno dela e de seu empreendimento. Leia a íntegra da entrevista.

Há quanto tempo realiza esse tipo de trabalho?

Gilberto Leite

Escola das Princesas

Escola das Princesas, segundo Vivianne, não busca "bitolar" crianças, mas vai ensinar bons modos

Surgiu agora. Eu tinha uma sócia, que teve de se afastar por gravidez. Vimos uma franquia da escola mais ou menos em outubro, novembro, do ano passado, na internet. Tinha uma viagem marcada para Goiânia; lá, falei com meu esposo para irmos conhecer (a escola). Mãe de menina, fiquei simplesmente encantada. Começamos o processo da franquia, e eles vieram no começo de dezembro para escolher o local. Quando vi a fachada das outras casas franqueadas, comentei com meu esposo que era igual à da mãe dele. Eles pediram para mostrarmos três casas, eles também escolheram a da minha sogra. Fizemos a inauguração no dia 22 de março.

Acha que ainda há espaço para isso nos dias de hoje?

Eu acho. Apesar de ter muitas críticas, né? Porque não é assim, “vai ser princesa de encantamento”, esse tipo de coisa. Pode observar que, em todos os quadrinhos (mostra as paredes da escola, enfeitada com quadros), o que se vê é uma menina sendo uma menina independente de qualquer circunstância: de vestido, de sapato e de status social. É saber se comportar. Algumas pessoas estão tendo uma visão errada, do tipo “ah, ela vive num mundo imaginário, de princesa”. Não é isso. Não é esse o propósito da franquia. É só resgatar princípios e valores que eu percebo, na minha opinião de mãe, inclusive, estão se perdendo.

Como vê as críticas das feministas?

Elas estão se apegando nessa de “ah, vão ensinar a cozinhar, arrumar a casa”. Outro dia veio uma menina aqui e foi bastante engraçado, porque ela falou: “mas tia, eu não preciso arrumar o quarto, porque eu tenho duas empregadas”. Eu falei, “ô, meu amor, mas até para ensinar sua empregada você precisa saber fazer”. Então, não é bitolar a mulher a limpar ou servir. Mas eu acho que ainda é a mulher a chefe da casa. Ela saber fazer não quer dizer que é ela que vai arrumar, que é ela quem vai limpar casa ou cozinhar.  Eu sei fazer de tudo e não faço quase nada, porque não tenho tempo para isso. Sou advogada e tenho esta escola. O que tenho menos tempo é de cuidar de casa, mas sei fazer tudo e sei também, pelo menos, ensinar minha funcionária a fazer tudo do jeito que eu quero que seja feito.

Isso não dá munição para as que dizem que a escola vai contra a emancipação feminina?

Tudo depende do ponto de vista. Porque eu sou uma mulher super independente. Tenho várias funções e gosto de organizar e cuidar da minha casa. Ainda acho que é minha função e nem por isso eu deixo de ter direitos iguais e estar no mesmo status do meu marido.

Acha que as mulheres devem ser submissas aos homens?

"Não é bitolar a mulher a limpar ou servir. Mas eu acho que ainda é a mulher a chefe da casa"

Não. E aqui, em nenhum momento vamos ensinar isso. Muito pelo contrário, vamos ensinar as meninas a ser independentes, a cuidar de si mesmas e dar valor a si mesmas. Em nenhum momento elas saberem cuidar de casa ou cozinhar quer dizer que estou querendo que elas sejam submissas. Em nenhum momento. Acima de tudo é dar importância a si mesma. Ter amor próprio.

Uma das frases escritas no book (um dos produtos da escola) diz “uma verdadeira princesa sabe quem ela realmente é. Não importam as circunstâncias”. O que isso quer dizer? 

É ela dar importância a si mesma, independente de qualquer circunstância, situação ou modismo. Eu quero que ela aprenda a se dar valor, à mulher se dar o valor. Oferecemos um curso que só vai iniciar em agosto, dia 7, com todos os tópicos do book. Esse curso é 100% educativo. Eu contrato aqui os profissionais especializados de acordo com o cronograma. Além desse curso, temos os eventos, 50% educativos e 50% lúdicos. Temos o chá de princesa, cujo foco é a etiqueta à mesa; temos o encontro de princesa, com um passeio de limusine; a tarde de princesa, com uma atriz mirim (o último, 1º de abril, veio a atriz do Carrossel), e os aniversários. Os pacotes começam com 12 meninas. Deles, só participam as meninas, a mãe da aniversariante pode participar de tudo; outras duas convidadas adultas podem participar, mas só chegam no final.

Galeria de Fotos

Credito: Gilberto Leite
Escola das Princesas mexe com a imaginação das crianças
Credito: Gilberto Leite
Escola das Princesas
Credito: Gilberto Leite
Fachada da escola das Princesas, no Jardim Cuiabá
Credito: Gilberto Leite
Vivianne concede entrevista ao Rdnews
Credito: Gilberto Leite
Segundo a dona, escola resgata princípios e valores que estão se perdendo
Credito: Gilberto Leite
Princesas ajudam na decoração de local
Credito: Gilberto Leite
Curso 100% educativo começa em agosto
Credito: Gilberto Leite
Escola das Princesas fica na Capital
Credito: Gilberto Leite
"Dar importância a si mesma, independente de qualquer circunstância, situação ou modismo", diz empresária
Credito: Gilberto Leite
Local de estudo das princesas
Credito: Gilberto Leite
Local onde ficam ainda mais belas
Credito: Gilberto Leite
Quarto das princesas

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Maria dos Santos | Quinta-Feira, 20 de Abril de 2017, 09h33
    8
    2

    Submissão= uma missão diferente da dada a mulher. Nos tempos bíblicos, a missão da mulher era cuidar dos filhos, enquanto os homens tinha como missão prover o necessário a manutenção da família. Hoje, como muitas mulheres só pensam em ganhar dinheiro, em competir com os homens, deixam os filhos em creches, escolas ou ao cuidado de terceiros, muitos estão chorando pelas escolhas. Não é demérito a esposa cuidarem dos filhos e do lar, demérito é a busca sem limites em busca do dinheiro.

Matéria(s) relacionada(s):

Adin para garantir 15% aos fazendários

rogerio gallo curtinha   Com a folha de pessoal "estourada", superando o limite prudencial da lei fiscal, o governo do Estado deveria agradecer ao TCE que, sob medida cautelar, suspendeu o reajuste de 15% concedido pelo Executivo aos agentes fazendários ao longo dos próximos dois anos, além de verba indenizatória...

Plano de se afastar para ser candidato

jayme campos curtinhas   Jayme Campos, hoje principal referência do DEM no Estado, revelou neste domingo que está decidido a se desincompatibilizar do cargo de secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande para "costurar" candidatura majoritária, seja ao Senado, seja para governador. A saída do...

Governo Taques avança na Segurança

gustavo garcia curtinha   A área de Segurança Pública, hoje sob Gustavo Garcia Francisco (foto), foi apontada pelo governador Taques como prioritária desde o início da gestão. Nos dois primeiros anos (2015 e 2016), aumentou o contingente policial, armamentos, serviços de inteligência e...

Empenho e solidariedade às famílias

pedro taques curtinha   O governador Taques acompanhou pessoalmente a operação policial na madrugada deste sábado, que resultou no "estouro" do cativeiro, na prisão dos assaltantes e na liberdade da empresária Milene Falcão Eubank, mantida refém por 13 horas. O secretário de Segurança,...

Estado perde seu único time na Série B

helmute fmf   Após quatro anos consecutivos na Série B, algo inédito na história de um time mato-grossense que não tinha representante desde 1994, o Luverdense foi rebaixado à Terceira Divisão. Precisava vencer para ter chance de seguir na Segundona, mas empatou nesta sexta, em 0 a 0, com o Guarani....

Taques ignora pressão e elogia Soares

luiz soares curtinha   Coube ao ex-prefeito cuiabano e apresentador do programa Resumo do Dia, Roberto França, tornar público o posicionamento do governador Taques quanto ao movimento de várias lideranças, especialmente de deputados, pela queda de Luis Soares da pasta da Saúde. No quadro "Bomba do Dia", apresentado...

Sintap defende servidores do Intermat

candido teles curtinha   O Sintap não defendeu Cândido Teles (DEM), presidente "inoperante" do Intermat que passou a usar a estrutura do órgão com pretensões eleitorais - é pré-candidato a deputado estadual, mas garante que, quanto aos servidores, estes são dedicados ao trabalho. Em nota, nega...

Pré-candidatura já ganha repercussão

mauro mendes artigo   A notícia revelada pelo Blog do Romilson de que Mauro Mendes, que deve se filiar ao DEM ou ao PR, está determinado a disputar o governo estadual e, sem alarde, começa a se distanciar de Taques, ganhou muita repercussão nos meios político e empresarial e no Palácio Paiaguás. Deu...

Dificultando planos políticos de Taques

nilson leit�o curtinhas   Pedro Taques está na bronca com o deputado federal Nilson Leitão (foto) por entender que este busca atrapalhar seus planos políticos majoritários. É desejo do governador disputar a reeleição com dois aliados fortes no palanque como candidatos ao Senado,...