Executivo

Terça-Feira, 22 de Novembro de 2016, 18h:01 | Atualizado: 22/11/2016, 20h:11

Contas do 2º turno são apresentadas; R$ 2,3 mi é a dívida do prefeito eleito

Gilberto Leite

Emanuel vota 2º turno

Maior gasto de Emanuel foi com programas de rádio e TV, aos quais foram destinados R$ 2,6 mi

Já estão nas mãos da Justiça Eleitoral as prestações de conta do prefeito eleito Emanuel Pinheiro (PMDB) e do candidato derrotado Wilson Santos (PSDB), referentes ao 2º turno do processo eleitoral deste ano. Segundo o chefe de cartório da 51ª Zona Eleitoral, Éder da Silva Rodrigues, a prioridade é analisar os documentos entregues por Emanuel, pois o prazo para julgamento das contas é 16 de dezembro, tendo em vista que a diplomação deve ocorrer até o dia 19 do próximo mês.

Com os documentos apresentados por Emanuel já foi possível confeccionar 42 malotes e a previsão é que essa etapa do trabalho seja concluída nesta quarta (23). Em seguida, os extratos devem passar por análise dos técnicos da Justiça Eleitoral, que após concluir os apontamentos, encaminham os malotes ao juiz responsável pela 51ª Zona Eleitoral. Caso o magistrado peça esclarecimento sobre algum dado informado, a defesa de Emanuel deve receber prazo de 72 horas para se manifestar.

Quanto à prestação de contas de Wilson, cujos documentos ainda estão nas caixas em que foram entregues, a expectativa do chefe de cartório é que o trabalho de análise se inicie somente no próximo ano.

De acordo com os documentos que o teve acesso, Emanuel Pinheiro registrou receita acumulada de R$ 3,3 milhões nos dois turnos da eleição, enquanto as despesas chegaram a R$ 5 milhões, gerando no total uma dívida de campanha de R$ 2,3 milhões. O maior gasto do peemedebista foi com produção de programas de rádio, televisão ou vídeos, para os quais foram destinados R$ 2,6 milhões. Já a maior entrada registrada nas receitas é denominada “recursos de partido político”, somando R$ 2,4 milhões.

O diretório nacional do PMDB foi o que fez as doações mais vultuosas, sendo dois repasses de R$ 250 mil e um de R$ 200 mil. A menor quantia recebida como doação foi no valor de R$ 240. Ao todo, Emanuel recebeu R$ 3,1 milhões em doações, sendo R$ 2,6 milhões apenas no 1º turno.

Saiba

O julgamento das contas como não prestadas impede que um candidato obtenha a certidão de quitação eleitoral enquanto perdurar a omissão. Quando não presta contas da campanha eleitoral, o candidato fica impedido de obter a certidão de quitação eleitoral pelo período do mandato que disputou.

Emanuel deve prestar contas do 2º turno amanhã; prazo até sábado

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • fernando | Quarta-Feira, 23 de Novembro de 2016, 11h08
    0
    0

    "O diretório nacional do PMDB foi o que fez as doações mais vultuosas, sendo dois repasses de R$ 250 mil e um de R$ 200 mil." Da onde tiraram isso??? As doações mais vultuosas foram do PR nacional com 800 mil (cheques de 250, 250 e 300 mil). O PMDB nacional doou R$ 360mil (cheques de 80, 80 e 200 mil)... Cada uma ein! http://divulgacandcontas.tse.jus.br/divulga/#/candidato/2016/2/90670/110000007470/integra/receitas

Matéria(s) relacionada(s):

Suplente se articula para cassar Diego

demilson nogueira vereador curtinha   O suplente de vereador Demilson Nogueira (foto), dirigente do PP de Cuiabá, está se articulando nos bastidores para derrubar o titular da cadeira Diego Guimarães, do mesmo partido. Ele juntou documentos, fotografias, discursos e registro de solenidade para tentar cassar o mandato de Diego....

Governo veta Maldonado à Unemat

adriano silva caceres curtinha   O suplente de deputado Adriano Silva (DEM), ex-reitor da Unemat, com sede em Cáceres, está revoltado com governador Taques. Enquanto atuava como deputado, substituindo o dono da cadeira Botelho, Adriano apresentou neste ano um projeto, aprovado em duas sessões, "rebatizando" a Unemat como...

15 vão concorrer pela Grande Cáceres

moraes curtinha   Pelo menos 15 da região Oeste, que agrega mais de 20 municípios, estão se articulando para concorrer a deputado, sendo 7 deles de Cáceres. Dois vão a federal: Ezequiel Fonseca (PP), de Reserva do Cabaçal e que busca a reeleição, e o estadual Leonardo Albuquerque (SD), baseado...

Ataques de Pivetta dividem opiniões

otaviano pivetta curtinha lucas   Os ataques do ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (foto), do PDT, ao governador Pedro Taques (PSDB) dividem opiniões. Uns acham que ele agiu com desrespeito quando definiu Taques como vagabundo, mentiroso, ladrão de sigla partidária e narcisista. E, diante disso, disseram que...

Irmão de senador disputa a estadual

wener santos nova marilandia curtinhas   O ex-prefeito de Nova Marilândia Werner dos Santos (foto), derrotado à reeleição em 2016, vai concorrer a deputado estadual, mesmo sem apoio irrestrito do irmão, o empresário e senador Cidinho Santos. Filiado ao PP, depois de sair do PR de Cidinho, Werner tem fomentado...

Salgadeira é "pepino" em 2 gestões

Não foi desta vez que a população pode começar a desfrutar das belezas do Complexo Turístico da Salgadeira. Pela segunda vez, o governo adiou a inauguração das obras de reestruturação. O local está fechado há quase 8 anos. O problema se arrastou por toda a gestão Silval e, ao que parece, vai ser resolvido no último ano do governo Taques, que se encerra em dezembro, caso ele não seja reeleito. Era...

Deputados com chances de reeleição

eduardo botelho curtinhas   Quase todos deputados estaduais consideram que entre 10 e 12 dos 21 que vão tentar a reeleição devem obter êxito nas urnas. E apontam, em privado, os com as maiores chances, inclusive com expectativa de mais de 30 mil votos: Botelho (foto), Nininho, Janaína Riva, Zeca Viana e...

Rede de aliados para se tornar federal

neri_geller_curtinha.jpg   Com a estatura de quem foi ministro da Agricultura do Governo Dilma e depois retornou como secretário de Política Agrícola da gestão Temer, Neri Geller (foto) montou uma rede estruturante de aliados capaz de já projetá-lo como futuro deputado federal. Aproveitou os últimos...

Assumindo culpa por "fantasma" na AL

abilio moumer curtinha   Numa postagem em sua página pessoal no Facebook, Abilio Moumer (foto), pai do vereador por Cuiabá Abílio Júnior e marido de Damaris Rasteli, tem a coragem de usar o nome de Deus e da igreja para, depois, pedir perdão. Se revela culpado pelo deputado Sebastião Rezende, evangelista da...

MAIS LIDAS