Cuiabá, 27 de Fevereiro de 2017

Executivo

A | A

Sexta-Feira, 09 de Dezembro de 2016, 16h:26 | Atualizado: 11/12/2016, 09h:40

PMDB

Em reunião com presidente, Emanuel pede apoio para VLT e obras paradas

Reprodução

Emanuel Temer PMDB

Prefeito eleito Emanuel Pinheiro em reunião com presidente da República, Michel Temer, deputados federais Carlos Bezerra, presidente do PMDB estadual, e Valtenir Pereira, com os deputados estaduais Janaina Riva, Silvano do Amaral e Romoaldo Júnior

O presidente da República Michel Temer (PMDB)  garantiu, durante reunião com a cúpula do PMDB,  ao prefeito eleito de Cuiabá, peemedebista Emanuel Pinheiro, que vai liberar recursos para a retomada de obras paradas que dependem de recursos do governo federal na Capital. 

Na reunião de caráter institucional, o prefeito eleito pediu a Temer atenção para a retomada e conclusão de algumas obras que dependem de recursos. No entanto, o levantamento de quantas obras estão paradas, ainda está sendo feito pela equipe de transição em Cuiabá, mas a estimativa é que esse número deve ser superior a 20 obras.

O encontro institucional de Emanuel com Temer serviu para chamar a atenção do Governo Federal para Cuiabá, em aproximadamente 1 hora de conversa realizada na tarde de quarta (07). “Foi uma reunião bastante produtiva, pois o presidente assumiu o compromisso de olhar com carinho nossa querida e tricentenária cidade. Afinal, Cuiabá precisa muito do Governo Federal, assim como ele de nós. Estamos no centro geodésico da América do Sul, na capital do agronegócio. Portanto, temos inúmeros desafios que precisam ser enfrentados e superados por meio de harmoniosas parcerias. E é isso que ficou evidente durante a reunião, de que podemos contar com esse apoio”, pontuou Pinheiro.

Executiva estadual

Acompanhado do presidente da Diretório Regional do PMDB em Mato Grosso, deputado federal Carlos Bezerra - responsável pela agenda com o presidente -, do deputado federal Valtenir Pereira e dos deputados estaduais Janaina Riva, Silvano do Amaral e Romoaldo Júnior (todos membros da Executiva Estadual), o prefeito eleito aproveitou para tratar, ainda, de assuntos considerados prioritários para a futura gestão, como saúde, infraestrutura, a retomada e conclusão do VLT e o PAC Cidades Históricas.     

“Deixei claro ao presidente que faremos uma gestão responsável, com equilíbrio financeiro e responsabilidade fiscal. Não é nossa prioridade lançar nenhuma obra faraônica no momento. Queremos, primeiramente, concluir as que foram iniciadas e, agora, estão paralisadas. Estamos fazendo o levantamento de cada uma. Posteriormente, iremos tratar pontualmente com ele e os respectivos ministros. Afinal, obra parada é obra mais cara”, considerou. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • odenir ferreira | Domingo, 11 de Dezembro de 2016, 10h12
    0
    0

    Será que esse Presidente desta República 'falida' vai atender de verdade a nossa 'tricentenária Cuiabá'? Até agora nada dos 108 milhões e dos 400 milhões do FEX.Enquanto os Estados aceitarem essa 'política dos 60% da sua arrecadação todo mês para o Governo Federal e sendo que;os Estados só ficam com 40%';a verdade é que os 'Governos estaduais' ficarão sempre n'àquêle...DIA DE SÃO NUNCA À TARDE;ou seja;na moral da palavra:sempre aceitando em receber 'parcelas' de uma 'verba' que é de direito dos Governos Estaduais e do povo brasileiro!GOVERNO DE MATO GROSSO e os demais;tomem iniciativa propria e exigindo dos seus representantes no Congresso Nacional de que é 'vergonhoso não lutar pelos interesses de suas terras, em causa propria'!Vamos..."povo da terra de Dom Aquino Corrêa e de seus filhos ilustres;buscar essa solução,pois é inadmissível,Nós,brasileiros,matogrossenses,cuiabanos ficarmos DEITADOS ETERNAMENTE EM BERÇO ESPLÊNDIDOS"!

Matéria(s) relacionada(s):