Cuiabá, 01 de Agosto de 2014

Executivo

A | A

Terça-Feira, 17 de Agosto de 2010, 07h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:27

OPERAÇÃO JURUPARI

Ex-adjunto preso pela PF, Marega é nomeado assessor da Agecopa

Ex-adjunto preso pela PF, Marega é nomeado na Agecopa


Ato publicado no Diário Oficial mostra a contratação de Alex Sandro Marega pela Agecopa a partir de 9 de agosto

  O ex-secretário adjunto de Mudanças Climáticas da pasta de Meio Ambiente (Sema), Alex Sandro Marega, preso durante a Operação Jurupari em maio, foi nomeado como assessor técnico I, DAC 2, na Agência Estadual de Execução dos Projetos da Copa do Mundo do Pantanal, a Agecopa, e voltou a integrar o grupo de funcionários DASs do governo estadual. A nomeação ocorreu em 9 de agosto e foi publicada por meio do ato número 47/2010, em 12 de agosto. O nome de Alex é citado várias vezes no inquérito, que apura a atuação de uma suposta quadrilha, que praticava crimes no Estado. Durante ás investigações, ele teve ligações telefônicas grampeadas pela Polícia Federal e supostamente facilitaria a aprovação de determinados pedidos.

  Devido à existência do suposto ato ilícito, o governador Silval Barbosa (PMDB) chegou a exonerar Alex, junto com o ex-secretário-adjunto de Desenvolvimento Florestal da Sema, Afrânio Cezar Migliari, a ex-diretora da Sema em Alta Floresta, Karyn Daniela de Arruda Gomes, a ex-assessora técnica, Marizetti Caovilla, e ex-coordenadora de geoprocessamento, Luciana da Silva Stevam. Diferente desses servidores, Afrânio foi exonerado devido a pedido próprio – veja mais aqui

  Deflagrada em 21 de maio pela PF, a Operação Jurupari, culminou no cumprimento de 91 mandados de busca e apreensão e outros 91 de prisão em Mato Grosso e mais cinco Estados. Tiveram a preventiva decretada pela Justiça proprietários rurais, engenheiros florestais e servidores públicos. Entre as pessoas que tiveram o nome envolvido no caso estão o ex-secretário de Meio Ambiente, Luiz Henrique Daldegan, o ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Ubiratan Spinelli, o chefe de Gabinete do governador Silval Barbosa, Silvio Corrêa, além da mulher do deputado cassado José Geraldo Riva, Janete Riva.

  O rombo supostamente causado pelo grupo, segundo a PF, seria de pelo menos R$ 900 milhões. Todos negam a prática de qualquer irregularidade e os advogados de defesa têm argumentado que houve viés político nas ações do juiz federal Julier Sebastião da Silva, que acompanhou as investigações e deferiu os pedidos de prisão. Recentemente, todos conseguiram habeas corpus definitivo e não correm o risco de serem presos outra vez. A liminar foi deferida pelo desembargador Tourinho Neto. Ele considerou que as prisões não preencheram os requisitos legais.

Postar um novo comentário

Comentários (36)

  • RIBEIRO E TEIXEIRA | Quarta-Feira, 01 de Setembro de 2010, 16h43
    0
    0

    ALGUNS DA EQUIPE TECNICA E VOCE JEDAE

  • Carlos | Sábado, 21 de Agosto de 2010, 19h01
    0
    0

    O Dr. Maia, jogou a culpa nos mais fracos, e pediu pessoalmente a exoneração de 3 servidores acusados nesta operação, e ainda fraudou dizendo que foi a pedido sendo que ninguém solicitou, a única coisa que sabiam era que seriam afastado, ele defendeu fortemente o senhor Alex Marega por solicitações de “cima” , agora sabe lá porque, Né? Mais é como cantam por ai, “malandro é Malandro, Mané é Mané.” A mídia realmente deve ficar mais atenta, o Sr. Alex não foi Exonerado da função, somente do Cargo de Adjunto.

  • ANTONIO CARLOS DE OLIVEIRA | Quinta-Feira, 19 de Agosto de 2010, 18h52
    0
    0

    Há uma grande verdade nisso, esse DAS, é o verdadeeiro cala boca, tem muitos artistas por trás disso, é igualzinho o candidao Jose Riva, com aquela carenhinha , dando uma de inocente, coitado é de nós cadeia neles..

  • Cristina | Quarta-Feira, 18 de Agosto de 2010, 07h56
    0
    0

    O que vcs não sabem é que muitas dessas pessoas detidas pela PF foram injustuçadas e agora estão sendo processadas por algo que não fizeram. Alex Marega é servidor de carreira e nunca saiu da SEMA por ser competente e todos saberem disso. Essa informação sobre a exoneração ter sido pedida pelo governador é totalmente errada pois todos eles pediram a exoneração do cargo, inclusive o Senhor Alex Marega. A imprensa deveria ficar mais atenta e publicar o que é verdade.

  • Jedae | Terça-Feira, 17 de Agosto de 2010, 17h59
    0
    0

    Robertão grita grosso, naquele programinha que só ele é alguns da equipe técnica assistem. Grita por causa da merenda. Ali é uma lavanderia!

  • marcos roberto | Terça-Feira, 17 de Agosto de 2010, 17h04
    0
    0

    Minha cara Juliana Capaz, com todo respeito esses técnicos da sema que foram enquadrados agora foram injustiçados em janeiro de 2006, porque naquela época só foram enquadrados os servidores que estavam na sema até 31/12/2005, ou seja, uma lei que foi publicada em 30/06/2006,e só enquadrou quem estava na sema até 31/12/2005, então minha cara esses técnicos vem lutando a 4 anos e não teve nada de influência de ninguém, foi muita luta dos aprovados no concurso de 2006 e quase todas as leis do estado estão quebrando intersicio, pensa bem se você entra no serviço público com nível superior aí você faz uma pós,especialização,mestrado,etc. Aí você aduirique conhecimentos que serão usados no seu serviço e tem esperar 5 anos para ter retorno financeiro? você acha justo? nas universidades não tem isto. Então o governador sival barbosa fez justiça com estes servidores da sema.

  • Willian | Terça-Feira, 17 de Agosto de 2010, 16h56
    0
    0

    Ainda há muito pano pra manga...se o cidadão é exonerado e depois volta, fica a dúvida se ele voltou graças à sua competência ou ao que sabe?...eu acho que "saber é poder".

  • Jedae | Terça-Feira, 17 de Agosto de 2010, 15h31
    0
    0

    Que beleza, comparar Cristo com as gentalhas do (des) governo do Silval, ai minha filha, você forçou a barra. Esse tal de mareco só rodou de patamo negra. PF não da bote errado, com toda certeza!

  • Jedae | Terça-Feira, 17 de Agosto de 2010, 15h24
    0
    0

    Vai que o menino resolve abrir a boca? Tem que ter um cala boca. Estamos em época eleitoral, todo cuidado é pouco. Nessa agepiada só tem mala mesmo. Vamos com a escalação. Brito, só é acusado de desviar 8 milhões na sejusp. Robertão só tem 80 erros em suas contas, de quando foi prefeito de Cuiabá. Hoje é um ficha suja. Yurinho nem se fala. O presidente é um fracasso na vida privada. Só falta arrumarem um boquita por rivinha maravilha ai também!

  • cassiano | Terça-Feira, 17 de Agosto de 2010, 14h45
    0
    0

    É a agecopa é lugar de pessoas incopetentes tudo que não presta, ganha um carguinho na agencia de vagabundagen, foi assim com o carlos brito, não conseguiu se eleger e foi nomeado secretario de segurança, como não sabia o que é segurança, foi demitido e arrumaram uma vaguinha na agecopa, para ele não ficar chorando pelos cantos, qual será o proximo a ser empossado na agecopa, afinal lá é igual coração de mãe, sempre cabe mais um. FORA SILVAL E TURMA DA BOTINA...