Executivo

Quarta-Feira, 24 de Maio de 2017, 16h:39 | Atualizado: 24/05/2017, 17h:44

Governador reúne base e reconhece dívida de R$ 162 mi com hospitais

José Medeiros

Reuni�o Taques e base 800

Governador Pedro Taques mobiliza equipe econômica em reunião emergencial com base aliada para buscar saída conjunta para a crise na saúde pública no Estado

O governador Pedro Taques (PSDB) fez reunião emergencial com a base aliada para buscar saída conjunta para a crise que atinge a saúde pública no Estado. No encontro realizado hoje (24), o tucano classificou a situação como extremamente complicada, reconheceu dívida de R$ 162 milhões com os hospitais regionais, municipais e filantrópicos e prometeu quitar os débitos até 2 de junho. 

A equipe econômica de Taques, formada pelas pastas de Fazenda, Planejamento, Gestão, Casa Civil, Procuradoria Geral do Estado e Gabinete de Comunicação, já estuda medidas para viabilizar o pagamento. O estudo que está sendo finalizado deve propor uma série de medidas que o governo pretende anunciar amanhã (25) em entrevista coletiva junto com a Assembleia. 

Durante a reunião, que durou cerca de três horas, o secretário de Saúde Luiz Soares, que assumiu a pasta há cerca de 60 dias, revelou um passivo de R$ 162 milhões relativos aos repasses aos hospitais regionais. De acordo com o governador Pedro Taques, a meta é zerar esse passivo até a primeira quinzena de junho.

Luiz Soares informou também que o passivo junto aos municípios, relativo aos exercícios anteriores, é de R$ 33 milhões, que também serão equacionados na proposta a ser apresentada pelo Governo.

“A saúde sempre foi nossa prioridade, mas estamos diante de uma situação de queda de arrecadação em função da crise econômica e política do país. Neste caso, temos que fazer escolhas difíceis. Para por as contas da saúde em dia, precisaremos cortar outras áreas do Governo. Estamos tentando fazer isso sem comprometer outros serviços essenciais e os investimentos. Porém cortaremos de onde for necessário para investir mais na saúde", salientou o governador.

De acordo com a equipe econômica, apenas no primeiro quadrimestre de 2017 o Estado sofreu uma frustração de receita da ordem de R$ 250 milhões. "Apresentamos alternativas de soluções aos deputados e obtivemos apoio total da nossa bancada para resolver o problema da saúde a curto, médio e longo prazos”, afirmou o governador após a reunião.

Legislação

Segundo o secretário estadual de Comunicação Kleber Lima, as medidas para resolver a crise na saúde dependem de alterações na Legislação para permitir que o governo destine recursos de alguns fundos para o setor.  Por isso, Taques precisa do apoio dos deputados estaduais para aprovação no Legislativo apesar da pauta estar sobrestada até os problemas da saúde sejam resolvidos.

“Também vamos buscar a contribuição dos demais poderes para a solução do problema que acaba afetando todos os mato-grossenses”, declarou em entrevista ao

Embora o governo não admita oficialmente, uma das saídas cogitadas é a destinação de recursos do Fethab, que arrecada anualmente cerca de R$ 400 milhões, para financiar a  saúde. A medida conta com a simpatia dos deputados estaduais, mas depende do convencimento do setor produtivo para ser viabilizada. 

Duodécimos

Em relação ao Poderes, o governo pretende convencer a Assembleia e o Judiciário a aceitar a redução dos duodécimos. O recurso proveniente da retenção dos repasses constitucionais também seria destinado diretamente ao setor da saúde. 

A reunião de hoje acabou sendo inconclusiva. No entanto, os deputados estaduais devem se reunir novamente com Taques nesta quinta para conhecer a proposta do Executivo consolidada antes do anúncio oficial. 

O presidente da Assembleia Eduardo Botelho (PSB) deixou a reunião pouco antes do término. Ao , afirmou que o governo está no caminho certo, mas que o fechamento da proposta depende da discussão entre os parlamentares e com o presidente da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM) Neurilan Fraga (PSD). “Vamos aprofundar as conversas e voltar a conversar amanhã. O importante é que todos estão comprometidos em solucionar os problemas da saúde”, pontuou. 

Já o deputado estadual Mauro Savi (PSB), que na terça (23) criticou Taques na tribuna da Assembleia por conta da situação do Hospital Regional de Sorriso, também considerou a reunião positiva. Para o socialista, o governo demonstrou compromisso com a solução do problema. “O governador reconheceu a dívida de R$ 162 milhões e prometeu regularizar até 2 junho. O dinheiro deve sair do Fethab, o que dependa da aprovação da Assembleia. Estamos dispostos a ajudar”, concluiu. 

Deputados cobram solução para hospital Regional e detonam Saúde

Dos 19 integrantes  da base governista na Assembleia, Saturnino Masson (PSDB) e Baiano Filho (PSDB) não participaram da reunião. Além de Botelho e Savi, estavam presentes o líder do governo Dilmar Dal Bosco (DEM), Guilherme Maluf (PSDB), Jajah Neves (PSDB), Wancley Carvalho (PV), Leonardo Albuquerque (PSD), Wagner Ramos (PSD), Zé Domingos Fraga (PSD), Pedro Satélite (PSD), Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), Gilmar Fabris (PSD), Oscar Bezerra (PSB), Adriano Silva (PSB), Sebastião Rezende (PSC), Romoaldo Júnior (PMDB) e Adalto de Freitas, o Daltinho (Solidariedade). 

Os cinco oposicionistas não foram convidados para a reunião. São eles, Janaina Riva (PMDB), Silvano Amaral (PMDB), Zeca Viana (PDT), Allan Kardec (PT) e Valdir Barranco (PT). 

A reunião entre Taques, o o vice-governador Carlos Fávaro e a base, que começou antes das 12h,  foi interrompida por volta das 15h. Os parlamentares inclusive almoçaram no gabinete do governador. 

RGA

A Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores do Estado também estava na pauta do encontro, mas foi retirada por falta de tempo e deve ser debatida amanhã.  Neste ano, o índice de reposição é de 6,58%. 

Como o governo fechou a folha de pagamento de maio sem RGA, o Fórum Sindical já ameaça com greve. A mobilização começa no próximo dia 29 com assembleia geral das categorias. 

Postar um novo comentário

Comentários (30)

  • Nelso Rezende | Sexta-Feira, 26 de Maio de 2017, 17h41
    0
    0

    muito obrigado por trabalhar por nós Taques.

  • Tomas Algusto | Sexta-Feira, 26 de Maio de 2017, 17h40
    0
    0

    o pais passa por um caos enorme na medicina, mas Taques tem buscado trabalhar muito para resolver isso.

  • jorge antônio | Sexta-Feira, 26 de Maio de 2017, 17h37
    0
    0

    concordo plenamente com Taques e sei que tem feito um grande trabalho por MT.

  • Bruno Silveira | Sexta-Feira, 26 de Maio de 2017, 17h34
    0
    0

    essa questão foi bem pensada, Taques estar sendo rápido e foi atencioso e agora vai resolver isso.

  • Charlles Evangelista | Sexta-Feira, 26 de Maio de 2017, 17h32
    0
    0

    Taques está buscando soluções para isso, muito bem governador.

  • Vic | Quinta-Feira, 25 de Maio de 2017, 18h28
    0
    0

    Se ele ficou tão abatido com a situação porque não fez uma campanha em prol do hospital. Se estivesse mesmo afim de resolver o problema buscaria soluções.

  • Rosana | Quinta-Feira, 25 de Maio de 2017, 18h28
    0
    0

    Janaína poderia pegar o dinheiro que ela gasta patrocinando seus ataques no Facebook e doar para o hospital. O que vocês acham?

  • Leandro Martins | Quinta-Feira, 25 de Maio de 2017, 18h27
    0
    0

    Com certeza faltam alguns ajustes na saúde para que ela seja totalmente resolvida. Porém, vejo que esse vídeo é carregado de sensacionalismo e oportunismo.

  • Maria Flor | Quinta-Feira, 25 de Maio de 2017, 18h26
    0
    0

    Por que você não fez uma campanha para receber doações para os hospitais?

  • Kalel | Quinta-Feira, 25 de Maio de 2017, 18h26
    0
    0

    O jornalismo é o quarto poder. Sabemos que através da prática da atividade podemos conseguir inúmeros recursos. Porém precisamos saber usá-lo. Esse médico poderia ter feito inúmeras ações pedindo ajuda, mas ele se juntou com a oposição ao governo estadual para fazer show midiático, com a intenção de pichar a imagem do nosso governador.

Matéria(s) relacionada(s):

Plano de se afastar para ser candidato

jayme campos curtinhas   Jayme Campos, hoje principal referência do DEM no Estado, revelou neste domingo que está decidido a se desincompatibilizar do cargo de secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande para "costurar" candidatura majoritária, seja ao Senado, seja para governador. A saída do...

Governo Taques avança na Segurança

gustavo garcia curtinha   A área de Segurança Pública, hoje sob Gustavo Garcia Francisco (foto), foi apontada pelo governador Taques como prioritária desde o início da gestão. Nos dois primeiros anos (2015 e 2016), aumentou o contingente policial, armamentos, serviços de inteligência e...

Empenho e solidariedade às famílias

pedro taques curtinha   O governador Taques acompanhou pessoalmente a operação policial na madrugada deste sábado, que resultou no "estouro" do cativeiro, na prisão dos assaltantes e na liberdade da empresária Milene Falcão Eubank, mantida refém por 13 horas. O secretário de Segurança,...

Estado perde seu único time na Série B

helmute fmf   Após quatro anos consecutivos na Série B, algo inédito na história de um time mato-grossense que não tinha representante desde 1994, o Luverdense foi rebaixado à Terceira Divisão. Precisava vencer para ter chance de seguir na Segundona, mas empatou nesta sexta, em 0 a 0, com o Guarani....

Taques ignora pressão e elogia Soares

luiz soares curtinha   Coube ao ex-prefeito cuiabano e apresentador do programa Resumo do Dia, Roberto França, tornar público o posicionamento do governador Taques quanto ao movimento de várias lideranças, especialmente de deputados, pela queda de Luis Soares da pasta da Saúde. No quadro "Bomba do Dia", apresentado...

Sintap defende servidores do Intermat

candido teles curtinha   O Sintap não defendeu Cândido Teles (DEM), presidente "inoperante" do Intermat que passou a usar a estrutura do órgão com pretensões eleitorais - é pré-candidato a deputado estadual, mas garante que, quanto aos servidores, estes são dedicados ao trabalho. Em nota, nega...

Pré-candidatura já ganha repercussão

mauro mendes artigo   A notícia revelada pelo Blog do Romilson de que Mauro Mendes, que deve se filiar ao DEM ou ao PR, está determinado a disputar o governo estadual e, sem alarde, começa a se distanciar de Taques, ganhou muita repercussão nos meios político e empresarial e no Palácio Paiaguás. Deu...

Dificultando planos políticos de Taques

nilson leit�o curtinhas   Pedro Taques está na bronca com o deputado federal Nilson Leitão (foto) por entender que este busca atrapalhar seus planos políticos majoritários. É desejo do governador disputar a reeleição com dois aliados fortes no palanque como candidatos ao Senado,...

Fábio já exige presidência do DEM-MT

f�bio garcia curtinhas   Fábio Garcia (foto), mesmo mal articulado e com atuação pífia na Câmara, deseja entrar no DEM e já assumir a condição de presidente estadual da legenda. Acompanhado do colega de bancada Adilton Sachetti, outro que deixou o PSB por causa de Valtenir,...