Executivo

Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2011, 14h:00 | Atualizado: 28/01/2011, 16h:02

Palácio Paiaguás

Montanha de lixo se acumula


Lixo proveniente de um dia de trabalho nos prédios localizados no Centro Político Administrativo em Cuiabá 
Fotos: Jonathan Dourado 

    Todo final de tarde as pessoas que passam pelo Centro Político Administrativo se deparam com uma verdadeira montanha de lixo, que acaba chamando a atenção em meio aos prédios imponentes das secretarias estaduais, Tribunal de Justiça, TCE e do próprio Palácio Paiaguás. Centenas de sacos de lixo pretos são colocados num terreno localizado na frente da sede da pasta de Ciência e Tecnologia, de Turismo, da Unemat e da Fapemat.

   Permanecem no locam, destoando a paisagem até o período da noite, quando são levados pelos caminhões da empresa carioca Delta, responsável pela coleta. O que mais surpreende é a quantidade de lixo que diariamente é depositado no local, a maioria papel. O lixo do governo é alvo de assédio por parte das pessoas que sobrevivem da reciclagem.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • fernando 2 | Sábado, 29 de Janeiro de 2011, 17h55
    0
    0

    fernando 2 , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • meire | Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2011, 18h28
    0
    0

    como a prefeitura vai multar as residências se ela mesma não da exemplo, cadê a empresa para recolher o lixo,acho sim que a população tem q conscientizar e ver q a dengue mata e começar a mudar na sua cultura

  • Alessio Bandeira | Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2011, 17h35
    0
    0

    Alo Alo SEMA e Ministério Público vamos começar faser o dever de casa, cuidando do seu própio quintal ao em vez de perseguir os locadores de caçambas de cuiabá e varzea grande

  • MarcoLA | Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2011, 16h12
    0
    0

    Olha eu trabalho num órgão público onde convicto disto tenho certeza que está tudo errado, porém não sou o dono da razão: Me baseio nos comentarios abaixo, e venho de encontro a uma cultura pouco difundida no nosso estado, e particularmente nos órgãos do nosso estado onde deveríamos dar referência. A quantidade de papel que se gasta e se amontanha nos lixos debaixo de mesas e q se somados ao fim do dia chega a toneladas, Gente trabalhamos hoje em dia com processos sistematizado dentro de banco de dados onde se faz backup todo minuto, ou seja, ele tem muitas funções como relatórios que não há necessidade de impressão, e-mails, reportagens, dentre millhões de coisas a mais. O funcionário público antigo é o principal agente causador desta dor de cabeça, pois com sua cultura mal enraizada sai imprimindo tudo que se ve pela frente, protocoliza, tira várias copias, uma para sua via, uma para a via do remetente, uma para arquivo pessoal outra para arquivo morto. O Maior advindo no Estado de MT se chama sistema fiplan, onde temos acessos a relatorios em PDF podem ser salvos nas máquinas, para posterior conferência, mas não o funcionario publico, antigo e bitolado quer imprimir cinco vias, uma para ele uma para o chefe, uma pro coordenador uma ao diretor. Pelo amor de Deus, vamos copiar a SEFAZ (não é onde trabalho)mas da gosto de se ver. O lixo (pra nao sair do foco) é 80% papel, e papel é reciclavel, também gera emprego consequentemente renda. FUNCIONARIOS PÚBLICOS BITOLADOS, VAMOS AGIR E REPENSAR NA POSTURA DE NOSSOS TRABALHOS DENTRE OS VÁRIOS OS GERENCIAIS. SÓ A TELINHA DO MONITOR RESOLVE.

  • Junior | Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2011, 15h56
    0
    0

    Creio que a empresa que faz o recolhimento deveria achar outro local para fazer essa triagem, se é que isso é feito mesmo, pois o local que hoje é utilizado fica perto dos órgãos publicos onde tem muito fluxo de pessoas. O mal cheiro é frequente e o local acaba sendo um ambiente propício para o aparecimento do mosquito da dengue. Do que adianta o governo fazer tanta campanha para cuidar do seu quintal se ele não cuida do seu próprio.

  • dino | Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2011, 15h33
    0
    0

    olha, eu acho q esse lixo fica lá justamente pq a delta deve levar para a reciclagem. mas isso é só um palpite, o que tem q fazer é finalmente ensinar uma cambada aí que não precisa imprimir e-mail, estas coisas.... é muito papel

  • Jose ricardo | Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2011, 14h36
    0
    0

    ALÔ ... ALÔ ... GOVERNO DO ESTADO, VAMOS IMPLANTAR UMA COLETA SELETIVA NESTAS SECRETARIAS ... ALEM DE BEM ESTAR DE SEUS FUNCIONARIOS ... PRECISAMOS DE UM MUNDO MUITO MELHOR A QUE VIVEMOS ... NATUREZA É VIDA !!!

  • fernando | Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2011, 14h04
    0
    0

    Grande parte desse lixo poderia estar indo para reciclagem. quem teria a ganhar com isso seria a natureza , a sociedade e a propria adm pública.

Joaquim vê tentativa de ferir sua honra

antonio joaquim curtinha   Antonio Joaquim, que aguarda oficialização de sua aposentadoria de conselheiro do TCE pelo Palácio Paiaguás para poder se lançar pré-candidato a governador, se mostra revoltado com o que chama de uso político da lista de materiais apreendidos pela PF em sua casa. Foram...

Aliados de Percival não querem Taques

percival muniz pps   Alguns filiados do "nanico" PPS e pertencentes ao grupo de Percival Muniz (foto) estão resistindo a ideia de receber a filiação do governador Taques, que está disposto a deixar o PSDB. O curioso é que esse movimento ganha corpo sem o conhecimento do próprio ex-prefeito rondonopolitano....

Derrota aos Viana e novo grupo político

leo bortolini curtinha   Léo Bortolini (foto), prefeito peemedebista interino, "enterrou" de vez o grupo dos Viana, ao vencer a vereadora Carmen Betti (PSC) neste domingo com 69% dos votos válidos, na eleição suplementar em Primavera do Leste. O peemedebista segue no comando do Executivo até 2020. Léo...

Adin para garantir 15% aos fazendários

rogerio gallo curtinha   Com a folha de pessoal "estourada", superando o limite prudencial da lei fiscal, o governo do Estado deveria agradecer ao TCE que, sob medida cautelar, suspendeu o reajuste de 15% concedido pelo Executivo aos agentes fazendários ao longo dos próximos dois anos, além de verba indenizatória...

Plano de se afastar para ser candidato

jayme campos curtinhas   Jayme Campos, hoje principal referência do DEM no Estado, revelou neste domingo que está decidido a se desincompatibilizar do cargo de secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande para "costurar" candidatura majoritária, seja ao Senado, seja para governador. A saída do...

Governo Taques avança na Segurança

gustavo garcia curtinha   A área de Segurança Pública, hoje sob Gustavo Garcia Francisco (foto), foi apontada pelo governador Taques como prioritária desde o início da gestão. Nos dois primeiros anos (2015 e 2016), aumentou o contingente policial, armamentos, serviços de inteligência e...

Empenho e solidariedade às famílias

pedro taques curtinha   O governador Taques acompanhou pessoalmente a operação policial na madrugada deste sábado, que resultou no "estouro" do cativeiro, na prisão dos assaltantes e na liberdade da empresária Milene Falcão Eubank, mantida refém por 13 horas. O secretário de Segurança,...

Estado perde seu único time na Série B

helmute fmf   Após quatro anos consecutivos na Série B, algo inédito na história de um time mato-grossense que não tinha representante desde 1994, o Luverdense foi rebaixado à Terceira Divisão. Precisava vencer para ter chance de seguir na Segundona, mas empatou nesta sexta, em 0 a 0, com o Guarani....

Taques ignora pressão e elogia Soares

luiz soares curtinha   Coube ao ex-prefeito cuiabano e apresentador do programa Resumo do Dia, Roberto França, tornar público o posicionamento do governador Taques quanto ao movimento de várias lideranças, especialmente de deputados, pela queda de Luis Soares da pasta da Saúde. No quadro "Bomba do Dia", apresentado...

MAIS LIDAS