Cuiabá, 21 de Setembro de 2014

Executivo

A | A

Segunda-Feira, 31 de Janeiro de 2011, 11h:09 | Atualizado: 31/01/2011, 11h:12

Articulação

Para conquistar DEM, governador vai se reunir com Fraga e Oscar

José Domingos Fraga    O governador Sival Barbosa (PMDB) se reúne com o deputado estadual José Domingos Fraga (DEM) e com o presidente dos DEM Oscar Ribeiro para debater a pauta de reivindicação do partido para integrar o governo. Conforme Silval, os encontros ocorrerão nesta segunda (31) e  terça,1º de fevereiro. “Vou tentar convencer o Fraga a integrar o staff ou vamos trabalhar uma outra forma de ter o DEM ao nosso lado, afinal sempre foram nossos parceiros”, ponderou Silval, durante entrevista à rádio CBN, do grupo Gazeta.

   Silval revelou ainda ter cogitado chamar Gilmar Fabris (DEM) para integrar o seu staff. O democrata, que não conseguiu se reeleger nas eleições de 2010, fez campanha para Silval, mesmo o seu partido tendo decidido integrar a coligação “Jonas Pinheiro”, que era encabeçada pelo ex-prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB), tendo como vice Dilceu Dal Bosco (DEM). Na época, ele defendeu abertamente uma aliança com Silval. Além disso, prefeitos democratas também debandaram para o lado de Silval, que agora quer a sigla em sua base aliada.

   Caso Silval consiga convencer Fraga a integrar o seu staff, ele também beneficiará Fabris, que passaria a legislar no lugar do colega de partido. Hoje ele é o primeiro suplente da coligação.

    Desde outubro do ano passado, quando foi reeleito, Silval iniciou as conversações para acomodar todos os partidos aliados e até os que eram oposição. A ideia é ter uma base sólida na Assembleia. Prova disso é que Silval, revelou durante a entrevista que, chegou até a buscar o apoio do tucano Guilherme Maluf. O PSDB foi um duro opositor ao peemedebista e, durante a corrida eleitoral, Wilson Santos chegou a fazer denúncias e duras críticas à gestão de Silval.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Nelson Brito | Segunda-Feira, 31 de Janeiro de 2011, 18h35
    0
    0

    Nelson Brito, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário