Executivo

Segunda-Feira, 29 de Maio de 2017, 13h:45 | Atualizado: 29/05/2017, 14h:43

Prefeitos rejeitam a proposta de uso do Fethab para saúde e cobram AL

Gilberto Leite

prefeitos Neurilan Arnóbio

 Prefeito Arnóbio, que discursa ao lado de Neurilan, classifica a atitude do governo como "aberração" 

Os prefeitos rejeitaram a proposta do governo que prevê a retirada de 50% dos recursos do Fethab dos municípios para serem destinados à saúde.

Os gestores alegam que já comprometeram o uso do dinheiro, por isso, não podem abrir mão.

A decisão foi tomada  durante reunião entre 88 dos 141 prefeitos, no auditório Liu Arruda (no TCE), nesta segunda (29).

As 141 prefeituras recebem 50% do valor arrecadado com óleo diesel pelo Fethab, o que representa mais de R$ 232 milhões, do total de R$ 1,3 bilhão (entre diesel e commodities) que ficam com o Estado.

Deste montante, R$ 95 milhões são repassados aos Poderes. Caso os gestores aceitassem a proposta, eles receberiam apenas 25% do que é arrecadado, cerca de R$ 116 milhões.

O presidente da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM) Neurilan Fraga (PSD) afirma que o posicionamento foi unânime. Entretanto, pontua que não é contra os municípios retiraram do Fethab. “Vidas são muito mais importantes que construir asfalto ou tapar buraco. Mas, não pode querer tirar de quem menos recebe e que tem crédito para receber do governo”, sustenta o presidente, referindo-se aos atrasos  nos repasses com as cidades, que somam mais de R$ 80 milhões.

Durante o encontro, o prefeito de Marcelância Arnóbio de Andrade (PSD) sugeriu que os prefeitos pressionem os deputados estaduais da base dos seus municípios para votar contra a proposta do governo. “Que nenhum de nós coloque votos nos deputados que votarem nessa aberração que o governo fez”, dispara o gestor, sendo aplaudido pelos colegas.

O prefeito de Água Boa, Maurão Rosa (PSD) sugeriu que o governo continue passando a parte que cabe aos municípios, mas que parcele os débitos que estão em atrasos. Em alguns casos, os atrasos chegam há 10 meses.

Correligionária do governador Pedro Taques (PSDB), a prefeita de Chapada Dos Guimarães, Thelma de Oliveira, ressalta que a discussão independe de filiação partidária. E pediu que fosse elaborada uma carta com o posicionamento dos prefeitos ao presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (PSB), e ao Palácio Paiaguás. 

Há previsão de que o presidente da AMM e mais uns três prefeitos representando os demais se reúnem com os Poderes para apresentar o posicionamento e buscar uma solução.

Saúde

A aplicação do Fethab na saúde tem rendido divergências entre a alta cúpula do governo. O próprio governador e o vice Carlos Fávaro (PSD) não falam a mesma língua quando sobre assunto.

Nos bastidores, o comentário é que Taques tem simpatia pela ideia de destinar recursos do Fethab à saúde. Mas, para evitar embates, só vai se posicionar publicamente quando a questão estiver definida.

No entanto, Fávaro que é considerado porta-voz do agronegócio dentro do governo se posicionou contra a destinação do Fethab cobrado sobre as commodities, que arrecada cerca de R$ 400 milhões por ano, para financiar a saúde. O vice-governador sustenta que o setor aceitou que a taxa fosse dobrada em 2016 para investimentos em estadas.

Poderes

Além de destinar recursos do Fethab para a saúde, outra saída cogitada para resolver a crise no setor, é a contribuição dos Poderes. Na prática, parte dos duodécimos da Assembleia e até mesmo do Judiciário podem ser retidos pelo Executivo para quitar a dívida de R$ 162 milhões com os hospitais regionais.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Eduarda | Quarta-Feira, 31 de Maio de 2017, 18h12
    0
    0

    A saúde está um CAOS e servidor querendo fazer show?! Pelo amor de Deus! E ainda tentam colocar a sociedade do lado deles, porém não somos bobos e sabemos da real verdade. Entendemos que o governo federal cortou as verbas e agora Taques está sem verba pra pagar RGA integralmente. Vamos ser adultos e analisar o cenário politico e econômico atual do nosso País.

  • Pedro Augusto | Quarta-Feira, 31 de Maio de 2017, 16h53
    0
    0

    Como agir para ajudar os hospitais? Tem classe que está fazendo uma enorme pressão para aumento salarial e pagamento de RGA. Taques está entre a cruz e a espada!

Matéria(s) relacionada(s):

Desorganização e Arena sem energia

Pegou muito mal para a diretoria do Cuiabá e à administração da Arena Pantanal, sob custódia do governo estadual, a queda parcial de energia e a demora para o seu restabelecimento, comprometendo a sequência da final do Brasileirão da Série C entre o time do Cuiabá e do paranaense Operário, neste sábado à noite. A partida ficou interrompida por 1h20min por causa da queda de uma das três fases que alimentam o...

2 ex-prefeitos reforçam Neri à Câmara

marino franz curtinha   Apontado nos bastidores como um dos futuros deputados federais, inclusive com perspectiva de superar a 100 mil votos, Neri Geller continua agregando apoios em diferentes regiões. Nesta sexta, a 16 dias para as eleições, dois ex-prefeitos fizeram questão de gravar pronunciamento para...

Mendes vai reunir mais de 70 prefeitos

mauro mendes cuiaba curtinhas   Líder nas pesquisas na corrida ao Paiaguás, Mauro Mendes (DEM) vai falar a um grupo de mais de 70 prefeitos, no encontro que a coordenação de sua campanha está organizando para a próxima terça (25), às 9 horas, no Delmond Hotel, em Cuiabá. Vão estar...

Expectativa e aval de Malta e Romário

jose medeiros curtinha   O senador José Medeiros (Podemos), que ganhou projeção nacional pela coragem de combater o chamado petismo, se opondo de forma dura aos governos Lula e Dilma, caminha para ser uma das surpresas das urnas no Estado. Ele concorre a deputado federal. E pontua bem nas pesquisas de intenção de...

Sachetti e Maria Lúcia de fora da TCVA

adilton sachetti curtinha   Os candidatos ao Senado, Adilton Sachetti (foto), do PRB, e Maria Lúcia (PC do B) não vão participar da rodada de entrevistas da próxima semana da TV Centro América, afiliada da Globo. A direção da emissora já tinha informado aos assessores dos candidatos a senador...

3 perdem posições no Ibope ao Senado

procurador mauro curtinha   Três candidatos que apareceram entre os primeiros colocados para a senatória, no Ibope de agosto, perderam posições nas intenções de voto. Dois despencaram. O procurador Mauro (foto), do Psol, e Maria Lúcia (PC do B) perderam 7 pontos percentuais cada. O candidato do Psol...

Fávaro já disputa a 2ª vaga com mais 2

carlos favaro curtinha   A 2ª rodada da pesquisa Ibope para o Senado mostra um novo cenário 30 dias depois do primeiro resultado. Traz Jayme na liderança disparada, embora tenha oscilado negativamente de 34% para 32%. O tucano Nilson Leitão manteve-se estável nos 16%, já em 2º lugar, embora dentro da...

Taques oscila pra baixo e WF o alcança

pedro taques curtinha   O resultado da 2ª pesquisa Ibope, divulgado nesta 5ª à noite, caiu como balde de água fria na cabeça do governador Taques (PSDB). Em um mês, o tucano oscilou negativamente nas intenções de voto, de 22% para 20%, e foi alcançado pelo senador Wellington (PR), que no...

Os 5 candidatos e debate ao vivo hoje

Pela segunda vez neste pleito, os 5 candidatos a governador voltam a se encontrar, desta vez nesta quinta, às 20h, no debate promovido pela OAB/MT, numa parceria com a TV Assembleia. O Rdnews vai transmitir o debate ao vivo, com template das imagens disponível na capa do portal - nesse caso, basta clicar no botão volume para abrir o áudio. Até agora, Mendes, Taques, Wellington, Arthur e Moisés só tiveram juntos no confronto eleitoral da TV Vila...