Executivo

Terça-Feira, 10 de Janeiro de 2017, 12h:21 | Atualizado: 10/01/2017, 12h:30

Imbróglio

"Rusga" do VLT reconcilia Emanuel e Wilson e tem presente de R$ 500 mil

Mayke Toscano

wilson santos e emanuel pinheiro janeiro 2017.jpg

 Wilson Santos e Emanuel Pinheiro têm o primeiro encontra formal pós-eleição

A situação do VLT ainda está sem uma definição, entretanto, as rusgas entre o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (PMDB) e o atual secretário de Cidades Wilson Santos (PSDB) estão resolvidas. Esta foi a primeira reunião entre os dois políticos após o pleito eleitoral, no qual o tucano saiu derrotado.

Por outro lado, o encontro foi uma forma de selar paz entre a prefeitura e o governo, depois que Emanuel suspendeu o processo de licitação do transporte público a fim de fazer mudanças do projeto para poder contemplar o VLT. A medida foi apoiada pela prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos e deixou um clima de afronta. A medida, de certa forma, foi uma pressão para discussão no andamento da obras na grande Cuiabá.

O prefeito, quando era deputado, foi criador de uma Frente Parlamentar na AL em favor do VLT, e destaca que sempre lutou pela retomada da obra e não deixou de ressaltar que viajou para o Rio de Janeiro, na condição de parlamentar, em busca de solução para o entrave. Emanuel negou que tenha baixado um decreto para obrigar o governo estadual e “tomar bênção” da municipalidade, quando for executar obras em Cuiabá.

“Não existe decreto da discórdia. Quando alguém vai fazer uma obra em sua casa, necessita de autorização da prefeitura. Com o VLT e outras obras do Estado ou da União é a mesma coisa”, observou o chefe do Executivo da Capital.

O secretário Wilson Santos destaca que a iniciativa da reunião partiu do governador Pedro Taques com o objetivo de dar mais um passo para destravar a obra do VLT. “Fomos muito bem recebidos e o ex- deputado Emanuel Pinheiro, inclusive, como um bom visitante o governador mandou um presente simbólico ao prefeito Emanuel, no valor R$ 500 mil na ajuda da reestruturação do Dutrinha".

Com relação ao VLT, o Wilson Santos afirmou que os serviços devem ser retomados no primeiro semestre de 2017, mas antes é preciso que a Justiça homologue o acordo feito entre Governo do Estado e o Consórcio VLT sobre o pagamento.

“Só não podemos anunciar esse valor porque será submetido à apreciação do Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público Estadual. E só vamos retomar a obra após o acordo ser homologado pela Justiça”, disse o secretário.

Para a retomada, o Estado já montou equipe especializada no modal e busca novo empréstimo junto ao governo federal para concluir o sistema de transporte projetado para ficar pronto antes da Copa do Mundo, realizada em junho de 2014.

 O secretário Wilson apresentou ao prefeito a atualização sobre a negociação com o consórcio, e estabeleceu um pacto de prioridades para as obras.

Primeiro encontro pós-eleição

Hoje foi a primeira vez que o prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário Wilson Santos sentam na mesma mesa para conversar formamente desde o pleito eleitoral de outubro, no qual Wilson saiu derrotado.  

“Foi um dia importante para Cuiabá, onde superamos todas as divergências e encerramos quem sabe aqui a disputa eleitoral passada. Agora temos o dever como os dois últimos remanescentes de políticos de uma geração, que começou ainda na década de 1980, de somarmos forças e faremos tudo que estiver em nosso alcance como homens públicos, para fazer de Cuiabá uma cidade  cada vez melhor e para que o povo se sinta satisfeito”, afirma Wilson.

Durante coletiva, o secretário deixou claro que a campanha eleitoral ficou no passado. “O prefeito já vinha dando demonstração concreta, quando anulou o edital de licitação do transporte público da Capital, de  que está pronto para a construção de um entendimento”, avalia o tucano.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Justino Freitas | Terça-Feira, 10 de Janeiro de 2017, 18h56
    0
    0

    "VLT e Mané 'Promessa'!...até que enfim,prefeito:desmentiu ainda em tempo do que falou que Governo do Estado teria de pedir autorização para a prefeitura para realizar obras do Governo de MT!Só se voce fosse 'tapado e ignorante'.A sorte é que o Sr.,é filho de uma das figuras mais emblematicas da politica matogrossense!E não iria cometer e manter uma bobagem dessa...'não é prefeito Mané...!!!"

  • luiz roll | Terça-Feira, 10 de Janeiro de 2017, 16h18
    1
    0

    Com certeza wilson gravou toda a conversa desse encontro!!!

Matéria(s) relacionada(s):

Malouf e acerto com quadrilha de Silval

Em mais um depoimento à juíza Selma, da 7ª Vara Criminal da Capital, Alan Malouf, quando questionado acerca de um esquema no Governo Silval que resultou no desvio de R$ 16 milhões do erário, reconheceu ter recebido R$ 950 mil num contrato de gaveta e que não pagou impostos sobre o montante. Contou que em 2010 foi procurado por Eder Moraes, então secretário da Casa Civil, para poder realizar a solenidade de posse do governador para mil...

Ex-governador nega "surra" de Piran

valdir piran curtinha   O emblemático encontro entre Valdir Piran (foto) e Silval para acerto de contas foi questionado pela promotora de Justiça Ana Bardusco, durante depoimento do ex-governador na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, nesta quinta. Diferente do que afirmou o ex-secretário Nadaf, Silval amenizou a...

Propinoduto "bancou" posse de Silval

alan malouf curtinha   O Buffet Leila Malouf, que tem como um dos sócios o delator Alan Malouf (foto), recebeu uma "bolada" para fazer a cerimônia de posse de Silval como governador. De fato, o evento realizado em 1º de janeiro de 2011 foi marcado por muito requinte. Na época, não se falava em valores. Eis que agora,...

Tirando dúvidas no CCC sobre propina

pedro nadaf depoimento curtinha   No 3º dia de confissão de Silval à Justiça, nesta quinta, ele contou que conversava com os demais membros da organização criminosa nos momentos de brechas, especialmente na hora da limpeza das celas, dentro do Centro de Custódia de Cuiabá, onde esteve preso por...

Forçando a barra para homenagear pai

vinicyus clovito curtinha   Diferente do pai Clovito Hugueney, parlamentar sensato que teve o 3º mandato de vereador interrompido por sua morte há 2 anos, Vinicyus Hugueney (foto), vereador de 1º mandato licenciado e hoje à frente da pasta de Trabalho e Desenvolvimento da Capital, não demonstra as mesmas habilidades...

Mais 11 em situação de emergência

Mais 11 municípios têm situação de emergência reconhecida pelo governo estadual, após prefeitos terem pedido socorro por causa de problemas ocasionados, principalmente com as chuvas. No mês passado, o Estado havia homologado situação de emergência em 15 cidades. Desta vez, o governador Taques referendou decretos municipais já assinados pelos gestores de Canabrava do Norte, Chapada dos Guimarães, Colniza,...

Citando outros líderes para ter delação

cezar zilio   A demora na homologação da colaboração premiada de Silval junto ao Supremo se deve, entre outras coisas, ao entendimento da Corte de que líder de organização criminosa não pode delatar. E percebe-se que o ex-governador se esforça para não ser enquadrado como tal. Nos...

O silêncio de Silval sobre conselheiros

De volta nesta quarta à sala da juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal da Capital, Silval Barbosa foi perguntado sobre comentários do seu ex-secretário Pedro Nadaf de que dinheiro do Estado teria, em forma de propina, abastecido bolso de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. Em resposta, o ex-governador que comandou o Estado de março de 2010 a dezembro de 2014 se limitou a dizer que prefere não comentar sobre esse assunto. Selma...

Efeito-Silval e tensão no meio político

walace guimaraes vg   Réu em vários processos, cinco deles na 7ª Vara Criminal de Cuiabá (nas quatro fases da Sodoma e mais a Seven), o governador Silval Barbosa tem provocado muita tensão no meio político, inclusive entre figurões, a cada notícia de que prestará depoimento. De sua boca...