Cuiabá, 25 de Maio de 2017

Executivo

A | A

Quinta-Feira, 20 de Abril de 2017, 13h:59 | Atualizado: 20/04/2017, 14h:51

Secretário de Saúde é exonerado e novo indicado sai nos próximos dias


De Sinop

Arquivo

Manoelito secret�rio de Sa�de de Sinop

Exoneração de Manoelito indica que exigências da administração municipal não foram atendidas

O secretário de Saúde Manoelito Rodrigues não faz mais parte do quadro de secretários de Sinop. O novo nome deve ser anunciado nos próximos dias pela prefeita Rosana Martinelli (PR) que, após pedido de Manoelito, decidiu pela exoneração do mesmo. Essa é a primeira baixa no primeiro escalão de secretários realizada pela republicana que está no comando do Executivo há pouco mais de três meses.

“A saúde é prioridade em nossa gestão, tanto é que estamos promovendo o trabalho de humanização dos serviços para atender cada vez melhor o cidadão sinopense”, diz a republicana.

Rosana e Manoelito teriam se reunido na tarde dessa terça (18), no gabinete da prefeitura para tratar de um convênio, no entanto, supostamente teriam conversado sobre o assunto. 

A saída de acordo com a carta escrita pelo então secretário, foi motivada pela necessidade de tratar de assuntos particulares. “O pouco tempo de gestão nesta atual administração me permite compreender o desejo e o anseio por melhoria”, pontua.

Antes nomeado pelo ex-prefeito Juarez Costa, Manoelito está no comando da secretaria de Saúde, desde março de 2014. Até então, era servidor do pólo regional de saúde. Foi o primeiro interventor nomeado pelo governo do Estado para o Hospital Regional de Sinop e foi um dos responsáveis pela abertura da unidade. 

Conquistas

Enquanto esteve à frente da pasta na gestão passada, Manoelito desenvolveu várias atividades como a abertura do Centro de Especialidades Médicas (CEM), transferiu a gestão da UPA para a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), promoveu a abertura de 10 unidades básicas de saúde (UBS), reformulou o Conselho Municipal de Saúde, que primeiramente era composto por nove entidades e agora agrega cerca de 32, além de ter implantado o Protocolo de Enfermangem no município e o regulamento da Sala de Vacinas. 

O secretário também foi alvo de uma CPI em 2016, que investigava diferença nos valores das locações de imóveis pela prefeitura na gestão anterior. De acordo com os apontamentos, os prédios que abrigam o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), Farmácia Regional e Posto de Coleta estavam inseridos no texto do relatório. 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):