Executivo

Quarta-Feira, 29 de Junho de 2011, 13h:59 | Atualizado: 29/06/2011, 16h:23

Educação

Silval manda equipes encerrar greve em Rondonópolis e Barra

Silval Barbosa     Apesar do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público do Estado (Sintep) não ter finalizado a greve dos professores oficialmente, o governador Silval Barbosa (PMDB) garante que mais de 90% das escolas já voltaram a funcionar. A mobilização dos manifestantes, segundo o peemedebista, está concentrada apenas em Barra do Garças e Rondonópolis, para onde foram encaminhadas duas equipes da secretaria estadual de Educação (Seduc), nesta quarta (29).

     O governador voltou a reforçar que não abrirá mão de aplicar as penalidades determinadas pela Justiça desde que a greve foi considera ilegal. Silval argumenta que desde janeiro tem destinado parte do que é arrecadado com o imposto de renda para o setor e que já se comprometeu a convocar todos os aprovados no último concurso público até o final do ano, medidas que devem auxiliar na melhora das condições de trabalho. Ele afirma ainda que os salários estão em dia e que apenas 90 professores ganham um subsídios inferiores ao piso reivindicado de R$ 1,3 mil. "Eu não entendo o que mais eles querem", reclama.

     O impasse ocorre, no entanto, porque o sindicato pleiteia que o piso seja pago a todos os profissionais da educação e não apenas aos professores. Segundo Silval, no momento o pedido não pode ser atendido, porque comprometeria o orçamento do Estado. "Eu não vou ser irresponsável de, com seis meses de governo, atender tudo o que eles querem e depois correr o risco de não conseguir quitar a folha de pagamento", enfatiza.

     Desgastado com a onda de paralisações que têm atingido seu governo, Silval ainda declarou que não negociará com mais nenhum setor que parar as atividades. "Estou aberto a todo tipo de conversa, mas secretário nenhum está autorizado a fechar acordo com quem entrar em greve", ressalta. Atualmente, além dos professores, servidores do Detran e das secretarias estaduais de Meio Ambiente (Sema) e de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), lotados na Empaer, estão em greve.

Postar um novo comentário

Comentários (27)

  • MARCOS | Quinta-Feira, 30 de Junho de 2011, 20h37
    0
    0

    Devemos valorizar sim os profissionais que são responsáveis em transmitir uma educação de qualidade para os nossos filhos, para nossas crianças, adolescentes e também grande parte de idosos que não tiveram oportunidade de estudar quando jovens. Como queremos uma educação de qualidade, se não valorizamos os profissionais que atuam na área. Conseguiremos uma educação de qualidade pagando baixos salários e dialogando de forma autoritária. Acredito que a postura do Senhor Governador está deixando a desejar. Está mostrando para a sociedade claramente como é a sua maneira de governar e tenho certeza que grande parte dela não está achando essa postura bonita.Vamos valorizar a categoria Senhor Governador!!!! E Viva o Sintep que luta em prol da categoria, que se não fosse por esse sindicato, Mato Grosso estaria com um salário igual aos salário dos profissionais de nosso Estado vizinho, Goiás.

  • Ney e Val | Quinta-Feira, 30 de Junho de 2011, 17h17
    0
    0

    Ficamos abismados com os desmandos deste governo! Pois nunca antes na história deste Estado (parafraseando nosso ex-presidente) um governador, eleito pelo povo e para governar para o povo, foi tão ditatorial. Além de não valorizar a categoria, ainda quer matá-la de fome, pois não se deve usar o salário de trabalhadores para fazer chantagem, mas este governo, quer fazer. Não vamos pemitir que isso ocorra. Pois o governo Não cumpre as leis, ainda gasta nossos recursos com propagandas mentirosas contra a categoria! Conclamamos a todos para que se juntem a nós e digam NÃO a essa forma opressão!

  • NARA | Quinta-Feira, 30 de Junho de 2011, 17h00
    0
    0

    Ta ficando vergonhoso ser professor neste país, ainda mais vendo um representante do povo, falando umas coisas dessas assim, isto e um desrespeito com o educador que fica horas com filhos alheios lhes dando educacao. Entao senhor Sinval qual vai ser o publico que vai receber os turistas para a copa, se nao tiver professor ...

  • vitor | Quinta-Feira, 30 de Junho de 2011, 13h35
    0
    0

    senhores deputados, se a educação não se estabilizar todos os setores estarão comprometidos no futuro. cuiaba ainda está em greve e as manifestações estão marcadas para esta tarde em frente ao shopping pantanal pelos professores. É UMA QUESTÃO DE LUTA DE CLASSE E TEMOS TODOS QUE ENTRAR NESTA LUTA PELO FUTURO DE MATO GROSSO E DO PAÍS. MUITOS PAIS APOIAM A LUTA. CONVERSEM COM SEUS ALUNOS E VEJAM ISSO.

  • João | Quinta-Feira, 30 de Junho de 2011, 09h22
    0
    0

    Tá parecendo que o SIlval mandou jagunços em Rondonópolis acabar com a greve, Olha aqui respeita os educadores e o povo de Rondonópolis! Está pensando que está mandando seus Guaxebas grilarem terras públicas para depois posar de trabalhado rural, como a maioria dos políticos que contaminaram o poder de MT grileiros(invasores) de terras públicas e agora mamam na teta dos órgãos públicos fazendo farra com o dinheiro do povo trabalhador.

  • Anderson | Quinta-Feira, 30 de Junho de 2011, 08h43
    0
    0

    Bem aqui em Sinop temos 2 escolas 100%, paradas, 3 que nem pararaa e a frande maioria parcial, só fic me perguntado que tipo de ensino temos nestas escolas parciais onde alguns colegas acham que estão dando aulas? E como disse um companheiro aí acho que o governador não sabe fazer contas só pode.

  • Profª Marcia | Quinta-Feira, 30 de Junho de 2011, 06h40
    0
    0

    O que mais nós queremos??? Será que foi isso mesmo que eu li? É inacreditável quando percebemos o descaso da educação, em um país que luta contra o analfabetismo. Não é só o piso salarial que reivindicamo, mas sim uma igualdade... o que mais me deixa triste, é saber que "todos", sem exceção do mais precioso diploma precisa de um professor, e nem assim somos valorizados... chega ser vergonhoso lutarmos por um piso salarial que não chega nem aos pés do que ganha um político... Mas... esse é o meu país, que só irá mudar quando todos se conscientizarem que educação é prioridade, não só aqui, mas em qualquer lugar do mundo...

  • Sandrey | Quarta-Feira, 29 de Junho de 2011, 20h49
    0
    0

    Barra do Garças é exemplo de democracia . E a greve continua companheiros

  • Maria | Quarta-Feira, 29 de Junho de 2011, 19h56
    0
    0

    Infelizmente as fontes de informações do Sr. Governador sobre a greve que se assola a mais de 20 dias, não estão dando conta do recado,para encerrar a greve dos Profissionais da Educação ele precisará mandar equipes a muitos municípios do Estado e não somente a Rondonópolis e Barra .

  • Maria | Quarta-Feira, 29 de Junho de 2011, 19h54
    0
    0

    Infelizmente as fontes de informações do Sr. Governador sobre a greve que se assola a mais de 20 dias, não estão dando conta do recado,para encerrar a greve dos Profissionais da Educação ele precisará mandar equipes a muitos municípios do Estado e não somente a Rondonópolis e Barra .

Plano de se afastar para ser candidato

jayme campos curtinhas   Jayme Campos, hoje principal referência do DEM no Estado, revelou neste domingo que está decidido a se desincompatibilizar do cargo de secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande para "costurar" candidatura majoritária, seja ao Senado, seja para governador. A saída do...

Governo Taques avança na Segurança

gustavo garcia curtinha   A área de Segurança Pública, hoje sob Gustavo Garcia Francisco (foto), foi apontada pelo governador Taques como prioritária desde o início da gestão. Nos dois primeiros anos (2015 e 2016), aumentou o contingente policial, armamentos, serviços de inteligência e...

Empenho e solidariedade às famílias

pedro taques curtinha   O governador Taques acompanhou pessoalmente a operação policial na madrugada deste sábado, que resultou no "estouro" do cativeiro, na prisão dos assaltantes e na liberdade da empresária Milene Falcão Eubank, mantida refém por 13 horas. O secretário de Segurança,...

Estado perde seu único time na Série B

helmute fmf   Após quatro anos consecutivos na Série B, algo inédito na história de um time mato-grossense que não tinha representante desde 1994, o Luverdense foi rebaixado à Terceira Divisão. Precisava vencer para ter chance de seguir na Segundona, mas empatou nesta sexta, em 0 a 0, com o Guarani....

Taques ignora pressão e elogia Soares

luiz soares curtinha   Coube ao ex-prefeito cuiabano e apresentador do programa Resumo do Dia, Roberto França, tornar público o posicionamento do governador Taques quanto ao movimento de várias lideranças, especialmente de deputados, pela queda de Luis Soares da pasta da Saúde. No quadro "Bomba do Dia", apresentado...

Sintap defende servidores do Intermat

candido teles curtinha   O Sintap não defendeu Cândido Teles (DEM), presidente "inoperante" do Intermat que passou a usar a estrutura do órgão com pretensões eleitorais - é pré-candidato a deputado estadual, mas garante que, quanto aos servidores, estes são dedicados ao trabalho. Em nota, nega...

Pré-candidatura já ganha repercussão

mauro mendes artigo   A notícia revelada pelo Blog do Romilson de que Mauro Mendes, que deve se filiar ao DEM ou ao PR, está determinado a disputar o governo estadual e, sem alarde, começa a se distanciar de Taques, ganhou muita repercussão nos meios político e empresarial e no Palácio Paiaguás. Deu...

Dificultando planos políticos de Taques

nilson leit�o curtinhas   Pedro Taques está na bronca com o deputado federal Nilson Leitão (foto) por entender que este busca atrapalhar seus planos políticos majoritários. É desejo do governador disputar a reeleição com dois aliados fortes no palanque como candidatos ao Senado,...

Fábio já exige presidência do DEM-MT

f�bio garcia curtinhas   Fábio Garcia (foto), mesmo mal articulado e com atuação pífia na Câmara, deseja entrar no DEM e já assumir a condição de presidente estadual da legenda. Acompanhado do colega de bancada Adilton Sachetti, outro que deixou o PSB por causa de Valtenir,...