Executivo

Sábado, 12 de Agosto de 2017, 08h:25 | Atualizado: 13/08/2017, 19h:17

Temos que fazer gestão, não aumentar imposto, diz Rosana sobre taxar o agro

Ademir Júnior

Rosana Martinelli prefeita de Sinop

Rosana Martinelli prefeita de Sinop, concede entrevista ao repórter Anderson Hentges

A prefeita de Sinop, Rosana Martinelli (PR), que também é empresária e cuja família possui fazendas no município, é contra o aumento das taxas cobradas no agronegócio. Para a republicana, esse é o setor que movimenta a economia estadual. “Hoje Mato Grosso está ajudando muito na balança comercial das exportações e nós não podemos ficar taxando quem produz, quem hoje está arrecadando. O agro já está contribuindo com o desenvolvimento do Estado”, ressalta.

O aumento dos impostos iria servir para sanar o déficit de cerca de R$ 300 milhões na área da saúde. Ocorre que o secretário estadual de Cidades, Wilson Santos (PSDB), quer que retorne para discussão na Assembleia, a proposta de sua autoria que prevê ampliação da cobrança de tributos sobre o setor do agro.

Nessa linha, Rosana reconhece que o governo isenta as exportações, mas defende que há a necessidade de se aplicar os recursos existentes de maneira correta, e não de criar novos impostos. “Nós temos que nos organizar, nós temos que fazer gestão, conter gastos, aplicar o dinheiro da melhor forma, não ficar aumentado imposto. É essa minha opinião, não concordo em aumentar nada”, argumenta.

Wilson ganhou um aliado no Parlamento Estadual, o presidente Eduardo Botelho (PSB). Ele acredita que o Fethab não pode ser considerado um pagamento de impostos por parte dos agricultores. Botelho também defende a criação de um imposto específico, visto que há a desoneração das exportações por meio da Lei Kandir. De acordo com a Assembleia, o reajuste garantiria mais R$ 300 milhões ao ano para financiar a saúde.

O secretário de Fazenda Gustavo Oliveira tinha entre as alternativas para angariar novos recursos o aumento de R$ 0,11 no Fethab cobrado sobre o óleo diesel, situação que, para o chefe da Casa Civil José Adolpho ficou inviável após o aumento do combustível pelo governo federal. Diante disso, agora o governo trabalha com a possibilidade de ajuste fiscal.

Em meio à crise econômica, o governo estudava pegar parte da verba do Fethab para amenizar o caos na saúde, o que foi rechaçado pelos produtores e pelos prefeitos, que recebem parte desta receita.

Sobre isso, Martinelli também é contra e defende o setor. “O Fethab é muito importante na conservação das nossas estradas, porque os produtores estão pagando esse Fethab para o governo, para que tenha retorno nas estradas, para que eles possam escoar sua produção. Estamos trabalhando muito forte para que o governo não tire dos municípios e vamos continuar trabalhando”, conclui.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Julio Lacerda | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 07h35
    1
    1

    Taxar o agro pra que, se podemos tirar dinheiro do cidadão?

  • joaoderondonopolis | Sábado, 12 de Agosto de 2017, 14h44
    2
    0

    A cidade e o município de Sinop deve não estar faltando nada. A prefeita com a ideia de que o agro não deve pagar impostos porque produz. Nesta gestão não pode falar em aumento de alíquota no IPTU. Deve estar uma maravilha. Parabéns aos munícipes por escolher Sinop.

Matéria(s) relacionada(s):

Derrota aos Viana e novo grupo político

leo bortolini curtinha   Léo Bortolini (foto), prefeito peemedebista interino, "enterrou" de vez o grupo dos Viana, ao vencer a vereadora Carmen Betti (PSC) neste domingo com 69% dos votos válidos, na eleição suplementar em Primavera do Leste. O peemedebista segue no comando do Executivo até 2020. Léo...

Adin para garantir 15% aos fazendários

rogerio gallo curtinha   Com a folha de pessoal "estourada", superando o limite prudencial da lei fiscal, o governo do Estado deveria agradecer ao TCE que, sob medida cautelar, suspendeu o reajuste de 15% concedido pelo Executivo aos agentes fazendários ao longo dos próximos dois anos, além de verba indenizatória...

Plano de se afastar para ser candidato

jayme campos curtinhas   Jayme Campos, hoje principal referência do DEM no Estado, revelou neste domingo que está decidido a se desincompatibilizar do cargo de secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande para "costurar" candidatura majoritária, seja ao Senado, seja para governador. A saída do...

Governo Taques avança na Segurança

gustavo garcia curtinha   A área de Segurança Pública, hoje sob Gustavo Garcia Francisco (foto), foi apontada pelo governador Taques como prioritária desde o início da gestão. Nos dois primeiros anos (2015 e 2016), aumentou o contingente policial, armamentos, serviços de inteligência e...

Empenho e solidariedade às famílias

pedro taques curtinha   O governador Taques acompanhou pessoalmente a operação policial na madrugada deste sábado, que resultou no "estouro" do cativeiro, na prisão dos assaltantes e na liberdade da empresária Milene Falcão Eubank, mantida refém por 13 horas. O secretário de Segurança,...

Estado perde seu único time na Série B

helmute fmf   Após quatro anos consecutivos na Série B, algo inédito na história de um time mato-grossense que não tinha representante desde 1994, o Luverdense foi rebaixado à Terceira Divisão. Precisava vencer para ter chance de seguir na Segundona, mas empatou nesta sexta, em 0 a 0, com o Guarani....

Taques ignora pressão e elogia Soares

luiz soares curtinha   Coube ao ex-prefeito cuiabano e apresentador do programa Resumo do Dia, Roberto França, tornar público o posicionamento do governador Taques quanto ao movimento de várias lideranças, especialmente de deputados, pela queda de Luis Soares da pasta da Saúde. No quadro "Bomba do Dia", apresentado...

Sintap defende servidores do Intermat

candido teles curtinha   O Sintap não defendeu Cândido Teles (DEM), presidente "inoperante" do Intermat que passou a usar a estrutura do órgão com pretensões eleitorais - é pré-candidato a deputado estadual, mas garante que, quanto aos servidores, estes são dedicados ao trabalho. Em nota, nega...

Pré-candidatura já ganha repercussão

mauro mendes artigo   A notícia revelada pelo Blog do Romilson de que Mauro Mendes, que deve se filiar ao DEM ou ao PR, está determinado a disputar o governo estadual e, sem alarde, começa a se distanciar de Taques, ganhou muita repercussão nos meios político e empresarial e no Palácio Paiaguás. Deu...

MAIS LIDAS