Arte e Cultura

Sexta-Feira, 16 de Dezembro de 2016, 08h:27 | Atualizado: 18/12/2016, 06h:20

Jornalista lança livro sobre a história do algodão e de pioneiros em MT

Lucas Ninno

Livro_algodao

Escritora Martha Baptista durante lançamento do livro que conta a história do algodão no Estado

Algodão – Os Pioneiros que Transformaram Mato Grosso em um Grande Produtor poderia ser só mais um livro institucional, não tivesse a jornalista e escritora Martha Baptista tomado o cuidado de fazer, além das diversas entrevistas, um apanhado histórico completo sobre o ciclo da matéria-prima de 95% de tudo que vestimos, mesmo com a descoberta de diversos outros materiais sintéticos.

À parte os derivados de petróleo já misturados na feitura de roupas há meio século, o algodão ainda reina soberano nas vestimentas da maior parte da população do planeta.

O Estado, lembra o livro, é o maior produtor da fibra de todo o Brasil. Por aqui, os índios Xarayes já utilizavam-no para produzir roupas e ornamentos desde antes da chegada dos portugueses.

Num recorte minucioso, um trabalho que consumiu mais de um ano de pesquisa e escrita, Baptista lembra o passo a passo para a valorização do fruto, ainda no século 19, quando o cultivo começa a ser sistematizado à maneira europeia, por meio das informações obtidas pelos pesquisadores e cientistas da Expedição Langsdorff (especificamente o livro de Hercule Florence Viagem Fluvial do Tietê ao Amazonas), pois, pontua Baptista, os indígenas já se serviam muito bem da cultura algodoeira desde o século 15 (de acordo com as referências de Cabeza de Vaca e, mais recentemente, a arqueóloga Maria Clara Migliacio e a historiadora Ariane Aparecida Carvalho de Arruda).

Ricamente ilustrado, o volume traz desde desenhos pontilhados típicos da idade média, dos traços de tons pasteis e maior proximidade com as paisagens tais quais elas eram, características dos anos de 1800, até desenhos técnicos de máquinas de descaroçar, teares, rodas de fiar, além de muitos e muitos povos indígenas, até chegar ao maquinário moderno, com os tratores gigantes de fabricação norte-americana, israelense e alemã que cortam a paisagem atual de Mato Grosso.

Galeria: História do algodão em MT

“Nosso intuito é fazer um registro da história de desbravadores que, fiéis ao espírito dos verdadeiros empreendedores, ousaram fazer algo novo no coração do Brasil”, escreveu o presidente da Associação Mato-grossense de Produtores de Algodão (Ampa), Gustavo Viganó Piccoli, presidente da Ampa no biênio 2015/16.

Ao longo das 184 páginas do livro, além das imagens várias, há depoimentos dos produtores pioneiros do cultivo mecanizado de algodão e a história da fundação da própria Ampa em 1997, numa descrição do caminho percorrido por Mato Grosso até a liderança da produção brasileira.

colheita algodão

 MT é campeão na produção de algodão e livro ajuda a compreender com Estado chegou ao posto

Personagens como o ex-governador Dante de Oliveira e Cloves Vettorato, protagonistas do episódio de criação do Programa de Apoio ao Algodão de Mato Grosso (Proalmat), são lembrados nas páginas do livro.

Também há a presença do talvez mais famoso dos produtores pioneiros, o empresário Olacyr de Moraes, e os não tão conhecidos por quem não é do meio, mas de importância evidente devido ao quanto produzem, como Ignácio Mammana Netto e  cotonicultores ainda ativos como Benjamim Zandonadi (de Campo Verde).

Mas a história contada no livro vai muito além ao recorrer a pesquisadores e cronistas de viagem para relatar a intensa produção algodoeira em várias regiões do estado por pequenos produtores, desde a Rondonópolis dos anos 1950, que ganhou o título de Rainha do Algodão por aqueles tempos.

A obra conta ainda sobre a chegada do bicudo-do-algodoeiro às lavouras paulistas, paranaenses e nordestinas, e, mais tarde, a Mato Grosso, num processo classificado por pesquisadores como "um divisor de águas".

"A história do algodão em Mato Grosso é muito rica e bonita. Muitos são os personagens que se destacaram na implantação da cultura no cerrado em diversos momentos, enfrentando pragas, doenças, dificuldades de infraestrutura e um sem número de desafios que foram sendo vencidos com a pesquisa e o desenvolvimento de novas tecnologias, a busca de conhecimento e, principalmente, a união que é uma marca dos produtores que se aglutinaram em torno da Ampa", comenta Décio Tocantins, diretor executivo da Ampa e personagem da história. 

Livro

O livro Algodão – Os Pioneiros que Transformaram Mato Grosso em um Grande Produtor foi editado pela Entrelinhas Editora e será distribuído pela Ampa a todas as bibliotecas de Mato Grosso e também às instituições relacionadas ao algodão de outros estados.  A obra, lançada neste mês, traz na capa uma obra original do artista mato-grossense Jonas Barros.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Delator nega sociedade com Mauro

mauro mendes curtinha   Alguns vereadores aproveitaram a presença do ex-governador e delator Silval, na CPI do Paletó, para perguntar sobre eventual sociedade empresarial deste com o ex-prefeito da Capital Mauro Mendes (foto), que ensaia candidatura a governador. Silval esquivou-se. Disse que, no caso de um garimpo, o seu irmão...

Senador opta por ficar no Podemos

jose medeiros curtinhas   Após participar de reuniões com os presidenciáveis Levy Fidelix, do PRTB, e Jair Bolsonaro, que vai trocar o PSC pelo PSL, nas quais recebeu convite para filiação, o senador José Medeiros (foto) decidiu que fica mesmo no Podemos. E vai encampar o projeto de reeleição....

Ex-prefeito decide ficar no DEM

Roland Trentini   O ex-prefeito de Alto Garças, Roland Trentini (foto),  admite que ter sido sondado pelo empresário Silvino Dal Bó, um dos entusiastas do presidenciável Jair Bolsonaro, para reforçar sua campanha em Mato Grosso, angariando apoio dos ruralistas. Apesar de ter recebido o convite para aderir ao...

Silval cita 18 da AL com mensalinho

antonio azambuja curtinha   Silval Barbosa, em oitiva à CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, abriu o jogo sobre esquemas de corrupção. E, reforçando a delação, não poupou ninguém. Confirmou ter repassado mensalinho aos deputados na época em que foi...

Eleição da Mesa da AL custou R$ 16 mi

mauro savi curtinhas   À CPI do Paletó nesta sexta (23), o ex-governador Silval Barbosa disse que em todas as eleições da Mesa Diretora houve negociação financeira por votos. Citou como exemplo uma eleição cuja a chapa era formada por Mauro Savi (foto) e Romoaldo Júnior. O delator...

PSDB e vários vereadores a estadual

rodrigo da zaeli curtinha rondonopolis   O PSDB do governador Taques possui uma lista extensa de pré-candidatos a deputado porque inclui vereadores, que não precisam renunciar ao mandato para tentar outro degrau no Legislativo. Os quatro estaduais (Wilson, Saturnino, Baiano e Maluf) vão em busca da reeleição. O...

Silval repete na CPI termos da delação

silval barbosa curtinha   Instruído pelo jurídico para não desmentir a si próprio, o ex-governador e delator Silval Barbosa vai repetir na CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, aquilo que afirmou aos procuradores da República e à Justiça, de que o dinheiro entregue pelo...

Juarez não vai a vice e quer ser federal

juarez costa curtinha   Apesar de se colocar como pré-candidato a vice-governador, em chapa a ser encabeçada por Antonio Joaquim, Juarez Costa (MDB) está focado mesmo é na campanha a federal. Ele se animou com essa possibilidade porque o Nortão pode não ter um dos concorrentes. Trata-se de Nilson...

Governador e tudo ou nada à reeleição

pedro taques curtinha   Pedro Taques disse a interlocutores que pode até ter pensado no chamado plano B, que seria candidatura ao Senado, mas sua prioridade em 100% é a busca da reeleição. Avalia que seu governo tem feitos importantes que, quando potencializados na campanha eleitoral, o colocarão em vantagem nas...