Arte e Cultura

Sexta-Feira, 21 de Abril de 2017, 07h:45 | Atualizado: 23/04/2017, 08h:57

Vencedor do prêmio de poesia de MT, Renato gosta mesmo é de prosa

Gilberto Leite

Luiz Renato Pinto

Luiz Renato Souza Pinto tem 4 livros lançados, mas nunca conseguiu ganhar o pão com a literatura

Escritor preferencialmente de romances e crônicas, o também professor Luiz Renato de Souza Pinto tem 55 anos e, à parte a opção pela crônica, sagrou-se um dos vencedores do 2º Prêmio Mato Grosso de Literatura na categoria poesia, com Gênero, Número, Graal. Ele é o escritor alvo da série sobre os vencedores do prêmio realizada pelo .

Paranaense de Maringá, Souza Pinto mudou-se para Mato Grosso em 1980, apesar de sua família já residir por aqui desde o final dos anos 1970.

Desde sempre, esteve envolvido com literatura, primeiro via publicação de livretos de poesia. “Mas considero como livros o Cardápio Poético (1993), os romances Matrinchã do Teles Pires (1998), Flor do Ingá (2014) e o livro de crônicas Duplo Sentido (2016), este último em parceria com o pernambucano Carlos Barros e publicado com recursos do Fundo Municipal de Cultura de Cuiabá”, diz à reportagem.

Graduado em letras pela Universidade Federal de Mato Grosso, fez também um mestrado em história pela mesma UFMT e chegou ao doutorado pela Universidade do Estado de São Paulo (Unesp), campus São José do Rio Preto, novamente em letras.

Ele conta que mesmo começado sua carreira na escrita em 1980, nunca conseguiu o sustento somente através da literatura. “Sou um artista que virou professor”. Em 2011, entrou via concurso no quadro de professores do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), mas afirma que a expressão literária é seu complemento para a existência.

Sobre os gêneros nos quais se arrisca, e no qual acabou ganhando um prêmio, conta ser a escrita de poesia muito mais sazonal em sua vida do que a prosa. Esse é o motivo de os poemas que compõem o volume Gênero, Número, Graal, ora premiado, serem compostos num período de quase 30 anos, desde o fim dos anos 1980 até recentemente, em 2016.

“Gosto de escrever poemas, mas levo a sério mesmo a prosa. Estou no momento escrevendo meu terceiro romance, para lançá-lo em 2018. Publico crônicas no site desde setembro do ano passado. Escrevo sobre artes, cultura, literatura e cotidiano”, expõe.

Perguntado quanto a seu método de trabalho, diz escrever mesmo nas horas de folga da dura rotina de professor (nunca termina só na sala de aula, pois há preparação para as mesmas, correção de provas, tarefas, elaboração de notas, lançamentos em diários, uma dureza só) e também afirma não manter uma rotina rígida, do tipo que se fecha num lugar e ali produz ininterruptamente.

Busca mesmo é seguir o lema antigo que diz que quem escreve mais do que lê costuma escrever coisas medíocres. “Mais leio do que escrevo quando estou envolvido em algum projeto. Meus temas brotam de filmes que assisto, peças de teatro com as quais me envolvo, curiosidades do dia a dia”.

O escritor conta que foi pro Rio de Janeiro em 1988. Lá, ficou até 1993. Só foi embora pra viajar pelo Brasil por 4 anos

Sendo assim, não tem hora para a prática. Pode ser de madrugada, de manhã cedo, no meio da manhã ou à tarde, conforme a hora disponível. Quanto às eventuais dores inerentes à criação, Luiz Renato Souza Pinto ameniza e não as percebe. “Não acho que precisa haver angústia para haver escrita, embora possa ser uma contingência. Não sigo regras rígidas. O processo de criação depende muito da natureza da escrita, do gênero, dos objetivos que cada texto me solicita”.

O resultado do concurso literário estatal é referente a 2016, mas os vencedores só foram conhecidos já em fins de janeiro deste 2017. A Secretaria de Estado de Cultura ainda não anunciou data para premiação dos vencedores nem para o lançamento das obras contempladas.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Delator nega sociedade com Mauro

mauro mendes curtinha   Alguns vereadores aproveitaram a presença do ex-governador e delator Silval, na CPI do Paletó, para perguntar sobre eventual sociedade empresarial deste com o ex-prefeito da Capital Mauro Mendes (foto), que ensaia candidatura a governador. Silval esquivou-se. Disse que, no caso de um garimpo, o seu irmão...

Senador opta por ficar no Podemos

jose medeiros curtinhas   Após participar de reuniões com os presidenciáveis Levy Fidelix, do PRTB, e Jair Bolsonaro, que vai trocar o PSC pelo PSL, nas quais recebeu convite para filiação, o senador José Medeiros (foto) decidiu que fica mesmo no Podemos. E vai encampar o projeto de reeleição....

Ex-prefeito decide ficar no DEM

Roland Trentini   O ex-prefeito de Alto Garças, Roland Trentini (foto),  admite que ter sido sondado pelo empresário Silvino Dal Bó, um dos entusiastas do presidenciável Jair Bolsonaro, para reforçar sua campanha em Mato Grosso, angariando apoio dos ruralistas. Apesar de ter recebido o convite para aderir ao...

Silval cita 18 da AL com mensalinho

antonio azambuja curtinha   Silval Barbosa, em oitiva à CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, abriu o jogo sobre esquemas de corrupção. E, reforçando a delação, não poupou ninguém. Confirmou ter repassado mensalinho aos deputados na época em que foi...

Eleição da Mesa da AL custou R$ 16 mi

mauro savi curtinhas   À CPI do Paletó nesta sexta (23), o ex-governador Silval Barbosa disse que em todas as eleições da Mesa Diretora houve negociação financeira por votos. Citou como exemplo uma eleição cuja a chapa era formada por Mauro Savi (foto) e Romoaldo Júnior. O delator...

PSDB e vários vereadores a estadual

rodrigo da zaeli curtinha rondonopolis   O PSDB do governador Taques possui uma lista extensa de pré-candidatos a deputado porque inclui vereadores, que não precisam renunciar ao mandato para tentar outro degrau no Legislativo. Os quatro estaduais (Wilson, Saturnino, Baiano e Maluf) vão em busca da reeleição. O...

Silval repete na CPI termos da delação

silval barbosa curtinha   Instruído pelo jurídico para não desmentir a si próprio, o ex-governador e delator Silval Barbosa vai repetir na CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, aquilo que afirmou aos procuradores da República e à Justiça, de que o dinheiro entregue pelo...

Juarez não vai a vice e quer ser federal

juarez costa curtinha   Apesar de se colocar como pré-candidato a vice-governador, em chapa a ser encabeçada por Antonio Joaquim, Juarez Costa (MDB) está focado mesmo é na campanha a federal. Ele se animou com essa possibilidade porque o Nortão pode não ter um dos concorrentes. Trata-se de Nilson...

Governador e tudo ou nada à reeleição

pedro taques curtinha   Pedro Taques disse a interlocutores que pode até ter pensado no chamado plano B, que seria candidatura ao Senado, mas sua prioridade em 100% é a busca da reeleição. Avalia que seu governo tem feitos importantes que, quando potencializados na campanha eleitoral, o colocarão em vantagem nas...