Judiciário

Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017, 20h:03 | Atualizado: 11/08/2017, 20h:57

Blairo e Silval pagam R$ 3 mi cada por retratação de ex-secretário; Bezerra e Wellington receberam propina, diz JN

O ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) teria subornado o ex-secretário de Estado Eder Moraes para retirar acusações sobre seu envolvimento no esquema para compra de vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE), amplamente divulgado pela imprensa mato-grossense. A denúncia consta na delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luix Fux na última quarta (9), que foi revelada com exclusividade pelo Jornal Nacional (JN) desta sexta (11).

Reprodução

silval_delacao_blairo

Delação de Silval revela que ele e Blairo Maggi compraram retratação de Eder por R$ 6 mi

A delação premiada de Silval garante que Eder revelou o envolvimento de Blairo no esquema para compra de vaga no TCE em depoimento prestado ao Ministério Público Estadual (MPE) em março de 2014. Em seguida, teria cobrado R$ 12 milhões para mudar o conteúdo das declarações.

Após negociação, o ex-secretário, que foi influente nas duas gestões, teria aceitado reduzir o valor do suborno para R$ 6 milhões. Deste total, R$ 3 milhões teriam sido repassados por Blairo por intermédio do empresário Gustavo Capilé.

Os outros R$ 3 milhões teriam sido pagos por Silval através do ex-chefe de gabinete Silvio Corrêa, que repassou parte em dinheiro e quitou uma dívida no valor de R$ 800 mil.

Com o  suborno, Eder teria mudado a versão de seu depoimento. À época, alegou que o conteúdo do depoimento era inverídico e foi influenciado por “forte domínio emocional". A retração foi divulgada em primeira mão pelo no início de outubro de 2014.

Com a retratação de Eder, o inquérito que investigava Blairo foi arquivado pelo ministro do STF Dias Tofolli. Segundo JN, agora a investigação pode ser reaberta a partir da revelação contida na delação premiada de Silval.

Outros esquemas

A reportagem de JN cita outros dois políticos de Mato Grosso, que teriam sido beneficiados por esquemas e "dedurados" por Silval. São eles o deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) e o senador Wellington Fagundes (PR).

Bezerra é acusado de receber propina de R$ 4 milhões para apoiar determinada candidatura a prefeito de Cuiabá - a reportagem não citou o ano, nem o nome do político.

Já Wellington teria recebido propina em esquema com construtoras e para pagamento de dívidas de campanha. Neste caso, os valores não teriam sido revelados por Silval.

Outro Lado

Blairo nega todas as acusações contidas na delação premiada de Silval. Afirma que nunca subornou Eder e que o ex-governador está mentindo. Além, afirma utilizar todos os meios legais para se defender. "Nunca houve ação, minha ou por mim autorizada, para agir de forma ilícita dentro das ações de Governo ou para obstruir a justiça. Jamais vou aceitar qualquer ação para que haja "mudanças de versões" em depoimentos de investigados. Tenho total interesse na apuração da verdade. Qualquer afirmação contrária a isso é mentirosa, leviana e criminosa".

Bezerra garante que a delação premiada de Silval não tem fundamento. Pontua ainda que é dirigente estadual do PMDB e cabe ao diretório municipal tratar de eleições para prefeito.

Wellington sustenta que todas as doações de campanha que recebeu foram declaradas à Justiça Eleitoral. Silvio alegou que somente cumpria ordens. Eder não foi localizado para comentar.

A defesa de Silval não quis comentar o conteúdo da reportagem do JN. Gustavo Capilé não foi localizado.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Gilstinho | Sábado, 12 de Agosto de 2017, 15h46
    1
    0

    TODOS OS POLÍTICOS DE MT E DO BRASIL, SEM EXCECÃO são nojentos, fedem. Eu ponhava a mão no fogo pelo Silav Barbosa, hoje, DÁ ÂNCIA DE VÔMITO em escutar e ver os vídeos de seus depoimentos em juíza, confessando roubo do meu dinheiro de imposto. Tinha EU, muita esperança no Pedro Taques malvadez RGA, em resolver os problema de MT mas, ta aí seus secretários todos indo presos ou tornezelados por corrupção do meu dinheiro de imposto. Meu DEUS, volta logo pra terra, e manda um diluvio duas vezes maior que o ultimo., e tenha misericórdia tão somente os teus servos retos. Seu povo GANANCIOSOS te envergonha pai. ô gloria...,

  • joaoderondonopolis | Sábado, 12 de Agosto de 2017, 10h04
    3
    0

    O mal por si mesmo se destrói. Vamos ver mais coisas daqui pra frente.

  • SALAS | Sábado, 12 de Agosto de 2017, 08h08
    3
    0

    ELEITORES, NÃO SEJAM IDIOTAS UMA VEZ MAIS...2018 VEM AI, FAXINA GERAL EM MAUS POLÍTICOS QUEM TEM MANDATO.

  • por justiça | Sábado, 12 de Agosto de 2017, 07h38
    2
    0

    todos farinha do mesmo saco cadeia ja PF neles

  • otavio luiz | Sábado, 12 de Agosto de 2017, 07h25
    2
    0

    como fica o povo de mato grosso c tanto roubo o pecuarista .o agricultor os empresario. que forao lesado pelo tal de secretario da fazendo do estado na epoca

  • Lucas Tavares | Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017, 22h10
    4
    0

    Mas como? O eterno cacique Bezerra querendo dizer agora quem quem mandam são os índios? Ah, tá de sacanagem neh!!!!! E olha que foi só parte da delação. Imagina o que deve ter na totalidade. Vai faltar cadeia e tornozeleira.

Matéria(s) relacionada(s):

Derrota aos Viana e novo grupo político

leo bortolini curtinha   Léo Bortolini (foto), prefeito peemedebista interino, "enterrou" de vez o grupo dos Viana, ao vencer a vereadora Carmen Betti (PSC) neste domingo com 69% dos votos válidos, na eleição suplementar em Primavera do Leste. O peemedebista segue no comando do Executivo até 2020. Léo...

Adin para garantir 15% aos fazendários

rogerio gallo curtinha   Com a folha de pessoal "estourada", superando o limite prudencial da lei fiscal, o governo do Estado deveria agradecer ao TCE que, sob medida cautelar, suspendeu o reajuste de 15% concedido pelo Executivo aos agentes fazendários ao longo dos próximos dois anos, além de verba indenizatória...

Plano de se afastar para ser candidato

jayme campos curtinhas   Jayme Campos, hoje principal referência do DEM no Estado, revelou neste domingo que está decidido a se desincompatibilizar do cargo de secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande para "costurar" candidatura majoritária, seja ao Senado, seja para governador. A saída do...

Governo Taques avança na Segurança

gustavo garcia curtinha   A área de Segurança Pública, hoje sob Gustavo Garcia Francisco (foto), foi apontada pelo governador Taques como prioritária desde o início da gestão. Nos dois primeiros anos (2015 e 2016), aumentou o contingente policial, armamentos, serviços de inteligência e...

Empenho e solidariedade às famílias

pedro taques curtinha   O governador Taques acompanhou pessoalmente a operação policial na madrugada deste sábado, que resultou no "estouro" do cativeiro, na prisão dos assaltantes e na liberdade da empresária Milene Falcão Eubank, mantida refém por 13 horas. O secretário de Segurança,...

Estado perde seu único time na Série B

helmute fmf   Após quatro anos consecutivos na Série B, algo inédito na história de um time mato-grossense que não tinha representante desde 1994, o Luverdense foi rebaixado à Terceira Divisão. Precisava vencer para ter chance de seguir na Segundona, mas empatou nesta sexta, em 0 a 0, com o Guarani....

Taques ignora pressão e elogia Soares

luiz soares curtinha   Coube ao ex-prefeito cuiabano e apresentador do programa Resumo do Dia, Roberto França, tornar público o posicionamento do governador Taques quanto ao movimento de várias lideranças, especialmente de deputados, pela queda de Luis Soares da pasta da Saúde. No quadro "Bomba do Dia", apresentado...

Sintap defende servidores do Intermat

candido teles curtinha   O Sintap não defendeu Cândido Teles (DEM), presidente "inoperante" do Intermat que passou a usar a estrutura do órgão com pretensões eleitorais - é pré-candidato a deputado estadual, mas garante que, quanto aos servidores, estes são dedicados ao trabalho. Em nota, nega...

Pré-candidatura já ganha repercussão

mauro mendes artigo   A notícia revelada pelo Blog do Romilson de que Mauro Mendes, que deve se filiar ao DEM ou ao PR, está determinado a disputar o governo estadual e, sem alarde, começa a se distanciar de Taques, ganhou muita repercussão nos meios político e empresarial e no Palácio Paiaguás. Deu...

MAIS LIDAS