Judiciário

Domingo, 29 de Abril de 2018, 08h:03 | Atualizado: 30/04/2018, 13h:00

PODERES

Medeiros propõe STF submetido ao voto popular; juiz vê ideia do Foro de São Paulo

Pedro França

Jos� Medeiros

Senador José Medeiros avalia que, se todo poder emana do povo, que a população, por meio do voto, decida pela manutenção, ou não, dos ministros do STF 

O senador José Medeiros (Podemos) apresentou Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) passem por votação popular. A proposta altera o artigo 101 da Constituição, ficando estabelecido no segundo parágrafo que, dois anos após a nomeação, os membros da Corte Suprema, inclusive aqueles que estão no exercício, terão sua manutenção no cargo referendada por voto popular.  A votação acontece, segundo a proposta, na eleição subsequente que coincide com a de presidente da República e, a partir daí, a cada eleição presidencial.

“Se todo poder emana do povo, então que a população, por meio do voto, decida pela manutenção, ou não, dos ministros do STF em seus cargos”, afirmou Medeiros ao propor a PEC.

Se tal modelo já foi considerado obsoleto uma vez, nada mais justo do que modernizar mais uma vez nossa democracia

Já o presidente da Associação Mato-Grossense dos Magistrados (Amam), juiz José Arimatéa, afirma que a proposta de Medeiros o surpreende. Em sua avaliação, o que está proposto converge com as ideias da organização de partidos esquerdistas da América do Sul denominada Foro de São Paulo que prega eleição direta desde os juízes de primeiro grau.

“Não acredito que seja a solução para o excesso de ativismo do STF! Se o Senado cumprir seu papel, e não for um mero carimbador da indicação do presidente da República, já teremos dado um passo importante para depurar e democratizar a escolha e nomeação de ministros dos tribunais superiores”, declara Arimatéa ao .

Conforme Medeiros, a proposta pretende criar uma forma de expressão da soberania popular que aumente a qualidade da Suprema Corte. O senador argumenta que a democracia exercida diretamente pela população permite que a legitimidade daquele que foi nomeado indiretamente por ela “não se esvaia no tempo”.

Para Medeiros, a medida busca coibir possíveis desvios de caráter. Além disso, sustenta que impede a sobreposição de interesses pessoais na Corte. “É preciso demonstrar aos integrantes do STF que os deveres inerentes ao cargo de ministro, muitas das vezes transformados em poder para satisfazer desejos que interessam ao magistrado, devem ser sempre observados”, justificou.

Ainda na justificação da PEC, Medeiros traçou um paralelo histórico com o Brasil Império. Lembrou que, à época, todos os senadores eram nomeados de forma vitalícia. “Se tal modelo já foi considerado obsoleto uma vez, nada mais justo do que modernizar mais uma vez nossa democracia, unindo de forma mais sólida a população e seus representantes”, concluiu.

arimatea_500

Presidente da Amam, juiz José Arimatéa avalia ideias como de partidos esquerdistas da América do Sul

Amadurecimento

Para aplicação da medida proposta por Medeiros, Arimatéa defende que a democracia brasileira e as instituições ainda precisam amadurecer. Segundo ele, no Brasil se usa foto antiga de um juiz eleitoral apertando a mão de um candidato para colocar em xeque sua imparcialidade.

“Imagina se o juiz for eleito e antes tiver atuado como advogado para empresa A, B ou C ou para alguém que depois virou candidato? Acho que nosso sangue latino é apaixonado demais para esses avanços. Não que sejam inviáveis por completo, mas sim no atual estágio de nossa jovem democracia.É ideia para daqui a uns 200 ou 300 anos, se evoluirmos o suficiente”, concluiu o magistrado. 

STF 

O STF é formado por 11 ministros que são indicados pelo presidente da República e passam por sabatina no Senado que precisa referendar a indicação. O decano da Corte é Celso de Mello e o mais recente é Alexandre de Moraes, que ingressou no Pleno por indicação de Michel Temer (MDB) após se desfiliar do PSDB.

Os questionamentos sobre a conduta dos ministros, que Medeiros pegou carona ao propor a PEC, são resultado da polarização política do país. Apoiadores e detratores do ex-presidente Lula os acusam de prejudicá-lo ou beneficiá-lo a cada decisão do STF.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Zé | Sexta-Feira, 08 de Junho de 2018, 18h42
    0
    0

    Zé , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • JOSE CARLOS | Segunda-Feira, 30 de Abril de 2018, 15h56
    0
    0

    VOTAÇÃO TALVEZ NÃO SEJA FACTÍVEL; CONCURSO PÚBLICO SIM. VITALICIEDADE NEM PENSAR! FIM DA NOMEAÇÃO PELO PRESIDENTE DA REPÚBLICA TEM QUE SER PRA ONTEM... O LEVANTAMENTO DA QUESTÃO PELO SENADOR É MUITO OPORTUNA E MERECE SÉRIA REFLEXÃO. NÃO É 51, MAIS É UMA BOA IDEIA!

  • Mauro vicente | Segunda-Feira, 30 de Abril de 2018, 13h27
    0
    0

    Ganhou meu voto , agora ja tenho minha opinião formada meus dois votos ao senado Dra . SELMA E MEDEIROS.

  • Lúcio | Segunda-Feira, 30 de Abril de 2018, 13h26
    1
    0

    Os senadores, também tem que ser escolhidos pelo voto.....Fora disso, não deveriam ter direito a opinião (palpite)...... Isso só é uma sugestão.....

  • Ricardo Fortes | Segunda-Feira, 30 de Abril de 2018, 10h51
    2
    0

    Desculpe excelentíssimo senhor José Arimateia, mas vossa excelência vem falar que "o que está proposto converge com as ideias da organização de partidos esquerdistas" se o supremo (assim mesmo em minúsculas) atual está contaminado com idéias e ideais de ministros que apoiam descaradamente os corruptos esquerdistas? Outra coisa, não interessa ao senado ter ministros com caráter e ações republicanas, pois para os nobres senadores quando pior o supremo melhor para eles. Ainda mais senhor juiz, como diria o filósofo Tiririca, pior do está não fica!

  • vanderley | Domingo, 29 de Abril de 2018, 19h03
    6
    8

    Melhor senador de Mato Grosso e será reeleito. Competente e atuante.

  • Luiz | Domingo, 29 de Abril de 2018, 12h33
    6
    2

    E desde quando ser eleito garante integridade necessárias ao cargo? E quem vai bancar a eleição? Vai é virar uma campanha eleitoral cheio de caixa dois...rs

  • joaoderondonopolis | Domingo, 29 de Abril de 2018, 11h14
    9
    2

    A única maneira boa de resolver este problema feio, seria o ministro do STF ser admitido por concurso público, para evitar o que estamos vendo. Como explica que um jurista não passa em concurso para juíz, e este reprovado serve para ser ministro do STF?

  • J.Batista | Domingo, 29 de Abril de 2018, 10h20
    5
    1

    Digite o texto aquiOlá senador Medeiros, boa tarde. A vossa intenção e admirável, todavia, terá nenhum êxito. Como notório e de conhecimento, acredito que seria bom, viável e plausível, era se o nobre senador lutassem pelos Bacharéis em Direito do Brasil. Todavia, há de convir, que se não estiver enganado, o senador também e Bacharel em direito, formado pelo Centro de Ensino Superior de Rondonópolis - MT. Glorioso CESUR. Por favor, aproveite uns minutos do vosso precioso tempo, e de uma lida apenas no caput do artigo 48, da Lei nº. 9.394 de 20/12/96. Vide também, o Inciso III do artigo 1º. da CRFB /88. Como visto, os brasileirinhos não tiveram a mesma sorte, privilegio, ou sei la, o que posso dizer...! A que foi dado por nossos “políticos”, ao médicos cubanos.

Matéria(s) relacionada(s):

PT lança duas só para marcar posição

edna sampaio curtinha   Mesmo sabendo da chance remotíssima de êxito nas urnas, o petismo se coloca à disputa majoritária em MT, com Edna Sampaio (foto) para governadora e com a ex-vereadora cuiabana Enelinda Scala ao Senado. Derrotada duas vezes à Reitoria da Unemat, Edna é esposa do ex-presidente do PT-MT,...

Taques cita voto para Alckmin e Leitão

pedro taques curtinha   O governador Taques (foto) disse em Rondonópolis, neste sábado, no encontro suprapartidário, que já decidiu dois votos para o pleito de outubro. Um será para Alckmin para presidente da República e o outro voto para Nilson Leitão ao Senado. Ambos são do seu partido, o...

Zaeli pega carona em ato pró-Taques

rodrigo da zaeli curtinha rondonopolis   Cerca de 300 pessoas foram à sede do sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rondonópolis, neste sábado, para acompanhar o 2º encontro suprapartidário em que a principal "estrela" foi o governador Taques, que busca um novo mandato pelo PSDB. Mas o nome mais gritado efusivamente...

Filho de senador é sugerido para vice

toco palma   Em reunião na sexta à noite do pré-candidato a governador, empresário Reinaldo Moraes (PSC), com representantes da Frentinha, bloco de 9 pequenos partidos, o PHS sugeriu para vice da chapa o nome do advogado Toco Palma (foto), filho do hoje senador Rodrigues Palma (PR). O próprio Toco, que presidiu a...

Dorner de vice para bancar campanha

roberto dorner curtinha   Aos 70 anos, o catarinense de Bom Retiro, Roberto Dorner (foto), que desistiu de concorrer a deputado federal, é lembrado como opção para vice-governador na chapa de Pedro Taques muito mais pelo dinheiro do que pelo capital político. Trata-se de um empresário que costuma investir...

Sem Frentinha e Judiciário anti-Selma

selma arruda curtinha   Selma Arruda, pré-candidata ao Senado pelo PSL, enfrenta resistência de partidos da chamada Frentinha e também de uma ala do Judiciário, incluindo membros do Ministério Público. No caso dos líderes da Frentinha - Podemos, Avante, PSC, Pros, PRP, DC (ex-PSDC), PMN e PHS -, que...

CPI investiga ex-prefeito e vereador

gilberto figueiredo curtinhas   O ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM), que está numa pré-campanha um tanto tranquila rumo ao governo estadual, começa a ter dor de cabeça por causa da aprovação, pela Câmara Municipal da Capital, de uma CPI com vistas a apurar o que se chama de "obras...

Leitão e Taques e jogo de desconfiança

nilson leitao curtinhas   Em público, Nilson Leitão (foto), que tenta se viabilizar como candidato ao Senado, jura que a relação política é harmônica com o Palácio Paiaguás mas, em privado, reclama de boicote. Mas ele próprio não procura se articular "pra dentro". Vive mais...

Presidente Vidal quer voto consciente

marcio vidal tre curtinha   O presidente do TRE Márcio Vidal se mostra tranquilo com a estrutura e orçamento do tribunal para tocar as eleições, mas está preocupado com a qualidade do voto do mato-grossense. Determinou a realização de 6 audiências, entre 20 de julho e 24 de agosto, para discutir...

MAIS LIDAS