Judiciário

Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017, 12h:43 | Atualizado: 12/12/2017, 20h:10

Corregedora nega que os R$ 78 mil seja supersalário e afirma ganhar o que é justo

Gilberto Leite

mutirao fiscal

Dos desembargadores, os que receberam mais foram a vice-presidente Marilsen Andrade Addario e a corregedora Maria Aparecida Ribeiro (Foto)

A corregedora-geral de Justiça Maria Aparecida Ribeiro rebate o argumento de que os magistrados recebem supersalários, conforme mostra a matéria do – veja aqui. “Não vou dizer que temos supersalários, vou dizer que temos salário justo pelo que nós trabalhamos”, ameniza a corregedora durante o lançamento do Mutirão Fiscal, nesta segunda (11), na Arena Pantanal.

Em setembro, o Tribunal de Justiça desembolsou quase R$ 2 milhões para pagar os rendimentos dos 30 desembargadores que compõem o Pleno. Dos desembargadores, os que receberam mais foram a vice-presidente Marilsen Andrade Addario e Maria Aparecida, liderando a lista com R$ 78,1 mil cada. Em seguida, o presidente do TJ Rui Ramos aparece com R$ 77,7 mil.

A corregedora afirma que o montante não é apenas salários, mas também gratificações que incorporam no vencimento, como férias atrasadas e demais auxílios. “São direitos que temos a receber. Nenhum de nós recebemos supersalários, podem ter certeza”, defende.

Não vou dizer que temos supersalários, vou dizer que temos salário justo pelo que nós trabalhamos

Além do salário de R$ 30,4 mil, os desembargadores têm direito aos auxílios alimentação, pré-escolar, saúde, natalidade e moradia. A gratificação natalina já está incluída nos rendimentos dos desembargadores. Os 30 magistrados receberam R$ 7,6 mil cada nesta categoria, perfazendo total aproximado de R$ 228,1 mil.

Os números foram disponibilizados pelo Conselho Nacional de Justiça na mesma semana em que a presidente do CNJ e do STF, ministra Cármen Lúcia, cobrou publicamente os presidentes dos Tribunais de Justiça de todo o país para que apresentassem as informações referentes à remuneração dos magistrados.

Maria Aparecida afirma que a Corregedoria ajudou na coleta de informações e apura, se houver, qualquer tipo de irregularidade no que se refere aos recebimentos. No entanto, reforça que os trabalhos são sigilosos, uma vez que envolve pessoas da magistratura. “Direito constitucional de manter-se o sigilo sob qualquer conduta a não ser quando está absolvido ou condenado. Enquanto estiver em investigação, está sob sigilo”, explica.

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • walter liz | Quarta-Feira, 13 de Dezembro de 2017, 17h09
    2
    0

    dificil até comentar, cara de pau é um adjetivo até benovolente, e depois falam dos politicos,

  • Carla | Quarta-Feira, 13 de Dezembro de 2017, 06h16
    2
    0

    Justo seria todos termos os mesmos direitos!a grande maioria da sociedade pensa que todo servidor ganha esse absurdo.O pior é quem ganha mais tem muitos beneficios.Auxilios saude.educação. moradia.transporte e por ai vai. Os que ganham infinitamente menos que o salario "justo" dessa senhora que se virem pra pagar transporte. Alimentação que é o basico.e ainda comprar material de escritório pra trabalhar. Cada poder com "seu poder"

  • Augusto | Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017, 21h43
    6
    0

    Cara de pau essa senhora.

  • Sou Contribuinte | Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017, 12h21
    6
    0

    Verdade Rafael, o dinheiro público seduz mesmo! E na prática podemos ver que há pouco diferença entre o Legislativo e o Judiciário. Não se atinge esse poder por mera e simples sorte. Ressalta-se que existe os bons. Agora, outra notícia que me espantou e está nas curtinhas: carro blindado para os membros do MP! Fala sério né!

  • JEFERSON MATOS | Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017, 12h03
    13
    0

    Os tais magistrados mato grossenses são o retrato do câncer que é quem se acha poderoso e intocável no Brasil. Não há justificativa pra se receber incorporações ao salário, isso é burlar a lei e eles sabem disso ( e como fazer isso ).

  • Paulo Pedro | Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017, 11h16
    5
    0

    Quando fala de salário todos querem ganhar o suficiente para se viver no mundo onde vivemos nos dias de hoje, porem para ter um autonomia justa em todos os poderes e não importa o que setor o servidor esta trabalhando. Ele teria que ganhar somente o salário que é digno para sua sobrevivência na sociedade. E se o servidor quer ganhar muitos benefícios ele esta sendo contra a própria constituição Brasileira. E se somos sabedores de tudo isso como posso ter um super salário e outros servidores não tem. Ai vem muitas pessoas falarem que a previdência está sucateada. Para nos melhorar cada vez mais teríamos começar a fazer uma reforma começando pelos que ganha super salários e ganha somente o que lhe compete, que é seu digno salários. E tiraria todos esses benefícios que chega a ultrapassar o teto que deveria ganhar um Juiz conforme a constituição. Ai teríamos uma sociedade justa e perfeita.

  • said joseph | Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017, 09h38
    21
    0

    É impossível justificar o injustificável. Por favor, corregedora não perca seu precioso tempo.

  • 10/11/2017 ariel | Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017, 09h34
    23
    0

    QUE COISA NÃO? O POVÃO É QUEM GANHA POUCO MESMO...O RESTO É PURA CARA DE PAU!!!!

  • Rafael Silva | Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017, 07h57
    22
    0

    O judiciário está em caráter de igualdade com o legislativo, não existe diferença nenhuma entre os poderes! Mas uma coisa é certa: o dinheiro público seduz qualquer um! Se passar uma peneira não salva um !

  • New2017 | Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017, 06h52
    26
    1

    A constituição define que o máximo salário do funcionalismo público deve ser de 33.700,00 reais. Se esse teto é aplicado para outras categorias e poderes, por que ele não é aplicado ao judiciário? Se é o teto constitucional deve valer para todos.

Matéria(s) relacionada(s):

15 vão concorrer pela Grande Cáceres

moraes curtinha   Pelo menos 15 da região Oeste, que agrega mais de 20 municípios, estão se articulando para concorrer a deputado, sendo 7 deles de Cáceres. Dois vão a federal: Ezequiel Fonseca (PP), de Reserva do Cabaçal e que busca a reeleição, e o estadual Leonardo Albuquerque (SD), baseado...

Ataques de Pivetta dividem opiniões

otaviano pivetta curtinha lucas   Os ataques do ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (foto), do PDT, ao governador Pedro Taques (PSDB) dividem opiniões. Uns acham que ele agiu com desrespeito quando definiu Taques como vagabundo, mentiroso, ladrão de sigla partidária e narcisista. E, diante disso, disseram que...

Irmão de senador disputa a estadual

wener santos nova marilandia curtinhas   O ex-prefeito de Nova Marilândia Werner dos Santos (foto), derrotado à reeleição em 2016, vai concorrer a deputado estadual, mesmo sem apoio irrestrito do irmão, o empresário e senador Cidinho Santos. Filiado ao PP, depois de sair do PR de Cidinho, Werner tem fomentado...

Salgadeira é "pepino" em 2 gestões

Não foi desta vez que a população pode começar a desfrutar das belezas do Complexo Turístico da Salgadeira. Pela segunda vez, o governo adiou a inauguração das obras de reestruturação. O local está fechado há quase 8 anos. O problema se arrastou por toda a gestão Silval e, ao que parece, vai ser resolvido no último ano do governo Taques, que se encerra em dezembro, caso ele não seja reeleito. Era...

Deputados com chances de reeleição

eduardo botelho curtinhas   Quase todos deputados estaduais consideram que entre 10 e 12 dos 21 que vão tentar a reeleição devem obter êxito nas urnas. E apontam, em privado, os com as maiores chances, inclusive com expectativa de mais de 30 mil votos: Botelho (foto), Nininho, Janaína Riva, Zeca Viana e...

Rede de aliados para se tornar federal

neri_geller_curtinha.jpg   Com a estatura de quem foi ministro da Agricultura do Governo Dilma e depois retornou como secretário de Política Agrícola da gestão Temer, Neri Geller (foto) montou uma rede estruturante de aliados capaz de já projetá-lo como futuro deputado federal. Aproveitou os últimos...

Assumindo culpa por "fantasma" na AL

abilio moumer curtinha   Numa postagem em sua página pessoal no Facebook, Abilio Moumer (foto), pai do vereador por Cuiabá Abílio Júnior e marido de Damaris Rasteli, tem a coragem de usar o nome de Deus e da igreja para, depois, pedir perdão. Se revela culpado pelo deputado Sebastião Rezende, evangelista da...

Rossato e Selma já têm até marketing

selma arruda curtinha   Dilceu Rossato, ex-prefeito de Sorriso, e Selma Arruda, que se aposentou prematuramente como juíza de Direito para poder se candidatar a cargo eletivo, estão mais bem planejados e organizados do que se imagina, surpreendendo até aqueles políticos mais tradicionais que costumam empurrar as...

Se Mauro recuar DEM volta pra Taques

jayme campos curtinha   O DEM segue aguardando decisão do indeciso empresário Mauro Mendes para puxar candidatura a governador. Mas, caso o ex-prefeito cuiabano desista de disputar o Paiaguás, o partido abriria duas possibilidades. Uma seria voltar para os braços do governador Taques e apoiá-lo à...