Judiciário

Quarta-Feira, 16 de Maio de 2018, 15h:18 | Atualizado: 16/05/2018, 16h:00

Desembargador nega recurso da AL que pede aval para votar soltura de Savi

Gilberto Leite/Rdnews

presidente_TRE_juvenal-pereira_gilberto-leite-(70).jpg

 Juvenal Pereira nega pedido da Assembleia, que pretende analisar caso Mauro Savi

O desembargador Juvenal Pereira, do Tribunal de Justiça, negou o pedido da Assembleia para suspender a decisão do desembargador José Zuquim Nogueira, que teria proibido a deliberação sobre a soltura ou não do deputado Mauro Savi. A decisão é desta quarta (16).

O parlamentar foi preso preventivamente na segunda fase da Operação Bereré, denominada Bônus, deflagrada na última quarta (9). O Legislativo promete colocar em votação uma resolução para soltura do deputado ainda esta semana.

A Assembleia alega que Zuquim, ao proibi-la de deliberar sobre a prisão preventiva de Savi, teria ofendido “o direito líquido e certo garantido” do Legislativo, estabelecido na Constituição Estadual, que garante a imunidade formal prisional do parlamentar.

Argumenta que apesar dos últimos julgamentos do Supremo Tribunal Federal (STF) terem sinalizado a possibilidade de restringir essa imunidade apenas a deputados federais e senadores, os quais só podem ser presos em flagrante delito por crime inafiançável e com aprovação de seus respectivos Parlamentos, “é certo que o julgamento do tema ainda não se esgotou em definitivo”.

Ao analisar o pedido, Juvenal alerta que ao permitir o juízo de avaliação política das prisões cautelares de deputados estaduais, a Assembleia pode acabar usurpando competência atribuída exclusivamente ao Poder Judiciário, violando o princípio da separação dos poderes.

Entendimento de decisão

A Assembleia tenta derrubar a decisão de Zuquim por entender que o desembargador proibiu o Legislativo de votar a soltura do deputado, mesmo que não emitam alvará de soltura, o que na prática não teria nenhum efeito.

De fato, o despacho proferido pelo desembargador diz que “cabe à Assembleia Legislativa observar a vedação de expedir resolução ou quaisquer atos que importem em revogação da prisão preventiva decretada contra do deputado Mauro Luiz Savi”.

Em entrevista nessa terça (15), Zuquim tentou esclarecer o imbróglio. Negou ter proibido Assembleia de votar a soltura do deputado. Ressaltou que o despacho, cujo trecho foi citado acima, trata apenas de uma recomendação para que os deputados, mesmo que votem pela liberdade do democrata, se abstenham de emitir alvará de soltura, função que só pode ser desempenhada pelo Poder Judiciário.

Caso semelhante

O deputado estadual Gilmar Fabris foi preso, em 14 de setembro do ano passado, por por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, suspeito de obstrução à Justiça. O parlamentar conseguiu deixar a prisão, 40 dias depois, após a Assembleia aprovar o parecer da Comissão de Ética pela revogação.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

PT lança duas só para marcar posição

edna sampaio curtinha   Mesmo sabendo da chance remotíssima de êxito nas urnas, o petismo se coloca à disputa majoritária em MT, com Edna Sampaio (foto) para governadora e com a ex-vereadora cuiabana Enelinda Scala ao Senado. Derrotada duas vezes à Reitoria da Unemat, Edna é esposa do ex-presidente do PT-MT,...

Taques cita voto para Alckmin e Leitão

pedro taques curtinha   O governador Taques (foto) disse em Rondonópolis, neste sábado, no encontro suprapartidário, que já decidiu dois votos para o pleito de outubro. Um será para Alckmin para presidente da República e o outro voto para Nilson Leitão ao Senado. Ambos são do seu partido, o...

Zaeli pega carona em ato pró-Taques

rodrigo da zaeli curtinha rondonopolis   Cerca de 300 pessoas foram à sede do sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rondonópolis, neste sábado, para acompanhar o 2º encontro suprapartidário em que a principal "estrela" foi o governador Taques, que busca um novo mandato pelo PSDB. Mas o nome mais gritado efusivamente...

Filho de senador é sugerido para vice

toco palma   Em reunião na sexta à noite do pré-candidato a governador, empresário Reinaldo Moraes (PSC), com representantes da Frentinha, bloco de 9 pequenos partidos, o PHS sugeriu para vice da chapa o nome do advogado Toco Palma (foto), filho do hoje senador Rodrigues Palma (PR). O próprio Toco, que presidiu a...

Dorner de vice para bancar campanha

roberto dorner curtinha   Aos 70 anos, o catarinense de Bom Retiro, Roberto Dorner (foto), que desistiu de concorrer a deputado federal, é lembrado como opção para vice-governador na chapa de Pedro Taques muito mais pelo dinheiro do que pelo capital político. Trata-se de um empresário que costuma investir...

Sem Frentinha e Judiciário anti-Selma

selma arruda curtinha   Selma Arruda, pré-candidata ao Senado pelo PSL, enfrenta resistência de partidos da chamada Frentinha e também de uma ala do Judiciário, incluindo membros do Ministério Público. No caso dos líderes da Frentinha - Podemos, Avante, PSC, Pros, PRP, DC (ex-PSDC), PMN e PHS -, que...

CPI investiga ex-prefeito e vereador

gilberto figueiredo curtinhas   O ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM), que está numa pré-campanha um tanto tranquila rumo ao governo estadual, começa a ter dor de cabeça por causa da aprovação, pela Câmara Municipal da Capital, de uma CPI com vistas a apurar o que se chama de "obras...

Leitão e Taques e jogo de desconfiança

nilson leitao curtinhas   Em público, Nilson Leitão (foto), que tenta se viabilizar como candidato ao Senado, jura que a relação política é harmônica com o Palácio Paiaguás mas, em privado, reclama de boicote. Mas ele próprio não procura se articular "pra dentro". Vive mais...

Presidente Vidal quer voto consciente

marcio vidal tre curtinha   O presidente do TRE Márcio Vidal se mostra tranquilo com a estrutura e orçamento do tribunal para tocar as eleições, mas está preocupado com a qualidade do voto do mato-grossense. Determinou a realização de 6 audiências, entre 20 de julho e 24 de agosto, para discutir...

MAIS LIDAS