Judiciário

Terça-Feira, 10 de Janeiro de 2017, 22h:48 | Atualizado: 11/01/2017, 14h:08

Estou surpreso, pois chefe do MPF já arquivou o caso, diz ex-governador

Gilberto Leite

Blairo Maggi _ ministro _ coletiva

Ex-governador Blairo Maggi disse estranhar decisão do magistrado, já que a Procuradoria-Geral da República o inocentou da acusação de que teria envolvimento na compra de vaga no TCE para Sérgio

O senador licenciado e ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), disse estar surpreso com a decisão do juiz Luiz Aparecido Bertolucci, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular, que determinou afastamento de Sérgio Ricardo da cadeira de conselheiro do TCE e também a indisponibilidade de bens, até o limite de R$ 4 milhões, de 9 pessoas, entre elas o próprio Blairo.

Segundo o ex-governador, desde abril do ano passado, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, determinou arquivamento de todas as acusações que pesavam contra ele na chamada Operação Ararath. O chefe do Ministério Público Federal entendeu que não haviam nos autos indícios suficientes de crimes praticados contra o ex-governador e nem vislumbrou outras diligências úteis à formação da justa causa para oferecimento de denúncia. "Por isso, me surpreendeu a decisão, ainda que provisória, do juiz de receber a denúncia contra mim".

Blairo Maggi, que comandou o Estado de 2003 a 2010, pondera ainda que "nada de novo foi acrescido ao processo". Entende que o juiz agiu na contramão do entendimento do Procurador-Geral da República, a quem coube apurar as denúncias. "Com a consciência tranquila, estou pronto para prestar todos os esclarecimentos à Justiça e, recorrer da medida, por entender não ter sido justa a decisão proferida, ainda que liminarmente".

Além de Blairo e Sérgio, vão ficar com bens bloqueados o conselheiro aposentado do TCE, Alencar Soares, acusado de ter vendido a cadeira vitalícia, o filho de Alencar, empresário Leandro Soares, o ex-secretário de Fazenda Eder Moraes, os ex-deputados Humberto Bosaipo e Geraldo Riva, o ex-governador Silval Barbosa e o empresário Gercio Marcelino Mendonça Júnior.

Segundo denúncia do Ministério Público Estadual, Sérgio comprou a vaga de Alencar por R$ 8 milhões. No esquema fraudulento foram usados recursos públicos e operados por Júnior Mendonça. O MPE sustenta que Blairo, governador na época, estimulou e permitiu a utilização de factoring como forma de levantar recursos e, assim, cumprir "despesas políticas". Esse procedimento avançou sob Silval, que assumiu a cadeira de governador a partir de abril de 2010. Júnior Mendonça foi quem abriu a boca. Citou reuniões para discutir o assunto e até depósitos bancários milionários.

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Julio | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 16h36
    0
    0

    A Justiça solta um empresário que afirmava ter provas contra o governador Pedro Taques antes dele entabular o acordo de delação premiada e agora reabre um processo arquivado contra Blairo Magi. É bem Mato Grosso! kkkk

  • Davi | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 15h35
    2
    0

    Retaliação de Taques que pretende se reeleger por w.o.

  • Davi | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 15h26
    0
    0

    Davi, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Deovaldo | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 13h20
    1
    0

    Porque que agora tudo é retaliação de taques,,,A policia federal está neste encalço desde 2012,,,,,tem que prender estes safados sim,,,chega de roubar da gente povoburro

  • cleide | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 13h05
    1
    0

    Bom, alguns comentários dizem que pode ser a turma do "homem honesto, muito honesto" que já começou a tramar contra o ministro, para que este não tenha chances de disputar novas eleições. Pode ser. E é bom que faça campanha contra, o ministro tb não é santo. Concordo com o João de Rondonópolis. Mas que nome então podemos pensar para 2018?

  • SURPRESO, NÃO TÔ MAIS | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 11h02
    9
    0

    SURPRESO EU ESTARIA SE A JUSTIÇA O ESQUECESSE.

  • jj | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 10h02
    3
    0

    jj, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • tonny | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 09h54
    10
    0

    Blairo Maggi deveria estar na Cadeia. Blairo e Silval afundaram Mato Grosso.

  • LISBETE | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 08h33
    10
    0

    A LEI É PARA TODOS, SEM EXCEÇÃO. SILVAL BARBOSA CHEGOU AO FUNDO DO POÇO E O SENHOR BLAIRO FOI ALÇADO AO PODER. ISSO SÓ NO BRASIL.

  • joaoderondonopolis | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 07h52
    10
    1

    Acredito que a população de MT não deve votar em Blário, nem em Mendes e pior ainda em Taques.

Matéria(s) relacionada(s):

Taques, FEX e mensagem a servidores

O governador Taques foi diagnosticado com a quarta pneumonia em dois anos. E, mesmo em tratamento e afastado do trabalho, ele divulgou um áudio para os servidores públicos estaduais, comemorando a aprovação, pelo Senado, do FEX. Além de fazer todo histórico dessa batalha que vai garantir R$ 500 milhões para MT, sendo 25% repassados aos municípios, Taques adiantou que vai usar esse recurso na saúde e no pagamento do 13º daqueles...

Efeito-prisão e afastamento da AMM

juliana amm curtinha   Juliana Cruz, que viajou a Síria, onde ficou presa por duas semanas e só foi libertada após intervenção da embaixada brasileira, não deve retornar mais aos quadros da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. Ela está registrada como auxiliar-administrativa e,...

Boas perspectivas sob a gestão Léo

luis costa curtinha   O vereador Luis Costa (foto), do PR, disse nesta quarta, em visita à sede do Rdnews, que Primavera do Leste passa a viver uma nova fase administrativa e política com a chegada de Léo Bortolin (PMDB) ao posto de prefeito. Avalia o novo gestor, com quem atuou na Câmara Municipal, como trabalhador,...

Criados mais 14 cargos nas comarcas

rui ramos curtinha   Com duodécimo anual de R$ 1,4 bilhão, o Judiciário estadual, sob o desembargador Rui Ramos, criou mais 14 cargos dentro da estrutura funcional da Primeira Instância, ampliando o número de assessores dos juízes. A Lei 10.642, já sancionada pelo governador Taques, alterou anexo de...

Rejeição e risco de obter menos votos

pedro taques curtinha   Uma dos maiores desafios de Pedro Taques (foto), que pretende encarar o teste das urnas por novo mandato, será de derrubar o índice de rejeição. Segundo fontes que tiveram acesso aos dados do Ibope, mais de 40% hoje não votariam no tucano. Mesmo assim, Taques não pode ser desprezado...

Ibope e cenários inéditos ao Governo

blairo maggi curtinha   Pela 1ª vez na história, MT pode ter 2º turno na disputa ao Governo ou, então, um governador reeleito com menos votos do que o registrado na conquista do 1º mandato, nas urnas de 2014. Essa é a avaliação dos líderes políticos, a partir dos números do...

Oposição critica, mas briga por cargos

A oposição na Câmara de Cuiabá, liderada por Abílio Júnior (foto), Marcelo Bussiki, Gilberto Figueiredo, Dilemário e Felipe Wellaton, vem agindo com pura hipocrisia. Da tribuna, durante as sessões, jogam para a plateia, defendendo corte de gastos e exugamento do quadro de servidores, mas, nos bastidores, brigam por cargos e mais estrutura e são os primeiros a correr para entregar à Mesa Diretora a lista de futuros contratados....

"Mauro é fracasso de gestão e política"

euzebio diniz curtinha   O consultor Euzebio Diniz (foto), da Executiva Estadual do PP, que faz parte da gestão Emanuel Pinheiro, considera inconveniente as declarações de Mauro Mendes, segundo as quais a CPI do Paletó deve prejudicar a imagem do prefeito, não sabe ao certo se este deu explicações...

Endrigo deve concorrer à Assembleia

endrigo dalcin curtinhas   Filiado ao PSD, do vice-governador Carlos Fávaro, o presidente da Aprosoja Endrigo Dalcin se mostra empolgado com a possibilidade de concorrer à Assemleia. Líder do agronegócio, Endrigo é de Nova Xavantina, região do Araguaia. Oficialmente, não confirma a pretensão....

MAIS LIDAS