Judiciário

Quinta-Feira, 16 de Fevereiro de 2017, 19h:14 | Atualizado: 17/02/2017, 14h:08

Juíza cita ataques, deixa redes sociais e vai seguir na luta contra quadrilhas

Reprodução

post Selma Arruda

Selma Arruda atribui decisão de excluir páginas Selma Arruda I e Selma Arruda II a ataques pessoais

A juíza da Sétima Vara Criminal Selma Arruda, responsável pela operação Sodoma, que resultou na prisão de figuras como o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e recentemente do advogado Francisco Faiad (PMDB), anunciou que está se retirando do Facebook no prazo de 48h.

Na decisão, Selma revela que nome de Faiad no esquema é assustador

Selma Arruda atribui a decisão de excluir as páginas Selma Arruda I e Selma Arruda II a ataques pessoais que tem sofrido por conta das decisões judiciais que profere. Na postagem, ela afirma sofrer acusações infundadas por tentar aplicar a justiça e as leis contra poderosos no Estado. A juíza assinala ainda que as agressões tem cunho pessoal e familiar. 

Juíza manda bloquear R$ 6 mi de Silval e mais 6 por desvio de R$ 8 mi

Selma Arruda também reclama que pessoas que classifica como marginais afirmam que ela tem pretensões políticas e tentam desqualificá-la. No texto, a magistrada ainda ressalta a própria honestidade. 

Depois de expor as razões para se retirar das redes sociais, Selma Arruda faz um compromisso com os seguidores e assegura que, enquanto tiver forças, continuará lutando contra as quadrilhas que se instalaram em Mato Grosso.   

Juíza recebe recurso e pode decretar prisão de Alan por desvios na Seduc

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • Sebalho | Segunda-Feira, 20 de Fevereiro de 2017, 13h31
    0
    0

    Primeiramente causa estranheza as contas da eleição 2014 de Pedro Taques só serem julgadas agora, pois era evidente as falhas na prestação de contas, portanto, o governador teria que ter sido afastado de suas funções, assim como o Carlos Fávaro. Em segundo, mais estranheza causa ainda a soltura do Alan Maluf, que poderia através de delação premiada apontar o chefe do esquema de desvios que, segundo ele, seria para quitar dívidas de campanha do atual governador do Estado. Mas a Justiça só está preocupada com o ex-governador. Chutar cachorro morto é fácil, até eu.

  • cuiabano | Segunda-Feira, 20 de Fevereiro de 2017, 06h59
    2
    0

    e questão de tempo para filiar se ao PSDB......

  • Jango | Sábado, 18 de Fevereiro de 2017, 16h44
    5
    2

    O que eu mais gosto de ver nos justiceiros é a imparcialidade...

  • antonio silva | Sábado, 18 de Fevereiro de 2017, 12h40
    13
    1

    Eu acho que a nobre juíza deve continuar o seu trabalho normalmente, sem os estardalhaços que vem patrocinando no dia a dia, inclusive se expondo na mídia de forma a suscitar questionamentos de toda ordem, vez que a sua missão é J U L G A R, não importa quem, mas o crime que houvera cometido. Há mais ou menos um ano e meio ela vem ocupando espaço na mídia, quero crer na expectativa de notoriedade, como se não fosse sua obrigação funcional, tomar as providências que a lei exige. Muitos magistrados de grande saber jurídico já jurisdicionaram em nosso Estado, no entanto, nunca foram alvos de tantos holofotes. Brilharam pela forma discreta e honesta na pratica dos atos de competência do Judiciário. Seu trabalho é importante? Extremamente necessário, porém com a discrição que a TOGA exige, daqueles que a usam.

  • Juliano Frazão | Sexta-Feira, 17 de Fevereiro de 2017, 17h31
    9
    2

    Os juízes e promotores atuais querem se tornar celebridade. Mas há distorções inadmissíveis, como o tratamento diferenciado aos investigados pela fraude na seduc, que estão todos livres.

  • neto galo zoiudo | Sexta-Feira, 17 de Fevereiro de 2017, 15h16
    8
    3

    E a questão dos combustíveis do Marmeleiro? É que a nova quadrilha esta no poder. Sai uma e entra outra e o povo sofre.

  • Pedro | Sexta-Feira, 17 de Fevereiro de 2017, 14h42
    1
    0

    Pedro, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Masson | Sexta-Feira, 17 de Fevereiro de 2017, 13h33
    15
    2

    Entre as funções de um juiz não está a de se auto-promover publicamente. Se a juíza em tela tivesse atuado somente no processo não haveria preocupação e possibilidade de nulidade absoluta do feito. Desta forma, ao invés de contribuir para a punição aos culpados, pode tê-los ajudado.

  • macedo | Sexta-Feira, 17 de Fevereiro de 2017, 10h58
    5
    4

    vamos juntos passar o Pais a limpo

  • joao batista da costa | Sexta-Feira, 17 de Fevereiro de 2017, 09h56
    2
    2

    Assim como aconteceu com um Procurador da lava jato em um culto religioso na semana passada, a senhora deveria estar ciente do perigo que um servidor de carreira publica como a senhora e outros correm quando se expõem publicamente, pois por tras daqueles que se locupletaram existem muitos lobos famintos "alguns por pura ignorância", outros por ter perdido a mamadeira dos corruptos. A prova ta nas pesquisas a favor do lula no Nordeste. A sociedade esta atenta as artimanhas deles.

Matéria(s) relacionada(s):

Leitão ainda é incógnita ao Senado

nilson leitao curtinha   Nilson Leitão (PSDB) não está convicto de que será candidato ao Senado. Vai manter o projeto até o final de maio. E, caso não se viabilize, mesmo tendo duas vagas em jogo, buscará o terceiro mandato como federal. Assim como para o Senado, Leitão enfrentará...

Candidatos para todos os gostos

O cenário que se desenha, com os principais nomes a governador, é que o eleitor terá candidatos para todos os gostos. Os nomes colocados, até agora, já foram testados no Executivo e/ou Legislativo. Os mais notáveis são Taques (PSDB), Wellington (PR), Rossato (PSL) e Pivetta (PDT), que tende a substituir Mauro (DEM). O primeiro foi senador e, agora, apresenta os resultados de seu primeiro mandato como chefe do Executivo estadual. Pivetta foi...

Binotti critica "jogo de cena" de Jiloir

binotti curtinha lucas   Assim como fez com os demais que comandaram a prefeitura, o presidente da Câmara de Lucas do Rio Verde, vereador Jiloir Pelicioli (PDT), passou a criticar de forma dura o prefeito Luiz Binotti (foto), do PSD. Em sessão nesta semana, disparou de novo a metralhadora giratória, afirmando que Binotti...

Aliados de Suelme entregam cargos

corgesio albuquerque curtinha   Mais uma confusão no Palácio Paiaguás em meio a conspirações e brigas por cargos e espaço político. O governador decidiu tirar do 1º escalão a recém-nomeada Vanessa Queirós da pasta de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários para...

Alguns ex-aliados fora do manifesto

fabio garcia curtinha   Nem todos da lista de fortes aliados da gestão Taques e que, gradativamente, foram se distanciando do Palácio Paiaguás assinaram o manifesto contra o projeto de reeleição do governador do PSDB. Eis dois exemplos: os deputados federais Fábio Garcia (foto), do DEM, e Adilton Sachetti...

Ex-aliados em dura reação a Taques

carlos favaro curtinhas   Nunca na história deste país se juntaram tantas lideranças que eram aliadas e que agora estão contra o projeto de reeleição do governador Taques. Nada menos que 31 assinaram manifesto, expondo as razões de terem pulado do barco, entre eles 4 ex-prefeitos, como Mauro Mendes...

Blairo "lava as mãos" sobre o PP-MT

ezequiel fonseca curtinha   O senador licenciado e ministro Blairo Maggi (Agricultura) "lavou as mãos" em relação ao PP-MT, hoje tocado no Estado pelo deputado federal Ezequiel Fonseca (foto). Em algumas reuniões internas, o ex-governador defendeu que o partido abrisse as portas para novos filiados, independente destes...

Suplente se articula para cassar Diego

demilson nogueira vereador curtinha   O suplente de vereador Demilson Nogueira (foto), dirigente do PP de Cuiabá, está se articulando nos bastidores para derrubar o titular da cadeira Diego Guimarães, do mesmo partido. Ele juntou documentos, fotografias, discursos e registro de solenidade para tentar cassar o mandato de Diego....

Governo veta Maldonado à Unemat

adriano silva caceres curtinha   O suplente de deputado Adriano Silva (DEM), ex-reitor da Unemat, com sede em Cáceres, está revoltado com governador Taques. Enquanto atuava como deputado, substituindo o dono da cadeira Botelho, Adriano apresentou neste ano um projeto, aprovado em duas sessões, "rebatizando" a Unemat como...