Cuiabá, 28 de Fevereiro de 2017

Legislativo

A | A

Sexta-Feira, 06 de Janeiro de 2017, 13h:56 | Atualizado: 06/01/2017, 14h:06

Bancada federal

Base garante apoio e quer consenso a nome de Galli para líder em Brasília

Gilberto Leite

Nilson Leitão entrega de casas

Deputado federal Nilson Leitão (PSDB), afirma que seis parlamentares da base governista, incluindo ele próprio, já declararam apoio a Galli e acredita que, no final, os 11 devem votar no parlamentar

Base do governo deve se unir para derrubar Valtenir Pereira (PMDB) e lançar  Victório Galli (PSC) como o coordenador da bancada federal de Mato Grosso, em Brasília.

Valtenir  teria sete votos dos 11 parlamentares que compõem o grupo – oito deputados e três senadores. Ezequiel Fonseca (PP) já teria declarado o voto a Valtenir, caso ocorresse o declínio de Galli. Segundo o progressista, Valtenir fez pedido de voto a ele. “Eu disse a ele que tenho um compromisso com o Victorio Galli. Segundo ele (Valtenir), o Galli já fechou um compromisso com ele. Assim sendo, não tenho objeção a fazer”, explica o progressista.

Contudo, o deputado federal Nilson Leitão (PSDB), comenta que seis parlamentares da base governista, incluindo ele, já declararam apoio a Galli, dentre eles, Adilton Sachetti (PSB), Fabio Garcia (PSB), Ezequiel Fonseca (PP), o  senador José Medeiros (PSD), e o próprio Victório Galli. 

“Eu acho que vai ter consenso, não vai ser uma disputa. Sempre foi consensual, e aquele que apresenta maioria, segue. No final da contas, os 11 vão votar no Victório”, disse Leitão ao .  Ele ainda salientou que é importante que o coordenador da bancada seja um membro da base. “E Victório é um bom companheiro”, resume. 

Da bancada federal, são da oposição a Pedro  Taques, além de Valtenir e Bezerra Bezerra (PMDB), o deputado Ságuas Moraes (PT) e o senador Wellington Fagundes (PR).

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Dalagnol | Sexta-Feira, 06 de Janeiro de 2017, 22h14
    0
    1

    Cuidado na forma de entabular esses acordos Leitão, pois o GAECO está na sua cola.

Matéria(s) relacionada(s):