Legislativo

Quarta-Feira, 11 de Outubro de 2017, 18h:47 | Atualizado: 12/10/2017, 09h:40

Assembleia

Comissão vota relatório e PEC está apta para ser apreciada; texto tem 9 emendas

Fablício Rodrigues

capa Satelite

Pedro Satélite diz que deputado da oposição quis empurrar a votação da PEC com barriga

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia, em reunião extraordinária realizada nesta quarta (11), votou o relatório sobre a PEC do Teto dos Gastos Públicos elaborado pelo deputado estadual Romoaldo Júnior (PMDB). Com isso, a matéria está apta para ser apreciada em primeira votação já na sessão ordinária da próxima terça (17).

A PEC recebeu 41 emendas no total. Destas, o relatório de Romoaldo rejeitou 21 e acatou 20. No entanto, a CCJR contrariou o parecer do relator e rejeitou outras 11 emendas. Com isso, será submetida à primeira votação com somente nove acatadas.

A reunião extraordinária da CCJR aconteceu após o deputado estadual Saturnino Masson (PSDB), sob a orientação do líder do governo Dilmar Dal Bosco (DEM), ter pedido vista do relatório de Romoaldo na própria comissão. A manobra visava impedir que a oposição obstruísse a primeira votação da PEC.

Isso porque Saturnino devolveria o relatório ainda na terça (10) e seria votado pela CCJR no próprio plenário. Assim, a PEC entraria em primeira votação logo que a limpeza de pauta, com a apreciação de vetos do Executivo, fosse concluída. 

Entretanto, o deputado estadual Valdir Barranco (PT) frustou a manobra governista. O petista pediu vista do veto parcial do Executivo sobre dispositivo da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e impediu a continuidade da limpeza de pauta, sobrestando as votações por cinco dias.

“O deputado Barranco quis empurrar a votação com barriga, mas isso é prerrogativa do parlamentar e deve se respeitada. Segunda vence o prazo de cinco para devolver o veto. Na terça, podemos concluir a limpeza de pauta e em seguida votar a PEC em primeira”, explica Satélite ao .

Depois da primeira votação, a PEC segue para análise da comissão especial presidida pelo deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB). Se não houver emendas, será submetida à segunda votação análise. Caso receba novas emendas, precisará será novamente analisada pela CCJR. Depois da votação em redação final, é promulgada pelo próprio Legislativo sem possibilidade de vetos.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Nilza | Quinta-Feira, 12 de Outubro de 2017, 10h46
    1
    0

    A REALIDADE É UMA SÓ SENHORES DEPUTADOS DA (CCJR) A ROUBALHEIRA FOI MONSTRUOSA, MAIS MATO-GROSSO É UM ESTADO PUJANTE TEM DE REALIZAR A CONTENÇÃO DOS GASTOS PÚBLICOS PARA FAZEREM OS AJUSTES NECESSÁRIOS PARA RESOLVER O FLUXO DE CAIXA, MAIS NÃO VENHA PREJUDICAR OS APOSENTADOS E SERVIDORES DO EXECUTIVO COM CONGELAMENTOS DE SALÁRIOS E AUMENTO DA PREVIDÊNCIA EM 14% POR CAUSA DOS ROMBOS DOS GOVERNOS CORRUPTOS E AINDA MAIS AS LEIS DE CARREIRAS E A RGA NÃO TEM NADA A VER COM ATUAL CRISE NAS CONTAS DO ESTADO E SIM OS ESCÂNDALOS COMO DOS MAQUINÁRIOS DA COPA DO MUNDO E A MAIS RECENTE A DA SEDUC E TANTOS OUTROS ESCÂNDALOS, URGENTEMENTE UM BASTA NA CORRUPÇÃO.

Matéria(s) relacionada(s):

Delator nega sociedade com Mauro

mauro mendes curtinha   Alguns vereadores aproveitaram a presença do ex-governador e delator Silval, na CPI do Paletó, para perguntar sobre eventual sociedade empresarial deste com o ex-prefeito da Capital Mauro Mendes (foto), que ensaia candidatura a governador. Silval esquivou-se. Disse que, no caso de um garimpo, o seu irmão...

Senador opta por ficar no Podemos

jose medeiros curtinhas   Após participar de reuniões com os presidenciáveis Levy Fidelix, do PRTB, e Jair Bolsonaro, que vai trocar o PSC pelo PSL, nas quais recebeu convite para filiação, o senador José Medeiros (foto) decidiu que fica mesmo no Podemos. E vai encampar o projeto de reeleição....

Ex-prefeito decide ficar no DEM

Roland Trentini   O ex-prefeito de Alto Garças, Roland Trentini (foto),  admite que ter sido sondado pelo empresário Silvino Dal Bó, um dos entusiastas do presidenciável Jair Bolsonaro, para reforçar sua campanha em Mato Grosso, angariando apoio dos ruralistas. Apesar de ter recebido o convite para aderir ao...

Silval cita 18 da AL com mensalinho

antonio azambuja curtinha   Silval Barbosa, em oitiva à CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, abriu o jogo sobre esquemas de corrupção. E, reforçando a delação, não poupou ninguém. Confirmou ter repassado mensalinho aos deputados na época em que foi...

Eleição da Mesa da AL custou R$ 16 mi

mauro savi curtinhas   À CPI do Paletó nesta sexta (23), o ex-governador Silval Barbosa disse que em todas as eleições da Mesa Diretora houve negociação financeira por votos. Citou como exemplo uma eleição cuja a chapa era formada por Mauro Savi (foto) e Romoaldo Júnior. O delator...

PSDB e vários vereadores a estadual

rodrigo da zaeli curtinha rondonopolis   O PSDB do governador Taques possui uma lista extensa de pré-candidatos a deputado porque inclui vereadores, que não precisam renunciar ao mandato para tentar outro degrau no Legislativo. Os quatro estaduais (Wilson, Saturnino, Baiano e Maluf) vão em busca da reeleição. O...

Silval repete na CPI termos da delação

silval barbosa curtinha   Instruído pelo jurídico para não desmentir a si próprio, o ex-governador e delator Silval Barbosa vai repetir na CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, aquilo que afirmou aos procuradores da República e à Justiça, de que o dinheiro entregue pelo...

Juarez não vai a vice e quer ser federal

juarez costa curtinha   Apesar de se colocar como pré-candidato a vice-governador, em chapa a ser encabeçada por Antonio Joaquim, Juarez Costa (MDB) está focado mesmo é na campanha a federal. Ele se animou com essa possibilidade porque o Nortão pode não ter um dos concorrentes. Trata-se de Nilson...

Governador e tudo ou nada à reeleição

pedro taques curtinha   Pedro Taques disse a interlocutores que pode até ter pensado no chamado plano B, que seria candidatura ao Senado, mas sua prioridade em 100% é a busca da reeleição. Avalia que seu governo tem feitos importantes que, quando potencializados na campanha eleitoral, o colocarão em vantagem nas...