Legislativo

Segunda-Feira, 31 de Janeiro de 2011, 19h:45 | Atualizado: 01/02/2011, 07h:41

Articulação

Democrata pode assumir cargo na Mesa; PT cobra mais espaço

    O senador Jayme Campos (DEM) poderá ser eleito para a Mesa Diretora do Senado Federal nesta terça, 1º de fevereiro , quando tomam posse os 54 novos senadores e será escolhida a nova direção da Casa. O parlamentar mato-grossense está cotado para ocupar a segunda vice-presidência, mas seu nome também é lembrado para a terceira ou quarta secretaria. De certo mesmo é que ele é o indicado do Democratas para preencher a vaga, que deverá ser reservada ao partido na composição.

    Jayme já foi um dos secretários do Senado entre 2007 e 2008. Neste domingo (30) o senador Agripino Maia (DEM-PI) reforçou o nome dele perante os articuladores da nova Mesa Diretora. Maia conversou com o senador José Sarney (PMDB-AP), que, por sua vez, garantiu que o DEM terá uma vaga. Confirmado, o espaço será ocupado pelo ex-governador de Mato Grosso e ex-prefeito de Várzea Grande.

    A segunda vice-presidência era ocupada até esta segunda-feira (31) pela senadora Serys Marly (PT). Ela, que não conseguiu aval do partido para tentar a reeleição, ficou na primeira suplência de deputado federal, mas não há indícios de que possa assumir uma vaga neste ano.

   Apesar de toda a costura política até o momento para assegurar a vaga do DEM na Mesa Diretora, um fato novo pode melar as pretensões do partido. É que o PT, legenda com maior número de cadeiras no Senado, acenou que quer mais que a primeira vice-presidência, espaço já reservado para a senadora Marta Suplicy (SP). “Se o PT exigir mais um cargo na Mesa. o DEM corre o risco de ficar de fora”, disse um dos articuladores com exclusividade ao RDNews.

   O problema é que o DEM teve uma perda vertiginosa de cadeiras no Senado. O partido, que elegeu 18 senadores em 2007, conseguiu garantir apenas cinco para a próxima legislatura. Eram seis, mas com o falecimento de Elizeu Rezende (MG), se viu mais reduzido ainda. Dessa forma, fragilizado como está numericamente, o ex-PFL pode ser preterido. Por outro lado, há uma tradição na divisão de espaços na Mesa Diretora, esperança que o partido acalenta.

   A presidência do Senado ficará mesmo com José Sarney. Sua eleição é praticamente certa. Até agora não se apresentou nenhum nome de peso para contrapô-lo. O que se dispôs é o pouco conhecido Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), que se apresentou como candidato na tarde desta segunda, em entrevista coletiva concedida em seu gabinete.

   Randolfe tem 38 anos e é o senador mais jovem do Brasil. Ele foi um dos líderes caras-pintadas, que exigiram o impeachment do ex-presidente Fernando Collor. Duas curiosidades: o novo senador vai atuar junto com Collor, que hoje é também senador; Randolfe é do mesmo Estado pelo qual Sarney foi eleito.

   Sarney tem a seu favor o fato de tradicionalmente o partido com maior número de cadeiras lançar o candidato a presidente. O PMDB, que tem 20 senadores, está fechado com seu nome. Já o PT, que tem 16 senadores, é a segunda maior bancada e, em tese, poderia escolher o segundo cargo mais importante: a primeira secretaria. Até agora o partido vinha declinando e se contentando com a primeira vice-presidência. Esta semana, no entanto, tem demonstrado que quer mais e pode requerer a primeira secretaria.

   Câmara

   Na Câmara dos Deputados, o comando deve mesmo ficar com o PT. O deputado Marco Maia (PT) é quase um consenso. Até semana passada era o único nome para dirigir a Casa. Até que surgiu o deputado Sandro Mabel (PR-GO), que não tem apoio nem de seu próprio partido. Maia deve ser eleito com pelo menos 400 dos 513 votos. Enquanto Mabel, além de perder a disputa, poderá ficar sem partido, já que está sendo ameaçado de expulsão caso insista na candidatura.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Jorge Mendonça Barros | Terça-Feira, 01 de Fevereiro de 2011, 08h22
    0
    0

    Jaime na mesa pra quê! Para acobertar os abusos do poder de Sarney nomeando namorado da neta, da sobrinha, etc., E aproveitando para fazer das suas, veja quem ele colocou lá se não são parentes e ex-empregados. Acorda povo.

  • Emílio | Segunda-Feira, 31 de Janeiro de 2011, 21h50
    0
    0

    Ele vai repetir Efraim Morais e envergonhar MT.

  • marcos | Segunda-Feira, 31 de Janeiro de 2011, 21h31
    0
    0

    ESSES CARAS DO DEMOCRATAS NÃO TEM PUDOR DE JEITO NENHUM... QUEREM O PODER DE QUALQUER JEITO...

Citando outros líderes para ter delação

cezar zilio   A demora na homologação da colaboração premiada de Silval junto ao Supremo se deve, entre outras coisas, ao entendimento da Corte de que líder de organização criminosa não pode delatar. E percebe-se que o ex-governador se esforça para não ser enquadrado como tal. Nos...

O silêncio de Silval sobre conselheiros

De volta nesta quarta à sala da juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal da Capital, Silval Barbosa foi perguntado sobre comentários do seu ex-secretário Pedro Nadaf de que dinheiro do Estado teria, em forma de propina, abastecido bolso de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. Em resposta, o ex-governador que comandou o Estado de março de 2010 a dezembro de 2014 se limitou a dizer que prefere não comentar sobre esse assunto. Selma...

Efeito-Silval e tensão no meio político

walace guimaraes vg   Réu em vários processos, cinco deles na 7ª Vara Criminal de Cuiabá (nas quatro fases da Sodoma e mais a Seven), o governador Silval Barbosa tem provocado muita tensão no meio político, inclusive entre figurões, a cada notícia de que prestará depoimento. De sua boca...

Ex-governador não compromete Faiad

francisco faiad   Silval revelou que o braço mais forte do seu esquema de corrupção na secretaria de Administração estava sob a tutela de Cézar Zílio que, mesmo deixando o cargo, continuou a fazer a coleta da propina paga por empresários para manter contratos com o Estado. Por outro lado,...

Silval temia governo paralelo de Riva

jose riva curtinha   Chamou atenção na oitiva de Silval, nesta segunda na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, quando confessou que tinha se tornado "refém" da Assembleia, então comandada por José Riva (foto). O ex-governador revelou ter sido procurado por Riva, que queria trocar a Consignum, responsável...

Oitiva de Silval bastante "concorrida"

silval barbosa curtinha   O 1º depoimento de Silval pós-liberdade - ficou preso por praticamente dois anos -, está mais concorrido do que final de Copa do Mundo. Nesta segunda, o ex-governador deve confessar crimes investigados na operação Sodoma 2. Entre os réus desse processo estão o ex-presidente da...

Filho de prefeito e salário de R$ 2 mil

emanuel filho curtinha   O federal de terceiro mandato Valtenir Pereira confirma que, de fato, nomeou para o seu gabinete Emanuel Pinheiro da Silva Primo (foto), filho do prefeito cuiabano Emanuel. O jovem assessor ganha R$ 2,4 mil mensais. E nem precisa pisar os pés no gabinete do deputado em Brasília. Presta serviços em...

Ex-cunhado empregado no gabinete

marcelo bussiki curtinha   Dois ex-vereadores estão lotados hoje na Câmara de Cuiabá. Com salário superior a R$ 10 mil, Eronides Dias da Luz, o Nona, integra o quadro jurídico. Responde como secretário de Apoio Legislativo. Edmilson Prates, ex-vereador pelo PMDB entre 2001 e 2004, é chefe de gabinete...

Divulgar direitos de quem tem câncer

gilmar fabris   Se tornou lei em MT, desde a última quinta (13), sob a chancela do governador Taques, um projeto do deputado Gilmar Fabris (foto) que obriga os órgãos públicos a divulgar em sites oficiais na internet, de forma clara e de fácil acesso, todos os direitos das pessoas com neoplasia maligna...