Legislativo

Segunda-Feira, 09 de Janeiro de 2017, 11h:46 | Atualizado: 09/01/2017, 11h:49

Na Assembleia

LOA, teto de gastos e regulação de fundo estão na pauta desta semana

Gilberto Leite

Dilmar Dal Bosco

 Deputado Dilmar Dal Bosco diz que substitutivo da LOA ainda não chegou na AL

Os deputados vão dar uma pausa no recesso nos próximos três dias, terça, quarta e quinta, para votar algumas mensagens. Uma das mais importantes é a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017, que prevê gastos de R$ 18 bilhões no orçamento. 

Segundo o líder do governo na Assembleia, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), o Executivo encaminha nesta segunda (09) o substantivo da LOA 2017 para garantir aumento no duodécimo em R$ 46 milhões ao parlamento estadual. O futuro presidente da AL Eduardo Botelho disse que o projeto já havia chegado ao Legislativo

Outro projeto que deve começar a tramitar na Assembleia, é o que estabelece o teto dos gastos. O governo deve enviar também nesta segunda ao Parlamento.

A mensagem do teto dos gastos tem relação com a PEC 55, aprovada no Senado. A PEC estabelece um limite para os gastos públicos nos próximos 20 anos, sendo que as despesas federais só poderão aumentar de acordo com a inflação acumulada conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Também nesta semana, os parlamentares podem votar o Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (FEEF/MT),  criado pelo governo para  regulamentar incentivos fiscais. Este fundo consta na Mensagem nº 97, encaminhada  em 21 de dezembro à AL. Ele condiciona a fruição de incentivos ou benefícios fiscais e as empresas beneficiadas terão de contribuir mensalmente  com 15% do valor correspondente.  

Se  a matéria for aprovada pelo Legislativo,  uma alíquota de 2% no valor das notas fiscais  sobre as aquisições internas  de mercadorias também será cobrada. Um dos setores impactados, por  exemplo, é o atacadista. Contudo, Botelho acredita que a mensagem não será votada essa semana.

Os parlamentares devem votar também as contas do governo. No Tribunal de Contas (TCE), as contas do Executivo foram aprovadas por unanimidade, o relator do processo foi o conselheiro José Carlos Novelli. 

 Em pauta, os deputados devem ler também alguns vetos do governador Pedro Taques (PSDB). 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Fatima | Segunda-Feira, 09 de Janeiro de 2017, 15h05
    3
    0

    OS SENHORES DEPUTADOS QUE DIZ SER REPRESENTANTE DO ´POVO NESSE PARLAMENTO DEVERIAM ESTAR PREOCUPADOS E PONDO EM PAUTA SOLUÇÃO PARA CONTER O DESMATAMENTO NESTE ESTADO, PORQUE A PORTA ESTÁ ABERTA( SEM FISCALIZAÇÃO)PARA O TRANSPORTE DE MADEIRAS ILEGAIS A MUITO TEMPO, O AQUECIMENTO GLOBAL ESTÁ CHEGANDO E AINDA MAIS A FLORESTA É PARA A PRESENTE E AS FUTURAS GERAÇÕES.

Matéria(s) relacionada(s):

Malouf e acerto com quadrilha de Silval

Em mais um depoimento à juíza Selma, da 7ª Vara Criminal da Capital, Alan Malouf, quando questionado acerca de um esquema no Governo Silval que resultou no desvio de R$ 16 milhões do erário, reconheceu ter recebido R$ 950 mil num contrato de gaveta e que não pagou impostos sobre o montante. Contou que em 2010 foi procurado por Eder Moraes, então secretário da Casa Civil, para poder realizar a solenidade de posse do governador para mil...

Ex-governador nega "surra" de Piran

valdir piran curtinha   O emblemático encontro entre Valdir Piran (foto) e Silval para acerto de contas foi questionado pela promotora de Justiça Ana Bardusco, durante depoimento do ex-governador na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, nesta quinta. Diferente do que afirmou o ex-secretário Nadaf, Silval amenizou a...

Propinoduto "bancou" posse de Silval

alan malouf curtinha   O Buffet Leila Malouf, que tem como um dos sócios o delator Alan Malouf (foto), recebeu uma "bolada" para fazer a cerimônia de posse de Silval como governador. De fato, o evento realizado em 1º de janeiro de 2011 foi marcado por muito requinte. Na época, não se falava em valores. Eis que agora,...

Tirando dúvidas no CCC sobre propina

pedro nadaf depoimento curtinha   No 3º dia de confissão de Silval à Justiça, nesta quinta, ele contou que conversava com os demais membros da organização criminosa nos momentos de brechas, especialmente na hora da limpeza das celas, dentro do Centro de Custódia de Cuiabá, onde esteve preso por...

Forçando a barra para homenagear pai

vinicyus clovito curtinha   Diferente do pai Clovito Hugueney, parlamentar sensato que teve o 3º mandato de vereador interrompido por sua morte há 2 anos, Vinicyus Hugueney (foto), vereador de 1º mandato licenciado e hoje à frente da pasta de Trabalho e Desenvolvimento da Capital, não demonstra as mesmas habilidades...

Mais 11 em situação de emergência

Mais 11 municípios têm situação de emergência reconhecida pelo governo estadual, após prefeitos terem pedido socorro por causa de problemas ocasionados, principalmente com as chuvas. No mês passado, o Estado havia homologado situação de emergência em 15 cidades. Desta vez, o governador Taques referendou decretos municipais já assinados pelos gestores de Canabrava do Norte, Chapada dos Guimarães, Colniza,...

Citando outros líderes para ter delação

cezar zilio   A demora na homologação da colaboração premiada de Silval junto ao Supremo se deve, entre outras coisas, ao entendimento da Corte de que líder de organização criminosa não pode delatar. E percebe-se que o ex-governador se esforça para não ser enquadrado como tal. Nos...

O silêncio de Silval sobre conselheiros

De volta nesta quarta à sala da juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal da Capital, Silval Barbosa foi perguntado sobre comentários do seu ex-secretário Pedro Nadaf de que dinheiro do Estado teria, em forma de propina, abastecido bolso de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. Em resposta, o ex-governador que comandou o Estado de março de 2010 a dezembro de 2014 se limitou a dizer que prefere não comentar sobre esse assunto. Selma...

Efeito-Silval e tensão no meio político

walace guimaraes vg   Réu em vários processos, cinco deles na 7ª Vara Criminal de Cuiabá (nas quatro fases da Sodoma e mais a Seven), o governador Silval Barbosa tem provocado muita tensão no meio político, inclusive entre figurões, a cada notícia de que prestará depoimento. De sua boca...