Legislativo

Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 17h:08 | Atualizado: 11/01/2017, 17h:21

Oscar não teme retaliação do MPE e afirma que a CPI não faz negociatas

JLSiqueira/AL

oscar_JLSiqueira.JPG

Deputado Oscar Bezerra (PSB) diz que não descarta a possibilidade de convocar o procurador-geral de Justiça Paulo Prado e o antecessor Marcelo Ferra para prestarem esclarecimentos à CPI do MPE

O deputado estadual Oscar Bezerra (PSB), que deve assumir nos próximos dias a presidência da CPI do MPE, criada para investigar supostas irregularidades na emissão e pagamento de cartas de crédito trabalhistas para procuradores e promotores de Justiça, não teme sofrer retaliação do órgão fiscalizador. “Cada um está cumprindo sua função. O Ministério Público tem prerrogativa de investigar o governo estadual, prefeituras e a própria Assembleia e está fazendo seu trabalho. Neste caso, cabe ao Parlamento investigar o MPE e vamos fazer isso com toda seriedade. Não existe nenhum tipo de negociata. Cada um faz o seu trabalho”, declarou. 

Oscar Bezerra não descarta a possibilidade de convocar o procurador-geral de Justiça Paulo Prado e o antecessor Marcelo Ferra para prestarem esclarecimentos. Entretanto, afirma que qualquer convocação deve ser aprovada pelos membros da CPI do MPE. 

“É natural que as pessoas, independente de quem seja,  que cometeram qualquer ato ilícito, seja investigadas. O Colegiado vai definir as  oitivas de pessoas citadas nos depoimentos”, completou o socialista. 

Com o andamento dos trabalhos, a investigação da CPI do MPE  foi ampliada para apurar a existência de problemas  no controle interno, pagamento da Parcela Autônoma de Equivalência (PAE), além de pagamentos indevidos de verbas salariais e indenizatórias aos membros da instituição. Oscar Bezerra foi favorável à ampliação. 

“Votei pela ampliação da investigação porque depoimentos apontaram novas irregularidades. Vamos investigar qualquer beneficio que possa ter  problemas”, concluiu. 

Instalada em novembro de 2015, a CPI do MPE iniciou os trabalhos somente em fevereiro do ano passado e paralisou as atividades durante o processo eleitoral. O encerramento estava previsto para o último dia 30 de novembro, mas as investigações foram prorrogadas por mais 180 dias e entrarão 2017 adentro. A comissão, que será presidida por Oscar Bezerra, tem Leonardo Albuquerque (PSD) como relator.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • wilson t | Quinta-Feira, 12 de Janeiro de 2017, 10h49
    0
    0

    Oi?! Como assim? A Luciane Bezerra esta nos autos da Sodoma 3 que recebeu propina de 700 mil e nada apareceu e ele nao seria suspeito em estar na cpi do mp? negociata?uhm..... sei não

Matéria(s) relacionada(s):

Citando outros líderes para ter delação

cezar zilio   A demora na homologação da colaboração premiada de Silval junto ao Supremo se deve, entre outras coisas, ao entendimento da Corte de que líder de organização criminosa não pode delatar. E percebe-se que o ex-governador se esforça para não ser enquadrado como tal. Nos...

O silêncio de Silval sobre conselheiros

De volta nesta quarta à sala da juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal da Capital, Silval Barbosa foi perguntado sobre comentários do seu ex-secretário Pedro Nadaf de que dinheiro do Estado teria, em forma de propina, abastecido bolso de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. Em resposta, o ex-governador que comandou o Estado de março de 2010 a dezembro de 2014 se limitou a dizer que prefere não comentar sobre esse assunto. Selma...

Efeito-Silval e tensão no meio político

walace guimaraes vg   Réu em vários processos, cinco deles na 7ª Vara Criminal de Cuiabá (nas quatro fases da Sodoma e mais a Seven), o governador Silval Barbosa tem provocado muita tensão no meio político, inclusive entre figurões, a cada notícia de que prestará depoimento. De sua boca...

Ex-governador não compromete Faiad

francisco faiad   Silval revelou que o braço mais forte do seu esquema de corrupção na secretaria de Administração estava sob a tutela de Cézar Zílio que, mesmo deixando o cargo, continuou a fazer a coleta da propina paga por empresários para manter contratos com o Estado. Por outro lado,...

Silval temia governo paralelo de Riva

jose riva curtinha   Chamou atenção na oitiva de Silval, nesta segunda na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, quando confessou que tinha se tornado "refém" da Assembleia, então comandada por José Riva (foto). O ex-governador revelou ter sido procurado por Riva, que queria trocar a Consignum, responsável...

Oitiva de Silval bastante "concorrida"

silval barbosa curtinha   O 1º depoimento de Silval pós-liberdade - ficou preso por praticamente dois anos -, está mais concorrido do que final de Copa do Mundo. Nesta segunda, o ex-governador deve confessar crimes investigados na operação Sodoma 2. Entre os réus desse processo estão o ex-presidente da...

Filho de prefeito e salário de R$ 2 mil

emanuel filho curtinha   O federal de terceiro mandato Valtenir Pereira confirma que, de fato, nomeou para o seu gabinete Emanuel Pinheiro da Silva Primo (foto), filho do prefeito cuiabano Emanuel. O jovem assessor ganha R$ 2,4 mil mensais. E nem precisa pisar os pés no gabinete do deputado em Brasília. Presta serviços em...

Ex-cunhado empregado no gabinete

marcelo bussiki curtinha   Dois ex-vereadores estão lotados hoje na Câmara de Cuiabá. Com salário superior a R$ 10 mil, Eronides Dias da Luz, o Nona, integra o quadro jurídico. Responde como secretário de Apoio Legislativo. Edmilson Prates, ex-vereador pelo PMDB entre 2001 e 2004, é chefe de gabinete...

Divulgar direitos de quem tem câncer

gilmar fabris   Se tornou lei em MT, desde a última quinta (13), sob a chancela do governador Taques, um projeto do deputado Gilmar Fabris (foto) que obriga os órgãos públicos a divulgar em sites oficiais na internet, de forma clara e de fácil acesso, todos os direitos das pessoas com neoplasia maligna...