Legislativo

Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017, 17h:07 | Atualizado: 12/08/2017, 08h:34

MT

Por crise com repasses em MT, diretores de hospitais se reúnem com ministro

.

santa casa de misericordia cuiaba.jpg

 Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá é um dos hopitais sem repasses

Diretores de hospitais filantrópicos e universitários de Mato Grosso vão se reunir, em Brasília, com o ministro da Saúde, Marcelo Barros, na próxima quarta (16), para tratar do caos em que se transformou o setor no Estado. Atualmente, quatro hospitais paralisaram atendimento de pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS), alegando falta de repasse por parte do governo estadual. Os atrasos, segundo a Federação dos Hospitais Filantrópicos de Mato Grosso (Fehos), superam os R$ 10 milhões.

A audiência foi intermediada pelo senador Wellington Fagundes (PR), a pedido dos dirigentes hospitalares. “Eles querem uma solução e vamos trabalhar nesse sentido, já que o governo parece não estar disposto a um entendimento”, disse o senador. Do encontro também vão participar os demais integrantes da bancada federal e o suplente José Augusto Curvo, o Tampinha, que também é médico.

Crítico da situação, Wellington relatou ao Ministério da Saúde o difícil quadro no Estado. Ele explicou que, hoje, cerca de 5 mil pessoas deixaram de ter atendimento com a paralisação em quatro centros de saúde: o Hospital Geral Universitário, a Santa Casa de Misericórdia e o Hospital Santa Helena de Cuiabá, além da Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis. As quatro unidades juntas atendem por mês mais de 30 mil pacientes, uma média de mil por dia. O Hospital do Câncer também está com repasses atrasados, mas não aderiu à paralisação.

O senador de Mato Grosso disse que é preocupante o fato de que profissionais já começam a abandonar seus postos de trabalhos por causa da falta de pagamento. A queixa é de que estão recebendo salários de dois em dois meses. Muitos desses profissionais, segundo relatos da Fehos, são contratados por dedicação exclusiva.

Wellington explicou ainda ao Ministério que o Governo do Estado afirma não existir qualquer dívida com os hospitais filantrópicos. Alega que fazia ajuda emergencial por causa da crise dos hospitais e que, devido à inviabilidade orçamentária, o Estado não deve repassar mais estes valores. O governador Pedro Taques chegou a dizer que a possibilidade de ajuda só ocorrerá com a melhoria do caixa do Estado “mais para frente”. A versão do governo é contestada pela direção dos hospitais.

Para Wellington, no entanto, a questão é de gestão. “Administrar é eleger prioridades, e a vida das pessoas, eu acredito, é a maior delas. É a sensibilidade que qualquer administrador precisa ter”, disse o senador republicano, que voltou a criticar os gastos do Governo com publicidade – cerca de R$ 84 milhões – quando, segundo ele, o certo seria utilizar recursos para ajudar os hospitais a atender as pessoas que tanto precisam. “Vamos buscar uma solução, mas é preciso que o governo priorize recursos, principalmente para salvar vidas”, assinalou. (Assessoria do Senador)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Maria | Sábado, 12 de Agosto de 2017, 13h50
    0
    1

    O governador Taques não tem preocupação com vidas, ainda mais sabendo que essas pessoas não votarao nele NUNCA mais. Então ele fica de corpo mole e aprontando as malas para sair de vez, pois é considerado o pior governo estadual que Mato Grosso teve.

Matéria(s) relacionada(s):

Plano de se afastar para ser candidato

jayme campos curtinhas   Jayme Campos, hoje principal referência do DEM no Estado, revelou neste domingo que está decidido a se desincompatibilizar do cargo de secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande para "costurar" candidatura majoritária, seja ao Senado, seja para governador. A saída do...

Governo Taques avança na Segurança

gustavo garcia curtinha   A área de Segurança Pública, hoje sob Gustavo Garcia Francisco (foto), foi apontada pelo governador Taques como prioritária desde o início da gestão. Nos dois primeiros anos (2015 e 2016), aumentou o contingente policial, armamentos, serviços de inteligência e...

Empenho e solidariedade às famílias

pedro taques curtinha   O governador Taques acompanhou pessoalmente a operação policial na madrugada deste sábado, que resultou no "estouro" do cativeiro, na prisão dos assaltantes e na liberdade da empresária Milene Falcão Eubank, mantida refém por 13 horas. O secretário de Segurança,...

Estado perde seu único time na Série B

helmute fmf   Após quatro anos consecutivos na Série B, algo inédito na história de um time mato-grossense que não tinha representante desde 1994, o Luverdense foi rebaixado à Terceira Divisão. Precisava vencer para ter chance de seguir na Segundona, mas empatou nesta sexta, em 0 a 0, com o Guarani....

Taques ignora pressão e elogia Soares

luiz soares curtinha   Coube ao ex-prefeito cuiabano e apresentador do programa Resumo do Dia, Roberto França, tornar público o posicionamento do governador Taques quanto ao movimento de várias lideranças, especialmente de deputados, pela queda de Luis Soares da pasta da Saúde. No quadro "Bomba do Dia", apresentado...

Sintap defende servidores do Intermat

candido teles curtinha   O Sintap não defendeu Cândido Teles (DEM), presidente "inoperante" do Intermat que passou a usar a estrutura do órgão com pretensões eleitorais - é pré-candidato a deputado estadual, mas garante que, quanto aos servidores, estes são dedicados ao trabalho. Em nota, nega...

Pré-candidatura já ganha repercussão

mauro mendes artigo   A notícia revelada pelo Blog do Romilson de que Mauro Mendes, que deve se filiar ao DEM ou ao PR, está determinado a disputar o governo estadual e, sem alarde, começa a se distanciar de Taques, ganhou muita repercussão nos meios político e empresarial e no Palácio Paiaguás. Deu...

Dificultando planos políticos de Taques

nilson leit�o curtinhas   Pedro Taques está na bronca com o deputado federal Nilson Leitão (foto) por entender que este busca atrapalhar seus planos políticos majoritários. É desejo do governador disputar a reeleição com dois aliados fortes no palanque como candidatos ao Senado,...

Fábio já exige presidência do DEM-MT

f�bio garcia curtinhas   Fábio Garcia (foto), mesmo mal articulado e com atuação pífia na Câmara, deseja entrar no DEM e já assumir a condição de presidente estadual da legenda. Acompanhado do colega de bancada Adilton Sachetti, outro que deixou o PSB por causa de Valtenir,...