Legislativo

Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017, 17h:07 | Atualizado: 12/08/2017, 08h:34

MT

Por crise com repasses em MT, diretores de hospitais se reúnem com ministro

.

santa casa de misericordia cuiaba.jpg

 Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá é um dos hopitais sem repasses

Diretores de hospitais filantrópicos e universitários de Mato Grosso vão se reunir, em Brasília, com o ministro da Saúde, Marcelo Barros, na próxima quarta (16), para tratar do caos em que se transformou o setor no Estado. Atualmente, quatro hospitais paralisaram atendimento de pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS), alegando falta de repasse por parte do governo estadual. Os atrasos, segundo a Federação dos Hospitais Filantrópicos de Mato Grosso (Fehos), superam os R$ 10 milhões.

A audiência foi intermediada pelo senador Wellington Fagundes (PR), a pedido dos dirigentes hospitalares. “Eles querem uma solução e vamos trabalhar nesse sentido, já que o governo parece não estar disposto a um entendimento”, disse o senador. Do encontro também vão participar os demais integrantes da bancada federal e o suplente José Augusto Curvo, o Tampinha, que também é médico.

Crítico da situação, Wellington relatou ao Ministério da Saúde o difícil quadro no Estado. Ele explicou que, hoje, cerca de 5 mil pessoas deixaram de ter atendimento com a paralisação em quatro centros de saúde: o Hospital Geral Universitário, a Santa Casa de Misericórdia e o Hospital Santa Helena de Cuiabá, além da Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis. As quatro unidades juntas atendem por mês mais de 30 mil pacientes, uma média de mil por dia. O Hospital do Câncer também está com repasses atrasados, mas não aderiu à paralisação.

O senador de Mato Grosso disse que é preocupante o fato de que profissionais já começam a abandonar seus postos de trabalhos por causa da falta de pagamento. A queixa é de que estão recebendo salários de dois em dois meses. Muitos desses profissionais, segundo relatos da Fehos, são contratados por dedicação exclusiva.

Wellington explicou ainda ao Ministério que o Governo do Estado afirma não existir qualquer dívida com os hospitais filantrópicos. Alega que fazia ajuda emergencial por causa da crise dos hospitais e que, devido à inviabilidade orçamentária, o Estado não deve repassar mais estes valores. O governador Pedro Taques chegou a dizer que a possibilidade de ajuda só ocorrerá com a melhoria do caixa do Estado “mais para frente”. A versão do governo é contestada pela direção dos hospitais.

Para Wellington, no entanto, a questão é de gestão. “Administrar é eleger prioridades, e a vida das pessoas, eu acredito, é a maior delas. É a sensibilidade que qualquer administrador precisa ter”, disse o senador republicano, que voltou a criticar os gastos do Governo com publicidade – cerca de R$ 84 milhões – quando, segundo ele, o certo seria utilizar recursos para ajudar os hospitais a atender as pessoas que tanto precisam. “Vamos buscar uma solução, mas é preciso que o governo priorize recursos, principalmente para salvar vidas”, assinalou. (Assessoria do Senador)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Maria | Sábado, 12 de Agosto de 2017, 13h50
    0
    1

    O governador Taques não tem preocupação com vidas, ainda mais sabendo que essas pessoas não votarao nele NUNCA mais. Então ele fica de corpo mole e aprontando as malas para sair de vez, pois é considerado o pior governo estadual que Mato Grosso teve.

Matéria(s) relacionada(s):

Deputado quer trocar PSB pelo PSDB

adriano silva psb   O deputado estadual Adriano Silva (foto) não admite em público, mas confirma, em privado, que flerta com PSDB do governador Taques. Dá sinais de que pretende desembarcar do PSB, sob pretexto de que não concorda com a entrega do partido a Valtenir, e entrar no ninho tucano. Quer ficar próximo ao...

Risco de cassar quase 50% da Câmara

ball vereador curtinha pocone   Até o final deste mês, a Justiça Eleitoral de Poconé deve decidir sobre o pleito do MPE que pediu a cassação de 4 dos 11 vereadores e suplentes por causa de indícios de fraude nos registros de candidatura. Incluíram-se mulheres como candidatas "fantasmas". Elas...

Sem licença na Sema aos pequenos

No último dia 10, agindo sem alarde e com respaldo do vice-governador e secretário Carlos Fávaro (Sema), os deputados conseguiram modificar artigo de uma lei complementar, que estava em vigor desde 2015, e que ainda pode provar polêmica. Na prática, a secretaria estadual de Meio Ambiente agora não precisa mais exigir nem licença prévia, nem de instalação e muito menos de operação nos processos...

Magistrados debatem Maria da Penha

Jamilson Haddad-juiz   Os juízes mato-grossenses Jamilson Haddad (foto), Ana Cristina Mendes, Jeverson Quinteiro, Eduardo Calmom e a desembargadora Maria Erotides Maria Erotides Kneip Baranjak estiveram em Salvador, na última sexta (18), participando da Jornada Maria da Penha promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e...

Mendes descarta disputar o Governo

mauro mendes curtinhas   Numa conversa recente com Pedro Taques, Mauro Mendes (foto) avisou que continuará no grupo do líder tucano e que não será candidato a governador. No máximo, pode tentar uma das duas vagas de senador que serão abertas com vencimento dos mandatos de Medeiros e Blairo. Ex-prefeito de...

Prefeito enfrenta revolta de servidores

ze do patio curtinha   Zé do Pátio segue batendo-cabeça em Rondonópolis. Agora, enfrenta embate com profissionais da Educação. Em fevereiro, logo no segundo mês desse novo mandato, Pátio simplesmente reduziu o pagamento do auxílio transporte dos servidores da Educação que...

Prefeitos empurram Neurilan a federal

neurilan fraga curtinha amm   Alguns prefeitos de diferentes partidos estão colocando "pilha" em Neurilan Fraga, presidente da AMM, para este concorrer a deputado federal. Entendem que os gestores são beneficiados ou prejudicados por muitas medidas aprovadas no Congresso Nacional e que, por isso, precisam eleger parlamentares...

Do conforto do TC para teste das urnas

antonio joaquim curtinhas   Numa decisão de coragem, audácia e de autoconfiança, Antonio Joaquim resolveu deixar a ativa como conselheiro do TCE, cargo com prerrogativa de desembargador do TJ, para voltar à militância politico-partidária e já entrar numa batalha como pré-candidato a governador....

Ausente e projeto que pune faltosos

oscar bezerra cpi curtinhas   Oscar Bezerra está sendo criticado por alguns colegas deputados. É que ele apresentou desde 2015 um projeto de resolução que, se aprovado, resultará no desconto do salário dos parlamentares que faltarem às sessões ordinárias ou delas se retirarem antes de...

MAIS LIDAS