RUMO ÀS ELEIÇÕES

Segunda-Feira, 12 de Fevereiro de 2018, 15h:45 | Atualizado: 12/02/2018, 15h:52

Aliança entre Bolsonaro e ruralistas deve deixar PSDB em alerta, afirma deputado

O líder da bancada do PSDB na Câmara dos Deputados, deputado federal Nilson Leitão, acredita que o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB-SP) precisa endurecer o discurso para tentar recuperar o terreno perdido para Jair Bolsonaro (PSL-RJ) entre os ruralistas. Sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto tem se consolidado no setor por conta de promessas como criminalizar as ações do MST e facilitar o acesso ao crédito rural.

Arquivo

Nilson Leit�o

Deputado federal Nilson Leitão alerta tucanos por achar que sucesso de Bolsonaro entre ruralistas está no discurso

Para Leitão, o sucesso de Bolsonaro entre os ruralistas está justamente no discurso. Segundo o tucano, a retórica agressiva contra as invasões de terra e a criminalidade encontram ressonância. "Ele (Bolsonaro) fala o que o nosso pessoal quer ouvir. Depois de abril, Alckmin terá de engrossar o discurso”, admitiu Leitão, que é líder da bancada do PSDB na Câmara Federal e preside a Frente Parlamentar a Agricultura (FPA), que reúne 220 integrantes de diversos partidos, em entrevista à Folha de S.Paulo sobre a aliança entre Bolsonaro e os ruralistas que preocupa o PSDB.

Sobre a chance de Alckmin recuperar o terreno perdido para Bolsonaro, Leitão aposta no perfil do eleitorado. Em sua avaliação, os brasileiros não gostam tanto da agressividade que faz parte da retórica do potencial adversário e podem acabar optando pelo presidenciável tucano. "O brasileiro não gosta tanto de agressividade, mas precisa ter segurança jurídica para trabalhar”, conclui o tucano.

Nos últimos dias, Bolsonaro tem dado amostras da força política ente os ruralistas. Na quarta passada (7), discursou no Show Rural de Cascavel (PR), uma das maiores feiras agropecuárias do país.

Falando à platéia formada por produtores rurais, Bolsonaro prometeu criminalizar ações do MST e foi interrompido por gritos de "mito". Na quinta (8), voou a Dourados (MS), onde foi recebido por mais de 43 mil pessoas e prometeu: “seu eu assumir, índio não terá mais 1 centímetro de terra”.

Mato Grosso

Brasileiro não gosta tanto de agressividade, mas precisa ter segurança jurídica para trabalhar

Nos próximos dias, Bolsonaro deve visitar Sinop para acompanhar a colheita da soja. Agricultores do Nortão prometem fazer um tratoraço para recepcioná-lo. 

No mês passado, produtores rurais que impediram a invasão de fazenda em Sorriso gravaram vídeo pedindo ajuda a Bolsonaro. O presidenciável respondeu nas redes sociais, prometendo tratar os sem-terra como terroristas caso seja eleito.

Desde 2015, Bolsonaro já participou de diversos eventos do setor agrícola em Mato Grosso como Farm Show em Primavera do Leste e Parecis SuperAgro em Campo Novo dos Parecis. Em todo as visitas, reforçou o discurso agressivo e chegou pregar o uso de fuzil contra o MST para proteger as propriedades rurais.

Alerta

O alerta entre os apoiadores de Alckmin em relação a Bolsonaro não se restringe somente a Leitão. "Hoje o agro é 95% Bolsonaro", sentencia Frederico D'Ávila, diretor da Sociedade Rural Brasileira e principal consultor do tucano sobre agronegócio.

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • Diego | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 14h28
    2
    0

    Vai nessa deputado mequetrefe. Alckmin não aguenta e nem esse seu partido vai minguar mais facilmente que o PT

  • Carlos Nunes | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 12h12
    3
    2

    Ih! A turma tá apavorada com o Bolsonaro, porque já viu que ele é independente...ninguém o controla. Se ganhar pra presidente vai ser Ou vai o racha...ou conserta o Brasil de vez, ou vai dar um trabalho danado. Tô prestes a votar no Bolsonaro, só preciso saber sobre o seu patrimônio atual: quantas fazendas tem? tem triplex? iate? contas em paraísos fiscais? É bom que vasculhem a vida dele integralmente. Senão depois é eleito...descobrem tudo isso, aí, diz que não tinha nada, que é perseguição política. Algum delator premiado já disse que já deu propina pra ele? Se houver uma investigação séria, e descobrirem que tá limpo...podem cravar o voto nele, pois encontramos um herói. Finalmente. Mas só Bolsonaro não adianta...tem que RENOVAR O CONGRESSO NACIONAL INTEIRO. Zerar tudo, passar a régua, e colocar uma nova safra de pessoas pra começar a escrever uma nova página na história política do Brasil. Afinal de contas os políticos passam, e o Brasil, que é mais importante, fica. A importante é a Pátria amada Brasil. Viva o Brasil!

  • alziro oliveira | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 12h08
    3
    0

    Alckmin acabou com sp agora quer acabar com o Brasil ,Deus me livre votar nesse lixo.

  • Benedita da Silva | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 11h26
    3
    1

    Se 12 postulantes a deputado federal abandonaram o partido por causa de Bolsonaro, a aliança dele com ruralistas é preocupante? Bolsonaro está se tornando um mala sem alça neste processo, vai ser engolido pelo mercado,aquele que manda é desmanda neste país. Com Lula preso Bolsonaro vai ter que mostrar a que veio, e aí mora o problema,o que ele tem a dizer ? Até agora nada de concreto

  • diego | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 11h20
    1
    0

    dilma

  • Alyrio do Mimoso | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 11h02
    6
    2

    Apenas Bolsonaro.... Eleito primeiro turno

  • Gustavo | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 10h36
    8
    1

    E ainda tem otários que votam no PSDBosta..

  • Pedro do Paraiso | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 08h15
    8
    3

    Chora mais!!! Não só os ruralistas, mas o povo brasileiro Dr com Bolsonaro. Se bobear vai ser no primei turno. Principalmente se tiver coro impresso. #BOLSONARONO1TURNO2018

  • Alexandre | Segunda-Feira, 12 de Fevereiro de 2018, 23h25
    5
    17

    Nosso presidente será escolhido pelo mercado e ponto. Bolsonaro é apenas um ator da tragédia política brasileira. Alkimin já está eleito. Lula preso. Bolsonaro será um nada depois de ninguém.

  • joaoderondonopolis | Segunda-Feira, 12 de Fevereiro de 2018, 20h40
    18
    6

    Bolsonaro 2018.

Matéria(s) relacionada(s):

Delator nega sociedade com Mauro

mauro mendes curtinha   Alguns vereadores aproveitaram a presença do ex-governador e delator Silval, na CPI do Paletó, para perguntar sobre eventual sociedade empresarial deste com o ex-prefeito da Capital Mauro Mendes (foto), que ensaia candidatura a governador. Silval esquivou-se. Disse que, no caso de um garimpo, o seu irmão...

Senador opta por ficar no Podemos

jose medeiros curtinhas   Após participar de reuniões com os presidenciáveis Levy Fidelix, do PRTB, e Jair Bolsonaro, que vai trocar o PSC pelo PSL, nas quais recebeu convite para filiação, o senador José Medeiros (foto) decidiu que fica mesmo no Podemos. E vai encampar o projeto de reeleição....

Ex-prefeito decide ficar no DEM

Roland Trentini   O ex-prefeito de Alto Garças, Roland Trentini (foto),  admite que ter sido sondado pelo empresário Silvino Dal Bó, um dos entusiastas do presidenciável Jair Bolsonaro, para reforçar sua campanha em Mato Grosso, angariando apoio dos ruralistas. Apesar de ter recebido o convite para aderir ao...

Silval cita 18 da AL com mensalinho

antonio azambuja curtinha   Silval Barbosa, em oitiva à CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, abriu o jogo sobre esquemas de corrupção. E, reforçando a delação, não poupou ninguém. Confirmou ter repassado mensalinho aos deputados na época em que foi...

Eleição da Mesa da AL custou R$ 16 mi

mauro savi curtinhas   À CPI do Paletó nesta sexta (23), o ex-governador Silval Barbosa disse que em todas as eleições da Mesa Diretora houve negociação financeira por votos. Citou como exemplo uma eleição cuja a chapa era formada por Mauro Savi (foto) e Romoaldo Júnior. O delator...

PSDB e vários vereadores a estadual

rodrigo da zaeli curtinha rondonopolis   O PSDB do governador Taques possui uma lista extensa de pré-candidatos a deputado porque inclui vereadores, que não precisam renunciar ao mandato para tentar outro degrau no Legislativo. Os quatro estaduais (Wilson, Saturnino, Baiano e Maluf) vão em busca da reeleição. O...

Silval repete na CPI termos da delação

silval barbosa curtinha   Instruído pelo jurídico para não desmentir a si próprio, o ex-governador e delator Silval Barbosa vai repetir na CPI do Paletó, nesta sexta, na Câmara de Cuiabá, aquilo que afirmou aos procuradores da República e à Justiça, de que o dinheiro entregue pelo...

Juarez não vai a vice e quer ser federal

juarez costa curtinha   Apesar de se colocar como pré-candidato a vice-governador, em chapa a ser encabeçada por Antonio Joaquim, Juarez Costa (MDB) está focado mesmo é na campanha a federal. Ele se animou com essa possibilidade porque o Nortão pode não ter um dos concorrentes. Trata-se de Nilson...

Governador e tudo ou nada à reeleição

pedro taques curtinha   Pedro Taques disse a interlocutores que pode até ter pensado no chamado plano B, que seria candidatura ao Senado, mas sua prioridade em 100% é a busca da reeleição. Avalia que seu governo tem feitos importantes que, quando potencializados na campanha eleitoral, o colocarão em vantagem nas...