ELEIÇÕES 2018

Segunda-Feira, 12 de Fevereiro de 2018, 15h:45 | Atualizado: 12/02/2018, 15h:52

Aliança entre Bolsonaro e ruralistas deve deixar PSDB em alerta, afirma deputado

O líder da bancada do PSDB na Câmara dos Deputados, deputado federal Nilson Leitão, acredita que o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB-SP) precisa endurecer o discurso para tentar recuperar o terreno perdido para Jair Bolsonaro (PSL-RJ) entre os ruralistas. Sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto tem se consolidado no setor por conta de promessas como criminalizar as ações do MST e facilitar o acesso ao crédito rural.

Arquivo

Nilson Leit�o

Deputado federal Nilson Leitão alerta tucanos por achar que sucesso de Bolsonaro entre ruralistas está no discurso

Para Leitão, o sucesso de Bolsonaro entre os ruralistas está justamente no discurso. Segundo o tucano, a retórica agressiva contra as invasões de terra e a criminalidade encontram ressonância. "Ele (Bolsonaro) fala o que o nosso pessoal quer ouvir. Depois de abril, Alckmin terá de engrossar o discurso”, admitiu Leitão, que é líder da bancada do PSDB na Câmara Federal e preside a Frente Parlamentar a Agricultura (FPA), que reúne 220 integrantes de diversos partidos, em entrevista à Folha de S.Paulo sobre a aliança entre Bolsonaro e os ruralistas que preocupa o PSDB.

Sobre a chance de Alckmin recuperar o terreno perdido para Bolsonaro, Leitão aposta no perfil do eleitorado. Em sua avaliação, os brasileiros não gostam tanto da agressividade que faz parte da retórica do potencial adversário e podem acabar optando pelo presidenciável tucano. "O brasileiro não gosta tanto de agressividade, mas precisa ter segurança jurídica para trabalhar”, conclui o tucano.

Nos últimos dias, Bolsonaro tem dado amostras da força política ente os ruralistas. Na quarta passada (7), discursou no Show Rural de Cascavel (PR), uma das maiores feiras agropecuárias do país.

Falando à platéia formada por produtores rurais, Bolsonaro prometeu criminalizar ações do MST e foi interrompido por gritos de "mito". Na quinta (8), voou a Dourados (MS), onde foi recebido por mais de 43 mil pessoas e prometeu: “seu eu assumir, índio não terá mais 1 centímetro de terra”.

Mato Grosso

Brasileiro não gosta tanto de agressividade, mas precisa ter segurança jurídica para trabalhar

Nos próximos dias, Bolsonaro deve visitar Sinop para acompanhar a colheita da soja. Agricultores do Nortão prometem fazer um tratoraço para recepcioná-lo. 

No mês passado, produtores rurais que impediram a invasão de fazenda em Sorriso gravaram vídeo pedindo ajuda a Bolsonaro. O presidenciável respondeu nas redes sociais, prometendo tratar os sem-terra como terroristas caso seja eleito.

Desde 2015, Bolsonaro já participou de diversos eventos do setor agrícola em Mato Grosso como Farm Show em Primavera do Leste e Parecis SuperAgro em Campo Novo dos Parecis. Em todo as visitas, reforçou o discurso agressivo e chegou pregar o uso de fuzil contra o MST para proteger as propriedades rurais.

Alerta

O alerta entre os apoiadores de Alckmin em relação a Bolsonaro não se restringe somente a Leitão. "Hoje o agro é 95% Bolsonaro", sentencia Frederico D'Ávila, diretor da Sociedade Rural Brasileira e principal consultor do tucano sobre agronegócio.

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • Diego | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 14h28
    2
    0

    Vai nessa deputado mequetrefe. Alckmin não aguenta e nem esse seu partido vai minguar mais facilmente que o PT

  • Carlos Nunes | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 12h12
    3
    2

    Ih! A turma tá apavorada com o Bolsonaro, porque já viu que ele é independente...ninguém o controla. Se ganhar pra presidente vai ser Ou vai o racha...ou conserta o Brasil de vez, ou vai dar um trabalho danado. Tô prestes a votar no Bolsonaro, só preciso saber sobre o seu patrimônio atual: quantas fazendas tem? tem triplex? iate? contas em paraísos fiscais? É bom que vasculhem a vida dele integralmente. Senão depois é eleito...descobrem tudo isso, aí, diz que não tinha nada, que é perseguição política. Algum delator premiado já disse que já deu propina pra ele? Se houver uma investigação séria, e descobrirem que tá limpo...podem cravar o voto nele, pois encontramos um herói. Finalmente. Mas só Bolsonaro não adianta...tem que RENOVAR O CONGRESSO NACIONAL INTEIRO. Zerar tudo, passar a régua, e colocar uma nova safra de pessoas pra começar a escrever uma nova página na história política do Brasil. Afinal de contas os políticos passam, e o Brasil, que é mais importante, fica. A importante é a Pátria amada Brasil. Viva o Brasil!

  • alziro oliveira | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 12h08
    3
    0

    Alckmin acabou com sp agora quer acabar com o Brasil ,Deus me livre votar nesse lixo.

  • Benedita da Silva | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 11h26
    3
    1

    Se 12 postulantes a deputado federal abandonaram o partido por causa de Bolsonaro, a aliança dele com ruralistas é preocupante? Bolsonaro está se tornando um mala sem alça neste processo, vai ser engolido pelo mercado,aquele que manda é desmanda neste país. Com Lula preso Bolsonaro vai ter que mostrar a que veio, e aí mora o problema,o que ele tem a dizer ? Até agora nada de concreto

  • diego | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 11h20
    1
    0

    dilma

  • Alyrio do Mimoso | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 11h02
    6
    2

    Apenas Bolsonaro.... Eleito primeiro turno

  • Gustavo | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 10h36
    8
    1

    E ainda tem otários que votam no PSDBosta..

  • Pedro do Paraiso | Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, 08h15
    8
    3

    Chora mais!!! Não só os ruralistas, mas o povo brasileiro Dr com Bolsonaro. Se bobear vai ser no primei turno. Principalmente se tiver coro impresso. #BOLSONARONO1TURNO2018

  • Alexandre | Segunda-Feira, 12 de Fevereiro de 2018, 23h25
    5
    17

    Nosso presidente será escolhido pelo mercado e ponto. Bolsonaro é apenas um ator da tragédia política brasileira. Alkimin já está eleito. Lula preso. Bolsonaro será um nada depois de ninguém.

  • joaoderondonopolis | Segunda-Feira, 12 de Fevereiro de 2018, 20h40
    18
    6

    Bolsonaro 2018.

Matéria(s) relacionada(s):

Desorganização e Arena sem energia

Pegou muito mal para a diretoria do Cuiabá e à administração da Arena Pantanal, sob custódia do governo estadual, a queda parcial de energia e a demora para o seu restabelecimento, comprometendo a sequência da final do Brasileirão da Série C entre o time do Cuiabá e do paranaense Operário, neste sábado à noite. A partida ficou interrompida por 1h20min por causa da queda de uma das três fases que alimentam o...

2 ex-prefeitos reforçam Neri à Câmara

marino franz curtinha   Apontado nos bastidores como um dos futuros deputados federais, inclusive com perspectiva de superar a 100 mil votos, Neri Geller continua agregando apoios em diferentes regiões. Nesta sexta, a 16 dias para as eleições, dois ex-prefeitos fizeram questão de gravar pronunciamento para...

Mendes vai reunir mais de 70 prefeitos

mauro mendes cuiaba curtinhas   Líder nas pesquisas na corrida ao Paiaguás, Mauro Mendes (DEM) vai falar a um grupo de mais de 70 prefeitos, no encontro que a coordenação de sua campanha está organizando para a próxima terça (25), às 9 horas, no Delmond Hotel, em Cuiabá. Vão estar...

Expectativa e aval de Malta e Romário

jose medeiros curtinha   O senador José Medeiros (Podemos), que ganhou projeção nacional pela coragem de combater o chamado petismo, se opondo de forma dura aos governos Lula e Dilma, caminha para ser uma das surpresas das urnas no Estado. Ele concorre a deputado federal. E pontua bem nas pesquisas de intenção de...

Sachetti e Maria Lúcia de fora da TCVA

adilton sachetti curtinha   Os candidatos ao Senado, Adilton Sachetti (foto), do PRB, e Maria Lúcia (PC do B) não vão participar da rodada de entrevistas da próxima semana da TV Centro América, afiliada da Globo. A direção da emissora já tinha informado aos assessores dos candidatos a senador...

3 perdem posições no Ibope ao Senado

procurador mauro curtinha   Três candidatos que apareceram entre os primeiros colocados para a senatória, no Ibope de agosto, perderam posições nas intenções de voto. Dois despencaram. O procurador Mauro (foto), do Psol, e Maria Lúcia (PC do B) perderam 7 pontos percentuais cada. O candidato do Psol...

Fávaro já disputa a 2ª vaga com mais 2

carlos favaro curtinha   A 2ª rodada da pesquisa Ibope para o Senado mostra um novo cenário 30 dias depois do primeiro resultado. Traz Jayme na liderança disparada, embora tenha oscilado negativamente de 34% para 32%. O tucano Nilson Leitão manteve-se estável nos 16%, já em 2º lugar, embora dentro da...

Taques oscila pra baixo e WF o alcança

pedro taques curtinha   O resultado da 2ª pesquisa Ibope, divulgado nesta 5ª à noite, caiu como balde de água fria na cabeça do governador Taques (PSDB). Em um mês, o tucano oscilou negativamente nas intenções de voto, de 22% para 20%, e foi alcançado pelo senador Wellington (PR), que no...

Os 5 candidatos e debate ao vivo hoje

Pela segunda vez neste pleito, os 5 candidatos a governador voltam a se encontrar, desta vez nesta quinta, às 20h, no debate promovido pela OAB/MT, numa parceria com a TV Assembleia. O Rdnews vai transmitir o debate ao vivo, com template das imagens disponível na capa do portal - nesse caso, basta clicar no botão volume para abrir o áudio. Até agora, Mendes, Taques, Wellington, Arthur e Moisés só tiveram juntos no confronto eleitoral da TV Vila...