Variedades

Quarta-Feira, 13 de Julho de 2016, 18h:02 | Atualizado: 13/07/2016, 18h:19

Começa ordem do dia para eleição de novo presidente da Câmara


Agência Brasil

Começou há pouco a ordem do dia para eleição do novo presidente da Câmara dos Deputados. Marcada inicialmente para 16h, a sessão chegou a ser transferida para 19h pelo presidente interino da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), mas, diante da pressão de líderes partidários, Maranhão voltou atrás e antecipou a sessão para 17h30. 

A ordem do dia teve início às 18h30, após ter sido atingido o quórum de 257 deputados. A expectativa é que o novo presidente da Câmara seja conhecido na madrugada de quinta (14). 

Pelo regimento da Câmara, cabe ao presidente interino presidir aos trabalhos. No início, Waldir Maranhão fez um pronunciamento em que afirmou que não esperava ter ficado à frente do comando da Casa. "Procurei em todos os atos seguir estritamente o Regimento da Casa. Minha motivação como presidente interino, independente de convicções pessoais, foi sempre fazer o melhor e que sempre tive a consciência de que o importante era ajudar o país a sair da crise", disse. 

Muito criticado por suas decisões, Maranhão afirmou que deixará a presidência sem guardar rancor e que esperará o julgamento "frio dos dias que virão" sobre sua atuação como presidente da Câmara. "Quero desejar ao próximo presidente ou presidenta sucesso para que possa exercer sua função com um olhar para o futuro", concluiu. 

A eleição para a escolher o sucessor de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que renunciou semana passada, chegou a contar com 17 deputados na disputa. Após as desistências de Heráclito Fortes (PSB-PI), Maria do Rosário (PT-RS), Beto Mansur (PRB-SP) e Fausto Pinato (PP-SP), 14 parlamentares permanecem na disputa. 

Pela ordem de sorteio, o primeiro candidato a falar será Rodrigo Maia (DEM-RJ). Em seguida, discursam Evair Vieira de Melo (PV-ES), Giacobo (PR-PR), Cristiane Brasil (PTB-RJ), Luiza Erundina (PSOL-SP), Fábio Ramalho (PMDB-MG), Carlos Manato (SD-ES), Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO), Marcelo Castro (PMDB-PI), Rogerio Rosso (PSD-DF), Gilberto Nascimento (PSC-SP), Esperidião Amin (PP-SC) e Orlando Silva (PcdoB-SP). 

Cada deputados terá dez minutos par apresentar suas propostas e pedir o voto dos pares. Depois dos discursos dos candidatos, será iniciada a votação. A expectativa da Secretaria-Geral da Câmara é que o processo de votação nas 14 urnas dure uma hora e meia. 

Logo após a votação será anunciado o resultado. Para ser eleito em primeiro turno, o candidato precisa obter maioria absoluta dos votos, observado o quórum mínimo de 257 votantes. 

Em caso de realização de segundo turno, será aberto novamente tempo de eez minutos para os candidatos se manifestarem. Em seguida será realziada a votação, com a expectativa de que também dure uma hora e meia. 

Será eleito o candidato que obtiver maioria simples dos votos. Em ambos os casos, os votos em branco serão contados para efeito de quórum, mas não serão contabilizados para esse fim os votos nulos. 

Após a eleição será anunciado o resultado e o vencedor tomará posse no cargo imediatamente. O deputado que for eleito para o mandato tampão com validade até 31 de janeiro. Além do status de presidente da casa legislativa, o novo mandatário da Casa comandará também um orçamento de R$ 5,2 bilhões e ainda, será colocado coo o segundo na linha de sucessão da Presidência da República.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Leitão ainda é incógnita ao Senado

nilson leitao curtinha   Nilson Leitão (PSDB) não está convicto de que será candidato ao Senado. Vai manter o projeto até o final de maio. E, caso não se viabilize, mesmo tendo duas vagas em jogo, buscará o terceiro mandato como federal. Assim como para o Senado, Leitão enfrentará...

Candidatos para todos os gostos

O cenário que se desenha, com os principais nomes a governador, é que o eleitor terá candidatos para todos os gostos. Os nomes colocados, até agora, já foram testados no Executivo e/ou Legislativo. Os mais notáveis são Taques (PSDB), Wellington (PR), Rossato (PSL) e Pivetta (PDT), que tende a substituir Mauro (DEM). O primeiro foi senador e, agora, apresenta os resultados de seu primeiro mandato como chefe do Executivo estadual. Pivetta foi...

Binotti critica "jogo de cena" de Jiloir

binotti curtinha lucas   Assim como fez com os demais que comandaram a prefeitura, o presidente da Câmara de Lucas do Rio Verde, vereador Jiloir Pelicioli (PDT), passou a criticar de forma dura o prefeito Luiz Binotti (foto), do PSD. Em sessão nesta semana, disparou de novo a metralhadora giratória, afirmando que Binotti...

Aliados de Suelme entregam cargos

corgesio albuquerque curtinha   Mais uma confusão no Palácio Paiaguás em meio a conspirações e brigas por cargos e espaço político. O governador decidiu tirar do 1º escalão a recém-nomeada Vanessa Queirós da pasta de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários para...

Alguns ex-aliados fora do manifesto

fabio garcia curtinha   Nem todos da lista de fortes aliados da gestão Taques e que, gradativamente, foram se distanciando do Palácio Paiaguás assinaram o manifesto contra o projeto de reeleição do governador do PSDB. Eis dois exemplos: os deputados federais Fábio Garcia (foto), do DEM, e Adilton Sachetti...

Ex-aliados em dura reação a Taques

carlos favaro curtinhas   Nunca na história deste país se juntaram tantas lideranças que eram aliadas e que agora estão contra o projeto de reeleição do governador Taques. Nada menos que 31 assinaram manifesto, expondo as razões de terem pulado do barco, entre eles 4 ex-prefeitos, como Mauro Mendes...

Blairo "lava as mãos" sobre o PP-MT

ezequiel fonseca curtinha   O senador licenciado e ministro Blairo Maggi (Agricultura) "lavou as mãos" em relação ao PP-MT, hoje tocado no Estado pelo deputado federal Ezequiel Fonseca (foto). Em algumas reuniões internas, o ex-governador defendeu que o partido abrisse as portas para novos filiados, independente destes...

Suplente se articula para cassar Diego

demilson nogueira vereador curtinha   O suplente de vereador Demilson Nogueira (foto), dirigente do PP de Cuiabá, está se articulando nos bastidores para derrubar o titular da cadeira Diego Guimarães, do mesmo partido. Ele juntou documentos, fotografias, discursos e registro de solenidade para tentar cassar o mandato de Diego....

Governo veta Maldonado à Unemat

adriano silva caceres curtinha   O suplente de deputado Adriano Silva (DEM), ex-reitor da Unemat, com sede em Cáceres, está revoltado com governador Taques. Enquanto atuava como deputado, substituindo o dono da cadeira Botelho, Adriano apresentou neste ano um projeto, aprovado em duas sessões, "rebatizando" a Unemat como...