Cuiabá, 23 de Março de 2017

Variedades

A | A

Domingo, 12 de Junho de 2016, 23h:59 | Atualizado: 13/06/2016, 00h:37

Homossexualismo é um estado, pois ninguém nasce gay, diz missionária

Fotos: Romilson Dourado

joide miranda velorio 810

Culto fúnebre na Igreja Batista Nacional Peniel, neste domingo, fica lotada; centenas dão adeus ao pastor Joide Miranda, que deixa registrata história de ex-travesti

Em mensagem de 10 minutos, neste domingo à noite, durante culto fúnebre com a Igreja Batista Nacional Peniel lotada, a missionária Edna Miranda, com a voz embargada e bastante emocionada, olhou para o corpo no caixão do ex-marido Joide Miranda e disse que ali estava um guerreiro, excelente pai e homem íntegro que sofreu todo tipo de discriminação, mas que tinha sido restaurado por Deus. O culto de duas horas foi transmitido ao vivo pelas redes sociais. Dentro da Igreja dois telões com imagem fixa de Joide, Edna e do filho adotivo Pedro.

Joide faleceu neste domingo, aos 51 anos. Estava internado na UTI do Santa Rosa, em Cuiabá, com pneumonia e quadro clínico agravado pela cirrose. Ele teve sua história conhecida internacionalmente por revelações surpreendentes. Foi travesti por 20 anos, resolveu sair das ruas, retomou à condição de heterossexual e se casou com Edna, com quem vivia há 24 anos. O casal adotou Pedro,  quando este ainda era recém-nascido.

joide miranda telao velorio

Dentro da Igreja, durante velório, telão mostra fotografia de Joide com a esposa Edna e o filho Pedro

Joide gravou CD com suas pregações e testemunho da vida nas ruas, incluindo narrações de uma infância marcada por abusos e violência. Percorreu o país ministrando palestras. Se tornou um pastor itinerante.

Em 2008, quando topou tornar público sua história, Joide falou ao . Afirmou o seguinte na época: “O homossexualismo não é genético, não é hereditário e ninguém nasce homossexual. Dá-se pela falta de uma base familiar". Suas declarações ganharam repercussão e dividiram opiniões - saiba mais aqui.

Neste domingo, oito anos depois, Edna, ao chorar a perda do marido, disse: “Não tenho vergonha do passado do Joide. Ele sempre falou a verdade. Viveu no mundo das drogas, da prostituição. Muitos não acreditavam na restauração. Mas Joide mostrou para essa geração que ninguém nasce gay, que homossexualidade é um estado”.

Bonita e elegante, Edna afirma que, enquanto casal, enfrentou críticas e barreiras e até dificuldades iniciais “para pregar o Evangelho”. Segundo Edna, muitas pessoas se "converteram" pelas palavras de Joide. O velório segue na Igreja Batista Nacional Peniel, na Morada do Ouro II. O enterro é nesta 2ª, às 16 horas, no cemitério Bom Jesus.

fachada igreja batista velorio 810

O velório do corpo do ex-travesti e pastor Joide Miranda na Igreja Batista Nacional Peniel prossegue até esta 2ª à tarde; Joide tinha 51 anos e era casado com Edna

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Edson | Quarta-Feira, 15 de Junho de 2016, 10h18
    0
    0

    HOMOSSESUALISMO NÃO,HOMOSSESUAL SIM ,vamos estudar pelo ao menos ,este sufixo ismo e uma referencia a doenças, a homossexualidade há de tempos deixou de ser vista como doença pela OMS, ex homossesual kkkkkkkonverssa pra boi dormir, ou inglês ver como queira

  • Elizeu | Segunda-Feira, 13 de Junho de 2016, 19h46
    0
    0

    Descansa em paz guerreiro! Agora que cumpriu sua missão aqui na terra irá viver a recompensa junto ao PAI Celestial. Pedro não é adotivo é filho legitimo.

  • JEFERSON MATOS | Segunda-Feira, 13 de Junho de 2016, 13h01
    2
    1

    Visão arcaica e religiosa sobre o homossexualismo. Religião cega e deixa as pessoas fanáticas sobre qualquer assunto. Como se homossexualismo fosse doença ou escolha.

Matéria(s) relacionada(s):