ARTIGOS

Segunda-Feira, 07 de Junho de 2010, 20h:02 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:26

Artigo

3 pré-candidatos ao governo estão na vala comum, destaca jornalista

O sacrifício, escândalos e fastio

Jorge Maciel    Sou desses que não se empolgam com eleições, afinal, como pouco troquei de emprego e na maioria das vezes já saía de uma empresa para outra, com salário e ocupação garantidos, não me apraz fazer penitência em longas filas eleitorais, em pleno domingo, sol causticante, para arrumar emprego para  Wellington Fagundes, Sérgio Ricardo, Pop, Walter Rabello, Ralf Leite, Carlos Bezerra, Chico dois mil, entre tantos.

    Sobre as próximas eleições, me declaro farto! Chega !!! Mas não é um “chega” tipo “pare!, não agüento mais!”. É que, realmente, ando muitíssimo contente e satisfeito e já decidi em quem votar. Quero até dizer que não vou mais clicar o RDNews (e também outros veículos) para ler coberturas sobre peculato, lavagem de dinheiro, desvio de recursos públicos, superfaturamento, enriquecimento ilícito. Basta!

    No início, ainda com relativo entusiasmo, a primeira ofensiva e abordagem contra este desarmado eleitor de um voto só foram feitas pelo pré-candidato tucano, Wilson Santos. Falo daquela empolada operação Pacenas, da Polícia Federal, que espantou os diabos da Tasmânia do PAC e ajuntou os comilões para os despojados aposentos da Polinter. Decidi, ali, que aquele candidato não me faria carregar tal andor. Depois ruminaram aquelas versões de que Mauro Mendes, outro candidato, é o que é hoje por conta do fenômeno metamórfico de resíduos de incentivos fiscais considerados e apontados pelos seus desafetos como criminosos. Tem aquela compra dos honoráveis vereadores por algo parecido com R$ 400 mil na campanha sucessória municipal passada, lembram-se? Pelo sim, pelo não, cidadão consciente e exigente, resolvi descartá-lo também.

    Ocorre que a erupção de denúncias ocasionadas pelo sobrepreço, tráfico de influência na aquisição de máquinas e equipamentos por parte do governo (e por conseqüência, seu candidato oficial- ou pré-oficial, o Silval Barbosa) me apavoraram igualmente. O Paiaguás, então imaculado ou virginal na opinião pública, resolveu fazer par com Wilson Santos na dança da pilhagem contra os cofres públicos, ou com as irregularidades apontadas de Mendes. Mas isso é natural, pois uma campanha eleitoral sem escândalos no horário eleitoral gratuito não tem a menor graça. Claro que, contra o Paiaguás – ou PR, ou PMDB - as denúncias partiram do empresário Pérsio Briante, bípede bicudo e enfeitado desde os tempos de impúbere.

    De qualquer sorte, o noticiário, tal como queimadas, deu clima mais ardente ao cenário eleitoral, onde graúdos da Sema e gente com ramagens nos halls paláticos acabaram vendo o sol quadrado. Até o ex-governador Blairo Maggi, que deixara o governo com quase 90% de aprovação, ao ver, atarantado, nos sites e TVs a perfídia consumada por assessores e secretários do peito teria exclamado: ‘Até vocês, Brutos?” - com a letra O mesmo!

    Ora, com as principais três candidaturas sob palmos na vala comum, não me restam alternativas e segurança para digitar, em outubro, o voto na pureza ou esperança. Por outro lado, ufa, me sobra o conforto de optar, entre os quais, pelo que me parecer menos pior. Em um sistema em que o governante tem como conceito se arrumar e arrumar os seus em primeiro, antes de pensar em cumprir com a sua obrigação, e quase nunca cumpre, a única certeza que o eleitor pode ter é a de que, no final das contas, mesmo resignado, ainda pode se vangloriar de ter o direito [sagrado] de pode votar no que rouba, mas faz, seguindo a memorável doutrina malufista. Eu não vou, entretanto, pensar assim: votarei, inflexível, decidido e consciente, naquele que mostrar menor apetite ao dinheiro alheiro.

    Jorge Maciel é jornalista em Cuiabá   

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • olinda tavares neves | Quarta-Feira, 09 de Junho de 2010, 08h06
    0
    0

    Maravilhoso! Engraçado, mas reflexivo. Um texto bem montado, muito explicativo, quase impar. Bom para começar o dia ... Em tempo: recheado de verdades Parabéns aos articulista !!!

  • José A. Silva | Quarta-Feira, 09 de Junho de 2010, 08h00
    0
    0

    Seu Jorge Maciel, me ensina como fazer isso. A ver quem tem menos apetite ao nosso rico dinheirinho. Porque politico honesto é igual a duende. Se existe, eu ainda não vi. Mas muito bom ponto de vista, aliás como é seu feitio, sempre lí coisas interesantes escritas por você. Um abraço

  • kleberson | Quarta-Feira, 09 de Junho de 2010, 07h32
    0
    0

    Parabenizo o artigo. Engraçado e que nos remete à reflexões. Realmente, como sustenta e rvela com muta verdade o repórter, os nossos candidatos realmente estão em vala comum da corrupção, da falta de compromisso, e nós precisamos, como ao ler esse brilhante artigo, refletir sobre isso. Com toda rezão, sr. Jorge Maciel, infelizmente temos que escolher o que tem MENOS apetite aos recursos públcios, porque todos têm

  • gustavo alermin | Terça-Feira, 08 de Junho de 2010, 17h55
    0
    0

    CONHEÇO O JORNALISTA JORGE MACIEL, QUE TRABALHOU EM SINOP POR ALGUNS ANOS. SEMPRE LÚCIDO, SARCÁSTICO E COM FORTE ESPÍRITO SATÍRICO. QUEM CONDENA O TEXTO SOBRE QUE O AUTOR TENHA SUGERIDO VOTAR EM QUE ROUBA MAS FAZ CONDENA SEM RAZÃO. BASTA OBSERVAR QUE O JORNALISTA FAZ UMA SÁTIRA CONTRA OS QUE VOTAM PARA MANTER SEUS EMPREGOS, MESMO SABENDO QUE VOTAM EM CAFAJESTES, OU OS QUE VENDEM SEUS VOTOS. O AUTOR DO ARTIGO TEM RAZÃO. DEIXO MEU ABRAÇO E PARABÉNS POR ESTE ARTIGO E OUTROS QUE TIVE O PRAZER DE LER..

  • regina | Terça-Feira, 08 de Junho de 2010, 17h49
    0
    0

    O autor é crítico, mas fecha o texto corretamente quando fala, sutil e com eufemismos, que a se ter candidatos ruins melhor votar em BRANCO. parabéns, sério o artigo, com boas pitadas de humor

  • Claudio Moraes | Terça-Feira, 08 de Junho de 2010, 13h17
    0
    0

    Claudio Moraes , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • ondino lima neto | Terça-Feira, 08 de Junho de 2010, 07h17
    0
    0

    sendo asism o seu candidato será o wilson santos.

  • Raul Herrera | Segunda-Feira, 07 de Junho de 2010, 23h32
    0
    0

    É sempre bom ter opiniões dinâmicas e convergentes como as do Maciel, prá gente ler. A política do "roubo, mas faço" (cuja paternidade é de Ademar de Barros e não do pobre Maluf) deve ser banida da política brasileira - quero votar em quem faz, sem roubar!!! Se todos os candidatos que se apresentam são larápios do dinheiro público, vamos VOTAR EM BRANCO que é a forma correta de colocar no olho da rua esses candidatos mão leve - se 50% (mais 1) votar em branco, anula o pleito e os candidatos tem que serem trocados. PENSEM NISSO!!!!!!!

  • marcelo | Segunda-Feira, 07 de Junho de 2010, 23h05
    0
    0

    vai trabalhar jorge , o creci ta la com um monte de servico a sua espera

  • robson | Segunda-Feira, 07 de Junho de 2010, 22h03
    0
    0

    robson, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.