ARTIGOS

Quinta-Feira, 19 de Março de 2020, 08h:44 | Atualizado: 19/03/2020, 08h:49

Caiubi Kuhn

A ciência nacional e o coronavírus

caubi_kuhn

O Covid-19 (coronavírus) tem provocado inúmeras mudanças na vida dos brasileiros. Mas o problema está apenas começando. A pandemia tem se espalhado pelo mundo e só será controlada de forma definitiva após a descoberta de uma vacina, seguido pela produção em larga escala e imunização da população. Esse processo começa com um trabalho intenso de cientistas. Neste texto, serão apresentados alguns aspectos sobre os desafios existentes na busca pela vacina.  

As pandemias não são novidades na história da humanidade, no início do século XX, entre 1918 e 1920, estima-se que a gripe espanhola, provocada pelo vírus Influenza A do subtipo H1N1, tenha causado a morte de 50 a 100 milhões de pessoas. Para nossa sorte, nos últimos 100 anos, a ciência evoluiu muito e hoje temos condições de evitar tragédias similares, através do desenvolvimento de remédios e vacinas, porém para que isso ocorra são necessários investimentos e políticas adequadas.

Os pesquisadores brasileiros já deram contribuições em relação ao entendimento do Covid-19 como, por exemplo, através do isolamento do vírus em laboratório feito no Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP). Segundo uma reportagem da revista Exame, a amostra do vírus que tem sido utilizada para o controle positivo nas técnicas de diagnóstico por laboratórios. Caso fosse necessário a importação de amostras, cada uma delas poderiam custar entre R$ 12 mil e R$ 14 mil.

Além disso, logo no início da crise, pesquisadores do Brasil e da Universidade de Oxford, sequenciaram o genoma do vírus Covid-19. Entender o RNA de um vírus é um passo fundamental para desenvolvimento da vacina.

É necessário investir na busca pela vacina e no desenvolvimento de técnicas e tecnologias para identificação e tratamento dos infectados

Caiubi Kuhn

Assim como as amostras, as vacinas também terão custos, por isso, é importante que sejam desenvolvidas pesquisas nacionais para que possamos produzir a vacina em larga escala e com baixo custo. Mas não só isso, também é necessário que de forma imediata, comece o desenvolvimento de pesquisas para produção de testes rápidos e em larga em escala, visando saber quem está infectado, para isolar esses indivíduos e impedir a proliferação da doença.

O Brasil possui pesquisadores e centros de pesquisas que podem contribuir muito para o enfrentamento desta crise. O governo precisa tomar medidas urgentes visando dar condições necessárias para o desenvolvimento de pesquisas que possam solucionar alguns dos gargalos existentes. Além de recursos financeiros, a criação de um grupo de cooperação composto pelos principais centros de pesquisas pode ser uma medida importante neste momento.

É necessário investir na busca pela vacina e no desenvolvimento de técnicas e tecnologias para identificação e tratamento dos infectados. O assunto é sério e, caso o governo não invista na ciência nacional, teremos um custo muito alto para conseguir superar esse momento trágico. Será que pelo menos durante essa crise o governo irá valorizar a ciência nacional? Eu espero que sim, mas até agora não tenho visto nenhum esforço neste sentido.

Caiubi Kuhn é professor da Faculdade de Engenharia UFMT-VG

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Vereadores de ROO e trocas de siglas

fabio cardozo 400 curtinha   Em Rondonópolis, praticamente a metade dos vereadores está aproveitando a janela, que se encerra neste sábado, para mudar de partido, e já com as atenções voltadas à reeleição. E, com a dança das cadeiras, o Solidariedade do prefeito Zé do...

Podemos absorve a turma do barulho

O Podemos conseguiu juntar no seu diretório em Cuiabá a turma do barulho. Dela fazem parte dois com mandatos cassados, Abílio Júnior, que perdeu a cadeira de vereador por quebra de decoro, e a senadora Selma Arruda, cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico, mas que ainda continua no cargo. Selma impôs condições para seguir no partido. Chegou a negociar ida para o PSC. E ganhou a presidência municipal do Pode, forçando o...

Secretário, furtos e a incompetência

rodrigo metello 400 curtinha   O secretário de Transporte e Trânsito de Rondonópolis, Rodrigo Metello (foto), filiado ao MDB e pré-candidato a vereador, corre risco de ser acionado na Justiça por centenas de pessoas que tiveram motocicletas apreendidas e que depois acabaram furtadas do Pátio Rondon. O local...

Vereador na base e críticas a Leonardo

leonardo 400 curtinha   Chico 2000, vereador pela Capital, assegura que não procede a informação de que o seu Partido Liberal irá romper com o prefeito Emanuel, não o apoiando à reeleição. Segundo ele, foi Leonardo Oliveira (foto), que participou na quarta de uma reunião do...

Embates sobre a cadeira da discórdia

selma arruda curtinha 400   A cadeira da senadora Selma Arruda (foto), que está cassada há um ano mas, mesmo assim, continua no cargo, vem dividindo opinião de vários líderes políticos, uns torcendo logo para a Mesa do Senado decretar a vacância para Carlos Fávaro assumir a vaga, outros...

PL avisa Chico que não apoiará EP

chico 2000 curtinha   O vereador Chico 2000 (foto), único do PL na Câmara de Cuiabá e governista de carteirinha, se mostrou  desconfortável politicamente quando foi informado nesta quinta que a legenda liberal não vai apoiar a reeleição do prefeito Emanuel, do MDB. O partido é comandado no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.