ARTIGOS

Sexta-Feira, 19 de Novembro de 2010, 10h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:28

Artigo

Abicalil declarou guerra e levou PT à derrota, diz aliado de Serys

Abicalil, o organizador da derrota

Jairo Rocha, do PT   Em 26 janeiro deste ano, durante a posse do diretório estadual eleito no PED-2009, Carlos Abicalil, deputado federal e presidente do PT-MT, encerrou seu discurso de posse se lançando candidato ao Senado e puxando, pessoalmente, uma palavra de ordem: “Abicalil, Abicalil: senador pelo Brasil”. Metade da plenária o acompanhou, outra metade protestou diante de tamanha arrogância.

    Na primeira semana de fevereiro, na primeira reunião ordinária do diretório estadual, a CNB - Construindo um Novo Brasil, que tem 60% dos membros da direção, aprovou um calendário eleitoral apertado cujo objetivo era tratorar a candidata natural à reeleição ao Senado de Serys Slhessarenko, e as tendências minoritárias. Marcaram as prévias sem fazer qualquer movimento de construção de acordo. Estavam seguros da vitória. Com a declaração de guerra feita por Abicalil, vieram os ataques à companheira Serys, feitos internamente e principalmente pela imprensa: “Ela está velha...Tá na hora de ir cuidar dos netos”; “A fila anda e Serys tem que ir cuidar da família”; “Serys não é de confiança de Blairo e por isso o candidato tem que ser Abicalil”...

    Vejam que isso era dito por militantes do mesmo PT que queria (e conseguimos) eleger uma mulher presidente da República. Carlos Abicalil contou ainda com toda estrutura política propiciada pelo controle que possui da secretaria estadual de Educação, Incra e Funasa. Num processo eleitoral viciado, ganhou as prévias por 300 votos. O PT estava rachado ao meio. Com a vitória nas prévias, além da candidatura de Abicalil, os militantes da CNB aqui em Mato Grosso anunciaram também as candidaturas prioritárias de Ságuas Moraes para a Câmara Federal e Alexandre César à Assembleia Legislativa.

    Depois desse golpe contra a candidatura da companheira Serys, o próximo passo da CNB foi aprovar a equivocada tática eleitoral de apoio à candidatura à reeleição de Silval Barbosa (PMDB) ao governo estadual e de Blairo Maggi (PR) ao Senado, numa dobradinha com Carlos Abicalil (PT). Na aliança proporcional, o PT coligou com PR e PMDB. O principal argumento foi que tal estratégia faria com que o PT elegesse um senador (Abicalil), um deputado federal (Ságuas) e ampliasse sua bancada na Assembleia Legislativa (Alexandre e outros que dessem sorte), além de garantir a vitória de Dilma no primeiro turno no Estado.

    Serys, depois de muita pressão feita por militantes do PT, aceitou ser candidata a deputada federal e conseguiu começar sua campanha em 3 de agosto, depois de um longo processo de inscrição onde o camarada Alencar Farina (da AE) retirou sua candidatura para que ela pudesse ser inscrita. Chegamos às eleições de 2010 com a seguinte bancada: uma senadora, Serys Slhessarenko; um deputado federal, Carlos Abicalil; e dois deputados Estaduais, Ademir Bruneto e Ságuas Moraes. Saímos com um saldo vergonhoso: perdemos nossa vaga no Senado; o deputado federal eleito pelo PT, Ságuas, ainda aguarda decisão de contagem de votos de outras candidaturas para saber se está ou não realmente eleito; reduzimos nossa bancada estadual de dois para apenas um deputado eleito (Ademir Bruneto); José Serra ganhou de Dilma nos dois turnos das eleições presidenciais; e o Partido está dividido, rachado.

    A coligação PT - PMDB - PR elegeu 4 dos 8 deputados federais e 12 dos 24 deputados estaduais. Isso prova que a tática eleitoral adotada pela maioria instalada na atual direção estadual do PT foi eficaz para eleger para o Senado, Blairo Maggi, ao Governo, Silval Barbosa, e deputados representantes do Agronegócio. Eis a “vitória” de Abicalil, cujo grupo mais próximo é apelidado de “aloprados” pelos seus adversários. Se toda a direita conservadora do Estado se organizasse para destruir o PT em Mato Grosso, não seria capaz de alcançar o resultado que alcançou Carlos Abicalil: aquele que quase foi senador pelo Brasil!!!

    Jairo Rocha é ex-presidente do PT de Cuiabá, membro da executiva estadual e assessor da senadora Serys Marly

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • josé | Terça-Feira, 23 de Novembro de 2010, 00h05
    0
    0

    Coitado do Jairo, a cara dele tá igual criança quando alguem lhe toma o pirulito. Chora não Jairo quem sabe a Serys consegue um impreguinho para você.

  • Rafael Amoedo | Sábado, 20 de Novembro de 2010, 16h34
    0
    0

    Quem destruiu o PT foi Serys. Se ela tivesse aceitado ser Vice do Silval, o companheiro Abicalil teria sido eleito Senador. E em 2014, o PT governaria MT (quando Silval fosse candidato ao Senado) e poderíamos ter 2 candidatos ao Governo: a então governadora Serys e o Senador Abicalil, que poderia ter sido Ministro da Educação de Dilma. E com apoio de Silval e Maggi. Hoje, somente nos reergueremos em 2014, caso continuemos coligados com o PMDB e com o PR. Sozinhos não vamos à lugar algum, isso é fato.

  • Eduardo Manfrin | Sexta-Feira, 19 de Novembro de 2010, 16h02
    0
    0

    Num futuro bem próximo o PT vai sucumbir em MT, e logo logo no brasil. O estopim da guerra interna aqui, ocorreu esse ano, mas qualquer um que seja realmente bem informado sabe que os ideais petistas de igualdade e união não passaram de uma utopia, e agora é cada um por si; que o diga Abicalil e Serys. Um querendo aparecer mais que o outro, tentando arrumar uma teta própria pra continuar mamando e apadrinhando sem vergonhas. Infelizmente teremos que aguentar a falácia petista por mais quatro anos(a não ser que a profecia Maya se concretize hehe), e o pior: Recanditatura em ano de copa (no brasil, com "b" minúsculo mesmo), tudo uma maravilha, futebol, dinheiro da bolsa-esmola nos bolsos, cerveja gelada, churrasquinho e os narizes de palhaço na cara de cada eleitor petista. E um VIVA à ditadura civil.

  • Marcos Do Pt | Sexta-Feira, 19 de Novembro de 2010, 15h44
    0
    0

    Ó grandioso site que defente Jairo Rocha e Cia do PT, não ofendi e não disse nada sem provas, simplesmente este cidadão não serve para nada além de denuncismo e armar barraco dentro do partido, jamais fez algo para o partido principalmente no interior, e agora vem falar bláblá blás, neste honrroso site, Jairo vai achar oque fazer sou a favor de sua expulção sim......

  • Cristina | Sexta-Feira, 19 de Novembro de 2010, 14h32
    0
    0

    Jairo, Jairo!!!! Bem que sua mãe mandou estudar. Não estudou, fazer o que né? Agora fica aí desempregado, tentando ganhar espaço na mídia. É muito fácil jogar culpa em outras pessoas, mas diga uma coisa qual a sua contribuição para o PT de Mato Grosso? Quando foi presidente do partido o que fez? O que sabe fazer é esse joguinho que somente você acredita. Nós PeTistas queremos um partido para todos e todas e não um PSS (partido da Senadora Serys). Portanto aplicar disciplina aos infiéis será muito bom para o PT. Fora Serys e sua GANG. Viva o PT! Romilson publique meu comentário. Mostre sua imparcialidade.

  • jonas do planalto | Sexta-Feira, 19 de Novembro de 2010, 14h22
    0
    0

    Quem é Jairo? A Serys não seria eleita senadora, nem aqui, nem na China. Se tivesse esta força teria sido eleita deputada federal.Faz as contas. Abicalil não foi eleito porque nós já conhecemos as razões. Ela se uniu a candidatura de Antero com ataques sujo contra Abicalil.

  • marcos do pt | Sexta-Feira, 19 de Novembro de 2010, 13h53
    0
    0

    marcos do pt, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • José Gabriel | Sexta-Feira, 19 de Novembro de 2010, 13h29
    0
    0

    É pura verdade, o Jairo ta corretissimo em sua ponderação, se tem um culpado pelo fracasso do PT em Mato Grosso esse cara chama-se Carlos Abicalil. Ele ta indo na contramão da historia e agora quer expulsar militantes do partido ligados a senadora Serys. Ele teria que se ligar no discurso da presidenta eleita Dilma, que disse que vai fazer um governo de todos e não de exclusão. Se liga Abicalil e seja mais humilde...

  • João Marcelo | Sexta-Feira, 19 de Novembro de 2010, 13h03
    0
    0

    Aqui em Mato Grosso, o PT oh! top!! top!!top!!. O mesmo vai acontecer com a guerrilheira presidente. É só aguardar para ver.

  • Charles | Sexta-Feira, 19 de Novembro de 2010, 12h38
    0
    0

    Meu caro Cezar do PT, como sou petista não poderia de fazer outro comentario em cima desse teu. Ou você é cego igual esse outro ae ou não sei o que é. Larga a mão de ser bobo rapaz tanto Abicalil quanto Serys enfraqueceram nosso partido por essa briga de "Egos" entre os dois. Me sinto envergonhado de ter visto o que os 2 fizeram durante a disputa interna. Tudo que os acessores ou até mesmo eles falarem pra mim não vai passar de conversinha fiada pra mais uma vez enfraquecer mais ainda nosso partido com essas brigas. Acho que os 2, e esses acessorezinhos ae abaixarem mais a bola e unir-mos nossas forças novamente para "reconstruir" o meu não, o nosso partido novamente, pois esse partido não pertence nem a Serys e nem a Abicalil. Abraço

Túlio, inabilidade política e frustração

tulio fontes 400 curtinha   Túlio Fontes (foto), que ainda faz mistério sobre disputa à sucessão em Cáceres, ficará mesmo fora do embate das urnas. Ex-prefeito e derrotado duas vezes para deputado estadual, ele não moveu uma palha para fortalecer o seu nanico PV. Conclusão: o partido só...

Pátio, vice, o MDB e ex-secretário

adonias fernandes 400 curtinha   Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio não desistiu de vez do seu antigo partido, o MDB, no qual militou por mais de duas décadas. Embora em rota de colisão com alguns líderes emedebistas, Pátio ainda tem bom contato com o ex-padrinho político, o...

Prefeito de Sapezal e aditivo com 15%

valdecir casagrande 400 curtinha sapezal prefeito   O prefeito de Sapezal, Valcir Casagrande (foto), autorizou o quarto aditivo de um contrato sem licitação, firmado em 2019 entre o município e a Casa de Saúde Santa Marcelina. Chamam atenção o valor e o aumento. A continuidade do atendimento aos...

Partidos acirram disputa a vice de Léo

leonardo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito emedebista Léo Bortolin (foto), um dos mais bem avaliados gestores mato-grossenses, convive com uma disputa acirrada de pretendentes ao cargo de vice-prefeito de sua chapa. A corrida por novo mandato está tão confortável que Léo praticamente não tem...

MDB e PRB devem se juntar em ROO

luizao 400 curtinha   Ao menos dois blocos de oposição em Rondonópolis estão levando a sério a observação do ex-governador e ex-senador Blairo Maggi, para quem Zé do Pátio ganharia a reeleição numa boa se o município tiver várias candidaturas. Ou seja, quanto...

Parlamentares numa disputa cômoda

thiago silva 400 curtinha   Parlamentares que estão se aventurando na disputa a prefeito nada têm a perder. Não precisam nem se afastar dos mandatos para concorrer ao pleito. Em caso de derrota nas urnas de novembro, continuam com suas cadeiras garantidas até 2022 (situação de estadual e federal) e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.