ARTIGOS

Domingo, 08 de Janeiro de 2012, 00h:00 | Atualizado: 08/01/2012, 07h:25

Artigo

Amalgama x resina - qual material restaurador usar?

Jackelyne Pontes   Uma grande dúvida surge na cabeça dos pacientes e é pergunta recorrente nos consultórios odontológicos: devo trocar as minhas restaurações antigas de amálgama por resina nos dentes posteriores?

    O amálgama foi por muito tempo o material de escolha para os dentes posteriores pois é mais barato, tem maior resistência, maior durabilidade e facilidade de execução de sua técnica, porém sua estética não é bem aceita pelo paciente por ser da cor prata, além disso tem baixa resistência nas bordas e necessita de um desgaste maior do dente que deve ser preparado para receber a restauração, e ainda possui mercúrio em sua composição, embora estudos clínicos apontem que o mercúrio não causa danos a saúde do paciente portador de restauração de amálgama e os danos ao meio ambiente, quando a sua manipulação é feita de maneira correta, são mínimos.

    Já os materiais resinosos são esteticamente mais vantajosos, pois a sua cor se aproxima mais da cor dos dentes e hoje em dia existem kits de pintura que dão condições ao cirurgião-dentista de aproximar ainda mais a cor da restauração e a cor do dente, possui adesividade, ou seja, a estrutura do dente pode ser mais preservada, além de não apresentar mercúrio.

   O tempo de vida útil de cada material é diferente, o amálgama dura até 15 anos, enquanto que a resina tem uma duração de 8 à 9 anos, e esta passa por um processo de aprimoramento, com o passar do tempo a sua composição melhora elevando o resultado da relação durabilidade e resistência. O grau de dureza e resistência da resina está bem alto, e o processo de dilatação e contração que este material sofre por ocasião das variações térmicas está atualmente muito próximo do ocorrido nos dentes naturais.

    Três fatores devem ser muito bem avaliados pelo profissional cirurgião-dentista. O primeiro é a questão estética, já que a resina é melhor aceita justamente por causa de sua cor que é mais próxima da cor do dente, em detrimento do amálgama que tem a cor prata. A segunda questão é o estado de saúde do dente, observando a extensão e localização da restauração ou da cárie. E por último, porém não menos importante deve-se observar a higiene bucal do paciente, da qual depende a eficácia da restauração.

    Nos casos estéticos a troca não deve ser necessariamente feita, porém se desejada pode ocorrer sem dano algum ao dente. Já nos casos de que envolvem a saúde do dente a troca deve ser feita quando existe fratura, infiltração na restauração antiga ou presença de cárie. Quanto ao desgaste do dente restaurado, o procedimento de retirada da restauração de amálgama pode ser feito em blocos, sem dano algum a estrutura do dente, porém se há tecido acometido de cárie sob a restauração este deve ser avaliado e sua remoção deve ser feita.

   A higienização e as visitas periódicas ao dentista para a avaliação das restaurações devem ser rotina por parte do paciente, e é importante citar aqui que a resina, caso haja fratura, é passível de reparação sem a retirada total da restauração, enquanto o amálgama todo material deve ser substituído, mesmo que não for atingido em sua totalidade. Quem decide sobre a troca do material restaurador é o cirurgião-dentista que deve avaliar a necessidade de cada paciente, os resultados a serem alcançados e o seu grau de higiene.

    Jackelyne Pontes é cirurgiã-dentista, filiada ao Sinodonto-MT (Sindicato dos Odontologistas do Estado de Mato Grosso) e escreve exclusivamente para este blog todo domingo - jackelynepontes@gmail.com

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

Poconé tem 4 no páreo; Euclides dança

euclides santos 400 curtinha   Em Poconé, o ex-prefeito Euclides Santos (foto) nadou e morreu na praia. Numa queda de braço dentro do PSDB, Euclides, que havia se mudado para Cuiabá e tem o filho na disputa para vereador, perdeu espaço e autonomia para a ex-prefeita Meire Adauto, presidente municipal da legenda tucana e...

Fernanda em almoço com Bolsonaro

fernanda 400 bolsonaro curtinh   A coronel Fernanda, candidata à senadora pelo Patriota, almoçou com Bolsonaro nesta sexta, em uma fazenda, em Sorriso. A militar foi a única que teve o apoio declarado do presidente na eleição suplementar ao Senado que acontece em 15 de novembro. Mais cedo, por volta das...

Prefeita cobra duplicação e ferrovia

rosana_curtinha   A prefeita de Sinop Rosana Martinelli aproveitou a visita do presidente Jair Bolsonaro na Capital do Nortão para cobrar uma solução para a duplicação da BR-163, sob concessão, e também pediu empenho na Ferrogrão e a implementação de porto seco na cidade. O...

Podemos se alia à esquerda em Barra

sandro saggin 400 curtinha   O direitista Podemos, comandado no Estado pelo deputado Medeiros, fechou coligação com partidos de extrema esquerda em Barra do Garças, como PC do B, PT e Pros. Sandro Saggin (foto), até então pré-candidato a prefeito pelo Pode, recuou e compôs com o grupo liderado pelo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.