ARTIGOS

Quinta-Feira, 09 de Julho de 2020, 16h:34 | Atualizado: 09/07/2020, 16h:34

Hugo Subtil

Cobrança indevida

Hugo Leonardo Subtil e Silva

Hugo Subtil e Silva

Como todos somos consumidores, nenhum de nós está imune a experimentar o dissabor de receber uma cobrança indevida por parte de um fornecedor, seja por equívoco ou descuido do setor financeiro da empresa, ou até mesmo por má-fé.

Nesta situação, o fornecedor, objetivando o enriquecimento indevido, age com dolo, lesando o cliente e cometendo assim um grave ilícito.

O número baixíssimo de pessoas que buscam seus direitos nestas situações, acaba por desestimular grande parte das empresas a tornarem seus processos de cobrança mais eficientes e eficazes para evitar erros, bem como, incentivam outras empresas a continuarem lesando consumidores e cometendo ilícitos.

Os principais exemplos de cobrança indevida são: por contas que já foram pagas, de valores acima do previsto em contrato, de multa e juros abusivos por atraso no pagamento, de serviços que sequer foram contratados, débito automático sem autorização, dentre outras arbitrariedades.

O prejuízo ainda pode ser muito maior, indo além da esfera material, isto porque, grande parte destas empresas ainda realizam negativações indevidas em órgãos de proteção ao crédito, implicando em lesão aos direitos imateriais do consumidor, ou seja, a imagem e moral daquele.

Portanto, ficar atento às cobranças recebidas é um dever do consumidor e contribui no bom controle das finanças.

É importante fazer uma análise ao menos mensal dos extratos bancários, faturas de consumo e outros instrumentos de cobranças

Hugo Subtil

Assim é importante fazer uma análise ao menos mensal dos extratos bancários, faturas de consumo e outros instrumentos de cobranças. De igual modo deve-se guardar de forma organizada os comprovantes de pagamento de suas contas, ao menos pelo prazo de 05 (cinco) anos, bem como as declarações de quitação anual recebidas dos fornecedores de prestação contínua.

Caso identifiquem uma cobrança indevida, vocês devem seguir os seguintes passos:

- Entrar em contato com o fornecedor e formalizar sua reclamação (solicitem e anotem o protocolo de atendimento).

- Na hipótese da empresa não solucionar o problema, com o devido cancelamento da cobrança indevida, pode-se registrar uma reclamação junto ao Procon.

- Persistindo o problema, não há outra saída senão procurar a orientação de um advogado de confiança, e se for o caso ingressarem com uma ação judicial, na qual poderá ser pleiteado desde o cancelamento da cobrança indevida, caso a mesma já tenha sido paga; o ressarcimento do valor em dobro com juros e correções monetárias, e até mesmo em alguns casos, indenização por danos morais.

Segundo registros públicos do Procon-MT, as empresas que mais recebem reclamações acerca do tema em tela são as do segmento de energia elétrica, fornecimento de água e saneamento básico, telefonia, bancos, instituições financeiras, operadoras de cartão de crédito e instituições de ensino.

É imperioso ficarmos de olhos bem abertos para não sermos as próximas vítimas desta verdadeira “indústria da cobrança indevida”!

Hugo Leonardo Subtil e Silva é administrador de empresas e advogado, sócio na Novack & Subtil. Email: hugo@novacksubtiladvogados.com

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

PSD reforça nome de Flávio em VG

selleman mathias 400 curtinha psd vg   Chamou a atenção a presença do presidente do diretório do PSD, em Várzea Grande, Selleman Mathias (foto), no lançamento da candidatura do empresário Flávio Vargas (PSB) à sucessão da prefeita Lucimar Campos, nesta quarta. Ao que tudo...

Selo Amiga dos Animais pra empresas

misael galvao 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), vai conceder o selo Amiga dos Animais para 20 empresas. Até o final do ano será realizada uma sessão solene para condecorar representantes dessas empresas. E também estão previstos a entrega da Ordem do Mérito...

Fecomércio vai à AL por menos ICMS

jose wenceslau 400 curtinha   O presidente da Fecomércio, José Wenceslau Souza Junior (foto), revelou nesta quarta, numa live ao RDTV, tv web do portal Rdnews, que vai procurar os deputados para reabrir o debate sobre a pesada carga tributária praticada em MT. Ele recorda que no final de 2019, o governo estadual alardeava que...

Gestores multados por irregularidades

arivaldo 400 curtinha   Dezenas de prefeitos e ex-gestores estão sendo multados por não enviar ao TCE prestação de contas periódica, informações e documentos obrigatórios, o que é considerado falha grave. Arivaldo Medeiros de Santana (foto), prefeito de São José do Povo,...

O "pai" da destruição de documentos

jose riva 400 curtinha   Na sua delação premiada, o ex-presidente da AL, José Riva (foto), acusa o presidente do TCE, Guilherme Maluf, de ter sumido com provas que incriminavam deputados quanto ao uso de suprimentos de fundos e verba indenizatória. Só que para o MPE, foi o próprio Riva quem organizou um...

DEM dividido e quase no colo de EP

emanuel pinheiro 400 curtinha   Num almoço na casa do prefeito Emanuel Pinheiro (foto), nesta quarta, lideranças da alta cúpula do DEM de Cuiabá e Várzea Grande discutiram possível apoio à reeleição do emedebista. Essa aproximação fere de morte o Palácio...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.