ARTIGOS

Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019, 15h:47 | Atualizado: 19/06/2019, 16h:05

Tatiane Ramalho

Filicídio Materno; o sofrimento do menino Rhuan!

Tatiane de Barros Ramalho

Tatiane Ramalho

A cada dia somos bombardeados por notícias trágicas, sórdidas, de uma perversidade que parece não ter limites. Quando achávamos que um fato estava próximo da brutalidade do "fim do mundo", da desumanização do ser humano, eis que surgem novas histórias ainda mais chocantes.

Você já ouviu falar em Filicídio? Esse é o termo usado para mães que matam seus próprios filhos. Isso mesmo, o ato de tirar a vida de quem deve zelar por ela é cometido pela genitora, aquela a quem chamamos de mãe. Poderia ter escolhido outro tema para abordar, mas não, este tema foi eleito pelo choque que nos causa, pela falta de compreensão que um Ser Humano, dito normal, tem por um ato como este, e não, não é de nosso objetivo a recriminação e/ou o julgamento do comportamento da mulher que chega a cometer tamanha atrocidade, mas sim, para demonstrar a realidade que nos cerca.

Crianças perdem sua vida por crimes cometidos por aquelas em quem mais confiavam. As próprias mães. Assim foi mais um dos casos bárbaros que nos deparamos e que chocou a sociedade pela brutalidade e pelas circunstâncias em que ocorreram.

O homicídio do menino Rhuan, de 9 anos, pela sua mãe, Rosana, 27 anos, em Samambaia (DF), é de uma violência demoníaca. A criança acabou morta pela mãe e pela companheira dela, mais antes o menino foi esquartejado, levou 12 facadas no peito e foi degolado ainda vivo.

O sofrimento do menino Rhuan comoveu o Brasil! Esta criança sofreu por longos anos, de acordo com o Laudo emitido pelo Delegado de Samambaia - DF, o garoto teve o seu pênis cortado há um ano em um procedimento cirúrgico dentro de casa para mudança de sexo, um verdadeiro ritual macabro.

A morte do menino Rhuan foi de uma crueldade demoníaca, pois ainda dormindo recebeu diversos golpes de faca, em seguida, teve o rosto desfigurado, foi decapitado e esquartejado.

Ele não teve como se defender. Qual criança teria? Como se defender daquela que deveria amar, zelar e proteger. Certamente ele se perguntava por que esse castigo nunca termina? O que eu fiz de errado para merecer isso?

O que leva uma mãe a matar seu próprio filho? Onde fica o tal instinto maternal de proteção e amor?

Não existe uma resposta linear a esta questão, sendo que podem existir diferentes motivações, como desejo de vingança, retaliação, ou ainda contextos conflitantes com alienação parental, onde a criança é vista como uma forma de atingir o outro progenitor. A morte da criança surge, assim, como uma forma de privar o outro progenitor do contacto com a criança, uma forma de punição ou até mesmo de esquecer o passado.

O fato é que independente da motivação associada, o amor de mãe ou de pai nem sempre se manifesta, é o que podemos constatar diante de um crime tão bárbaro, onde perdemos a esperança no ser humano.

Elas esfaquearam o pequeno Rhuan enquanto dormia, esquartejaram e tentaram queimar. O menino viveu para sofrer, era odiado, maltratado, abusado, humilhado, torturado, obrigado a manter relações sexuais com sua irmã de criação. Não contou com nenhum motivo para sorrir. Não conhecia a palavra respeito, muito menos
conheceu o significado de amor.

Ficou nas mãos de torturadoras, que de acordo com Raphael Boechat, psiquiatra, doutor em ciências da saúde, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (UnB) precisam ser estudadas, pois se forem inseridas novamente na sociedade, provavelmente podem causar problemas, levando a um quadro de psicopatia, tamanha perversidade do crime.

Que o calvário sofrido pelo menino Rhuan, assim como muitos outros crimes bárbaros e macabros que acontecem no nosso País não fiquem impunes, que possamos dar voz a nossas crianças e tê-las como prioridade absoluta.

Descanse em paz Rhuan, que seu sofrimento não seja esquecido!

Tatiane Ramalho é presidente da Comissão de Infância e Juventude da OAB/MT e da Comissão do Instituto Brasileiro de Direito de Família de MT - IBDFAM; conselheira Titular do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente - CEDCA; e membro da Comissão Nacional de Infância e Juventude do Conselho Federal da OAB

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Túlio | Sábado, 22 de Junho de 2019, 15h30
    1
    0

    Povo que gosta de aparecer mídia

  • Marcela Arruda | Sexta-Feira, 21 de Junho de 2019, 12h51
    1
    1

    Mundo ta cheio de psicopatas fazendo barbáries, demagogos q falam muito p aparecer e Fazem tudo ao contrário na vida real, e imprensa querendo ibope c desgraça alheia. Descance em paz, pobre criança, q a Justiça seja feita, e bora colocar em prática tudo q falamos! Cuidar de filho, trabalhar e não atrapalhar vidas alheias.

  • Gislaine C. Markos | Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 21h54
    2
    0

    Há de se analisar a causa antes de se criticar o efeito, pois que, assim como todo mal tem sua origem, todo pecado tem seu carma. Matar um filho e trair um marido são a mesma coisa. Além do quê, um espelho só reflete o que está diante de si e nunca o que está por trás......afinal, a sombra só existe por causa da luz.

  • Claudia Inocente Bomdespacho | Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 12h45
    2
    3

    Parabéns pelo posicionamento Dra.

Matéria(s) relacionada(s):

DEM e chapa a vereador em Cuiabá

beto 2 a 1 400 curtinha   O presidente do DEM em Cuiabá, Beto 2 a 1 (foto), secretário estadual de Governo, faz mistério sobre a chapa que está sendo montada para concorrer a vagas na Câmara de Cuiabá. Não esconde apenas o nome do vereador Marcelo Bussiki que, em março, deixa o PSB aproveitando...

Fávero e peso político em novo partido

silvio favero 400   A definição pelo presidente Jair Bolsonaro para que Silvio Fávero conduza a Comissão Provisória em MT da Aliança pelo Brasil, partido que só será criado oficialmente no próximo ano ou em 2021, representa peso político importante para o deputado de primeiro...

Prefeito estoura limite e TCE faz vetos

francis maris 400 curtinha   No sétimo e penúltimo ano de mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (foto) segue na mesma toada, de que a administração precisa continuar "enxugando" a máquina, embora já tenha conseguido o equilíbrio fiscal e que quem o suceder receberá uma gestão...

Vice muda de partido e vai a prefeito

leandro felix 400 curtinha   O vice-prefeito de Nova Mutum e primeiro-suplente de deputado estadual, Leandro Félix (foto), pretende deixar o DC. Deve se filiar no Podemos ou no PRB. Vai depender da orientação política dos irmãos Adriano (Podemos) e Otaviano Pivetta (PDT), respectivamente, prefeito de Mutum e...

Câmara só regulamenta salário de EP

misael partido 400 curtinha   Ao fixar o salário do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro em R$ 27 mil, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto) não aumenta o subsídio de Emanuel de imediato, mas sim regulamenta o valor que já era pago desde dezembro de 2018. O imbróglio começou...

R$ 71 mi já estão reservados para 13º

rogerio gallo 400 curtinha   Após os primeiros meses de "choradeira", pintando cenário do caos financeiro e administrativo, o governo estadual consegue, pela primeira vez neste 2019, fechar o mês com recurso provisionado para pagar o 13º dos cerca de 100 mil servidores. O secretário de Fazenda, Rogerio Gallo (foto),...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.