ARTIGOS

Quinta-Feira, 18 de Julho de 2019, 09h:30 | Atualizado: 18/07/2019, 09h:40

Ussiel Tavares

Controladoria Jurídica e a nova advocacia

Assessoria

Ussiel Tavares da Silva Filho ex-presidente oab.jpg

Ussiel Tavares

O mundo mudou. O processo e o escritório de advocacia estão diferentes. Vivencio o ambiente jurídico, de alguma maneira, há quase 40 anos e, acredite, estamos em um momento singular na história do Direito.

As coisas sempre evoluem. Tenho percebido isso ao longo da minha vida profissional, embora, pelo fato de vivenciar a advocacia de maneira intensa há tanto tempo, não sei se é possível separar do lado pessoal. Entretanto, na última década a velocidade das mudanças é impressionante.

Aqueles que me conhecem ou conviveram comigo sabem que tenho uma aversão quase que alérgica à subserviência. Os meus relatos costumam ser verdadeiros e, por vezes, desagradáveis. Bem ou mal, ocorre que as décadas de trabalho no Direito, dentro e fora dos processos, as duas oportunidades de comandar a seccional da OAB em Mato Grosso e a inquietação crônica, colocam-me, hoje, em um lugar com visão privilegiada. Desculpem-me os mais jovens, mas é assim.

O escritório de advocacia artesanal, feito sem sistemas, processos bem definidos e sem atrair talentos de diversas áreas está fadado a desaparecer nos próximos anos (ou meses!)

O escritório de advocacia artesanal, feito sem sistemas, processos bem definidos e sem atrair talentos de diversas áreas está fadado a desaparecer nos próximos anos (ou meses!). Os clientes não aguentam mais tratar com prestadores de serviços diferentes para resolver o mesmo problema. Isso é caro, chato e desperdiça a “commoditie” mais valiosa do planeta: o tempo.

A Controladoria Jurídica na Advocacia é um desses temas em que pouco se fala, mas que deveria fazer parte da estratégia de todo escritório, do pequeno e incipiente ao tradicional e robusto. Inicialmente poderiam pensar: “ok, mais um setor, mais custo, mais gente...” Minha resposta é que esse tipo de pensamento vai fechar muito escritório daqui pra frente.

As atividades de suporte ao advogado visam garantir agilidade, segurança e qualidade na prestação dos serviços. São conceitos aplicados no dia a dia do escritório, que promovem o mapeamento das rotinas e criam procedimentos que padronizam as atividades inerentes à prática jurídica.

A gestão do escritório faz parte do serviço que prestamos. Além de reduzir custos por erros evitáveis, dá segurança aos clientes que contrataram uma estrutura organizada e alinhada à visão da empresa moderna. A Controladoria Jurídica não é algo fácil de implementar, estamos trabalhando há meses. Tanto que em agosto vamos receber um treinamento no escritório com um especialista de São Paulo-SP.

Eu acredito que a nova advocacia deve ser alicerçada em dois pilares. Temos a tradição e a história, os relacionamentos criados ao longo do caminho percorrido, das décadas de trabalho. Isso não pode ser ensinado na faculdade, no estágio ou comprado com consultoria, isso se conquista. Por outro lado, temos a modernidade, o movimento, o escritório do futuro.

Estamos indo além da técnica e da escrivaninha. Os escritório deve se mover no ritmo do mundo totalmente novo, em que o Direito renova-se a cada dia e exige criatividade e eficiência nos detalhes, dentro e fora do processo judicial.

Ussiel Tavares da Silva Filho é advogado em Cuiabá e coordenador do Núcleo de Estudos de Defesa dos Direitos dos Credores nas Recuperações Judiciais.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • ELIAS BERNARDO SOUZA | Quinta-Feira, 18 de Julho de 2019, 10h20
    1
    0

    MARVILHA DE ARTIGO. PARABÉNS DR. USSIEL. CONCORDO NA ÍNTEGRA COM SEU PONTO DE VISTA AQUI EXTERNADO. SOU ADVOGADO MILITANTE HÁ 29 ANOS EM ARENÁPOLIS E REGIÃO E O CAMINHO É JUSTAMENTE O ORA EXPOSTO. GOSTEI DA LUCIDEZ DEMONSTRADA. ELIAS BERNARDO SOUZA - ADVOGADO - ARENÁPOLIS-MT.

Matéria(s) relacionada(s):

DEM consulta sobre regras ao Senado

julio campos 400 curtinha   Atendendo orientação da Nacional do DEM, na luta para ampliar bancada no Congresso, o diretório regional do partido vai apostar todas as fichas na disputa suplementar ao Senado. E, antes de avançar na definição de nome, o partido decidiu encaminhar consulta ao TSE para saber se...

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.