ARTIGOS

Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 13h:49 | Atualizado: 04/06/2020, 13h:49

Antônio Valério

Cuidado: o Leão está de olho e você pode ter que devolver o auxílio

Antonio Val�rio

Durante o período da pandemia, milhões de trabalhadores estão sobrevivendo graças ao auxílio emergencial concedido pelo Governo Federal. Sem dúvida, uma ajuda de extrema importância para quem realmente precisa. No entanto, nessa multidão, existem os oportunistas, aqueles que se aproveitam das brechas para tirar um ‘extra’. De olho nessa situação, o Governo decidiu mudar regras do auxílio e, em alguns casos, vai exigir a devolução do benefício via Declaração de Imposto de Renda no Exercício 2021 Ano-calendário 2020.

Fiquem atentos!

Com a edição da Lei 13.998 de 14 de maio de 2020, o Governo alterou normas no auxílio emergencial instituído pela Lei nº 13.982, de 02 de abril de 2020 em seu Art. 2º Letra C § 2-B. Dentre outros aspectos, destacamos a possível obrigação de alguns contribuintes terem que devolver o benefício, inclusive com a obrigação de apresentar a Declaração Anual de Ajuste exercício 2021 ano-calendário 2020.

Isso porque de acordo com o § 2º B da Lei 13.982, de 02 de abril de 2020, “O beneficiário do auxílio emergencial que receba, no ano-calendário de 2020, outros rendimentos tributáveis em valor superior ao valor da primeira faixa da tabela progressiva anual do Imposto de Renda Pessoa Física fica obrigado a apresentar a Declaração de Ajuste Anual relativa ao exercício de 2021 e deverá acrescentar ao imposto devido o valor do referido auxílio recebido por ele ou por seus dependentes”.

Atualmente, a faixa de limite de isenção anual é de R$ 22.847,76. Primeira Faixa da Tabela de IR-2020 Anual Vr 22.847,76

Ou seja, os contribuintes que receberem auxílio emergencial e ainda obtiverem outros rendimentos tributáveis cuja soma for superior ao limite de isenção (R$ 22.847,76), está sujeito à aplicação da regra para devolução do auxílio.

Lembrando ainda que a omissão dessas informações de rendimentos, assim como a falta de apresentação da declaração, além de estar sujeito à multa de ofício, caracteriza crime contra ordem tributária “CTN”.

Então, em alguns casos, o benefício não é de graça e terá caraterística de um empréstimo sem cobrança de juros ou correção. “De pai para filho”

Antonio Valério R. Ferreira é professor, contador e especialista na área tributária (CRC-MT 4.108/0-5)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Estudo sobre 13º a vereadores de VG

jaqueline jacobsen curtinha 400   A conselheira-substituta Jaqueline Jacobsen (foto) estabeleceu prazo de 120 dias, em sessão de julgamento do TCE por videoconferência no último dia 2, para que o presidente da Câmara de Várzea Grande, Fábio Tardin, realize estudo prévio de impacto...

2 deputados empurrados pra oposição

allan kardec 400   Por causa da bandeira que têm carregado de defensores dos servidores públicos, dois deputados do núcleo do governo começam a caminhar para oposição. Um deles é o pedetista Allan Kardec (foto) que, de tanto ser pressionado pelas chamadas bases para reagir contra a PEC da...

Elogios à gestão proba Mauro Mendes

marcelo oliveira 400 curtinha   O secretário de Estado Marcelo de Oliveira (Infraestrutura e Logística), Marcelo de Oliveira (foto), fez questão de destacar nesta quarta, em entrevista ao vivo ao RDTV, tv web do portal Rdnews, que o governador Mauro Mendes tem se empenhado ao máximo para fazer uma boa gestão,...

2 frentes do MDB e apostas em Cuiabá

gustavo padilha 400 curtinha   O MDB vive uma situação curiosa em Cuiabá. Embora no comando da prefeitura, com Emanuel Pinheiro, o partido só conseguiu reconquistar cadeira na Câmara há três meses, com a filiação de Juca do Guaraná, aproveitando a janela partidária. Em 2016,...

Opositores ganham força em Barra

adilson gon�alves 400 curtinha   Grupos de oposição estão ganhando "musculatura" em Barra do Garças, numa expectativa otimista de derrotar o candidato apoiado pelo prefeito Beto Farias (MDB), o atual vice Wellington Marcos, que está filiado ao DEM. Wellington é considerado nome "pesado"...

Cuiabá já conta com 10 "prefeitáveis"

paulo grando 400 curtinha novo   Dez partidos já possuem um ou mais pré-candidatos a prefeito de Cuiabá. E a "inflação" de nomes tende a aumentar empurrada pela necessidade de sobrevivência dessas legendas, que, lançando nome à majoritária, ajudam seus candidatos a vereador na busca por...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.